5 momentos em que você vai precisar da tradução técnica

5 momentos em que você vai precisar da tradução técnica

Trabalho exige atenção redobrada por parte dos tradutores, de forma que você deve se certificar de contratar sempre profissionais capacitados

Traduzir algum tipo de material não é uma tarefa simples. Além de ser necessário o domínio total de um idioma estrangeiro, é preciso perceber algumas nuances de contexto, algo que apenas a prática é capaz de trazer. Por isso, é mais do fundamental ficar atento na hora de buscar uma empresa de tradução.

É preciso que a companhia em questão tenha em seu quadro de colaboradores profissionais com capacidade comprovada. Em outras palavras, isso significa que estamos falando de uma tarefa que não pode ir parar nas mãos de qualquer um. Porém, além das traduções mais comuns e das traduções juramentadas, existe outro tipo de trabalho que merece atenção redobrada: a chamada tradução técnica.

O que é a tradução técnica?

Uma coisa é a tradução de um texto comum, onde o contexto ou a exatidão das palavras vertidas para o nosso, embora seja importante, não é absolutamente necessária. Em alguns momentos, pode se permitir uma mudança de palavra para que ela faça mais sentido em um determinado contexto ou cultura.

Já a tradução técnica exige que o tradutor tenha mais do que conhecimentos sobre um idioma. É preciso ir além e recorrer a dicionários técnicos, que tratam sobre termos específicos de uma determinada profissão, ou ainda a buscar a informação in loco, com profissionais que sejam referência em uma determinada área.

Quando você vai precisar de uma tradução técnica?

São várias as circunstâncias em que uma tradução técnica pode se mostrar necessária. Por exemplo: se um tradutor for converter para o português um texto de outro idioma na área de medicina, precisará ficar atento à forma exata como são grafados aqui alguns termos técnicos da área.

Em alguns casos, é possível que a palavra em questão não exista, mas levando-se em consideração a maneira como o termo foi criado em outro idioma é possível encontrar uma forma aproximada de se transcrever uma palavra de forma a manter a fidelidade do conteúdo. Assim como citamos um exemplo da área de medicina, os campos da tecnologia e do Direito também são bastante propícios a gerarem demanda por traduções técnicas.

Que tipos de documentos podem requerer tradução técnica?

Agora que você já tem uma ideia do que é uma tradução técnica e em quais áreas é utilizada, é importante saber em quais momentos o tradutor pode ter que correr atrás de informações extras para compor uma tradução como essa. Em alguns casos, inclusive, pode ser interessante ter a participação de um consultor técnico, de forma a garantir um resultado mais preciso.

Manuais de produtos, guias de usuário, fichas técnicas de produtos, requerimentos de patente, orçamentos técnicos, laudos periciais e processos judiciais são alguns dos exemplos onde o conhecimento do tradutor será colocado à prova, de forma que esses trabalhos demandam maio atenção e mais experiência por parte do tradutor.

Conhecimento sobre o tema é essencial

Embora não seja um pré-requisito obrigatório, podemos dizer que se trata de um grande diferencial encontrar um tradutor que seja especialista também em outras áreas. Por exemplo: um advogado tradutor muito provavelmente terá mais familiaridade com o tema na hora de traduzir um processo escrito em outro idioma para o português do que alguém formado apenas em Letras, por exemplo.

Se por um lado o fato de não ter uma graduação na área em questão não é um impeditivo para a realização de um bom trabalho, por outro lado a especialização pode garantir resultados ainda mais precisos. Portanto, caso seja necessário solicitar uma tradução técnica, é importante conversar diretamente com a empresa de tradução e explicar as suas necessidades.

Algumas dicas para uma boa tradução técnica

Para quem é tradutor, vale a pena ficar de olho em alguns conselhos para tornar as traduções técnicas mais precisas. O primeiro passo é compreender bem o contexto no qual o texto inserido. Muitas vezes, um termo específico pode ter uma conotação dentro de uma área e outra em um campo distinto. Portanto, compreender exatamente tudo aquilo que cerca o universo sobre o qual o texto versa é importante.

Para evitar erros, é importante estar munido dos documentos corretos antes de começar o trabalho. Quanto mais você estudar uma área, maiores são as chances de você se tornar um especialista nela. Isso vai garantir a você um trabalho de melhor qualidade e, possivelmente, entregue em um tempo menor – o que pode ser um diferencial importante para o seu cliente.

É preciso tomar muito cuidado com siglas e acrônimos. Algumas áreas de conhecimento contam com termos abreviados que fazem total sentido para quem os escreve, mas que podem não ter uma explicação lógica para quem os lê. Dessa forma, conhecer as convenções de escrita de um termo – como letras maiúsculas e minúsculas ou o uso ou não de pontuação – podem ser decisivos na hora de se produzir um conteúdo fiel ao texto original.

Por fim, dê uma atenção às conversões de números ou unidades de medida. Pode ser que uma determina unidade de medida, como milhas por hora ou graus Fahrenheit, não sejam compreensíveis para leitores brasileiros, uma vez que esse não é o padrão adotado por aqui. Nesses casos, para maior clareza, pode ser que seja necessário fazer a conversão dos valores para que a informação seja transmitida com maior propriedade.

Fonte: Fidelity Translations

NO COMMENTS

DEIXE UM COMENTÁRIO