Conheça as 7 estratégias de marketing essenciais para um marketplace

Conheça as 7 estratégias de marketing essenciais para um marketplace

Graças à qualidade e variedade de serviços ou produtos que oferecem, os marketplaces estão cada vez mais populares no Brasil. Esse modelo, portanto, tem sido a bola da vez no país e tem sido visto como um bom investimento pelos empreendedores.

No entanto, surgem muitas dúvidas àqueles que desejam investir nesse mercado principalmente em relação ao fórmula de crescimento do negócio. Para escalar um marketplace é necessário o investimento em boas estratégias de marketing para marketplace, com um plano aplicável e bem desenhado.

Quando se fala de estratégias de marketing para um marketplace, é bom lembrar que precisa ser bilateral: atrair tanto vendedores quanto clientes. Fora isso, o marketplace é o próprio responsável pelo investimento em marketing, portanto, é necessário um espaço virtual com boa visibilidade.

Desta maneira, investir em marketing é essencial para atrair tanto clientes e visitantes quanto sellers, que buscam locais seguros, disponíveis e com boa visibilidade para alocar sua marca.

Os marketplaces só adquirem visibilidade e receita com bons sellers. Para atraí-los, é importante oferecer qualidade no serviço da sua plataforma, como infraestrutura, etc. Por isso, os esforços em melhorias do site são indispensáveis, tornando-o cada vez mais escalável.

Os sellers também são motivados por boas taxas e bom marketing visual. Com investimento em visibilidade e no marketing, o vendedor entende que terá mais chances de compradores acharem seu produto em sua plataforma.

As estratégias de marketing são consideradas uma via de mão dupla por isso: atraem tanto os clientes quanto os sellers. Confira a seguir algumas dicas de boas práticas de marketing para atrair clientes ao seu marketplace.

1– Descubra o melhor canal para o seu marketplace

Conhecidos como canais, são, na verdade, os meios de propagação de determinado serviço ou produto. Atualmente, há uma extensa diversidade de opções de canais de divulgação disponíveis na internet e podem ajudar no crescimento do seu marketplace.

Muitos se questionam onde e como achar o canal certo para investir. A melhor escolha é utilizar o “Bullseye Framework”.

“Bullseye Framework” é um diagnóstico que analisa os canais disponíveis, como redes sociais. O sistema é conhecido entre os “marketeiros” por ajudar a eleger os melhores canais para o seu marketplace. Para colocar o método em prática, é necessário seguir cinco etapas:

Brainstorm: em conjunto com a sua equipe, discuta as possibilidade de canais, apontando os aspectos fortes e fracos de cada um. (torne a discussão mais assertiva levando fatos concretos sobre cada canal);
Gráficos com os canais: após reunir-se com a sua equipe, crie um gráfico com todos os escolhidos e elabore uma lista que os posicione em melhores e piores para que sirva de guia para as próximas decisões;
Separe os canais: agora você deverá fazer uma escolha dos três melhores canais. Neste momento, o foco deverá ser priorizar o marketing sobre os escolhidos;
Teste: após a escolha dos três canais, dê início aos testes nos três, com pequenos e gradativos investimentos. Conforme os resultados, se positivos, passe a aumentar as aplicações. Se os resultados não forem satisfatórios, troque pelo quarto canal da sua lista para começar um novo teste;
Foco nos melhores: na última etapa, busque priorizar o investimento apenas nos melhores canais e siga testando gradativamente, assim, o marketplace será cada vez mais bem avaliado.

2- Investimento em SEO

Conhecido como SEO, a sigla vem de Search Engine Optimization (ou otimização dos motores de busca) e é essencial para o seu marketplace. O SEO consiste em técnicas aplicáveis no conteúdo e no código de seu site, transformando em “amigos” de plataformas de busca, como o Google.

As pesquisas realizadas no Google se dividem em dois resultados: os anúncios e os resultados orgânicos. Além disso, conforme pesquisa feita pelo blog SEO Mad, o primeiro resultado do Google recebe cerca de 46% dos cliques, enquanto a segunda opção orgânica recebe 29%.

Por isso é bom investir no SEO de um marketplace, já que quanto mais amigável for o site, melhor rankeado ele será pelas plataformas de busca.

Como ser um site amigável? Para ser cada vez mais “amigo” do Google por exemplo, é importante saber que eles consideram aspectos como a velocidade do carregamento do conteúdo e a boa navegação dentro do site. O rankeamento dependerá da interatividade e facilidade do site para os usuários.

Como o SEO não é algo simples em um site, se o orçamento permitir, contrate um especialista ou até mesmo invista na terceirização deste serviço. Hoje em dia há muitas agências especializadas em otimizar os rankings organicamente.

3- Trabalhe em marketing de conteúdo em seu site

O SEO é uma estratégia poderosa para qualquer marketplace. No entanto, para que a fórmula funcione, gerando resultados efetivos, é necessário investir em conteúdo como vídeos, textos, guias, infográficos, etc.

O Google, a principal plataforma de busca, ama qualquer tipo de conteúdo e irá valorizar esse seu trabalho. Quando mais tempo você investir em Marketing de Conteúdo, maior será a chance do seu marketplace atingir melhores colocações nos rankings. 

A única exigência é que a produção seja sempre de qualidade. A avaliação do conteúdo é feita pelo algoritmo do Google, que dá ao site os melhores rankings.

Para exemplificar melhor, utilizaremos o Uber. A plataforma possui um blog que traz informações como se fosse um guia da cidade, com as melhores opções de atrações disponíveis nas grandes cidades, atraindo mais clientes para o Uber.

De outro lado, o marketplace Etsy, usa o Marketing de Conteúdo para atrair os sellers. Em sua plataforma, há um manual completo que ensina os vendedores como trabalhar ainda melhor dentro do site.

Ao utilizar o Marketing de Conteúdo é bom lembrar que, quanto mais você produzir, melhor será para o seu marketplace. Por isso, assim como o SEO, você pode optar por terceirizar este trabalho, contratando empresas especializadas em produzir conteúdos de acordo com os seus objetivos.

4- Anúncios pagos são essenciais

Além dos resultados orgânicos, como os do SEO, que geram resultados a longo prazo, há os anúncios pagos, que geram maior visibilidade para o seu marketplace.

A mídia paga também pode ser utilizada para aumentar o tráfego de seu site. Os anúncios pagos são poderosos na geração de tráfego. Se comparar a circulação ocasionada por eles aos conteúdos de um blog, os anúncios possuem conversões muito mais diretas.

O volume de acesso pode indicar ao Google que ele é bem visto pelas pessoas, o que melhora sua posição nos resultados da busca orgânica. Fora isso, o aumento de tráfego traz maior possibilidade de compra, já que a receita de um marketplace está associada, muitas vezes, ao volume de acessos.

Para dar início aos investimentos, é melhor pesquisar e descobrir qual será a opção que lhe trará o melhor ROI (Retorno Sobre Investimento) para a sua plataforma.

Depois, se a sua escolha for os anúncios pagos, você pode contratar um profissional de marketing ou até mesmo uma agência, que operem em seu marketplace utilizando o Google Adwords.

5- Ofereça uma “amostra gratuita” do seu marketplace

Essa estratégia é conhecida como “sampling” e utilizada desde os anos 60. Com sucesso entre os empreendedores, a técnica é basicamente oferecer uma amostra gratuita do seu marketplace para os consumidores. Assim, eles conhecerão e terão mais interesse em utilizar o seu serviço ou adquirir o seu produto.

O maior marketplace do mundo, a Amazon, oferece aos clientes uma assinatura gratuita para o seu novo serviço de streaming, o Amazon Prime, válida por 30 dias. O Uber, também usa essa estratégia, oferecendo a primeira corrida gratuita. 

O sampling é uma técnica que aproxima e ativa os consumidores até o seu marketplace com mais facilidade. Por isso, é uma estratégia que costuma funcionar muito bem.

6- Utilize o e-mail marketing para reter clientes

Ao contrário do que parece óbvio, atrair novos clientes pode custar até cinco vezes mais do que manter um antigo. E, na maioria dos casos, os marketplaces buscam novos consumidores em vez de priorizar os antigos.

O e-mail marketing é uma das ferramentas mais eficientes para fidelizar os clientes. A ideia é dispará-los divulgando novas promoções ou produtos, ou até mesmo fazendo ofertas limitadas a esses usuários.

Além disso, essa técnica também aumentará o tráfego de seu site. Portanto, colete os e-mails de todos os seus clientes e crie uma lista, que é facilmente administrada através de softwares de automação de marketing.

Um bom exemplo de e-mail marketing é o trabalho do marketplace Etsy. As ações da empresa resultaram em 78% da receita gerada pelo marketplace em 2014, isto é, criou vendas “repetidas” e fidelizou clientes através do e-mail.

7- Marketing offline do seu marketplace: patrocine, realize e esteja presente em eventos

Os eventos são um dos menos explorados canais de marketing, isso porque esse tipo de ação costuma ser mais caro. No entanto, se o orçamento permitir, os eventos são boas opções de marketing.

Estar ou realizar um evento pode promover a sua marca e até mesmo ampliar a sua lista de sellers – vale a pena investir naqueles que tanto seus sellers quanto compradores estarão. Hoje em dia, há alguns eventos feitos especialmente para essas situações. O Fórum E-commerce Brasil, é destinado aos lojistas virtuais ou possíveis sellers e, neste ano, contou com o Buscapé, por exemplo.

Torcemos para que você tenha encontrado e compreendido algumas das boas estratégias de marketing para marketplace. Se restou alguma dúvida para aplicá-las em seu negócio, deixe aqui o seu comentário.

Mais sobre marketing para marketplace no Blog da MOIP.

Leia também:

O consumidor procura por relevância, ele espera que você faça Marketing de Conteúdo

NO COMMENTS

DEIXE UM COMENTÁRIO