A importância de uma ferramenta de email marketing dentro do growth hacking

A importância de uma ferramenta de email marketing dentro do growth hacking

O growth hacking é uma estratégia de posicionamento web de baixo custo que cria grandes benefícios para as marcas.

Dizem que o growth hacking e as startups andam de mãos dadas, sendo também um comum denominador em aplicações como Facebook, Twitter, Instagram ou o LinkedIn. Esta forma de ver o posicionamento, passou do mundo online para também ser aplicado no mundo das PME´s e dos negócios físicos.

Leia também:

A ciência por trás da taxa de abertura de email marketing (e como fazer mais pessoas abrirem os seus!)

As organizações podem usar esta filosofia no bem estar do seu negócio utilizando uma ferramenta de email marketing.

O que é o growth hacking, e como usá-lo através de uma ferramenta de email marketing?

O growth hacking é a resposta a baixos orçamentos, ao querer fazer bem as coisas mas sem contar com todos os elementos necessários para fazer marketing tradicional, que implica publicidade e portanto ter grandes quantidades de dinheiro “debaixo da manga”.

O growth hacking é definitivamente para posicionar um produto, tendo como base o mesmo artigo, sem que isto signifique o desenvolvimento de marketing focado no mesmo. A ideia essencial do growth hacking, é crescer de forma sustentada sem muito esforço e sem grandes orçamentos.

O que devem ter em conta as marcas para aplicar o growth hacking?

1- Produto com growth hacking: o produto deve responder à uma necessidade, resolvendo algum tipo de problema. Existem 3 fatores chave debaixo desta filosofia: o produto, o mercado e a equipe. A sinergia entre estes 3 fatores permitirá oferecer um produto que encaixe com o mercado que necessita. As organizações podem ter um excelente produto, mas se este não responde à uma necessidade, pode significar fracasso.

2- Reinventar-se: as marcas devem manter um relação de continuidade dos seus clientes, já que num mercado há sempre concorrência. No growth hacking, deve-se estar na vanguarda e alerta à qualquer possível alteração.

3- Fidelização sempre: Pareto mencionava a lei de 80/20; se esta lei for transferida para o plano de vendas podemos dizer que 80% da receita é alcançada por 20% dos clientes. É mais difícil atrair novos clientes que conservar os já existentes, um cliente fidelizado, é a longo prazo um embaixador da marca, denominado brandlover, alguém capaz de falar sobre a marca positivamente e fazer a tão procurada “publicidade do boca a boca”.

Como utilizar uma ferramenta de email marketing de acordo com esta estratégia?

O growth hacking procura incrementar de forma notória o nível de utilizadores com o mínimo de gasto e esforço.

O email marketing cumpre sempre com este primeiro requisito, é uma ferramenta de comunicação econômica e rentável, com um ROI de 4308%.

1- Envio de questionários de satisfação ao cliente

Os feedbacks dos clientes é sempre importante.

Com uma ferramenta de email marketing pode-se criar e enviar questionários de satisfação ao cliente. O FormBuilder é uma das extensões que a ferramenta de email marketing pode contar. Esta extensão é de uso gratuito, permitindo a possibilidade de criar formulários de inscrição, questionários e landings para as listas de contatos de forma rápida e prática.

Isto permitirá às organizações conhecer melhor os seus clientes, além disso de poder conhecer os “insights” necessários para melhorar os produtos e ter um melhor serviço de pós-venda.

2- Uso de botões na newsletter

Utilizar CTA (call to action): através de botões de “chamada para ação” que convertam, que alcancem esse grande passo de transformar um cliente potencial em um real. Como devem ser estes botões?

• Letras e fundo com contraste;
• Instruções claras e precisas como: “Eu quero”, “Clique aqui”, “Registrar-se”, etc;
• Devem estar localizados: no final do artigo, acima à esquerda onde os olhos dos nossos utilizadores estão (leitura ocidental) ou no meio do artigo.

3- Criatividade primeiro: Conteúdo que desperte curiosidade

Uma grande estratégia de email marketing emana criatividade. Desde o assunto, passando pelo preheader e chegando até ao corpo da mensagem, a originalidade deve estar presente, o conteúdo deve surpreender.

Seguindo a ideia do growth hacking, se a organização possui um blog, inicialmente deverá identificar os artigos que originam mais tráfego e começar a partilhá-los nas newsletters mensais. Com esta opção, as marcas conseguiram agilizar o processo de implementação de uma estratégia de email marketing e por fim atrair novos leitores.

Mais sobre Growth Hacking:

Growth Hacking: 10 técnicas de vendas para aumentar a conversão do seu e-commerce

1 COMMENT

DEIXE UM COMENTÁRIO