Tags Posts tagged with "apple"

apple

A Apple continua faturando bilhões de dólares com a porcentagem que cobra (em média 30%) para cada aplicativo vendido na App Store. A empresa divulgou que houve um aumento de 50% na receita em 2014 em relação a 2013. Para os desenvolvedores de aplicativos, os valores se aproximam dos U$ 15 bilhões dólares.

A parte da Apple foi de U$ 4,5 bilhões de dólares. Um valor quase insignificante para uma empresa quem tem um faturamento em torno de U$ 180 bilhões em vendas anuais.

Em comparação com o Android, do Google, maior sistema operacional móvel do mundo, sua loja de aplicativos (Google Play) gera muito menos dinheiro do que o da Apple. A resposta para esta diferença pode estar na renda média dos usuários de iPhone em comparação com usuários de Android (que conta com aparelhos de custo mais baixo).

Segundo a App Annie, empresa de análise que acompanha vendas de aplicativos móveis, no terceiro trimestre de 2014 a receita da App Store foi 60% maior do que a receita gerada a partir do Google Play. Segundo os dados da própria Apple, a App Store disponibiliza 1,4 milhões de aplicativos para todos os dispositivos da empresa, já o Google Play, conta com 1,72 milhões.

Aplicativos gratuitos são os mais rentáveis

Vale destacar que não estamos apenas falando do valor do aplicativo, os líderes em rentabilidade são gratuitos. Os jogos são verdadeiros mestres na arte de rentabilizar com ferramentas que possibilitam acelerar a evolução nas histórias.

Uma arma nova, ou uma caixa de joias virtual podem significar fortunas aos desenvolvedores. No ranking abaixo, note que os jogos dominam as 20 primeiras posições de apps em rentabilidade. O primeiro colocado “não-jogo” é o Pandora Radio, na quarta colocação geral.

top-aplicativos-vendidos
Print de sexta-feira 23/01/2015 dos Top 20 aplicativos rentáveis de iPhone. Veja a lista dos 200 primeiros atualizada de hora em hora.

Clash of Clans na liderança

clash-of-clans

No topo da lista aparece o jogo Clash of Clans, gratuito para download, mas que conta com opções de compra de ferramentas para auxiliar o desempenho do jogador.

Faturamento diário:  U$1.118.457
O que é: Clash of Clans é um jogo de estratégia de combate que lhe permite construir uma vila, treinar tropas e batalha com outros usuários. Ele tem destaque em dois lugares na home page do iTunes e tem uma classificação média de 4,6 estrelas.
Como faz o dinheiro: os usuários podem comprar itens no jogo, como pedras preciosas para ajudá-los a assumir o reino, acelerando o processo de construção. Usuários podem obter mais pedras preciosas automaticamente depois de um tempo, mas são facilmente tentados a gastar dinheiro real para economizar tempo.
Quem faz isso: Este é o maior hit da Supercell, ajudando a empresa finlandesa conseguir uma avaliação de US $3 bilhões.
Quanto custa: O item mais caro disponível para compra é de: $99.99 para uma caixa de jóias
Estimativa de novos usuários por dia: 39.814

Fontes: The New York Times, Statista.com, businessinsider.com

O que a Apple pode ensinar para seu negócio online? Sabe a Apple? É, aquela mesma, do iPhone, do iPad, do iTudoQueVocêImaginar. Todos nós sabemos que ela é uma das marcas mais famosas do mundo, com produtos com qualidade no design e uma legião de fãs que fazem fila para o lançamento de algum novo aparelho.

Mas por trás disso tudo, a Apple possui uma história muito interessante – e não somente por Steve Jobs, um dos fundadores da empresa.

O que a Apple pode ensinar para seu negócio online?
Imagem do danieltaysingapore publicada no Visua.ly.

Para chegar onde chegou, a Apple passou por alguns perrengues – inclusive quase fechou as portas – mas passou por uma reestruturação forte, comandada por Jobs, e finalmente conseguiu alcançar o sucesso. A fórmula mágica? Bem, a gente sabe que não existe uma fórmula mágica, mas a solução para eles (e quem sabe também não serve para você) foi diminuir o mix de produtos em busca da qualidade de poucos – porém competitivos – produtos.

Nem eu nem você temos uma empresa do porte da Apple, mas isso não significa que não podemos PENSAR como a Apple. É muito importante conhecer o grupo que estamos falando e vendendo. Só assim saberemos o que ele quer – e se ele quer mesmo – todos os produtos que estamos oferecendo.