Tags Posts tagged with "ataques"

ataques

Atualmente, os cibercriminosos utilizam-se de métodos de invasões, habilidades e objetivos mais estratégicos e refinados. Eles selecionam suas vítimas e elaboram ataques totalmente direcionados.

Portanto, separamos seis dos principais tipos de ameaças que o seu e-commerce pode sofrer, para você entender, ficar atento e se prevenir dessas possíveis invasões.

1- DDoS

Uma das ameaças ao comércio eletrônico é o DDoS, que é uma tentativa de tornar os recursos de um sistema indisponíveis para os seus usuários.

O ataque procura tornar os sites indisponíveis e devido ao tempo de inatividade, este tipo de ameaça pode resultar na perda da confiança do consumidor e do valor da marca.

2- Cross-site Scripting ou XSS

Esse é o tipo de ataque que o usuário executa um código no site alvo, um Javascript, e caso ele encontre alguma brecha, o cracker conseguirá facilmente manusear os scripts maliciosos do seu e-commerce.

3- Cross-site Request Forgery (CSRF)

Esse tipo de ameaça CSFR é muito semelhante ao furto de cliques, conhecido como clickjacking, porém o CSFR é mais grave.

Se o cracker encontrar uma falha que permita o ataque, ele não vai depender que o usuário clique em um determinado link para que ele consiga executar os comandos diretamente no desktop da sua empresa para executar operações maliciosas. Trata-se de uma armadilha.

4- Eavesdropping

Normalmente esse tipo de ataque é utilizado pelos invasores para “roubar” senhas, CPF, dados de cartões de crédito, conversas sigilosas, logins, enfim, todas as informações pessoais e sigilosas dos usuários.

É uma técnica de violação da confidencialidade, uma analogia que podemos utilizar, seria como a ação de grampear um telefone.

5- SQL Injection

O SQL Injection é uma classe de ataque onde o invasor consegue obter todas as informações e dados sigilosos da sua loja virtual, ele pode inserir ou manipular consultas criadas pela aplicação enviadas para o banco de dados da plataforma de e-commerce.

6- Invasões em servidores

O sequestro em servidores são os mais comuns e quando o invasor tem sucesso na ação, geralmente é um estrago muito grande para a empresa, seja ela de pequeno ou grande porte. Depois de invadido, o usuário normalmente recebe uma mensagem informando sobre a invasão e a solicitação de um resgate (dinheiro). Os crackers entram por uma brecha e acessam todos os dados e fontes do sistema e controlam o alvo.

É importante ressaltar que alguns sistemas são mais vulneráveis do que outros, mas é possível achar vulnerabilidades em qualquer tipo de sistema operacional.

Saiba que existem diversas soluções para sua empresa detectar essas possíveis vulnerabilidades existentes dentro da sua plataforma de e-commerce e evitar um possível ataque.

A melhor opção é uma camada de proteção com a utilização de um firewall especialista no protocolo das aplicações WAF (Web Application Firewall). Você sabe o que é um Web Application Firewall? Leia mais sobre:

Mantenha seu e-commerce seguro de ataques cibernéticos


Esse tipo de solução ajuda no ciclo de desenvolvimento das aplicações, apoiando e auditando ciclos de desenvolvimento seguro. Portanto, fique atento e proteja seu negócio!