Tags Posts tagged with "brainstorming"

brainstorming

Saiba como utilizar a metodologia Brainstorm (ou Brainstorming) a seu favor e extrair as melhores ideias da sua equipe

O ditado popular diz que “duas cabeças pensam melhor que uma”. No mundo dos negócios, embora cada colaborador tenha as suas responsabilidades individuais, reunir toda a equipe para pensar em soluções para um determinado problema pode ser a melhor maneira de encontrar a resposta mais inteligente.

A esse processo dá-se o nome de “brainstorm”, que em tradução literal quer dizer algo como “tempestade de cérebros”. Embora o processo seja relativamente simples, em alguns casos a falta de foco do mediador da equipe pode colocar tudo a perder.

Por isso, listamos aqui uma série de conselhos para que você possa envolver toda a sua equipe na hora de tomar decisões criativas para alavancar o marketing da sua empresa. Quanto mais pessoas estiverem envolvidas no processo, maiores são as chances de que você obtenha êxito na sua proposta.

1- Não condene ideias absurdas

A primeira premissa de um processo de brainstorm é que todos têm a oportunidade de falar aquilo que vem à cabeça, por mais absurdo que seja. Vamos supor que você e sua equipe estejam reunidas para encontrar um nome para um novo produto, por exemplo. Mesmo as ideias mais absurdas devem ser consideradas.

O que vale aqui, nesse caso, é tentar compreender por qual motivo a pessoa chegou a aquela sugestão. Mergulhar na lógica por trás de uma sugestão de nome muitas vezes acaba funcionando como um processo de descoberta, no qual você percebe qual é a visão comum das pessoas sobre um determinado assunto.

2- Elimine as distrações e foque no objetivo

Quando estamos reunidos e podemos falar o que quisermos, é natural que a conversa se enverede por caminhos que não temos como prever. Por conta disso, a figura do mediador do debate – no caso, o responsável por coordenar a reunião – assume uma importância ainda maior.

Antes de começar, defina um tempo máximo de duração da reunião e convide todos a evitarem distrações durante a conversa. Desligue o celular, feche o notebook e mantenha à sua frente no máximo uma folha de papel e caneta. O foco deve ser naquilo que está sendo dito pelos colegas e no desejo de resolver o problema proposto.

3- Crie uma cultura participativa

Se a sua empresa não tem uma cultura de ser participativa, é natural que diante dos gestores os funcionários se sintam inibidos quando convidados a falar sobre um determinado tema. Porém, mesmo nos lugares onde há uma certa liberdade é preciso tomar cuidado para não desestimular a participação de todos.

É comum também que após uma reunião de brainstorm não se chegue a um resultado consensual. No entanto, os participantes da reunião devem ser comunicados posteriormente com relação ao que foi decidido. Não há nada mais desmotivador do que dedicar seu tempo a um problema e descobrir depois que tudo aquilo deu em nada. Seja responsável com o tempo de cada um e dê feedbacks.

4- Peça para que os participantes da reunião se preparem

Se você quer fazer uma reunião improdutiva na sua empresa, chame os funcionários de surpresa para qualquer coisa que seja. Além de eles deixarem as suas atividades de lado, certamente não renderão durante a reunião, pois não estavam preparados e nem focados para colaborar com o que quer que seja.

A primeira regra é que uma reunião deve ter uma pauta: objetivo geral, horário para começar e horário para terminar. Isso permite que as pessoas se preparem com antecedência, pesquisando soluções para o problema. Quando elas chegam na sala de reunião, sabem o que vão encontrar e isso ajuda a aliviar o clima de tensão que é natural em qualquer reunião.

5- Faça anotações de tudo

Entre os participantes da reunião, um deles deve ficar encarregado de tomar notas, coletando todas as ideias que forem apresentadas, por mais estranhas que elas sejam. Essa é uma parte fundamental do processo, pois mesmo que as ideias sejam descartadas posteriormente, aquelas que as sugeriram devem receber um feedback do porque isso aconteceu.

Da mesma forma, as ideias coletadas podem ser reduzidas depois a uma lista menor, que pode ser apresentada para mais pessoas – ou para pessoas com maior poder decisivo na companhia, O mais importante, de qualquer forma, é que todos os que participam da reunião se sintam incluídos no processo.

Brainstorm: uma solução para (quase) tudo

Há que se diferenciar muito bem idealização de execução para entender exatamente quais são os benefícios que uma sessão de brainstorm é capaz de proporcionar. Dessa reunião você sairá com muitas ideias, que posteriormente deverão ser testadas ou executadas por profissionais de outras áreas.

Por exemplo, suponha que a reunião em questão tenha como objetivo criar um novo logotipo para a empresa. Do brainstorm sairão ideias relacionadas a quais símbolos e ícones podem representar melhor o produto em questão. 

Ou seja, a criação em si acontecerá depois, mas as diretrizes que vão definir o que será criado nascerão na reunião de brainstorm. Vale a pena fazer essa tentativa na sua empresa. Se você for organizado, verá que muitas boas ideias novas para alavancar o seu negócio podem surgir em poucas horas.

As tarefas do dia-a-dia estão matando a sua criatividade? Selecionamos 6 dicas para se manter criativo sob pressão. A imagem popular da criatividade envolve artistas, escritores ou músicos que repousam ao longo de dias e, em seguida elaboram suas obras de gênio em um ímpeto de febre.

Mas a maioria dos empreendedores, o retrato da criatividade simplesmente não soa verdadeiro. Mesmo se estiver em uma indústria criativa como Publicidade ou Design, você não tem tempo para sentar e esperar a inspiração vir, afinal, existem prazos a cumprir.

Infelizmente, os prazos constantes e as pressões e tempo tem feito com que muitos profissionais sintam-se decididamente sem criatividade.

As barreiras da criatividade

O grande culpado? A falta de tempo. Se fotógrafos, redatores, designers e outros profissionais que o trabalho é criativo não conseguem ser criativos, qual é a chance do empresário conseguir se manter criativo?

Não há necessidade de pânico. É possível ser criativo, não importa o quão ocupado seus dias sejam, ou quão apertado seja o seu prazo. Aqui estão 6 dicas para isso.

1. Use acessórios

Música e cafeína são as principais ajudas à criatividade. Muitas agências deixam a música ambiente rolando, ou liberam o fone de ouvido de seus funcionários para mantê-los criativos.

E se você não gosta de café, escolha o chá, ou algo que proporciona um impulso de energia rápido pode ser o que você precisa para estimular suas ideias.

6 dicas para se manter criativo sob pressão.
O café pode ser um grande aliado para estimular a criatividade.

2. Mude o local

Sentar em uma mesa e ficar olhando para um computador não é o lugar certo para se inspirar. A inspiração nos ataca onde menos pensamos que ela pode estar: no chuveiro, na academia, em um passeio.

Da próxima vez que você estiver preso e com dificuldades de ter novas ideias, tente fazer um passeio, ir a uma cafeteria ou fazer brainstorming em locais que despertam a sua criatividade.

3. Trabalhe por períodos

Tente trabalhar em períodos intensos de 90 minutos e, em seguida, faça uma pausa de 30 minutos para fazer algo completamente diferente e não relacionados ao trabalho.

Se você trabalha em casa, por exemplo, você pode se concentrar em um projeto por 90 minutos e, em seguida tirar 30 minutos para lavar a louça, ou arrumar o quarto.

É provável que você se inspire durante esse tempo e voltar para o seu projeto com novas ideias.

4. Abrace novas tecnologias

As novas tecnologias e habilidades utilizam diferentes partes de seu cérebro, que acendem a centelha da inspiração, forçando você a olhar para os problemas de novas maneiras.

Por exemplo, aprender a fazer um infográfico pode fazer que seu cérebro absorva a informação visual ao invés de textualmente. Tente aprender a usar uma nova tecnologia, um novo aplicativo, ou dispositivo, e veja como ele ajuda na sua criatividade.

6 dicas para se manter criativo sob pressão.
Novas tecnologias têm um papel importante para estimular a criatividade.

5. Tenha uma equipe

Os colegas de trabalho são uma das principais ajudas à criatividade. Uma pessoa que muda de um trabalho em que debatia regularmente com sua equipe para um trabalho em que é o único criativo da equipe faz com que os níveis de criatividade caiam vertiginosamente.

Conversar com outras pessoas naturalmente nos obriga a pensar fora de nossa própria perspectiva, o que ajuda a aumentar a criatividade.

6. Solte-se

Paradoxalmente, as limitações de tempo às vezes podem inspirar mais criatividade. Isso é especialmente verdadeiro se você é perfeccionista. Sabendo que você não tem tempo para tornar as coisas perfeitas pode forçá-lo a ter que se contentar com o bom hoje, que sempre será melhor do que o melhor nunca.

Artigo publicado no Jornal do Empreendedor foi adaptado do original, “6 Ways to Be Creative Under Pressure”, do OPENforum.

Como fazer a equipe ter mais e melhores ideias. Criatividade e inovação têm sido dois pré-requisitos fundamentais para a sobrevivência de empresas no cenário atual. No entanto, nem todo o dia é dia de grandes ideias e inspirações.

Algumas técnicas podem ser alternativas rápidas, práticas e baratas para extrair o melhor da capacidade criativa das equipes. “São poucas organizações que usam de fato essas técnicas e isso ajuda a organizar a geração de ideias”, diz Valter Pieracciani, sócio-diretor da Pieracciani Desenvolvimento de Empresas, especialista em inovação.

1 Seis chapéus

Uma das práticas que mais impressiona é a técnica dos “Seis chapéus”. “Os gestores gostam muito dessa prática especialmente pela eficácia dela nas quatro direções da inovação [produtos, processo, gestão e inovação do modelo de negócios]”, diz Pieracciani.

Seis chapéus - Como fazer a equipe ter mais e melhores ideias

Criada por Edward de Bono, a técnica ajuda a desenvolver o chamado “pensamento paralelo”. Todos os envolvidos no processo são convidados a vestir os seis chapéus da criatividade em uma sequência lógica.

Primeiramente, vestem o branco, que avalia os dados e fatos da solução que precisa ser criada. Na sequência, o vermelho serve para lembrar das circunstâncias emocionais que envolverão a criação.

O chapéu preto é convidado para lembrar dos pontos negativos e obstáculos que podem ser enfrentados durante o percurso. O pessimismo é sobreposto pela luminosidade do chapéu amarelo, que deve sinalizar as oportunidades e os indicativos de prosperidade.

Por fim, o verde aponta para as possibilidades de expansão das ideias originais e o azul indica o planejamento tático da operação. “Todos deverão vestir todos os chapéus para pensarem juntos de forma mais completa”, afirma.

2 World Café

World Café - Como fazer a equipe ter mais e melhores ideiasO método World Café prevê diálogos colaborativos para compartilhamento do conhecimento e, assim, descobrir novas saídas para problemas da empresa.

Criada por Juanita Brown, a técnica preconiza uma espécie de “polinização cruzada”. Os funcionários são colocados em diversas mesas para debater temas relevantes para a empresa, como em um café.

De tempos em tempos, um dos componentes troca de mesa, de forma a compartilhar com os novos parceiros de café o que vinha sendo debatido pela sua mesa anterior. A cada nova rodada, o assunto ganha profundidade e abrangência.

3 Disney’s Storyboard

Disney's Storyboard - Como fazer a equipe ter mais e melhores ideiasO storyboard de Walt Disney era o local em que todos os desenhos eram reunidos e reordenados, para criação de uma sequencia lógica bem sucedida. Dentro da empresa, ele terá exatamente a mesma função: tornar mais fácil o planejamento e edição do desenho animado – no caso, do produto final. “Essa é uma ferramenta clássica para criar espaços futuros”, afirma Pieracciani.

Sob o título de assunto, os envolvidos fixam lembretes com os problemas e questões a se resolver.

Em “propósito” vêm os motivos que levam a equipe a explorar o assunto e, por fim, sob o cabeçalho miscelânea estarão papeis com todas outras possíveis ideias que não se encaixam em nenhuma das duas categorias, mas são relevantes e devem ser lembradas. Com ideias organizadas, a eficiência da estratégia é muito mais notável.

4 Mapa mental

O mapa mental talvez seja a mais simples das técnicas propostas pelo especialista. Mais conhecido por seu nome em inglês, o Mindmap foi elaborado por Tony Buzan, autoridade mundial em aprendizagem e utilização da capacidade mental. Até hoje a ferramenta, que revolucionou sua época, funciona muito bem na organização de ideias.

A partir de um único centro, todas as ideias e informações relacionadas são espalhadas pela folha. A principal vantagem dos mapas mentais está na simplicidade de execução e aplicabilidade da estratégia – em qualquer aspecto, seja tarefa profissional, atividade pessoal ou de lazer, é possível irradiar ideias de um centro comum.

Mapa mental - Como fazer a equipe ter mais e melhores ideias

4 técnicas para fazer a equipe ter mais (e melhores) ideias – Texto da Bárbara Ladeia, Publicado na Exame.