Tags Posts tagged with "calendário"

calendário

O que significa Natal para a maioria das pessoas? Comemorado em diversos países mundo afora, o dia 25 de dezembro pode ser associado aos mais variados significados, quando questionamos pessoas de diferentes culturas, hábitos e religiões.

Um teste simples, para identificar as principais associações feitas às comemorações de Natal, pode ser feito em um rápido passeio pelo escritório e uma breve conversa com seus colegas de trabalho. Certamente, as respostas serão diferentes umas das outras e poderão ter um viés mais pragmático do que sugerem as histórias narradas sobre o tema.

Fizemos essa experiência entre os membros de nosso escritório. Pedimos que todos citassem as três primeiras coisas relacionadas ao Natal que lhes viessem à cabeça. “Comida” foi um das respostas mais comuns, mas isso já era esperado. Outro aspecto recorrente foi o tema “presentes/compras”. Como resultado, sete em cada dez pessoas incluíram em suas respostas algo relacionado ao consumo.

A partir desse simples experimento e levando em consideração toda mobilização do mercado para as vendas nessa época do ano, subjetividades à parte, sabemos que é disso que se trata o Natal: comprar e presentear.

O movimento gerado pela compra de presentes pode ser observado claramente na dinâmica de vendas das lojas que utilizam a plataformas como o Mercado Livre nos últimos anos. A ocorrência da Black Friday, associada ao início das vendas para o Natal, contribuem para que novembro aponte um pico nas vendas, que se sustenta nas primeiras semanas de dezembro, fazendo com que a compra de presentes para o Natal nesses dois meses seja o equivalente ao dobro, ou até ao triplo, de vendas em um mês comum para muitos.

Mais sobre as vendas no período:

Os números do mercado de E-commerce

Segundo a Real Trends, ferramenta que provê informações para quem opera com e-commerce, no ano de 2016, os segmentos mais procurados em lojas online para os presentes natalinos, foram: celulares e telefones, moda, beleza e cuidado pessoal e eletrônicos, somando 65% das opções disponíveis. O total de vendas para o Natal atingiu o valor de 262.000.000 reais.

É importante salientar que há um aumento significativo das transações e vendas efetuadas via mobile, o que pode ser apontado como tendência real de mercado e enfatiza a relevância de ter um site responsivo para celulares e tablets.

Em fim de ano é natural que o mercado aqueça ainda mais, mesmo em anos de crise econômica. Esse pico de vendas, apesar de desejado, pode também sobrecarregar os servidores e promover falhas em seu site, caso não sejam tomadas as devidas precauções. A velocidade de carregamento da página afeta sua taxa de conversão e até mesmo o SEO.

Também nesta época, tendo em vista o aumento das ofertas em diversos canais, os potenciais clientes se convertem em comparadores seriais de preços. Será um outro grande desafio para os vendedores converter esses consumidores em vendas concretas.

Em razão do aumento da demanda, outro erro de logística muito comum é o não cumprimento dos prazos de entrega dos produtos. Como bom lojista, deve se planejar com antecedência e tomar as medidas necessárias para não frustrar o cliente; ainda mais nessa época do ano, onde os sentimentos ficam à flor da pele e entrega antes do dia 25/12 é fundamental.

A primeira coisa a fazer é ter certeza de que sua loja tem estrutura suficiente para atender a todos os clientes. Outra bem importante é caprichar no seu marketing. Para chamar a atenção das pessoas para sua loja, você pode fazer um post especial no seu blog, chamadas e concursos nas redes sociais, enviar campanhas de e-mail marketing e investir em anúncios pagos no Google AdWords, ou Facebook Ads.

As possibilidades são infinitas! Só tome cuidado para não bombardear o cliente de informações e esquecer do principal: converter vendas.

O e-commerce é uma atividade que veio para ficar. É uma excelente porta para quem deseja entrar no mundo do empreendedorismo, ser seu próprio chefe, conquistar a independência financeira e deixar sua marca no mundo.

Provavelmente, você já deve estar convencido da evolução do comércio eletrônico nos últimos anos e que 2018 promete grande crescimento. O que acha de começar o próximo ano dando um grande salto neste Natal?

Na última semana o Mercado Pago realizou o primeiro Unbox Black Friday, evento com o objetivo de preparar vendedores para a Black Friday, uma das principais datas do e-commerce. Além de trazer dicas e debates para orientar o vendedor e impulsionar seus negócios, o encontro conta com palestras dos gigantes Google e Facebook contando sobre suas experiências nesta data comercial.

Como prova da importância da data, o destaque para o faturamento na última edição da Black Friday: R$ 1,9 bilhão, com alta de 17% em relação ao ano anterior, segundo dados da Ebit.

Compras por dispositivos móveis crescem e representam 20% do faturamento da Black Friday

De acordo com pesquisa realizada em setembro de 2017 pelo Mercado Pago com 900 consumidores online, 60% deles afirmam que aguardam a Black Friday para fazer uma compra, e a estimativa é que o tíquete médio fique entre R$ 500,00 e R$ 1000,00.

Para o e-commerce, a data – comemorada este ano no Brasil no dia 24 de novembro – é uma das mais importantes, já que a maioria das compras é realizada online, pelo computador (50%) ou pelo smartphone (41%), graças à comodidade e à facilidade de pesquisar preços e produtos pela internet.

O estudo também mostrou quais as categorias mais compradas em 2016 e com maior intenção de compra em 2017. Veja o gráfico abaixo:

Ao falar em intenção de compra, foram destacados alguns números fornecidos pelo Google:

Entre as palestras, a empresa ofereceu 10 dicas práticas para o lojista de e-commerce se preparar para a Black Friday. Confira:

1- Organize seu estoque e confira a logísticaImportante: Tenha sempre um plano B para as suas entregas. Não fique na mão de um único fornecedor para não falhar com o seu cliente. O seu fornecedor pode:

• Atrasar os envios; • Não suportar a demanda; • Priorizar outros clientes.

Dica: Se após a Black Friday o seu estoque ainda estiver alto, estenda os descontos até a Cyber Monday ou até mesmo para o Natal.

2- Turbine os servidores. Confirme se o sistema que você usa em sua loja está preparado para um aumento significativo de demanda e que seja confiável, incluindo o servidor do seu site

3- Divulgue a sua oferta e entre na competição. Comunique suas ofertas também na página principal do seu site, para que seus clientes as encontrem facilmente. Categorize seus produtos de forma clara, adequada.

4- Sua base de usuários é um ativo precioso. Monetize sua base: envie campanhas de e-mail marketing. Trabalhe segmentações. É mais barato e rentável reter um usuário do que conquistar um novo.

5- Ofereça bons descontos de verdadeCrie SENSO DE URGÊNCIA, como “SOMENTE HOJE”, ou “OFERTA IMPERDÍVEL”. Ofereça também mais benefícios, como frete grátis e parcelamento sem juros – a forma de pagamento preferida do consumidor Brasileiro.

6- Prepare o seu atendimento e seja eficiente. Ofereça um contato mais próximo para o seu cliente. Isso o deixará mais tranquilo e confiante para comprar online.

7- Tenha equipes de plantãoDeixe responsáveis de plantão (inclusive durante a madrugada) para agirem rapidamente, caso aconteça algum imprevisto.

8- Não se esqueça do pós-vendaMesmo depois que seu cliente já tiver comprado, mantenha o relacionamento saudável para trazê-lo novamente ao seu site e ser um embaixador.

9- Se você trabalha com serviços é uma ótima época para rentabilizar. Os compradores buscam oportunidades desde pacotes de viagens até festas em buffets.

10- Ponto de venda físico. Se você possui também um ponto físico para venda de produtos ou para retirada no local, tenha uma maquininha de cartões de crédito e débito sempre disponível.

Qual seu principal desafio previsto para esta Black Friday? Compartilhe conosco nos comentários.

As vendas da Black Friday no e-commerce devem atingir R$ 2,1 bilhões, um crescimento de 15% em relação a 2016. A estimativa é que o número de pedidos aumente 7,7%, de 2,92 milhões para 3,1 milhões.

Na onda de resultados positivos, a projeção para o tíquete médio é de R$ 695, ou seja, alta de 6,4%.

“A expectativa de crescimento para 2017 está baseada no aumento do número de consumidores virtuais e na melhora do cenário econômico com controle da inflação, diminuição da taxa de juros e o índice de desemprego. O consumidor está mais confiante de que o pior da crise já passou, por isso deve usar parte do 13º salário para comprar na Black Friday”, disse Pedro Guasti, CEO da Ebit.

Uma pesquisa desenvolvida pela Ebit para entender o comportamento dos consumidores virtuais no evento aponta que 81% dos entrevistados pretendem consumir durante a Black Friday.

Os dados apontam que 41% dos entrevistados pretendem aproveitar a Black Friday para adiantar as compras de Natal, mas não necessariamente para comprar presentes. Apenas 18% dos consumidores pretendem comprar para presentear, enquanto 59% compram item para uso próprio.

Eletrônicos lideram o ranking de intenção de compras, com 34%, seguido de eletrodomésticos (27%), informática (24%), telefonia e celulares (23%). Esta última categoria é a de expectativa de tíquete médio mais alto, de R$ 1.236.

“A data ainda tem muito para crescer no país. Prova disso é que 38% dos consumidores falam que não compram porque não acreditam nos descontos. Com a consolidação da Black Friday, a tendência é que essa desconfiança diminua e a adesão aumente. Na comparação com o ano passado (41%), registramos uma queda de 3 pontos percentuais”, afirmou Guasti.

Leia mais sobre o mercado de e-commerce:

Os números do mercado de E-commerce

Crescimento foi de 8,7% na comparação ao mesmo período de 2016; Smartphone foi o produto mais comprado no comércio eletrônico

O Dia dos Pais 2017, celebrado no último domingo (13), movimentou R$1,94 bilhão no e-commerce, alta de 10,1% ante aos R$1,76 bilhão registrados no ano passado.

O número de pedidos expandiu 5,1%, de 4 milhões para 4,2 milhões, enquanto o tíquete médio foi de R$462, alta de 4,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados são da Ebit,referência  em informação sobre o comércio eletrônico brasileiro.

“Assim como nos principais eventos do primeiro semestre – Dia das Mães e Dia dos Namorados – o e-commerce registrou um desempenho muito positivo no Dia dos Pais. Por ser a primeira do segundo semestre, a data é um excelente termômetro para as vendas no restante do ano. Depois deste resultado, nossa expectativa é de Dia das Crianças, Natal e, principalmente, Black Friday também registrem um faturamento robusto”, afirma Pedro Guasti, CEO da Ebit.

O monitoramento da Ebit considerou as vendas realizadas no comércio eletrônico entre os dias 29 de julho e 12 de agosto.

Confira abaixo as cinco categorias mais vendidas:

O e-commerce no Dia dos Pais de 2015 a 2017

Veja mais números do e-commerce brasileiro:

Os números do mercado de E-commerce

Para manter a consistência nas vendas, é fundamental aproveitar novas oportunidades de venda. E uma das ocasiões mais próximas é o Dia dos Namorados 2017.

No ano passado, os 15 dias que antecederam a data movimentaram R$ 1,65 bilhão apenas no comércio eletrônico, indicam dados da Ebit. Na comparação com 2015 houve crescimento de 16% em faturamento. O tíquete médio dos pedidos foi de R$ 410, com mais de 4 milhões de pedidos registrados no período.

Vendas online crescem 16% no Dia dos Namorados 2016

Aproveitar a data para conquistar mais vendas é mais simples do que parece. 

1- Observe as categorias e padrões de consumo

Aqui o segredo é observar tanto as tendências de consumo como os padrões de compra na sua loja. Conforme a Ebit, as categorias mais populares no Dia dos Namorados 2016 foram: Livros/ Assinaturas e Revistas; Eletrodomésticos; Telefonia e Celulares; Moda e Acessórios; e Casa e Decoração.

O sucesso destas categorias no ano passado fornece boas pistas de que esses produtos também podem apresentar boa procura em 2017. Portanto, vale a pena reforçar o estoque dessas categorias na sua loja.

Paralelamente a isso, também vale a pena avaliar o padrão de comportamento dos seus clientes no ano passado. Ocorreu um aumento na venda de determinados produtos que tenham relação com a data? São itens de compra recorrente, como perfumes ou cosméticos? Outros consumidores podem ter a mesma ideia de presente neste ano.

2- Ofereça descontos e brindes, como embalagens especiais

Não basta oferecer produtos alinhados com o desejo dos clientes se os preços de venda são pouco competitivos. Por essa razão, é interessante oferecer descontos ou benefícios para atrair mais consumidores.

Uma boa estratégia para conseguir preços mais baixos é reforçar os estoques. Assim é possível comprar um lote maior junto aos fornecedores, barganhando descontos. Outra saída é compor kits de produtos, garantindo um valor de frete mais competitivo.

Outro diferencial para a ocasião é a oferta de brindes. Oferecer uma embalagem especial ou um cartão temático sem custos para o consumidor pode ser o suficiente para gerar mais conversões.

3- Reforce os estoques e otimize a logística

A pontualidade nos envios deve ser uma obrigação constante nas vendas online. Mas nas sazonalidades isso se torna ainda mais importante.

Os consumidores simplesmente não toleram atrasos na compra de produtos que serão dados como presentes. Por isso, é fundamental apresentar prazos de envio realistas com a capacidade operacional e de estoque do negócio.

Faça uma avaliação crítica da operação da sua loja e identifique se há pontos de melhoria. Lembre-se que existe 4 pilares básicos nessa operação: faturamento, picking, packing e postagem. Não hesite em contratar profissionais extras caso sua equipe esteja sobrecarregada.

4- Inicie as campanhas de divulgação o quanto antes

Se você já tem produtos relacionados ao Dia dos Namorados para venda, comece as campanhas de divulgação hoje mesmo. Isso permite que você enfrente menos concorrência e teste várias estratégias de divulgação.

Aposte em ações como o e-mail marketing para enviar e-mails divulgando promoções e benefícios. E não deixe de incluir as redes sociais e demais canais de comunicação na execução dessa estratégia.

5- Aproveite o potencial dos marketplaces

Para aproveitar todo o potencial do Dia dos Namorados também é interessante investir na diversificação de canais. Nesse cenário os marketplaces surgem como uma excelente opção.

Os sites de todas as grandes redes varejistas digitais brasileiras promovem campanhas de divulgação específicas para a data. Deste modo sua loja pode atingir uma audiência muito maior, ampliando as oportunidades de venda.

Quer acompanhar todas as oportunidades de venda online do ano? Então baixe agora mesmo o Calendário do E-commerce 2017.

Vendas superaram a expectativa; tíquete médio dos presentes alcançou a marca de R$417

O faturamento do e-commerce no Dia das Mães, celebrado no dia 14 de maio, foi de R$1,9 bilhão, crescimento nominal de 16% ante ao mesmo período do ano passado, quando foi registrado R$1,62 bilhão. O tíquete médio também registrou elevação de 3,7%, de R$402 para R$417, enquanto o número de pedidos subiu 12%, de 4,036 milhões para 4,520 milhões.

O monitoramento da Ebit baseia-se nas compras realizadas no varejo eletrônico entre 29 de abril e 13 de maio. Dentro de todas as vendas do varejo online, 7% declarou aproveitar a data para comprar presente para a mãe. Smartphone, que correspondeu a 13,40%, foi o presente mais comprado para as mães. Perfume (4,40%), água de colônia (4,17%), geladeira/refrigerador (3,19%) e vinho (2,76%) completam o ranking dos produtos mais comprados para presentear.

“Esta data é um importante termômetro para as vendas do e-commerce no resto do ano. O resultado muito acima na expectativa mostra que o consumidor está confiante de que o pior da crise econômica já passou. Além disso, por possuir preços mais competitivos e disponibilizar entregas em poucos dias em grandes cidades permitindo comprar mais próximo ao do domingo dia das mães , o e-commerce está atraindo ainda mais consumidores que tradicionalmente compravam no varejo físico”, disse.

O Dia das Mães é considerado uma das principais datas do calendário nacional do varejo eletrônico. O crescimento previsto para 2017 mostra o setor voltando a acelerar suas vendas com crescimento de dois dígitos este ano.

“Por conta dos indicadores econômicos apontando a retomada do crescimento econômico, da Black Friday e Natal, as vendas do segundo semestre devem ser ainda mais aquecidas. Os números estão dentro da perspectiva da Ebit, que espera que o e-commerce, de forma geral, cresça 12% neste ano”, ressalta o CEO da Ebit, Pedro Guasti.

Ranking dos produtos mais comprados para as mães (7% das vendas do período)

Subcategorias Share Pedidos
Celular e Smartphone 13,40%
Perfume 4,40%
Água de Colônia 4,17%
Geladeira / Refrigerador 3,19%
Vinho 2,76%
Cafeteira 2,71%
Fogão 2,64%
TV 2,55%
Livros 2,47%
Máquina de Lavar Roupas 2,44%

 

Mais números do mercado:

Os números do mercado de E-commerce

Uma das principais datas do calendário nacional do varejo eletrônico é o Dia das Mães. Neste ano, ele será comemorado no dia 14 de maio e já existem previsões sobre quanto essa celebração deverá movimentar neste ano. O Dia das Mães 2017 deverá gerar R$ 1,73 bilhão no e-commerce. O número representa uma alta de 7% ante ao mesmo período em 2016, quando foi registrado R$ 1,62 bilhão.

Segundo o levantamento, o tíquete médio deverá registrar elevação de 3,5%, de R$402 para R$416. Na comparação ante ao ano passado, o número de pedidos deverá subir 3%, de 4,036 milhões para 4,155 milhões. A movimentação acontecerá entre os dias 29 de abril e 13 de maio.

Comparação

O crescimento de 2017 está praticamente em linha com o mesmo período de 2016, quando foi registrando um avanço de 8%. “Apesar da estimativa de crescimento ainda de um dígito, acreditamos que as vendas do segundo semestre deverão ser mais aquecidas por conta da melhora das condições econômicas, da Black Friday e Natal. Os números estão dentro da perspectiva da Ebit, que espera que o e-commerce cresça 12% neste ano”, ressalta Pedro Guasti, CEO da Ebit.

Em apenas cinco anos, o faturamento do comércio eletrônico praticamente dobrou durante o Dia das Mães. “Neste curto período de tempo as vendas expandiram de R$913 milhões, em 2012, para R$1,7 bilhão previstos para 2017″,  afirma.

Tipos de produtos

Guasti acredita que neste o ano o consumidor apostará em produtos em faixas de preços variáveis para presentear as mães.

A pesquisa da Ebit aponta que os cinco produtos mais desejados são smartphones, vinhos, perfumes, água de colônia e TV. “Podemos encontrar produtos nesta lista a partir de R$ 50, mostrando opções bem diferenciadas, agradando desde os consumidores com orçamentos mais apertados até os mais abonados”.

De acordo com os dados da Ebit, o Dia das Mães de 2016 apresentou um faturamento de 1,62 Bilhão, no período de 23 de abril a 7 de maio, registrando um crescimento de 8% em relação ao ano anterior.

E este ano, o que você pode fazer para que seu e-commerce entre nesta porcentagem do mercado?

Nossos consumidores gostam de compras de última hora, recomendo geralmente para começar a promover suas campanhas 3 a 4 semanas antes. isso permitirá que as pessoas decidam o que comprar,  levando em consideração ao prazo de entrega da sua loja.

O importante é começar a planejar com antecedência, sempre validando sua loja virtual e testando suas ferramentas. Abaixo listamos algumas ideias para varejistas de todos os tamanhos. Eles são fáceis de implementar e não exigem grandes orçamentos de marketing. 

Criar uma categoria especial para o Dia das Mães

Lançar uma nova categoria dedicada com promoções especiais para as Mães, permitindo que os compradores procurem por preço e destacando produtos chaves. Não se esqueça de incluir também belas imagens de estilo de vida, mostrando mães reais usando os produtos.

Crie um guia de presentes

Todos os anos nos esforçamos para encontrar um presente perfeito para nossa Mãe, pessoalmente adoro quando encontro uma loja que me ajude a encontrar produtos especiais para esta data.

Seu e-commerce deve ser funcional, apresentar os produtos que estão sendo mais buscados para as Mães, ou criar um filtro de busca de acordo com a persona de cada Mãe. Se a Mãe gosta de cozinhar, ela vai gostar de receber um livro de receitas, kit de cozinha, jogo de panelas, etc.

Criar uma série de e-mail para o Dia das Mães

O e-mail é uma grande ferramenta para promover sua campanha de marketing do dia das Mães.

Certifique-se de enviar e-mail marketing com produtos de tendência e os mais populares e com cupom especial de desconto, se necessário. Envie seu e-mail destacando seu guia de presentes. 

Criar uma campanha de mídia social usando #Hashtag

Selfies são fáceis de compartilhar e as pessoas adoram fazê-lo. Aproveite sua rede de mídia social para lançar uma oferta do Dia das Mães, fazendo com que seus seguidores compartilhem e marquem uma foto de si mesmos com a mãe. 

Este tipo de campanha pode ajudar a aumentar a audiência da marca, bem como promover a sua loja.

Criar postagens criativas para mídias sociais

Uma forma criativa de aumentar a notoriedade da marca para este feriado é criando imagens divertidas e divertidas para as pessoas compartilharem em mídias sociais. Você pode criar citações do dia das mães, provérbios populares, piadas ou até mesmo compartilhar mães de celebridades populares que inspiram pessoas em todo o mundo.

Crie um cupom exclusivo

Todo mundo adora cupons. Criar um exclusivamente para o Dia das Mães. Um cupom pode oferecer um desconto em itens selecionados ou armazenar grandes descontos durante as promoções do Dia das Mães.

Isso também permitirá acompanhar o desempenho de suas campanhas de marketing.

Checklist para o Dia das Mães

  • Adicione referências ao Dia das Mães em todo o seu conteúdo, incluindo no nome dos produtos;
  • Lembre por e-mail seus clientes, sobre suas ações para o Dia das Mães;
  • Ofereça comodidade agregando produtos para oferecer mais valor;
  • Crie uma categoria em seu e-commerce dedicada ao Dia das Mães;
  • Faça uso das páginas de destino do Dia das Mães, para oferecer suporte aos seus anúncio. Envie o tráfego diretamente para eles.
  • Crie campanhas de e-mail de última hora para aqueles que deixam tudo para última hora;
  • Lembre-se de que sua loja deve ser adaptada aos dispositivos móveis, compradores pesquisam e comparam preços. Certifique-se de que suas campanhas estão boas em dispositivos móveis;
  • Promova vale-presentes para clientes que ainda tem dúvidas do que comprar.

Com estas dicas, você vai sentir a diferença e um aumento de conversão na sua loja virtual.

Trabalhando com e-commerce, há vários anos seja na gestão de lojas virtuais de terceiros ou no marketing digital dos clientes, os números das datas sazonais sempre me fascinaram.

Calma, este não é mais um post para dizer sobre a importância das datas comemorativas do varejo online :-). Acontece que ao baixar o Calendário do E-commerce para 2017, me inspirei e compilei as informações fornecidas pela Ebit fornecidas ao longo dos últimos 4 anos.

Os números do mercado de E-commerce

Quem trabalha com  e-commerce, normalmente acompanha anualmente as edições do Webshoppers, mas por se tratarem de relatórios semestrais,  não matavam a minha curiosidade de ver a evolução dos números comparados ano a ano.

Segue então uma fotografia do varejo online separadas em FATURAMENTO, CRESCIMENTO, e TÍQUETE MÉDIO representado pelas seguintes cores:Legenda das Datas

1- Faturamento (em bilhões de R$)

Sem dúvida, o quesito que mais fascina os profissionais de e-commerce, pois mostram muito claramente a temperatura da “e-conomia”, perdoem o trocadilho. Ainda não temos divulgado o faturamento do Natal 2016, mas atualizarei o gráfico quando a Ebit divulgar o número.

Faturamento nas Datas Sazonais

Neste gráfico fica muito claro por que o Natal continua sendo a “menina dos olhos” dos varejistas e mostra também algumas curiosidades.

Em 2013 o Dia das Crianças foi a data que mais faturou depois do Natal, tirando o posto tradicional do Dia das Mães e notamos que foi quando a Black Friday realmente pegou tração no Brasil (vide gráfico de Crescimento).

Outro ponto importante  é constatarmos que em 2016, todos os faturamentos evoluíram mostrando que estamos começando a recuperar o fôlego.

2- Crescimento (em %)

Acostumado a ver os números do e-commerce crescerem sempre na casa dos “dois dígitos” desde que a Ebit começou a mensurar os números no ano de 2.000, e no caso da Black Friday em 2.013 “3 dígitos”, quando olhamos para 2015 dá uma sensação de tristeza :-(.

Mas basta olharmos para 2016 e vermos que com exceção do Dia das Mães o “dois dígitos” voltaram. Lembrando que o Dia do Consumidor, começou a ser promovido no Brasil em 2.015, encabeçado principalmente pelo Portal de Comparação de Preços Buscapé.

Crescimento nas Datas Sazonais

Poucos  sabem, mas o Dia do Consumidor  tem a missão (para os varejistas) de aquecer as vendas em um período praticamente sem data sazonal que vai de janeiro a abril, até chegarmos em maio que temos o Dia das Mães.

3- Tíquete Médio

Sem dúvida um dos KPIs preferidos dos profissionais de e-commerce. Quem acompanha os relatórios da Ebit, sabe que em 2015 a classe C que dominava o volume de pedidos há muitos anos no e-commerce, passou a ter uma participação tímida.

Enquanto que a classe A e B, viu no varejo online a possibilidade de conseguir melhores negociações em produtos de alto valor agregado.

Tiquete Médio Sazonalidade

O interessante é olhar para o “quadrante” dos gráficos e ver que o tíquete médio da Black Friday em 2016, quebrou a barreira do R$ 600,00, mostrando que para quem quer trocar de TV, Smartphone, entre outros produtos, vale a pena esperar chegar o mês de novembro.

Enfim, encerro este post, esperançoso que em 2017 manteremos a retomada do crescimento do nosso varejo online, não só baseado na fé (que é muito importante), mas com base nos últimos números.

Agora é preparar as turbinas de olho no Calendário e Feliz 2017!

Já tem em mãos um bom conteúdo para publicar na página da sua empresa no Facebook e transformar seguidores em clientes? Agora, é preciso saber distribuí-lo. Não tenha pressa em postar tudo: controle sua ansiedade e faça um rápido planejamento do que irá ao ar.

Para te ajudar a elaborar seu cronograma, trazemos algumas dicas práticas e que farão toda a diferença:

Identifique os melhores dias e horários

Toda rede social tem momentos de maior alcance, em que os usuários estão mais disponíveis ou dispostos a navegar e interagir. Não há um dia/horário oficial, já que essas tendências mudam o tempo todo, mas um estudo da HubSpot sugere que o ideal é fazer suas publicações entre 13h e 15h.

Aderir a isso, contudo, depende muito da sua demanda. Se você possui três conteúdos para um mesmo dia, por exemplo, condensá-los nessa estreita faixa de horário fará com que cada um perca seu próprio “destaque”.

Portanto, a princípio procure publicar em períodos diferentes: manhã/tarde/noite nos dias comerciais e finais de semana. Apenas o seu público dirá quando acontecem as melhores oportunidades: experimente vários horários e veja quais trazem maior retorno.

Distribua os temas

Ao distribuir diferentes conteúdos entre suas faixas de publicação, procure manter a página diversificada. Agrupe os posts em diferentes categorias, pensando em quais personas e objetivos você deseja atingir com cada uma delas. Vale se perguntar:

  • Esse conteúdo é para quem já curte minha página ou para incentivar outros a fazerem isso?
  • Qual informação é trazida: apresentação de produto, notícia, resposta a uma pergunta ou outra coisa?
  • Qual o formato desse conteúdo: vídeo, imagem ou texto?
  • Ao clicar no link, para onde o usuário será redirecionado? Que tipo de conversão espero dele nessa landing page?

Com essas respostas em mente, separe cada conteúdo e certifique-se de intercalar a publicação das categorias. Você pode, por exemplo, publicar um vídeo pela manhã, uma apresentação de produto à tarde e uma notícia com imagem à noite. A dica é nunca postar o mesmo tipo de informação/formato repetidamente.

Crie um calendário

Uma ferramenta que faz toda a diferença nesse “controle” de publicações é o calendário. Ele pode dar uma visibilidade muito maior aos conteúdos que você pretende lançar e garantir que tudo vá ao ar no momento mais adequado.

Há várias formas de fazer o seu: separando por dia/horário, formato, assunto, link acionado, etc. Analise como você se organiza mentalmente a respeito da demanda e tente montar seu calendário da forma mais intuitiva possível.

Como base, você pode usar o Google Calendar, uma tabela do Excel ou mesmo o Trello.

Programe as publicações

Calendário montado? Agora, vamos programar todos os posts no Facebook para ganhar tempo e impedir que possíveis imprevistos atrasem suas publicações.

Programar post 1

A primeira coisa a fazer é acessar sua fanpage. Feito isso, insira o post no espaço adequado, clique na seta ao lado de “Publicar” (1) e depois em “Programar” (2) .

Programar post 2

Na janela que se abre, ajuste o dia (3) e o horário (4) nos quais sua publicação deverá ir ao ar. Por fim, clique em “Programar” (5) e pronto! Você verá seu post agendado em rascunho.

Tudo certo?

Você já planejou e programou os posts da página no Facebook, mas seu trabalho continua: o próximo passo é acompanhar a resposta do público e ver como tudo está funcionando na prática. Verifique se os períodos escolhidos foram bons, se a distribuição de conteúdos está agradável e se os usuários realmente interagem com você. Faça alterações constantes e não tenha medo de experimentar coisas novas!

Texto publicado anteriormente no Blog da Nuvem Shop.