Tags Posts tagged with "copywriting"

copywriting

Copywriting é o método que consiste em produzir conteúdos para promover e/ou vender ideias, produtos e serviços. São técnicas aplicáveis em qualquer tipo de texto, não importa tamanho ou local de publicação — blogs, e-commerces, redes sociais, e-mail marketing ou materiais impressos.

Os objetivos são gerar engajamento, influenciar uma ação por parte do público e converter mais. Se usada da forma correta, essa estratégia impactará positivamente no relacionamento com os clientes e nas receitas da sua empresa.

Diante disso, destacamos uma lista com 6 técnicas fundamentais de copywriting para sua escrita envolver mais o público e gerar mais vendas. Confira!

Estude a sua persona

Se em vez de um texto, você conversasse pessoalmente com um cliente, qual seria o assunto e de que forma você reproduziria o conteúdo?

Essas duas perguntas resumem o quanto é importante entender como o seu público pensa e qual a melhor maneira de fazer ele assimilar sua proposta. Só assim você saberá as dores do seu consumidor, quais soluções espera, a razão de ele ser seu cliente, a linguagem a ser usada etc.

Defina uma meta

O que se espera atingir com determinado texto? Que ação os leitores devem tomar ao final do artigo que você está escrevendo?

Se você tem um objetivo claro para cada conteúdo que está sendo produzido, a escrita se torna mais fácil e você não se perde no meio do caminho. Essa finalidade pode ser um comentário, conversão em lead, engajamento, geração de mais tráfego para o blog/site ou finalizar uma venda.

Tenha clareza e objetividade

São dois itens que devem ser incorporados em qualquer texto para melhorar sua compreensão. Seja claro para que o público não tenha uma leitura difícil, procure usar termos mais simples e menos rebuscados.

Por último, escreva de forma de objetiva para que o conteúdo não fique confuso e as pessoas não demorem a entender as informações passadas.

Crie empatia com o público

Anteriormente falamos em conhecer as dores do seu consumidor. Então, essa é uma das principais chaves para estabelecer uma aproximação com o leitor. Se você entende dos problemas dele, deve explorá-los no texto, inclusive propondo soluções para que o público se identifique.

Outras formas de gerar empatia são chamar o leitor por “você”, pela profissão ou grupo (quando o foco do conteúdo está em um nicho específico), além de eliminar possíveis excessos de adjetivos e opiniões pessoais.

Use storytellings

Histórias boas e bem contadas costumam chamar a atenção e prender o interesse do público. A maioria das pessoas gosta de acompanhar uma narrativa envolvente, como as descritas em filmes, músicas, conversas com amigos e até em propagandas (como esse exemplo da Nissan abaixo).

Entenda: Homem anuncia seu carro velho de forma tão genial que a própria Nissan quis comprá-lo

Seus textos também podem ser assim, o ponto é fazer com o que o leitor se identifique com os elementos da história e apresentar sua proposta de valor sem ser impositivo.

Torne os textos mais lúdicos

As comparações, analogias, metáforas e exemplificações são algumas formas de tirar o seu leitor do campo teórico e ir para o prático. Aliás, isso costuma até ajudar no entendimento do texto, pois as pessoas passam a ter uma ou mais referências para que determinadas ideias sejam assimiladas.

Poderíamos comparar o copywriting, por exemplo, a um candidato de uma vaga de emprego que é bem-sucedido na entrevista. O postulante ao cargo provavelmente passou confiança ao entrevistador, mostrou bom conteúdo, foi claro, objetivo e conhecia bem a empresa a qual ele pretendia trabalhar.

Neste artigo oferecemos uma amostra de técnicas básicas e mais avançadas de copywriting. Outros métodos devem ser lembrados, como a revisão, o uso de intertítulos para dividir o texto e a utilização de gatilhos mentais em títulos.

Em suma, o que você precisa ter em mente para ter uma redação que venda é construir uma leitura amigável e um conteúdo memorável ao público. Desse modo ele entenderá sua proposta e terá mais confiança em converter no seu e-commerce.

Você tem mais alguma técnica de copywriting para adicionar à lista? Participe nos comentários e assine a nossa newsletter para ter acesso aos conteúdos do nosso site.

Na hora de decidir uma compra, é a confiança que o seu consumidor tem em seu produto que estará em jogo. Você já sabe disto – afinal, toda a sua estratégia de e-commerce busca oferecer a melhor rapidez de interface, uma descrição completa e conteúdo que resolve dúvidas e dificuldades mais frequentes da sua clientela.

Estas são preocupações constantes da maioria dos comércios online brasileiros. Mas, e se você pudesse ter em mãos uma ferramenta fundamental (e ainda pouco usada) para criar maior proximidade e segurança na relação com o consumidor?

E se você pudesse usar vídeos para aumentar as vendas no e-commerce?

Qual o poder de conversão dos vídeos?

Um usuário leva poucos segundos para decidir se um produto é bom, ou não; se é útil, ou desnecessário; se é algo que ele tem interesse em comprar ou não.

Por isto, é preciso oferecer uma experiência tanto textual quanto visual que seja mais autêntica possível — o seu consumidor precisa ter certeza da materialidade e funcionalidade do produto, como se ele estivesse ali, nas mãos dele. E é aí que entra o poder de conversão dos vídeos.

Há uma ou duas décadas, os vídeos eram pouco usados na internet (principalmente em sites brasileiros), principalmente pela lentidão das bandas largas, ou da dificuldade de se instalar um player de vídeo dentro de uma página da web. Além disso, câmeras de vídeo de boa qualidade não eram tão populares como são hoje em dia.

De lá para cá, esta cena mudou: temos conexões mais poderosas e códigos e interfaces que são muito mais personalizáveis e leves para os vídeos e câmeras de qualidade mais acessíveis. Ou seja, é muito mais fácil produzir e prazeroso consumir vídeos.

Mas o que é tão poderoso em um vídeo?

Uma pesquisa feita pela Forrester Research revela que um minuto de vídeo tem o mesmo poder que um texto de 1,8 milhão de palavras — ou o equivalente de 3.600 páginas da web. Já a ComScore, uma empresa de análise de Internet, descobriu que um usuário comum de Internet assiste, em média, 32 vídeos por mês, ou seja, cerca de um vídeo todo dia. Mas o que explica isto?

Primeiramente, a facilidade: é muito fácil assistir a vídeos hoje em dia: basta clicar e ver. Em segundo lugar, está o apelo visual que um vídeo pode ter, fazendo com que o usuário retenha maior atenção em uma menor quantidade de tempo — em relação a um artigo de blog, por exemplo. É atrativo, rápido e oferece uma experiência que nenhuma outra linguagem oferece.

Como usar vídeos no meu e-commerce?

Se a estrutura e linguagem de um vídeo são completamente diferentes de um artigo de blog, por exemplo, a finalidade de ambos pode ser parecida. Você pode, sim, usar vídeos como uma estratégia de inbound ou como uma nova forma de demonstrar o seu produto.

Acredite: os resultados no aumento de vendas e de visitantes do seu e-commerce podem ser incrivelmente positivos.

Demonstração de produtos e lançamentos

Uma das principais funcionalidades para o uso de vídeos em e-commerce é a de demonstração de produtos. Ou seja, além da descrição textual e fotografias do produto, também fica indexado à página um vídeo através do qual o consumidor poderá ter uma experiência muito mais completa do que ele pode pretender comprar, ou do lançamento que você está prestes a fazer.

Vamos supor que uma das suas mercadorias seja um smartphone, por exemplo. O vídeo usado na página deste produto pode mostrar o celular em seus 360º, seus detalhes mais minuciosos; a sua tela principal, o seu uso e as suas potencialidades (a qualidade da câmera, a rapidez na hora de rodar jogos e aplicativos).

Um exemplo? Recomendamos fortemente o estilo do pessoal que faz review de produto para o Bondfaro. Assista esta demonstração de produto de um smartphone:

Assim, o usuário terá um recurso em mãos para conhecer de forma muito mais detalhada o que você vende e possivelmente fechar uma compra ali mesmo.

Depoimento de consumidores satisfeitos

Não subestime o poder de um testemunho real. Uma estratégia de marketing muito eficiente que uma marca pode ter é o boca a boca, ou seja, pessoas reais recomendando produtos a amigos e conhecidos.

Portanto, a atestação de um consumidor pode ter um grande impacto na atração que você gera para seu site e, consequentemente, para as vendas. E um vídeo é uma das melhores formas de demonstrar estes depoimentos.

Colocar os seus clientes mais fiéis em frente a uma câmera para contar os problemas solucionados por um produto pode parecer uma tarefa difícil, mas garantimos que é bem mais fácil do que você imagina.

Quando um consumidor se vê satisfeito com o serviço de uma empresa, ele tende a compartilhar a sua satisfação com outros naturalmente. Em outras palavras, ele já estará apto a participar de uma gravação de vídeo. Mas para que um vídeo tenha, de fato, impacto no seu e-commerce, é preciso tomar cuidado com algumas técnicas e execuções.

O que faz um bom vídeo de e-commerce?

1- A plataforma

Antes de começar a produzir vídeos, você precisa considerar que plataforma usar. Existem diversas: YouTube, Vimeo, Dailymotion, entre as mais populares. Ou você pode contratar uma empresa que cuide de implantar um próprio servidor de vídeo para a sua empresa.

No entanto, discutiremos, brevemente, sobre os benefícios de hospedar seus vídeos — e construir um canal — no YouTube.

A maior rede de vídeos do mundo é também a mais acessada por usuários e, como o YouTube é uma empresa do gigante Google, também aparece em maior quantidade nos resultados de pesquisa da ferramenta.

Criar um canal nesta plataforma pode ser uma ótima forma de atração para o seu e-commerce: muitas pessoas buscam sobre determinado produto no YouTube, procurando de vídeos avaliativos, reviews e avaliações de vloggers. Portanto, se o seu vídeo de apresentação estiver lá, as chances de que uma compra seja efetuada na sua loja são maiores.

2- Copywriting

A técnica de copywriting (o que podemos traduzir para algo como “escrita persuasiva”) pode ser um grande norte na produção de bons vídeos para e-commerce. O copywriting exige que você conheça os benefícios e as soluções oferecidas para o seu produto; além de saber bem a identidade, necessidades e o comportamento do público para qual o conteúdo será direcionado.

O segundo passo é adaptar a linguagem do seu consumidor. Ou seja, é necessário pensar na forma do conteúdo: que títulos poderão chamar mais atenção? De que forma, no caso, o seu vídeo pode ajudá-lo a solucionar um problema e como mostrar o seu produto como esse agente solucionador, da forma mais orgânica possível?

Estas perguntas orientam tanto o tamanho de um vídeo, quanto o título ou a linguagem de quem narrará ou do texto usado. Afinal, o copywriting é uma estratégia de argumentação e convencimento e é tão importante quanto a técnica da produção de um vídeo.

3- Qualidade

Na hora de criar um vídeo descritivo, por exemplo, você pode ficar em dúvida se deve colocar algum apresentador ou optar por um vídeo demonstrativo, exibindo somente o produto.

Se você não tiver alguém que saiba se portar em frente à câmera, a melhor opção é manter o foco no produto. Grave cenas de seu uso, colocando títulos e textos ao lado para explicar benefícios, ou contrate um bom narrador para usar da voz como uma forma de convencimento. Basta escolher o que for mais fácil para você e que garanta um melhor resultado.

Para gravar, você pode simplesmente usar uma câmera HD de celular ou uma filmadora semi profissional. O importante para que o vídeo fique atraente é a iluminação e o fundo.

Crie ambientes iluminados e faça um background para a gravação: pode ser uma mesa grande e limpa, ou um fundo branco feito com papel. Nada dentro do campo de visão deve chamar mais atenção do que o produto.

Tente capturar todos os ângulos e possibilidades do seu produto e, na edição, tente mostrar o máximo em menos tempo — lembre-se de que o usuário não tem todo o tempo do mundo. Publique na plataforma e indexe à página do produto. Mantenha esta prática, monitore as visualizações e acessos e acompanhe o poder de conversão dos vídeos nas vendas do seu e-commerce.

E então, está pronto para utilizar vídeos para aumentar as suas vendas? Descubra como usar vídeos para aumentar sua visibilidade da sua loja no Instagram! Continue acompanhando o nosso blog e até a próxima!

call-to-action-ebook-videos