Tags Posts tagged with "Dia dos Pais"

Dia dos Pais

Crescimento foi de 8,7% na comparação ao mesmo período de 2016; Smartphone foi o produto mais comprado no comércio eletrônico

O Dia dos Pais 2017, celebrado no último domingo (13), movimentou R$1,94 bilhão no e-commerce, alta de 10,1% ante aos R$1,76 bilhão registrados no ano passado.

O número de pedidos expandiu 5,1%, de 4 milhões para 4,2 milhões, enquanto o tíquete médio foi de R$462, alta de 4,7% na comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados são da Ebit,referência  em informação sobre o comércio eletrônico brasileiro.

“Assim como nos principais eventos do primeiro semestre – Dia das Mães e Dia dos Namorados – o e-commerce registrou um desempenho muito positivo no Dia dos Pais. Por ser a primeira do segundo semestre, a data é um excelente termômetro para as vendas no restante do ano. Depois deste resultado, nossa expectativa é de Dia das Crianças, Natal e, principalmente, Black Friday também registrem um faturamento robusto”, afirma Pedro Guasti, CEO da Ebit.

O monitoramento da Ebit considerou as vendas realizadas no comércio eletrônico entre os dias 29 de julho e 12 de agosto.

Confira abaixo as cinco categorias mais vendidas:

O e-commerce no Dia dos Pais de 2015 a 2017

Veja mais números do e-commerce brasileiro:

Os números do mercado de E-commerce

O Dia dos Pais 2017 está entre as datas comemorativas mais importantes para o comércio eletrônico brasileiro, sendo superada apenas por ocasiões como o Natal e a Black Friday. Em 2016, segundo a Ebit a data movimentou R$ 1,76 bilhão em vendas e a projeção é de que esse desempenho seja superior neste ano.

Vendas no e-commerce devem crescer 10% no Dia dos Pais em 2017

Para aproveitar esse pico de demanda, listei 5 dicas que fazem toda a diferença na preparação da sua loja virtual para as vendas do Dia dos Pais:

1- Escolha produtos com potencial de vendas

Oferecer lembrancinhas já não é o melhor modo de agradar os pais. Em 2016 o tíquete médio (gasto médio) dos produtos vendidos pelo e-commerce na ocasião foi de R$ 441, conforme a Ebit.

Entre os presentes mais populares do período estão os eletrônicos. Itens como notebooks, câmeras digitais, celulares, tablets e mp3 players ocupam o topo do ranking de produtos mais vendidos em 2015, apontou uma pesquisa realizada pelo Mercado Livre. Em 2016, itens como tênis, barbeador elétrico e relógios foram os mais procurados.

E como é comum na maioria das compras, os consumidores iniciam a jornada procurando informações e comparando preços.

Um estudo divulgado pelo Google indica que nos primeiros dias de agosto cresce o fluxo nas categorias de varejo, com destaque para smartphones e calçados esportivos.

Com base nessas informações, a melhor estratégia é reforçar o estoque desses produtos e, ao mesmo tempo, oferecer preços competitivos ou descontos.

2- Prepare a loja para o aumento na demanda

Não é possível prever a demanda do seu negócio com exatidão, mas um bom planejamento pode fazer toda a diferença. Se a loja online está no ar há mais de um ano, vale verificar o histórico de pedidos dos anos anteriores para usar como uma referência.

Com base nessas informações é possível reforçar o estoque, comprando um volume maior de produtos. Isso permite uma negociação antecipada com os fornecedores, aumentando as chances de êxito. Também é possível preparar e ampliar a equipe de apoio para dar conta do aumento no número de pedidos, agilizando o preparo e envio das encomendas.

3- Faça uma seleção criteriosa de fornecedores

As compras realizadas no período de Dia dos Pais possuem uma forte carga emocional, já que se trata de um item que será dado como presente. Se o consumidor enfrentar algum tipo de problema, toda a frustração será projetada sobre a loja, prejudicando a reputação da marca. Isso exige do lojista uma postura mais criteriosa junto aos fornecedores para evitar falhas.

Em primeiro lugar, é necessário vender apenas produtos com alta qualidade. Deste modo evitam-se problemas como quebras e avarias ou mesmo a devolução do produto. Também vale a pena apostar em itens com um bom período de garantia. Isso deixa o consumidor mais confiante para finalizar a compra.

4- Escolha os melhores canais de venda

Na hora de fazer as compras de Dia dos Pais, a maior parte dos consumidores procura produtos nos sites das grandes redes varejistas. Isso gera uma oportunidade valiosa para os lojistas que aproveitam o potencial dos marketplaces.

Apostar nesse canal de venda cria a oportunidade de ampliar a abrangência geográfica do negócio, expondo os produtos para um número maior de clientes. Além disso, a venda nos marketplaces apresenta diversas vantagens que favorecem a gestão e o aumento do faturamento nas vendas online.

5- Envie os produtos dentro do prazo

As compras de Dia dos Pais têm data certa para entrega, portanto os atrasos são intoleráveis. O lojista precisa monitorar constantemente os pedidos, fazendo o embalo e despacho rapidamente. Os prazos de entrega também precisam ser realistas, de modo a não gerar frustração para o cliente. Caso algum problema aconteça, é importante comunicar o cliente rapidamente, apostando na transparência.

Também vale a pena apostar no overdelivering, oferecendo algum brinde ou vantagem, como uma mensagem personalizada ou um cupom de desconto. Isso ajuda a sustentar a reputação da loja.

Descubra o que é overdelivering e como aplicar agora em suas vendas

Faturamento deverá ser de R$1,94 bilhão, com mais 4,5 milhões de pedidos e tíquete médio de R$438

O e-commerce brasileiro deverá faturar R$1,94 bilhão, alta de 10% na comparação ao mesmo período de 2016. A estimativa é da Ebit, empresa referência em informações sobre o comércio eletrônico brasileiro. O número de pedidos deverá expandir 11% na comparação ante ao ano anterior, para 4,5 milhões e o tíquete médio deve permanecer praticamente estável, em R$438.

O Dia dos Pais 2017, que será comemorado em 13 de agosto, é a primeira data importante para o varejo eletrônico no segundo semestre. Apesar de ter um volume menor de vendas, do que outras datas como Dia das Crianças, Natal e, especialmente, Black Friday, é considerada um termômetro de vendas para o resto do ano.

“Apesar de todas as incertezas do cenário político e econômico, o e-commerce vem sustentando ao longo de 2017 um crescimento de dois dígitos. Os números estão dentro da estimativa da Ebit, que prevê crescimento de 12% para o setor neste ano”, afirmou Pedro Guasti, CEO da Ebit.

De acordo com o monitoramento Ebit, celulares e smartphones, livros e calçados deverão ser os itens mais comprados no e-commerce para presentear os pais. Confira abaixo o ranking dos 10 produtos mais desejados:

Veja também:

Os números do mercado de E-commerce

Foram cerca de 4 milhões de pedidos para o Dia dos Pais com tíquete médio de R$ 441, valor 9% maior que em 2015

O Dia dos Pais colaborou no aumento das vendas pela Internet nos dias que antecederam a data, 14 de agosto, registrando crescimento nominal de 12% no faturamento do setor, na comparação com 2015. Entre 30 de julho e 13 de agosto, os e-consumidores foram responsáveis por aproximadamente 4 milhões de pedidos efetuados, que geraram receita de R$ 1,76 bilhão para as lojas virtuais.

O valor do tíquete médio foi de R$ 441, um aumento de 9% em relação às vendas do período no ano passado. A pesquisa apontou que as categorias que tiveram maior volume de encomendas foram “Moda e Acessórios” (16%), “Livro/Assinatura de Revistas” (13%), “Telefonia/Celulares” (12%), “Eletrodomésticos” (12%) e “Cosméticos e Perfumaria/Saúde” (11%).

“Com esse resultado, estamos assistindo a uma gradual recuperação das vendas após um começo de ano difícil para o setor. Tivemos avanços positivos também nos Dias das Mães e dos Namorados, apresentando crescimento de dois dígitos”, analisa Pedro Guasti, CEO da Ebit.

O perfil dos consumidores online que compraram produtos pela Internet nas duas semanas que antecedem o Dia dos Pais traz, entre as informações levantadas, 53% de participação feminina e 47%, masculina. As regiões pelo País que mais consumiram foram Sudeste (61%), Sul (17%), Nordeste (12%), Centro-Oeste (8%) e Norte (3%).

O comércio eletrônico alcançou um total de R$ 1,45 bilhão em vendas nas duas semanas que antecederam o Dia dos Pais, de acordo com a E-bit. O faturamento entre os dias 26 de julho e 9 de agosto de 2014 representou 43% de alta na comparação com o mesmo período do ano passado.

Para a E-bit, o comércio eletrônico tem sido mais procurado pelos consumidores mesmo no atual cenário de desaceleração da economia. A facilidade para pesquisar e comparar preços, além dos prazos de pagamento mais elásticos, ajudam o segmento. O tíquete-médio registrado foi de R$346, entre os mais baixos entre as datas sazonais.

Neste Dia dos Pais, itens de moda e acessórios foram os mais procurados das vendas no período. Os eletrodomésticos ficaram em segundo lugar. Informática, telefonia e celulares também, e casa e decoração, vêm na sequência. Confira todos os números do mercado de E-commerce no Brasil.

O Dia dos Pais deve movimentar R$ 1 bilhão no comércio eletrônico brasileiro, de acordo com expectativa da E-bit, empresa especializada em informações do setor. O faturamento esperado é 25% maior do que o apurado no mesmo período de 2012. A previsão de crescimento nominal para o e-commerce durante 2013 também é de 25%.

A pesquisa estima que 2,95 milhões de pedidos sejam feitos via internet e que o tíquete médio das compras ficará em R$ 343. Eletrônicos, equipamentos de informática, tablets, smartphones e artigos esportivos devem ser os itens mais procurados para presentear os pais.

De acordo com a E-bit, as vendas por internet devem continuar a atrair consumidores mesmo diante do cenário de desaquecimento do consumo no Brasil. Em nota, o diretor-geral da empresa, Pedro Guasti, avalia que, atualmente, existe uma série de facilidades para o consumidor nas compras on-line. Guasti destaca que no momento a oferta de frete grátis, por exemplo, atinge 60% do mercado.