Tags Posts tagged with "download"

download

Você sabe dizer em que dia será a Black Friday em 2018? E o Dia do Consumidor? Conhecer e se planejar para as principais datas comemorativas do comércio eletrônico pode ser um aspecto decisivo para o sucesso de uma loja online. E para isso o Calendário do E-commerce 2018 é a solução ideal!

Um pouco sobre os números de vendas em cada data:

Os números do mercado de E-commerce

Produzido pelo Olist em parceria com o Profissional de E-commerce, esse calendário reúne as datas mais importantes para vender em 2018 e também fornece dicas de planejamento e otimização do negócio ao longo do ano.

Trata-se de uma excelente ferramenta para auxiliar no processo de gestão da loja virtual, fornecendo insights e permitindo uma preparação completa todos os meses. E o melhor: é grátis!

Basta clicar no botão abaixo e fazer o download.

“Vou abrir um e-commerce, é um jeito barato e simples de ganhar uma graninha extra.

Vários erros na frase, não é fácil, não é necessariamente tão barato e muito menos deveria ser levada como uma simples tarefa secundária pela grande complexidade e variedade de tarefas fundamentais. Entenda sobre o tamanho de uma operação de e-commerce:

Operação de e-commerce: não durma nunca mais

Fato é que estamos falando de um dos únicos segmentos do país que, na Economia atual, mesmo desacelerando, mantém crescimento. Isso acontece por inúmeros motivos. Entre eles está a própria crise econômica, que acabou lançando ao mercado milhares de profissionais desempregados, o e-commerce acaba como uma saída para obter renda.

Além disso, esta mesma crise demanda que as pessoas economizem, e a tecnologia da internet provê exatamente isso: tira fronteiras e possibilita comparação de preços

Não é exatamente um mercado novo, contamos na área já com muitos profissionais: marketing digital, logística, tecnologia, administração de empresas e atendimento são apenas algumas das variadas funções necessárias em uma operação de e-commerce.

Desde 2012, o Profissional de E-commerce (na época apenas como blog da Universidade Buscapé Company) em parceria com a Ebit, iniciou um estudo que visava entender melhor quem é este profissional de e-commerce. São mais homens? Trabalham todos na mesma região? Que habilidades de fato são importantes para ele?

Esta primeira edição em 2012 já detectou uma grande tendência. O mercado tem oferta de emprego, mas os profissionais não necessariamente atendem a todo nível de conhecimento esperado. Foi exatamente este o destaque na Veja online ao divulgar estes resultados lá em outubro de 2012: E-commerce brasileiro procura profissionais. E não acha.

Esta constatação que se provou nas edições seguintes de 2013 a 2016, gera uma discussão importante. Falta mesmo qualificação dos profissionais ou existe um problema nas empresas de e-commerce? No meu ponto de vista, as duas hipóteses são válidas:

1- Falta capacitação

Estamos em um país não-desenvolvido, em que a Educação, a básica/fundamental mesmo, é um dos nossos maiores problemas sociais. É algo impregnado em nossa cultura há tantos anos que reflete hoje nos líderes que governam o país (sem falar em partido político). É algo que se mistura até mesmo com a história do Brasil – ou afinal não fomos “colonizados” por portugueses excluídos da sociedade?

Para um segmento iniciado neste milênio então, é natural que existam habilidades necessárias que não são abundantes nos profissionais. Pensemos que durante a formação profissional da maioria das pessoas desta geração, a venda online ainda era vista com muita desconfiança por todos, no mínimo, era uma novidade.

2- As empresas exigem mais do que deveriam

Estamos passando por um momento em que existem muitos profissionais de qualidade desempregados. E pensando em lei de oferta e procura, muitas empresas se veem no direito de exigir muito mais e pagar menos aos profissionais, que acabam aceitando por falta de opção. O problema citado ali sobre Educação e Cultura entra aqui também, só que do outro lado. 

E existe outro probleminha: as descrições de vagas – que acredito que vá muito além de simples descrições. Aparentemente também falta conhecimento aos profissionais que buscam por outros especializados na área. Eu mesmo já fui alvo de anúncios de vagas que procuravam perfis totalmente diferentes dos anunciados:

O que há de errado com as descrições de vagas para E-commerce?

Nova edição do estudo

Após não divulgar os resultados da edição 2016 por limitações comerciais, em 2017 retomamos o estudo sobre o perfil do profissional de e-commerce brasileiro. Com inúmeros parceiros, o estudo atual trouxe a evolução de algumas questões importantes para o mercado.

Esta constatação de falta de capacitação é uma delas: o hiato entre conhecimento esperado pelas empresas versus conhecimento percebido nos candidatos diminuiu significativamente em cinco anos. Em 2012, a diferença entre a média de notas de 1 a 5 era de 1,15, em 2017 já é de 0,96. Porém, esta queda na diferença se deve principalmente a um nível de conhecimento esperado menor. 

Outros aspectos são interessantes para análise. Como conhecimento em atividades mais importantes, na ordem:

Marketing Digital
Atendimento ao cliente
Ferramentas de analytics
Mídia online
Controle de estoques

E um último destaque antes do seu download do material completo ali embaixo. As habilidades mais valorizadas para os profissionais:

Agilidade
Organização e planejamento
Foco em resultados

Pesquisa Profissional de E-commerce 2017

Sem mais blá-blá-blá, vale conferir o resultado da sexta edição da Pesquisa Profissional de E-commerce. São estas informações citadas acima completas e outras igualmente relevantes, como necessidades de contratação e demissões (com motivos), perfil demográfico e muito mais.

Basta preencher nome e e-mail abaixo e receber o e-mail com o link para o material completo. Espero que seja útil e de extrema relevância para o mercado. 🤓

Pesquisa Profissional de E-commerce 2017 - Download Pesquisa Profissional de E-commerce 2017

O link para download do material irá para seu e-mail.

Depois passe por aqui para comentar o que achou, ok? 😉

A Black Friday já está chegando e esse ano será no dia 24/11. A data comercial, que foi incorporada ao calendário brasileiro desde 2010, já é a mais importante do ano para o e-commerce.

Em 2016, o evento gerou R$ 1,9 bilhão de faturamento apenas entre 0h e 23h59 da sexta-feira, 25 de novembro, segundo dados da Ebit. Foram mais de 2,92 milhões de pedidos, com tíquete médio de R$ 653, uma alta de 13% em relação a 2015.

Para 2017, as perspectivas também são animadoras. Pesquisa da Ebit com 5.300 consumidores mostra que, quando perguntados se as pessoas pretendem comprar pela internet na próxima Black Friday, 81% disseram que sim. Veja a pesquisa: 

Black Friday no e-commerce deve crescer 15% em 2017 segundo estimativa Ebit

A data é uma grande oportunidade para os e-commerces que querem aumentar suas vendas e prospectar novos clientes. Mas atenção! É preciso fazer uma preparação com antecedência e aprender com a experiência das edições passadas.

Confira algumas dicas que a  Stelo preparou para seu e-commerce vender muito nessa Black Friday.

Clique aqui e baixe o e-book – Black Friday 2017 com a Stelo.

Está provado que nenhuma empresa consegue crescer sem usufruir da inteligência provinda pela análise de dados, e isso é ainda mais forte no e-commerce.

Ampliando sua marca de facilitador, o Atlas acaba de disponibilizar, gratuitamente, o E-commerce Radar, estudo sobre o comércio eletrônico brasileiro, tendo como foco a divulgação de dados e informações práticas para auxiliar os comerciantes no crescimento de seu mercado.

Faz parte desta primeira edição os resultados consolidados do primeiro semestre de 2017. O objetivo é trazer um entendimento sobre as variáveis que influenciaram tal desempenho e, a partir daí traçar os caminhos para a evolução, de cada negócio e também de todo o setor, no próximo semestre.

Além do rico material, o E-commerce Radar também traz análises e comentários de grandes profissionais da área, como o Mauricio Salvador (presidente da ABComm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) e do Paulo Schiavon, diretor de Online Business Latin America da Samsung.

Um dos dados importantes que o E-commerce Radar traz é que 31% das vendas online aconteceu via dispositivos móveis no 1º semestre de 2017. Isso representa mais um crescimento expressivo da participação das vendas mobile, considerando que em 2015 a participação dos dispositivos móveis foi de 12% e em 2016, 21,5%.

Entre outros dados abordados estão:

• Qual é o perfil dos consumidores brasileiros geral e por categoria;
• Qual é o desempenho de conversão e representação de vendas dos estados e principais cidades;
• Como está o desempenho de navegação dos e-commerces;
• Qual é a participação dos dispositivos móveis e qual sua efetividade geral e por categoria;
• Qual é a taxa de abandono de carrinho por categoria;
• Como estão os indicadores de itens por pedido e ticket médio;
• Quais as principais origens de tráfego e vendas;
• Qual é a representação em vendas dos dispositivos por origem de tráfego;
• Quais são as principais formas de pagamento;
• O quanto as campanhas de frete grátis representam do todo.

Estes diversos indicadores são importantíssimos para que os e-commerces identifiquem seu posicionamento no mercado e as alternativas disponíveis para o seu crescimento através do aumento das vendas.

Baixe e comprove: Estudo E-commerce Radar

O estudo, que pode ser baixado gratuitamente, faz um comparativo das 32 principais plataformas do mercado

Para ajudar o empreendedor que está entrando no mundo do varejo online e procura um serviço para a criação de sua loja, foi lançado neste mês de outubro o Guia Plataformas de E-commerce 2016. Produzido pelo blog Profissional de E-Commerce, em parceria com a PayU, empresa global de pagamentos online, o manual informativo digital traz um compilado de dados das principais plataformas existentes no mercado brasileiro para a operação de uma loja virtual.

Trata-se da segunda edição do guia, sendo que a primeira foi lançada em 2014. Agora, o estudo conta com o apoio da PayU para seu lançamento e divulgação. O e-book contém informações fornecidas pelas 28 principais plataformas no modelo SAAS onde o lojista paga uma mensalidade para usar o sistema e mais 4 plataformas no modelo código aberto (que necessita um programador para implantar e configurar).

Em um formato bastante visual incluindo serviços e benefícios que são importantes na hora da escolha, o documento apresenta comparativos como meios de pagamentos oferecidos, integração com marketplaces, adaptação para dispositivos móveis, entre os 14 itens avaliados, para que o pequeno, médio ou grande varejista possa avaliar qual ferramenta pode atendê-lo melhor.

“Para esta edição do Guia fizemos uma pesquisa com varejistas de diferentes portes e ouvimos deles quais as funcionalidades e diferenciais  que atualmente são importantes ou que eles desejariam que suas plataformas tivessem”. destaca Daniel Cardoso, Diretor de Treinamento de Marketing Digital da Impacta e um dos fundadores do Blog.

Para marcar o lançamento, ocorrido no dia 04, a PayU realizou um evento em que reuniu tanto representantes das plataformas incluídas no estudo quanto lojistas parceiros. O encontro, chamado de “Café e-Conteúdo”, aconteceu na sede da empresa, em São Paulo.

“Sabemos que as empresas têm dificuldade na hora de escolher a plataforma e conhecer os fatores que influenciam na operação de seu negócio é algo muito importante. Consideramos esta uma etapa decisiva para o progresso do negócio e vemos este guia como um estudo completo e uma maneira do lojista conseguir identificar mais facilmente qual solução melhor se encaixa com as suas necessidades”, explica Marcos Marins, CEO da PayU no Brasil.

Gratuito, o Guia Plataformas de E-commerce 2016 já está disponível para download:

Guia Plataformas de E-commerce

Na tempestade uns erguem muros outros constroem moinhos! Sempre que surge a crise esta frase aparece. Outra recorrente, mais moderna e meio “mimimi” fala que “onde uns choram outros vendem lenço”.

Ok! Você pode não estar tão otimista em melhorar sua operação de e-commerce na crise. Isto é totalmente compreensível diante do cenário político e econômico do país. Mas uma coisa é certa, a crise inevitavelmente nos faz olhar muito mais para dentro do que para fora, e isso se bem feito pode ter efeitos muito benéficos à sua empresa.

A história é recheada de exemplos maravilhosos de empresas que estiveram a beira da falência e ao repensar, deram a volta por cima com tal força que retomaram a liderança em seus segmentos melhores do que nunca.

Estou falando de nomes como Apple, Harley Davidson, Toyota e Lego. Que hoje para nós pode ser estranho pensar que já passaram dificuldades.

Nossa intenção com este guia, foi sair à campo e saber o que executivos e consultores de sucesso no e-commerce estão pensando e agindo em um ano de grande desafio. Iniciamos com alguns números de mercado compilados pela E-bit, e ao final, para facilitar, fizemos um rápido resumo dos principais pontos destacados em seus textos.

Pode parecer pretensioso, mas acredito que eles podem sim, despertar insights valiosos para neste momento de introspecção lhe inspirar e por que não dizer,  ajudá-lo montar seu moinho. Vamos lá?

Como o profissional de e-commerce de sucesso enfrenta a crise

Por que elaborar o planejamento financeiro do seu e-commerce

Os números do mercado de e-commerce são animadores para quem pretende iniciar ou já tem a sua própria loja virtual, no entanto, o crescente aumento das vendas tem gerado grande competitividade nos negócios, exigindo do empreendedor estratégias cada vez mais assertivas para estruturar um modelo de plano de negócios, conseguir se destacar na internet e aumentar a captação e fidelização de clientes.

Como o planejamento financeiro é determinante para o sucesso ou derrocada do e-commerce, neste conteúdo que desenvolvemos você encontrará todos os passos necessários não só para planejar o lançamento de um empreendimento, mas também para geri-lo no seu dia a dia.

Meu primeiro conselho para quem não têm muito conhecimento financeiro é: não fique obcecado por números perfeitos. O segundo: utilize premissas conservadoras.

Além disso, seguir um modelo pode ser viciante e fazer você gastar horas modelando cada detalhe da sua operação. Isso pode ajudar no entendimento da sua empresa – que é fundamental -, mas esse tempo tende a seguir a lei dos rendimentos decrescentes: em algum momento, o seu tempo pode ser melhor aproveitado se você focar em outras atividades.

Aproveite essas dicas de planejamento financeiro para e-commerce e aprimore cada vez mais o seu negócio. Lembre-se: minha intenção é ajudar você!

Premissas do planejamento financeiro para e-commerce

1. O primeiro mês do modelo é o primeiro mês de vendas.
2. Geralmente há três categorias de produtos.

Trabalhando com o modelo financeiro para e-commerce

post_ebook_1

Vendas

A aba “Vendas” é onde você vai modelar como pretende gerar vendas no seu e-commerce.

post_ebook_imagem2

Tráfego

O faturamento de um e-commerce ocorre em função do número de pessoas que visitam o seu site e da taxa de conversão dos visitantes que efetuam uma compra.

Tráfego orgânico

Tráfego orgânico é o tráfego que vem para um site por links não pagos de outros sites, como motores de busca, diretorias e outros. Ao longo do tempo, o tráfego orgânico tende a crescer conforme a quantidade de conteúdo relevante no seu site e o número de outros sites que linkam para o conteúdo no seu site (backlinks), ajudando no ranking dos motores de busca.

Para esse modelo é preciso consolidar pesquisa, SEO, SEM e tráfego direto dentro do tráfego orgânico, pois é provável que esse tráfego seja gerado por um usuário que tem a intenção de comprar.

O termo “tráfego orgânico” é frequentemente usado para significar todo o tráfego que não seja pago (ao contrário de PPC, CPM, CPA e outros modos pagos). Um site vai gerar tráfego orgânico como resultado da sua qualidade, avaliada pelos motores de busca e usuários da internet. É considerado a forma de tráfego mais valiosa porque é gratuito e por ser provável que os visitantes tenham mais interesse no assunto do seu site.

Como o tráfego orgânico é natural, normalmente o volume desse tipo de tráfego não pode ser construído muito rapidamente. Apesar de ser possível gerar um grande número de tráfego através de backlinking, a construção de parceiros de qualidade que linkariam para o seu site também pode demorar. Tráfego orgánico é:

• Grátis
• Natural
• De boa qualidade
• Durável
• Demora para gerar
• Sustentável

Quanto mais tempo uma loja de e-commerce opera, ganha clientes e se promove, mais o número de visitantes aumenta ao longo do tempo. Tráfego orgânico descreve visitantes que:

• Navegaram para o seu site digitando a URL diretamente no browser.
• Buscaram palavras-chaves diretas nos motores de busca.

Para projetar o crescimento do tráfego orgânico no modelo, uma simples taxa de crescimento mensal é suficiente.

Taxa de crescimento orgânico

É a projeção do percentual de crescimento mês a mês que o seu site vai gerar. Você pode alterar essa premissa conforme for necessário.

1. Visitantes orgânicos

O número de visitantes orgânicos mensais está registrado no Google Analytics (você consegue exportar esse número). O modelo aplica a Taxa de Crescimento Orgânico sobre o número de visitantes orgânicos do mês anterior para calcular o número do mês atual.

Por exemplo: se o número de visitantes orgânicos no mês 1 for 2.000 e a Taxa de Crescimento – Orgânico for 5%, o número de visitantes orgânicos no mês 2 será 2.100 [2.000*(1+5%)=2.100].

Planejamento financeiro: e-commerce deve investir em Marketing & Promocional

O modelo de plano de negócios deve incluir um item fundamental: empresas precisam promover seus produtos para que clientes em potencial fiquem sabendo da sua existência e como seus produtos/serviços solucionam seus problemas ou satisfazem uma necessidade.

No mundo do e-commerce, a forma mais comum de divulgar e promover a sua loja é contatar blogs e publicações relevantes ao seu público. O objetivo é fazer blogueiros escreverem ou publicarem informações sobre o seu produto/serviço para que esse conteúdo atinja o seu público, a fim de que queiram comprar seus produtos. Veja três exemplos para demonstrar como isso funciona:

1. Premium

“Premium” representa um canal com publicações que têm um base de leitores enorme. Exemplo: o site Pequenas Empresas Grandes Negócios.

2. Moderado

Esse canal é caracterizado por blogs e outros sites com uma base razoavelmente grande e relevante de leitores. Por exemplo, o site “Projeto Draft” escreve muito sobre startups, e-commerce e empreendedorismo.

3. Nicho

Canais de nicho tendem a ser os mais relevantes e engajados. Embora o público possa ser pequeno, é muito mais provável que seja o mais relevante para o seu e-commerce. Se você vende bonecas para crianças, por exemplo, mamães blogueiras podem ser um canal muito forte.

Próximas etapas, guia para download e modelo de planilha financeira

Vamos às fases 2, 3 e 4 (Conversões, Vendas e Faturamento)? Clique no link abaixo e faça do download gratuito em PDF do Guia para montar o Modelo financeiro para o seu e-commerce, que ainda conta com um modelo de planilha financeira em Excel para acelerar seu trabalho. Boa leitura e bom trabalho!

MODELO FINANCEIRO PARA O SEU E-COMMERCE

Apesar de não ser uma das redes sociais mais populares no Brasil, o Pinterest é uma plataforma poderosa para o seu marketing digital. Com um mecanismo simples que baseia-se no compartilhamento de imagens e na criação de “coleções pessoais”, o serviço conta com usuários bastante engajados e ativos – e o melhor: interessados em consumir.

Para os administradores de e-commerce, oferece ainda um trunfo extra: permite que seus clientes em potencial encontrem produtos relacionados a partir dos próprios interesses e sejam redirecionados diretamente para a sua loja virtual. Ainda não está convencido? Neste artigo, listamos mais 11 motivos para você investir na rede social.

E para ajudá-lo a marcar presença por lá, preparamos um e-book gratuito com tudo o que você precisa saber:

Conceitos básicos;
Como criar a sua conta de empresa;
• Como produzir conteúdo criativo e relevante;
Como engajar o seu público.

Preparado para aprender?

Guia de Marketing Gratuito para o Pinterest

Vídeos para e-commerce são uma maneira muito interessante de explorar as potencialidades dos produtos, independentemente do segmento. Desde apresentações, testes ou comparativos, existem diversas formas de utilizar essa ferramenta para aumentar as vendas.

Neste artigo, abordamos alguns aspectos técnicos fundamentais para que você consiga fazer vídeos que atraiam o público certo para sua loja virtual e realmente ajudem a garantir as vendas. E não se assuste, pois isso não quer dizer que você terá que gastar muito dinheiro! Vamos lá?

Utilize uma boa câmera

Para se atingir um bom resultado, é preciso investir em uma boa câmera. Existem modelos semiprofissionais que custam bem menos que uma câmera profissional, mas que entregam vídeos com qualidade.

Busque marcas conhecidas e confiáveis, como Canon, Nikon e Sony, por exemplo. Dica? Algumas câmeras normalmente consideradas apenas para Fotografia, entregam qualidade excelente para vídeo. Uma Canon T3i, por exemplo, pode ser uma ótima saída.

Valorize o áudio

Outro ponto extremamente importante é o áudio. Se for um vídeo com voz, é fundamental que as pessoas consigam entender perfeitamente o que está sendo dito.

Nesse caso, é interessante investir em um gravador e um microfone de lapela (esses que ficam presos na roupa). Esse aspecto, junto com a iluminação, é o que dará caráter profissional à produção, agregando a ela mais valor.

Existem microfones de lapela de marcas mais “genéricas” que entregam excelentes resultados. Lembre que sua câmera (caso opte pela fotográfica que filma) vai precisar de uma entrada para o microfone.

Outra possibilidade que pode ser adotada é gravar o áudio separadamente pelo celular (O iPhone captura áudio com qualidade fenomenal! Smartphones com Android normalmente também entregam bons resultados). Para esta saída, você precisará sincronizar o aúdio com o vídeo em algum software de edição. Lembre de bater uma palma para facilitar sua edição.

Prepare bem a iluminação

Esse é outro ponto muito importante nos vídeos para e-commerce. O ideal é equipar com refletores o ambiente onde será feita a filmagem.

Para isso, é possível encontrar boas opções com custo baixo na internet. Há também muitos tutoriais no Youtube, que ensinam a fazer refletores caseiros. Não importa por qual das duas formas você irá optar, o essencial é manter a iluminação perfeita para destacar o produto à venda. Recomendamos utilizar lâmpadas fluorescentes ou de led.

Garanta a identidade da marca através da ambientação

Nem sempre o proprietário de um e-commerce possui um espaço ideal para a confecção dos vídeos dos seus produtos. Mesmo assim, com alguns ajustes, a sala da sua casa, ou até mesmo a garagem, podem se transformar em um estúdio improvisado.

O mais importante é ter em mente que o consumidor entenderá o ambiente do vídeo como parte da identidade da sua marca. Por isso, evite ambientes bagunçados, desorganizados e sujos — a menos que isso faça parte, de alguma maneira, da sua estratégia.

Portanto, nada de deixar o azulejo da cozinha ou do banheiro aparecendo, combinado?

Entenda a linguagem do seu público

Qual é o seu público? Jovens? Mulheres de 30 a 40 anos? Homens entre 25 e 35 anos? Essa resposta é muito importante para acertar o tom com o qual você irá se comunicar com os consumidores.

Dependendo do público-alvo e do produto que está sendo anunciado, você poderá ser mais descontraído ou se manter mais formal. O mesmo vale para as roupas do apresentador do vídeo — caso haja algum.

Lembre-se: o vídeo será a porta de entrada de muitos novos consumidores no seu negócio e também o ponto decisivo para fechar uma venda. Por isso eles devem ser levados muito a sério!

E então, você tem mais alguma dica para nossos leitores ou ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Não deixe de escrever o seu comentário e conferir também o nosso e-book gratuito para download Como fazer vídeos profissionais e vendedores para e-commerce.

call-to-action-ebook-videos

Nós da Universidade Buscapé Company produzimos diariamente materiais relevantes para educar e auxiliar o crescimento do empreendedor e do profissional de e-commerce como um todo. Desde que começamos com o Blog Profissional de E-commerce, lá em outubro de 2012, lançamos uma série de materiais gratuitos bastante úteis para você que está no mercado de e-commerce.

A ideia é auxiliar em todas as etapas do negócio e cuidar de minimizar os principais problemas enfrentados pelo empreendedor. Separei neste post, uma seleção do que considero o melhor destes materiais, e uma sugestão de ordem de consumo deles.

Vamos começar com quem está entrando no mercado, início da loja virtual, checklist, aspectos jurídicos, escolha de plataforma de e-commerce, otimização de SEO, página de produtos, fotografia de produtos, e-mail marketing, atendimento, mídias sociais, fidelização, tendências e até as análise de métricas para melhorar as vendas.

Veja também:

Os números do mercado de E-commerce

Se tiver mais sugestões de temas que podem ajudar na rotina de sua operação de e-commerce, gostaria de saber. Comente lá embaixo contando o que você precisa! Antes, vamos à lista:

Aprenda o caminho com quem mudou sua carreira para uma empresa digital

Como fazer sua “bagagem offline” jogar a favor na hora de uma entrevista? Quais competências preciso trabalhar para melhorar as chances de sucesso na contratação? Como usar meu network para aumentar consideravelmente as oportunidades de trabalhar em empresa de internet? Elas realmente procuram um perfil diferente de funcionários?

Procuramos usar a experiência dos entrevistados para ver como eles agiram nestas e em outras questões que são comuns a quase todo mundo que começa a jornada de mudar o seu mercado de atuação.

Não, este não é mais um material para convencê-lo a ser um empreendedor digital e se tornar um milionário trabalhando de casa. Nada contra quem busca esse objetivo, mas este e-book foi escrito pensando em auxiliar de forma eficaz profissionais que desejam mudar o rumo da carreira para outro mercado e precisam saber como começar com a estratégia correta.

Aprenda o caminho com quem mudou sua carreira para uma empresa digital

Checklist para abrir uma loja virtual

Como abrir uma loja virtual? Um checklist completo.

Seu novo negócio é uma loja virtual? Com as novas tecnologias cada vez mais acessíveis, todas as empresas acabam seguindo a tendência de marcar presença no mundo digital. Muitas vezes um e-commerce pode realmente impulsionar as vendas e atingir um público que, fora da internet, seria muito difícil de alcançar.

Mas esse passo requer cuidado e muito planejamento. Vamos tentar?

Checklist para abrir uma loja virtual

Aspectos jurídicos essenciais para lojas virtuais

Antes de abrir uma loja virtual e sair vendendo produtos é fundamental que o empreendedor se informe sobre alguns aspectos jurídicos para evitar dores de cabeça e gastos desnecessários no futuro. Afinal, o segmento possui suas peculiaridades que, quando ignoradas, podem ser a causa para a inviabilidade do negócio.

Pensando em tudo isso, preparamos este e-book — simples e didático — que reúne os principais aspectos jurídicos para os empreendedores das lojas virtuais. Assim, você não precisará sair consultando diferentes fontes de informação antes de começar a se aventurar nesse mercado.

Aspectos jurídicos essenciais para lojas virtuais

Guia Plataformas de E-commerce

A escolha da plataforma de e-commerce é uma das etapas mais decisivas para o progresso de uma loja virtual. Além do fato da grande importância que carrega, une-se a dificuldade de comparação. As informações do mercado são fragmentadas.

Organizamos as maiores plataformas de e-commerce e comparamos em uma tabela, lado a lado para você identificar quais são as melhores para o momento do seu negócio.

Guia Plataformas de E-commerce

O guia de otimização de SEO

Este guia vai te levar pelos tópicos mais importantes da SEO e demonstrar como é possível otimizar a sua loja virtual. O marketing de busca hoje é uma das maneiras mais poderosas de atrair novos clientes qualificados para seu negócio sem um investimento alto com publicidade.

Você precisa estar preparado para o público certo te encontrar, e conhecer SEO vai te ajudar à economizar muito dinheiro.

O guia de otimização de SEO

Aumente suas vendas melhorando a página de produtos

Eis que o cliente acessa seu e-commerce. Depois de navegar por diversas categorias, ele finalmente clica em um produto entre tantos outros disponíveis na sua loja virtual.

É a hora da verdade. Neste momento, acredite, você desejará com todas as suas forças ter uma página de produto incrível e atraente, que estimule seu e-consumidor a efetuar a compra e dar um up nas suas vendas. Dicas!

Aumente suas vendas melhorando a página de produtos

Modelo financeiro para o seu e-commerce

Baixando esse e-book você terá uma planilha de Excel com tudo que precisa para criar o seu modelo financeiro e um guia detalhado de como modelar e realizar seu planejamento financeiro com qualidade.

Este modelo foi utilizado por startups de e-commerce que levantaram milhões de reais de investimento.

call-to-action-modelo-financeiro

Guia prático para a montagem de Landing Pages para E-commerce

Aumentar o número de conversões no e-commerce é frequentemente um grande desafio. A concorrência é acirrada, muitas vezes você não consegue dar o mesmo desconto que outras lojas online e o que o público espera é que você se diferencie de alguma forma para conquistar a confiança necessária para fechar uma compra.

Neste guia prático para montagem de landing pages para e-commerce, você vai entender o que é uma landing page, quais são seus elementos fundamentais e como aplicar essa estratégia no seu e-commerce para atrair mais leads e convertê-los em clientes.

cta-guia-lp-ecommerce

Calendário do E-commerce para 2016

Adotar um calendário com as principais datas do e-commerce e montar uma estratégia de vendas baseada nesse material, é uma tática importante para quem deseja começar o ano de forma organizada e alcançar resultados satisfatórios de acordo com suas metas.

O Calendário do E-commerce para 2016 com as datas mais importantes do varejo, para que você se programe e monte sua estratégia de 2016 com antecedência para não perder nenhuma oportunidade. No calendário, além das datas especiais, você terá lembretes dos prazos ideais para iniciar suas campanhas e várias dicas úteis que são servir como um guia mensal na sua estratégia de vendas.

Calendário do E-commerce para 2016

Estratégias de conteúdo para e-commerce

Como gerar conteúdo de maneira estratégica. Somente ter um blog não é o suficiente para gerar resultados para sua loja virtual. É necessário ter um planejamento para que todo conteúdo gerado faça sentido dentro dos objetivos de negócio da empresa.

Marketing de conteúdo pode ser a grande saída para seu e-commerce prosperar!

Estratégias de conteúdo para e-commerce

Guia prático da Fotografia para Lojas Virtuais

O Guia prático da Fotografia para Lojas Virtuais foi desenvolvido para você, que tem uma equipe reduzida e precisa fotografar seus produtos ou pretende trabalhar com Fotografia para Lojas Virtuais.

Entenda pontos essenciais para fotografar e os diferentes tipos de produtos para E-commerce e como começar.

Guia prático da Fotografia para Lojas Virtuais

Como fazer vídeos profissionais e vendedores para e-commerce

O vídeo é uma das ferramentas mais promissoras neste sentido. O recurso ajuda a demonstrar os produtos que são vendidos, mostrando vários ângulos de cada item. Por meio do vídeo, é possível ainda, reforçar o DNA da marca, ilustrando sua missão, visão, valores e filosofia. Muitas pesquisas comprovam que vídeos convertem mais do que todas as outras formas de conteúdo digital.

As vantagens de usar vídeos em lojas virtuais são inegáveis. No entanto, muitos empreendedores se perguntam se negócios de menor porte também podem fazer vídeos. A resposta é: sim! É possível começar a trabalhar com vídeos sem precisar fazer uma superprodução.

call-to-action-ebook-videos

Estratégias campeãs para fazer do e-mail marketing sua maior fonte de vendas

Por que o e-mail marketing é tão poderoso? Utilizar E-mail Marketing como estratégia de promoção não é nenhuma novidade, correto? A ferramenta traz a fama de ser ao mesmo tempo uma das mais poderosas dentro do Marketing Digital e a que mais é mal utilizada.

Quando utilizado corretamente este ainda é o meio de maior conversão de vendas para um E-commerce. Exatamente por isto o E-mail Marketing é o carro-chefe da maioria das campanhas. Ele precisa ser direto, ter uma frequência correta, atrativo e com muito conteúdo relevante para transformar o olhar do cliente.

Estratégias campeãs para fazer do e-mail marketing sua maior fonte de vendas

Bom atendimento na URA: Especial e-commerce

Com objetivo de explorar melhor estes serviços, oferecemos abaixo o link para baixar o e-book “Bom Atendimento na URA: Especial E-commerce”. Neste material produzido pela DDS, estão reunidas diversas práticas de mercado aplicadas ao mercado de lojas virtuais.

Leia mais sobre o tema: Como automatizar o atendimento ao cliente com qualidade e eficiência

Como automatizar o atendimento ao cliente com qualidade e eficiência

Como usar Web Analytics no E-commerce

Ser atrativo implica em conhecer quem é o seu consumidor, como ele age na internet, com que frequência se relaciona com a sua marca, que tipo de produtos busca, entre outras questões. E, para conhecê-lo tão bem, só fazendo uma bela investigação. Investigação esta que pode se tornar bem mais fácil e proveitosa se você tiver ao seu lado uma boa ferramenta de Web Analytics e souber como usá-la adequadamente.

Interessado no tema? Então seja bem-vindo! Nas próximas páginas você entenderá o que é Web Analytics, qual sua importância e como fazer desta ferramenta a sua maior aliada!

Como usar Web Analytics no E-commerce

Como gerar resultados nas mídias sociais

Através dos novos meios sociais, as pessoas aprenderam a não só receber a mensagem, mas a produzir conteúdo, curtir aquilo que gostam e compartilhar infinitas informações que são publicadas online todos os dias.

As pessoas passaram de receptoras para produtoras de conteúdo, são hoje chamadas de prosumers e é através desse novo cenário que as marcas começaram a repensar suas estratégias de marketing e aprender que o relacionamento com os consumidores é o melhor caminho para engajar de vez no mercado e obter sucesso.

Como gerar resultados nas mídias sociais

Guia prático do Instagram para lojas virtuais

As marcas descobriram no Instagram um excelente aliado para o marketing, e é este potencial que iremos ensiná-lo a aproveitar neste e-book.

Você aprenderá passo a passo como criar a sua conta, personalizá-la, publicar conteúdo de qualidade e atrair o público para as suas fotos – e, depois, para a sua loja virtual. Vamos lá?

call-to-action-instagram

Guia de Marketing Gratuito para o Pinterest

Com um público majoritariamente feminino, o serviço se tornou um excelente ambiente para as lojas divulgarem seus produtos. A pesquisa revela ainda que, em termos de e-commerce, o Pinterest é líder de compartilhamentos, contando com 40% (em comparação a 37% do Facebook).

Além disso, 51% dos usuários seguem lojas online para adquirir cupons de desconto, enquanto 43% o fazem para procurar detalhes sobre produtos. Vamos descobrir como o Pinterest pode se tornar uma poderosa arma em sua estratégia?

call-to-action-guia-pinterest-1

Marketing no Google Plus: conquistando o público do seu negócio

Com diversos diferenciais, o Google Plus permite não apenas que você divulgue conteúdos relacionados ao seu e-commerce como também desenvolva um verdadeiro relacionamento com o seu público. Neste e-book, aprenda a:

  • Criar sua conta;
  • Explorar diferentes formatos de conteúdo;
  • Apostar na criação de comunidade;
  • Usar as ferramentas integradas.

call-to-action-google-plus (1)

Como ampliar a audiência do seu e-commerce com o YouTube

O YouTube é mais do que uma simples plataforma de vídeos. Apontado como o segundo serviço de busca mais popular, tem um grande potencial de marketing e criação de comunidade que você aprenderá a usar a favor da sua loja virtual. Confira:

  • Conteúdos que você pode abordar;
  • Dicas para gravar e editar seus vídeos;
  • Plataformas de divulgação e anúncios;
  • Principais métricas para o seu negócio;

Como ampliar a audiência do seu e-commerce com o YouTube

Guia do Periscope para Lojas Virtuais

Seu potencial, ainda pouco explorado, oferece grandes possibilidades para as empresas, que vão desde a exposição de produtos até verdadeiras reflexões com os consumidores.

Você pode manter um diálogo constante com o seu público, compartilhando coisas do dia a dia do seu empreendimento e ouvindo o que os clientes têm a dizer. Essa é uma excelente maneira de humanizar a sua marca e até mesmo criar uma comunidade de pessoas interessadas no que você acredita e no que vende.

call-to-action-periscope-tiny

Guia Completo para Vender nos Maiores Marketplaces do Brasil

Descubra como esta pode ser uma ótima estratégia para o seu negócio e veja passo a passo do que fazer para ter sucesso nas vendas através de grandes Marketplaces.

Neste guia você passará por diversas etapas e, ao final, estará preparado para vender nos maiores Marketplaces do Brasil!

call-to-action-guia-marketplace

O guia essencial para reter, engajar e fidelizar clientes em seu e-commerce

Para garantir a sua fatia no crescimento deste mercado é necessário ter uma estratégia de marketing digital completa e bem planejada, que vá além da atração de novos clientes. Afinal, manter os clientes atuais é consideravelmente mais barato do que conquistar novos.

Além disso, um cliente fiel compra mais e indica mais a sua loja virtual. Por isso, é fundamental que você foque na retenção, no engajamento e na fidelização de seus consumidores.

O guia essencial para reter, engajar e fidelizar clientes em seu e-commerce

Comentários negativos podem aumentar vendas

Um manual de ajuda para você lidar com reviews e opiniões negativas no seu e-commerce e nunca mais ter dúvidas ou medo delas! Esqueça os mitos sobre opiniões negativas e positivas.

Descubra nesse guia porque quase 70% dos consumidores online confiam mais nas lojas virtuais que possuem opiniões positivas e negativas em seus produtos.

Comentários negativos podem aumentar vendas

Como conquistar engajamento e motivar seus clientes com Gamification

Para se manter vivo e operante nesse enorme mercado de e-commerce é essencial ficar de olho nas novidades. Sejam novos produtos, novas formas de entrega, de pagar pelos produtos ou mesmo novos comportamentos do consumidor — que a cada dia se torna mais ativo e menos suscetível às táticas tradicionais de convencimento… Manter-se por dentro das tendências é a chave do sucesso!

Se você faz parte desse grupo que já entendeu a importância de estar sempre na vanguarda, garantindo, assim, uma boa fatia desse faturamento, esse e-book que preparamos é para você: Gamification!

Como conquistar engajamento e motivar seus clientes com Gamification

E aí, curtiu? Sentiu falta de algum tema importante que você tem sentido dificuldades? Me conta lá nos comentários!