Tags Posts tagged with "e-commerce brasileiro"

e-commerce brasileiro

O E-commerce brasileiro deve movimentar R$ 3,85 bilhões no Natal de 2013 de acordo com estimativas da E-bit. A expectativa representa um crescimento nominal (sem descontar a inflação) de 25%, na comparação com o mesmo período de 2012, quando o faturamento foi de R$ 3,06 bilhões.

De acordo com a E-bit, entre 15 de novembro e 24 de dezembro, 10,3 milhões de compras devem ser feitas via internet. O tíquete médio estimado é de R$ 368.

E-commerce brasileiro deve faturar R$ 3,85 bilhões neste Natal

“O Natal é a data sazonal mais importante para o e-commerce e corresponde entre 15% a 20% do total das vendas do ano. Dessa vez, com a Black Friday, prevemos um peso ainda maior”, afirmou o diretor-geral da E-bit, Pedro Guasti, em nota, referindo-se à quarta edição da Black Friday Brasil, que começa nesta sexta-feira, 29, e vai até domingo, 1, tanto para compras em lojas virtuais como no varejo tradicional.

O levantamento aponta que itens da categoria Moda e Acessórios devem ser os mais vendidos no Natal, seguidos por Eletrodomésticos; Telefonia/Celulares; Casa e Decoração; Saúde, Cosméticos e Perfumaria, e Informática. Guasti reforça que a realização da Black Friday deve ser importante para que os consumidores antecipem as compras, principalmente no comércio eletrônico.

“A antecedência nas compras é uma recomendação importante na época do Natal. O consumidor deve fazer suas aquisições pelo menos 20 dias antes da data. Dessa forma, ele garante que seus produtos cheguem a tempo para a comemoração”, afirma.

Os preços do e-commerce caíram 0,28% em maio, na comparação com abril, de acordo com o índice da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas e do site Buscapé (Fipe/Buscapé). A queda confirma a tendência deflacionária observada ao longo de 28 meses em que o índice foi calculado, interrompida apenas nos meses de janeiro de 2012 (0,90%) e janeiro de 2013 (2,39%).

Todos os 10 grupos de produtos analisados pelo índice tiveram redução de preço no e-commerce brasileiro no mês de maio. Os destaques foram: Telefonia (-1,12%), Casa e Decoração (-0,90%), Moda e Acessórios (-0,47%), Esportes e Lazer (-0,42%) e Brinquedos e Games (-0,41%).

Preços do e-commerce caem 0,28% em maio, diz Tabela Fipe/Buscapé

Das 151 categorias de produtos pesquisadas, 86 tiveram uma queda média de 0,51%, enquanto 65 tiveram aumento médio de 0,37%. Os produtos com maiores baixas foram colchão (-3,48%), blu-ray player (-3,33%), aparelho de jantar (-2,58%), depilador elétrico (-2,56%), camisa de time de futebol (-2,47%), barraca (-1,93%), churrasqueira (-1,65%) e climatizador (-1,47%).

Já os produtos que tiveram acréscimo de valor foram o aquecedor de ambiente (3,40%), calculadora (2,39%), triturador de alimentos (1,58%), mochila para notebook (1,49%), mixer (1,36%), lavador a jato (1,27%) e memória para PC (1,05%).

Na comparação com o mesmo período de 2012, maio registrou queda de 4,87%. Das 151 categorias de produtos pesquisadas, 89 (59% do total) tiveram queda média de 7,45%, e 62 tiveram um aumento médio de 2,18%.

O grupo com a maior queda foi o de Eletrônicos (-12,34%), influenciado principalmente por televisores (-13,88%), blu-ray, (-10,79%), e micro system (-9,44%). O segundo grupo com baixa mais expressiva foi Moda e Acessórios (-12,09%), seguido por Fotografia (-9,65%) e Telefonia (-9,42%). Os Eletrodomésticos, que possuem o maior peso no e-commerce, tiveram baixa de preço de 0,56% no período.

A E-bit publicou em março o Relatório Webshoppers, que semestralmente analisa as tendências e gera estimativas baseadas nas preferências e mudanças de comportamento dos consumidores do E-commerce brasileiro. O crescimento do e-commerce no Brasil e o Relatório WebShoppers continua sendo notícia em toda parte.

Confira a matéria publicada no E-merging Markets com link para os resultados do estudo em espanhol.

Parte dos principais resultados deste estudo, e que podem ser encontramos no Resumo Executivo, são:

● O segmento finalizou 2012 com receitas de R$22,5 bilhões, um aumento de 20% em respeito a 2011, (R$18,7 bilhões registrados nas vendas de bens de consumo).
● Um total de 66,7 milhões de pedidos em 2012, aumentou em 24,2% em respeito ao ano anterior.
● O aumento da demanda foi acompanhado por um aumento no número de consumidores virtuais (10,3 milhões de novos consumidores).
● Atualmente, mais de 42,2 milhões de pessoas fizeram pelo menos uma compra online no Brasil.
● As categorias com mais pedidos foram definidas da seguinte maneira: “Eletrodomésticos” em primeiro lugar, com 12,4%, seguido de “Moda e Acessórios”, cada vez mais consolidado, com 12,2%. Em terceiro lugar, “Saúde, beleza e medicamentos” com 12%. “Computação“ e “Casa e Decoração” completaram o ranking com 9,1% e 7,9%, respectivamente.
● Em janeiro de 2012, a porcentagem de volume de transações de M-Commerce foi de 0,8%. Em junho, o Índice foi de 1,3% e em janeiro de 2013, alcançou 2,5%.
● Os números de comércio eletrônico no Brasil continuaram aumentando em 2013.
● Uma pesquisa Ad hoc, realizada pela E-bit indica que os cartões de débito foram utilizados em sua maioria por mulheres.

Pedro Guasti - Com crescimento de 25%, e-commerce brasileiro vira notícia
Pedro Guasti: “O m-commerce é uma realidade no mercado digital brasileiro…”

Em uma entrevista com a E-Merging Markets, o diretor da E-bit, Pedro Guasti, afirmou que “O m-commerce (comércio eletrônico mobile) é uma realidade no mercado digital brasileiro e deve avançar cada vez mais”. Cada dia surgem novos aplicativos e tecnologias focadas neste tipo de comércio, adicionou.

“A oferta de apps como soluções de compra e o uso do HTML5 será cada vez mais difundido… O omnichanel e a possibilidade das pessoas de comparar preços dentro das lojas físicas são os principais aliados dos consumidores neste momento”, concluiu.

Quanto às projeções, Guasti disse que em 2013 o comércio eletrônico brasileiro deveria ter um crescimento nominal de 25% em relação a 2012, com isso, o faturamento do setor em bens de consumo deveria chegar a R$ 28 bilhões.

Para fazer o download do estudo Webshoppers completo, acesse www.webshoppers.com.br.

Leia também:
A Era do Consumidor Multicanal
Walmart americano implementa o conceito Multicanal na loja virtual