Tags Posts tagged with "E-commerce em 2014"

E-commerce em 2014

O que esperar do E-commerce em 2014? Com 2013 chegando ao fim, a Ericsson ConsumerLab identificou as principais ‘tendências de consumo para 2014‘. Por mais de 15 anos, ConsumerLab realizou uma pesquisa para explorar das pessoas os valores, comportamentos e modos de utilização de produtos e serviços de TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação). Nosso programa de pesquisa global é baseado em entrevistas anuais com mais de 100.000 pessoas em mais de 40 países e 15 megacidades.

O que esperar do E-commerce em 2014?

Michael Björn, chefe de pesquisa da ConsumerLab, diz: “A tendência mais importante que observamos é a demanda de crescente de aplicativos e serviços em todas as indústrias e setores da sociedade – que tenham a capacidade de mudar radicalmente a vida cotidiana.”

1. Apps mudam a sociedade

O crescimento acelerado de smartphones mudou completamente a forma como nos comunicamos e usamos a internet. Entramos numa nova fase, diversificando o uso de smartphones – e as pessoas estão à procura de aplicações em todos os setores da sociedade.

Isso inclui, desde compras, supervisão de comunicação com as autoridades e transporte. Aplicativos estão se tornando mais importantes do que o telefone que você usa.

2. Seu corpo é a nova senha

Sites estão exigindo senhas mais longas com uma mistura de números, letras e símbolos – quase impossíveis de se lembrar. Isso está levando a um crescente interesse em alternativas biométricas.

Por exemplo, a pesquisa descobriu que 52% dos usuários de smartphones querem usar suas impressões digitais em vez de senhas e 48% estão interessados em usar olho de reconhecimento para desbloquear sua tela. Um total de 74% acreditam que smartphones biométricos vão se tornar indispensáveis da partir de 2014.

O que esperar do E-commerce em 2014?

3. O corpo sendo analisado por aplicativos

Pressão arterial, pulso e passos são apenas alguns exemplos de como queremos usar dispositivos móveis para controlar nosso corpo, utilizando dados pessoalmente gerados. Você só precisa iniciar um app para rastrear suas atividades e se conhecer melhor.

Um total de 40% dos usuários de smartphones querem o seu telefone para registrar todas as suas atividades físicas e 56% gostariam de monitorar sua pressão arterial e pulso usando um anel.

4. Internet disponível em todos os lugares

O uso da Internet foi ficando para trás do uso da voz, os usuários de smartphones estão percebendo que as barras de sinal em seu telefone já não fornecem orientação confiável, uma vez que um sinal que é adequado para uma chamada de voz, pode não ser bom o suficiente para os serviços de internet. Nossa pesquisa descobriu que a satisfação do usuário com a qualidade internet experimentada no metro tem o pior desempenho.

5. Smartphones reduzem o fosso digital

O acesso à internet em escala global ainda é inadequado e desigualmente distribuído, dando origem ao que é conhecido como o fosso digital. O advento dos smartphones mais baratos significam que os consumidores não precisam mais comprar computadores dispendiosos para acessar serviços de internet.

51% dos consumidores disseram que seu telefone móvel é a peça mais importante de tecnologia – e, para muitos, está se tornando um dispositivo primário para o uso da internet.

6. Benefícios online superam preocupações com cybercrimes

Como a Internet tornou-se parte integrante de nossa vida cotidiana, os riscos associados a estar conectado estão se tornando cada vez mais evidente.

56% dos usuários diários de internet estão preocupados com questões de privacidade. No entanto, apenas 4% dizem que eles diminuiram o acesso à internet. Em vez disso, os consumidores aplicam estratégias para minimizar o risco, como ser mais cauteloso sobre o tipo de informações pessoais que eles fornecem.

7. Vídeo no comando

Apesar de termos mais opções de mídia, parece que estamos menos propensos a escolher o que assistir. Na verdade, os nossos amigos são particularmente influentes quando se trata de exibição de material de vídeo.

Descobrimos que 38% dos entrevistados dizem que assistem a clipes de vídeo recomendados por seus amigos, várias vezes por semana. Nossos amigos têm quase tanto impacto sobre nossos hábitos de conhecer blogs, ouvir músicas.

O que esperar do E-commerce em 2014?

8. Fazendo meus dados visíveis

Um total de 48% dos consumidores usam aplicativos para entender melhor o seu consumo de dados. Enquanto 41% só querem saber a quantidade de dados que eles usam, 33% querem se certificar de que são cobrados de forma correta e 31% não querem exceder a quantidade de dados contratada pela operadora.

A pesquisa também revelou que 37% dos proprietários de smartphones usam regularmente aplicativos para testar a sua velocidade de conexão.

9. Sensores em lugares diários

Até o final de 2016, cerca de 60% dos proprietários de smartphones acreditam que os sensores serão usados em tudo, desde cuidados de saúde e transporte público, carros, casas e locais de trabalho.

10. Reproduzir, pausar, retomar em outro lugar

Como 19% do tempo total de streaming é gasto em celulares ou tablets, os consumidores estão mudando os locais onde eles assistem TV.

Por exemplo, eles podem começar a visualizar o conteúdo em casa, fazer uma pausa, e voltar a ver durante o seu trajeto para o trabalho. Ao trocar de lugar, também fazer sentido mudar de dispositivo.

Publicado no Telequest.com.br

O que esperar do E-commerce em 2014?

Para complementar as expectativas para 2014, incluímos a entrevista de Pedro Guasti para o Mundo do Marketing nesta sexta-feira, 13 de dezembro. Pedro falou sobre as Perspectivas e Tendências para o mundo do E-commerce em 2014. Assista!