Tags Posts tagged with "gest√£o"

gest√£o

Migrar de plataforma √© sempre um problema… Bom, na verdade nem sempre. ūüėÄ Para provar que √© poss√≠vel migrar sem traumas e obter resultados r√°pidos e expressivos vamos analisar o case: Unimporte.

A Empresa

Desde de 2006, a Unimporte vem construindo sua forte a√ß√£o no ramo de revendas de eletroeletr√īnicos e inform√°tica para grandes empresas corporativas. Com a evolu√ß√£o do neg√≥cio, veio a ideia de atuar tamb√©m no e-commerce.

A loja virtual teve seu in√≠cio com desenvolvimento pr√≥prio, ‚Äúin-house‚ÄĚ mesmo, incluindo at√© a hospedagem.

O Desafio

O fato de a empresa ter escolhido este caminho em um primeiro momento trouxe algumas dificuldades como:

  • Falta de manuten√ß√£o e suas cont√≠nuas evolu√ß√Ķes (como acontecem em uma plataforma SaaS);
  • Instabilidades nos picos de acessos (coisa que impactou diretamente no funil de vendas);
  • N√£o possuir conex√£o com o ecossistema de varejo digital (detalhe que mexe na performance de vendas);
  • A aus√™ncia de uma plataforma robusta, prejudicou o planejamento de vendas e os servi√ßos de m√≠dia online associados ao neg√≥cio.

A Migração

Vamos destacar aqui alguns pontos que foram de grande import√Ęncia para o sucesso da migra√ß√£o de uma solu√ß√£o desenvolvida na pr√≥pria empresa para uma Solu√ß√£o SaaS que foi a proposta feita √† Unimporte pela ag√™ncia DCS.

Propomos não somente uma consultoria de e-commerce, mas assumimos o projeto de e-commerce, acreditando no seu potencial e principalmente, apostando nas suas qualidades em pronta-entrega, atendimento e experiência de consumo nas entregas.

  • Sugerimos a plataforma EZ Commerce, uma das cinco melhores plataformas SaaS do Brasil, pois continha tudo o que a loja precisava de forma estrat√©gica para ter sua consolida√ß√£o no mercado online e crescer rapidamente o faturamento;
  • Todo layout foi personalizado, entendendo a marca, sua hist√≥ria e acima de tudo, comportamento de consumo de seus clientes;
  • Adaptamos √† vers√£o mobile, devido ao estudo que mais de 1/4 de seu tr√°fego vem do mobile;
  • Foi elaborado o desenho de estrutura mercadol√≥gica (extremamente importante para o e-commerce);
  • Fizemos um upgrade no mix de produtos, com foco total ao varejo;
  • Conectamos aos principais canais de vendas e marketplace;
  • Implantamos uma log√≠stica eficiente e desenhada para uma opera√ß√£o de e-commerce;
  • Elaboramos um plano de marketing baseado em  performance, entendendo atrav√©s de estudo de mercado plano de a√ß√£o t√°tica e vendas.
  • Cuidamos para que a indexa√ß√£o (SEO) da loja antiga fosse totalmente redirecionado para a nova. Voc√™ pode n√£o acreditar, mas muita empresa que possui tr√°fego grande da busca org√Ęnica chega a falir se isso n√£o for feito de forma profissional.

Os Resultados

  • Projeto de migra√ß√£o com seu lan√ßamento em 45 dias;
  • 200% de crescimento nas vendas em apenas 2 meses;
  • Quase 2000% de crescimento fechando 12 meses;
  • Log√≠stica alinhada e conectada com tudo para o ecossistema;
  • A Unimporte ganhou uma classiÔ¨Āca√ß√£o  OURO na B2W (uma das mais desejadas).

O Cliente

‚ÄúA expertise da DCS foi fundamental no crescimento da empresa nos permitindo um crescimento hist√≥rico da marca. Eles entenderam a nossa vis√£o de neg√≥cio e a parceria foi muito satisfat√≥ria‚Ķ‚ÄĚ

Conclus√£o Final 

Este caso de sucesso prova que a decisão de migração de plataforma (quando necessária) é essencial para o crescimento e futuro de uma operação de e-commerce. Empresas como a Netshoes já migraram mais de 4 vezes sua plataforma para poder crescer de forma sustentável.

Esta é uma decisão estratégica que tem que vir acompanhada do suporte de profissionais que possuem experiência no assunto e entendem que não se trata apenas de uma mudança de tecnologia. Como foi explanado, o segredo está nos detalhes de layout, planejamento, marketing que muitas vezes são ignorados e desta forma resultam em um processo muito mais moroso e com resultado abaixo da expectativa.

Sua empresa j√° passou por uma migra√ß√£o ou pensa em migrar de plataforma? Em caso afirmativo, deixe seus coment√°rios abaixo e divida sua experi√™ncia com os leitores do Profissional de E-commerce! ūüėÄ

As t√°ticas n√£o escal√°veis s√£o fundamentais para a tra√ß√£o inicial de muitos neg√≥cios. Com a minha consultoria de e-commerce n√£o foi muito diferente. Montei uma estrat√©gia zero escal√°vel, mas bastante eficiente para conseguir meus primeiros 25k recorrentes (5 clientes de 5k recorrente cada).

Fiz o seguinte. Escolhi 15 alvos (clientes em potencial) de acordo com meu network (15 anos de experi√™ncia facilitam as coisas neste caso). Eram marcas do Rio de Janeiro, de moda de porte m√©dio/pequeno com opera√ß√Ķes de e-commerce ativas.

Esse era o perfil do meu cliente ideal naquele momento (a definição deste cliente ideal é papo para outro artigo). Depois descobri o nome do decisor desse possível cliente com buscas simples no Google e Linkedin. Poderiam ser dono da marca, CEO, gestor de ecommerce…

Sabendo o nome, descobri o e-mail destas pessoas usando EmailHunter.co, EmailGenerator.io (junto com o Sales da Hubspot), perguntando para amigos em comum e alguns eu at√© j√° tinha de contatos anteriores. Consegui facilmente o e-mail de todo mundo desta maneira.

Perdi algumas horas fazendo um diagn√≥stico de UX/SEO/performance para descobrir os problemas mais evidentes no e-commerce de cada um. Deu um pouco de trabalho, mas hoje em dia com ferramentas como SEMRush, testes do Google e algumas outras este tipo de an√°lise ficou beeeem mais f√°cil.

Com esse diagn√≥stico em m√£os, criei uma landing page (usando o trial do Instapage) para cada uma das marcas mostrando os problemas de seus e-commerces e como eles poderiam ser resolvidos.

Um detalhe muito importante!

Usei uma ferramenta que mostra, em v√≠deo – Web Page Test – o tempo de carregamento de um site em rela√ß√£o a seus concorrentes.

Esse detalhe tinha um fator psicológico bem agressivo, pois mostrava na hora, em vídeo, como a marca estava atrás dos concorrentes e precisava de melhorias urgentes.

Matador.

Com tudo isso pronto enviei para cada um dos decisores um e-mail super pessoal explicando que admirava a marca, mas que a operação de e-commerce precisava de ajuda e que eu iria mostrar não só os problemas mais urgentes como também como solucioná-los.

Ao clicar no link do e-mail ela era direcionado para essa LP, super personalizada com o logo da marca, o vídeo comparativo com concorrentes, o diagnóstico de problemas urgentes e um passo a passo de como solucionar os problemas diagnosticados.

Mandei esse e-mail para 15 pessoas. Fechei 5 clientes. Um pouco mais de 30% de taxa de convers√£o.

Considerei o resultado excelente, superando inclusive minha expectativa que eram 4 clientes fechados.

Considero essa estratégia difícil de escalar pois dá um certo trabalho preparar esse combo todo para cada prospect, mas ela se mostrou extremamente persuasiva, eficiente e adequada para o meu momento.

Com isso gerei meus primeiros 25k recorrentes e pude ter certeza que a consultoria iria funcionar.

Desde ent√£o j√° s√£o quase 3 anos e 52 clientes. ūüėČ

Texto anteriormente publicado no Pulse do LinkedIn.

O termo “Digital Dexterity” (na livre tradu√ß√£o “destreza digital”) pode parecer estranho ou novo, mas, na verdade, j√° foi bastante discutido. Em 2015, despertou grande interesse no Gartner Digital Workplace Summit, realizado em Orlando (EUA). Na vis√£o do evento, o Digital Dexterity come√ßou a evoluir na esteira de um ambiente de trabalho em transforma√ß√£o.

Portais, redes sociais corporativas, sistemas de gest√£o de conte√ļdo, Nuvem, aplicativos m√≥veis orientados por voz e muito mais v√™m desenhando um ambiente corporativo digital, em um movimento natural de empresa e de colaboradores (usu√°rios digitais), inseridos em um mundo conectado e m√≥vel.

Mas essa arquitetura caminhou para um objetivo maior: a Digital Dexterity. Segundo o instituto de pesquisas global Gartner, para chegar l√°, a empresa tem de ser √°gil e contar com pessoas capacitadas para lidar eficazmente com “trabalho din√Ęmico e n√£o rotineiro”.

No in√≠cio de outubro, o termo Digital Dexterity ressurgiu com for√ßa em mais um evento da companhia do qual participei, o Gartner Symposium /ITxpo 2017, tamb√©m em Orlando (EUA). As apresenta√ß√Ķes enfatizaram que o principal papel das pessoas na transforma√ß√£o digital √© ajudar as organiza√ß√Ķes a alcan√ßarem a destreza digital e competir efetivamente.

No entanto, para isso, √© necess√°rio compor times que tenham destreza digital ‚Äď profissionais colaborativos, √°geis, anal√≠ticos, inovadores e criativos. “Pessoas com capacidade e desejo de explorar tecnologias existentes e emergentes para obter melhores resultados comerciais“, disse a analista do Gartner Tina Nunno.

Mas o que significa destreza digital?

Segundo o Gartner, é uma estratégia de negócios projetada para incentivar a agilidade e o engajamento da força de trabalho, promovendo a autonomia dos colaboradores e construindo um ambiente de trabalho consolidado. Nesse cenário, os líderes digitais devem avaliar a destreza digital de sua organização para implementar uma estratégia com o objetivo de atrair a melhor combinação de talentos.

A Digital Dexterity, portanto, n√£o √© um jarg√£o interessante e curioso ‚Äď √© o pilar de um moderno ambiente de trabalho digital. Sendo assim, √© altamente estrat√©gico construir um ambiente corporativo flex√≠vel e √°gil, que abrigue for√ßa de trabalho flex√≠vel e igualmente √°gil para o sucesso da organiza√ß√£o.

Muito além do digital

A estrat√©gia de constru√ß√£o do digital nas empresas envolve variadas an√°lises para que a transforma√ß√£o aconte√ßa de maneira clara e efetiva, alinhada √† evolu√ß√£o e √† cultura do neg√≥cio. Mas, sem d√ļvida, a Digital Dexterity √© um grande aditivo para a cria√ß√£o de uma nova cultura, que deve residir em um novo design organizacional, contemplando um mix de talentos.

√Č preciso mudar internamente para mudar externamente. A cultura de Digital Dexterity, segundo o Gartner, deve ser sustentada por tr√™s blocos nessa constru√ß√£o: tecnologia, engajamento e diversidade.

Para se tornar uma empresa digital, é vital ter capacidade para usar com assertividade a tecnologia e habilidade para criar valor por meio dela. Dominar a tecnologia não terá valor algum se a sua aplicação não estiver alinhada aos objetivos do negócio. Empresas que investem fortemente em tecnologia e na organização do seu desenho de atuação estão mais preparadas para superar seus competidores.

Mas entendo que a “destreza” √© chave e deve existir independentemente da tecnologia porque √© uma quest√£o de perspic√°cia, talento para pensar al√©m do lugar comum, agilidade, capacita√ß√£o e intelig√™ncia coletiva. Assim, certamente, o digital pode ficar mais simples.

A sazonalidade √© um fator relevante para diversos varejistas do mundo inteiro. Seja vendendo moda praia, repelentes ou ovos de P√°scoa, empreendedores que n√£o se planejam costumam sofrer com essa quest√£o, pois h√° produtos que t√™m muita sa√≠da em determinada √©poca do ano, mas no restante dos meses tendem a ‚Äúencalhar‚ÄĚ.

Mas qual será o melhor caminho para contornar essa questão e evitar prejuízos? Listei algumas dicas práticas para quem trabalha com produtos sazonais:

Forneça os incentivos corretos

Uma das regras básicas da economia diz que as pessoas reagem a incentivos. Então, se você tem um negócio sazonal e quer estimular os clientes a efetuarem compras fora de época, precisa oferecer vantagens para convencê-los a fazer isso.

Um dos caminhos √© investir em comunica√ß√£o direta: ‚ÄúCompre moda praia na baixa temporada e economize at√© 70%‚ÄĚ. Se for o caso, voc√™ tamb√©m pode montar kits incluindo os produtos sazonais, em conjunto com outros itens que sejam vendidos o ano inteiro. Inclua um bom desconto no combo e ser√° um incentivo e tanto!

Os melhores meses precisam valer a pena

T√£o importante quanto se planejar para os meses mais dif√≠ceis, √© tamb√©m se planejar para a sua melhor √©poca para vendas. Se voc√™ sabe que aquele per√≠odo de 1, 3 ou 6 meses √© onde o seu neg√≥cio tem a chance de prosperar muito, concentre sua energia em planejar estrat√©gias e a√ß√Ķes para os dias de bonan√ßa.

Não perca um só dia do seu período de vendas Рseu senso de urgência precisa estar totalmente ativado, faça valer a pena!

Pense fora da caixa

Se você já aceitou que o seu e-commerce vende muito durante alguns meses e quase nada em outros, está adotando o mindset errado. Muitas vezes, o sucesso em qualquer tipo de negócio depende apenas de uma postura mais criativa.

Um empresário à frente de um negócio varejista de moda praia, por exemplo, pode ficar se lamentando durante os meses de inverno, ou aumentar o seu faturamento por meio de campanhas voltadas a turistas que, nos meses de frio, estejam saindo do Brasil para curtir a temporada de praia em outros lugares do mundo.

O mesmo acontece com o dono de uma loja f√≠sica que, com ponto bem localizado na cidade de S√£o Paulo, √© especialista em casacos grossos e vende muito nos meses de inverno. Durante o ver√£o brasileiro, esse empreendedor pode sentar e esperar ou adotar uma postura mais proativa, montando um e-commerce e atingindo outros consumidores em potencial, como moradores de cidades do sul do pa√≠s ou turistas com viagem marcada para as regi√Ķes mais frias.

Busque produtos alternativos

De todas as reflex√Ķes do texto para quem quer ganhar dinheiro o ano todo com produtos sazonais, esta talvez seja a mais importante: ser√° que n√£o √© inteligente expandir o mix de produtos?

√Č claro que, se voc√™ tem um e-commerce de moda, n√£o faz sentido come√ßar a vender eletrodom√©sticos. Mesmo assim, quase sempre √© poss√≠vel encontrar produtos relacionados ao seu mercado que garantir√£o um fluxo de caixa mais saud√°vel durante todos os meses do ano.

Um e-commerce de moda praia pode passar a vender roupas fitness sem quebrar a coerência do negócio, por exemplo. O mesmo acontece com um negócio de chocolates que, em meses distantes da Páscoa, oferece outros doces, e até salgadinhos para festas.

√Č uma quest√£o de pensar fora da caixa. Se for o caso, saia da sua cidade, visite feiras, converse com pessoas que j√° enfrentaram o mesmo problema que o seu. Pode ser, por exemplo, que em seu mercado j√° exista algum produto inovador com boa aceita√ß√£o do p√ļblico mesmo nos meses de baixa. √Č preciso ficar atento √†s novidades!

Tire vantagem da sazonalidade

Apesar das desvantagens de se trabalhar com produtos sazonais, existe também uma grande vantagem: se os consumidores param de comprar, os lojistas param de fazer pedidos e os fornecedores veem seus resultados ficarem mais fracos.

Nesse caso, os empreendedores do varejo podem ter acesso a grandes descontos ao comprar fora de época na hora de negociar com o fornecedor. Estude o contexto atual do negócio e veja se vale a pena para você!

Para o seu cliente, o desenho do processo de seu e-commerce é algo bastante simples, que ele acredita ser composto por, no máximo, 4 etapas: acessar seu e-commerce, escolher o produto que quer comprar, pagar e esperar em casa, tranquilamente, que ele chegue.

Na verdade, o desenho de processos de e-commerce é bastante complexo, envolvendo diversas áreas de uma empresa, como marketing, vendas, financeiro e atendimento ao cliente, entre outras.

Nesta postagem, você vai ver que existe uma maneira de criar um desenho de processos específicos para o seu e-commerce, tornando sua operação muito mais assertiva, com controles em tempo real e facilidade de medir os resultados usando KPIs e dashboards.

Desenho de processos de e-commerce

Cadeias de processos de negócio que se caracterizam por uma sequência de atividades desempenhadas por diferentes departamentos da empresa ao mesmo tempo, voltados ao objetivo comum de entregar valor a um cliente final, são extremamente complexas de se administrar.

E o e-commerce tem um desenho de processo que se encaixa exatamente nessa descrição.

√Č diferente de outras atividades, como uma empresa que se dedique a produ√ß√£o e venda de casas e apartamentos, uma pequena construtora, por exemplo.

Nesse caso, o marketing pode pensar em seus conceitos de campanha, estudos de m√≠dia e produzir as pe√ßas de publicidade enquanto, em outro departamento; engenheiros, oper√°rios e arquitetos constroem as habita√ß√Ķes; e no departamento de vendas, os corretores se dedicam a prospectar clientes e fazer plant√Ķes de vendas.

Apesar de ser um trabalho conjunto e integrado, ele n√£o acontece de uma forma totalmente conectada em tempo real.

No e-commerce, o desenho dos processos √© tal que o marketing disponibiliza os materiais, como an√ļncios em m√≠dias sociais ou AdWords, e em poucas horas, pode saber se eles est√£o de acordo com as expectativas, se os an√ļncios est√£o sendo efetivos para direcionar os clientes paras landing pages ou se precisam ser ajustados.

Disparado esse processo, a engrenagem começa a girar e é preciso que os estoques estejam disponíveis, o pagamento seja verificado pelo sistema antifraude, o pedido separado, notas fiscais emitidas, logística de entrega acionada e muito mais. Tudo ao mesmo tempo e todas se comunicando.

Dê uma olhada neste quadro resumo, disponibilizado no SlideShare:

E, na verdade, cada empresa de e-commerce têm as suas próprias peculiaridades, o seu próprio desenho de processos.

Usando ferramentas BPM para desenhar processos de e-commerce

Cada e-commerce tem uma maneira de operar específica.

O sistema antifraude de alguns e-commerces é integrado ao próprio meio de pagamentos (como no caso de quem usa Mercado Pago, Moip e Pagar.me, por exemplo), em outros, é um serviço contratado à parte.

O mesmo ocorre com a logística de entrega, para algumas empresas de e-commerce ela é integrada ao meio de pagamento (PagSeguro, PayPal e MercadoPago oferecem esse serviço), em outros, é terceirizado e outros têm seus próprios centros de distribuição.

Existe também o caso dos marketplaces, que operam em conjunto com diversos e-commerces e precisam de um desenho de processos totalmente diferente de uma loja individual.

Portanto, para que seu desenho de processos corresponda exatamente às suas necessidades, o ideal é usar ferramentas de modelagem e automação de processos.

E, hoje em dia, esse tipo de ferramenta é muito mais acessível, com interfaces intuitivas, do tipo arrasta e solta, chamadas de Low Code BPM, isto é: que podem ser utilizadas facilmente, mesmo por quem não conhece códigos de programação.

Vantagens do desenho de processos personalizados para um e-commerce

Ao desenhar seu pr√≥prio fluxo de processos, no lugar de usar solu√ß√Ķes prontas, ser√° poss√≠vel ao seu e-commerce se beneficiar de uma s√©rie de vantagens:

Definir os KPIs que quer medir e em que momentos do processo, tendo acesso √†s informa√ß√Ķes verdadeiramente relevantes para o seu neg√≥cio.

Cada e-commerce tem suas próprias regras de negócios (por exemplo, qual o valor mínimo para parcelamento, que localidades têm frete grátis etc.) ao fazer o seu desenho de processos, tudo isso pode ser definido.

‚ÄĘ Saber em todas as etapas do processo, de pedido at√© a entrega, como o fluxo est√° ocorrendo em tempo real.
‚ÄĘ
Medir o tempo de execução de cada tarefa para descobrir onde há atrasos, gargalos de processos e ineficiências.
‚ÄĘ
Ter acesso a um painel de controle (dashboard) com todas as informa√ß√Ķes relevantes sendo visualizadas em tempo real, para tomada de decis√£o com muito mais agilidade.
‚ÄĘ
Integrar todas as inst√Ęncias e sistemas do processo, do marketing digital √† entrega, e entender melhor como cada atividade influencia em seus resultados.
‚ÄĘ
Acesso a dados hist√≥ricos de vendas, o que permitir√° fazer melhores previs√Ķes de vendas futuras, fazer compras na medida certa e reduzir estoques.
‚ÄĘ
Melhorar o processo continuamente, ao detectar suas ineficiências e desenhar novos processos.

E estas s√£o apenas algumas das vantagens de usar uma ferramenta BPM para o desenho de processos customizados para seu e-commerce.

A grande vantagem será conhecer seu negócio à fundo e poder responder com mais agilidade aos desafios de gestão de uma atividade tão complexa.

Na √ļltima semana o Mercado Pago realizou o primeiro Unbox Black Friday, evento com o objetivo de preparar vendedores para a Black Friday, uma das principais datas do e-commerce. Al√©m de trazer dicas e debates para orientar o vendedor e impulsionar seus neg√≥cios, o encontro conta com palestras dos gigantes Google e Facebook contando sobre suas experi√™ncias nesta data comercial.

Como prova da import√Ęncia da data, o destaque para o faturamento na √ļltima edi√ß√£o da Black Friday: R$ 1,9 bilh√£o, com alta de 17% em rela√ß√£o ao ano anterior, segundo dados da Ebit.

Compras por dispositivos móveis crescem e representam 20% do faturamento da Black Friday

De acordo com pesquisa realizada em setembro de 2017 pelo Mercado Pago com 900 consumidores online, 60% deles afirmam que aguardam a Black Friday para fazer uma compra, e a estimativa √© que o t√≠quete m√©dio fique entre R$ 500,00 e R$ 1000,00.

Para o e-commerce, a data Рcomemorada este ano no Brasil no dia 24 de novembro Рé uma das mais importantes, já que a maioria das compras é realizada online, pelo computador (50%) ou pelo smartphone (41%), graças à comodidade e à facilidade de pesquisar preços e produtos pela internet.

O estudo também mostrou quais as categorias mais compradas em 2016 e com maior intenção de compra em 2017. Veja o gráfico abaixo:

Ao falar em inten√ß√£o de compra, foram destacados alguns n√ļmeros fornecidos pelo Google:

Entre as palestras, a empresa ofereceu 10 dicas pr√°ticas para o lojista de e-commerce se preparar para a Black Friday. Confira:

1- Organize seu estoque e confira a log√≠sticaImportante: Tenha sempre um plano B para as suas entregas. N√£o fique na m√£o de um √ļnico fornecedor para n√£o falhar com o seu cliente. O seu fornecedor pode:

‚ÄĘ Atrasar os envios; ‚ÄĘ N√£o suportar a demanda; ‚ÄĘ Priorizar outros clientes.

Dica: Se após a Black Friday o seu estoque ainda estiver alto, estenda os descontos até a Cyber Monday ou até mesmo para o Natal.

2- Turbine os servidores. Confirme se o sistema que voc√™ usa em sua loja est√° preparado para um aumento significativo de demanda e que seja confi√°vel, incluindo o servidor do seu site

3- Divulgue a sua oferta e entre na competi√ß√£o. Comunique suas ofertas tamb√©m na p√°gina principal do seu site, para que seus clientes as encontrem facilmente. Categorize seus produtos de forma clara, adequada.

4- Sua base de usu√°rios √© um ativo precioso. Monetize sua base: envie campanhas de e-mail marketing. Trabalhe segmenta√ß√Ķes. √Č mais barato e rent√°vel reter um usu√°rio do que conquistar um novo.

5- Ofere√ßa bons descontos de verdadeCrie SENSO DE URG√äNCIA, como ‚ÄúSOMENTE HOJE‚ÄĚ, ou ‚ÄúOFERTA IMPERD√ćVEL‚ÄĚ. Ofere√ßa tamb√©m mais benef√≠cios, como frete gr√°tis e parcelamento sem juros ‚Äď a forma de pagamento preferida do consumidor Brasileiro.

6- Prepare o seu atendimento e seja eficiente. Ofere√ßa um contato mais pr√≥ximo para o seu cliente. Isso o deixar√° mais tranquilo e confiante para comprar online.

7- Tenha equipes de plant√£oDeixe respons√°veis de plant√£o (inclusive durante a madrugada) para agirem rapidamente, caso aconte√ßa algum imprevisto.

8- N√£o se esque√ßa do p√≥s-vendaMesmo depois que seu cliente j√° tiver comprado, mantenha o relacionamento saud√°vel para traz√™-lo novamente ao seu site e ser um embaixador.

9- Se voc√™ trabalha com servi√ßos √© uma √≥tima √©poca para rentabilizar. Os compradores buscam oportunidades desde pacotes de viagens at√© festas em buffets.

10- Ponto de venda f√≠sico. Se voc√™ possui tamb√©m um ponto f√≠sico para venda de produtos ou para retirada no local, tenha uma maquininha de cart√Ķes de cr√©dito e d√©bito sempre dispon√≠vel.

Qual seu principal desafio previsto para esta Black Friday? Compartilhe conosco nos coment√°rios.

A plataforma de e-commerce √© t√£o importante para o sucesso de uma loja virtual que pode ser considerada uma ferramenta de marketing para aumentar a convers√£o. Por√©m, mesmo sabendo do papel dessa ferramenta, muitos empreendedores ainda t√™m d√ļvidas sobre como escolher uma plataforma de e-commerce.

Se a qualidade do servi√ßo interfere diretamente no potencial de convers√£o da loja e no retorno sobre o investimento, √© hora de dar a devida seriedade para a sua plataforma de opera√ß√Ķes. Confira as nossas dicas e saiba como fazer uma escolha eficaz!

Como escolher uma plataforma de e-commerce para o SEO?

A plataforma de e-commerce ou o espa√ßo em que ser√° inserida sua loja virtual deve proporcionar informa√ß√Ķes sobre as vendas realizadas, a log√≠stica e os dados de produtos visitados. Assim, ela √© um ingrediente essencial para a administra√ß√£o do seu neg√≥cio, indo muito al√©m do layout que o cliente v√™ ao encontrar sua loja.

Esse espaço pode ser dividido em Front End (o que o usuário enxerga, ou seja, onde ele navega e realiza a compra) e o Back End (o que o usuário não vê, onde se gerencia o e-commerce).

Quais s√£o os tipos de plataforma existentes no mercado?

Existem 3 tipos de plataforma no mercado: as gratuitas, as de código aberto (ou open source) e as pagas.

As gratuitas não têm custo de aquisição, e para usá-las normalmente não é necessário ter uma equipe técnica. Contudo, elas exigem cuidados para que a segurança do usuário e a da sua empresa não sejam prejudicadas. O problema desse tipo de plataforma é que ela pode ter uma performance de conversão e velocidade piores.

As plataformas de código aberto são desenvolvidas por diversas pessoas ou equipes. São feitas para atender a vários e-commerces, e por isso podem necessitar de alguns investimentos. Necessitam, portanto, de uma equipe técnica para fazer a manutenção do código.

Por fim, as plataformas pagas podem ser personalizadas ou alugadas. As primeiras permitem a realiza√ß√£o de atualiza√ß√Ķes de acordo com as suas necessidades, exigindo um investimento maior. J√° as alugadas exigem um investimento menor, mas n√£o permitem grandes adapta√ß√Ķes. Sendo menos customizada, possuem uma implementa√ß√£o r√°pida.

Como escolher uma plataforma de e-commerce?

A plataforma de e-commerce precisa ter capacidade para suportar todas as etapas de opera√ß√£o de uma loja virtual. Por isso, √© importante escolh√™-la com cuidado. Confira nossas dicas e entenda como!

Pense no longo prazo

Escolha uma plataforma que acompanhe o crescimento do seu empreendimento. Se voc√™ tem um plano de neg√≥cios, verifique o quanto pretende crescer nos pr√≥ximos meses e se as plataformas cogitadas suportam o fluxo de opera√ß√Ķes.

N√£o adianta come√ßar um neg√≥cio com uma plataforma que n√£o suporta um n√ļmero maior de visitas. Na verdade, isso pode causar muitos transtornos, especialmente em datas como o Natal e a Black Friday, que costumam gerar um movimento at√≠pico de clientes.

Saiba quais s√£o as funcionalidades oferecidas

Entenda quais s√£o as funcionalidades oferecidas pela plataforma. Verifique se ela j√° v√™m com determinadas fun√ß√Ķes nativas e se ser√° preciso um novo projeto ‚ÄĒ ou seja, novos custos para implementar novas ferramentas.

Verifique ainda caso seja necess√°rio implementar algum m√≥dulo necess√°rio para o seu neg√≥cio, se a empresa que lhe atender√° tem uma pol√≠tica e condi√ß√Ķes para essas implementa√ß√Ķes, mesmo que isso tenha custos, pois algumas empresas n√£o realizam nenhuma nova implementa√ß√£o.

Muitas plataformas n√£o disponibilizam o site responsivo ou mobile como uma fun√ß√£o nativa, por exemplo. Nesse caso, observe se a constru√ß√£o da vers√£o mobile da sua loja virtual ser√° cobrada √† parte.

Antes de recorrer à fornecedora da plataforma, entenda quais são as funcionalidades imprescindíveis para o seu empreendimento. Cada segmento possui características e necessidades diferentes. Uma loja de móveis, por exemplo, pode não necessitar tanto de um checkout capaz de armazenar dados de cartão, mas uma loja de moda, que possui uma frequência de compras maior, pode precisar.

Este documento, chamado RFP (ou solicitação de proposta), ajuda a quantificar o valor de cada funcionalidade para você conseguir avaliar cada fornecedor de forma numérica.

Dessa forma você será capaz de separar as funcionalidades que são importantes para a sua loja virtual e qual é o peso de cada critério para a nota final. A metodologia foi aprovada pela GSCom, uma das maiores consultorias de e-commerce do país.

Verifique a velocidade oferecida

A Amazon.com estima que cada 100ms de melhora na performance aumentam em at√© 1% o faturamento do neg√≥cio. Um site que demora a carregar empobrece a experi√™ncia do cliente, fazendo com que a p√°gina seja penalizada no ranqueamento do Google. De acordo com John Mueller, do Google, ap√≥s 2 segundos sem resposta a indexa√ß√£o da URL √© interrompida.

O Google disse 2 segundos de carregamento dos sites. E agora?

O tempo de carregamento sem aparecer absolutamente nada ou seja a p√°gina do navegador fica em branco, √© um fator de peso para a taxa de abandono da p√°gina. Ap√≥s 4 segundos, a taxa de abandono chega a 25%, como mostra esta pesquisa do Hobo.

Um HTML mais limpo ajuda a ter um carregamento mais rápido. Espaços, aspas e comentários podem ser removidos do código fonte.

Outra solu√ß√£o simples √© a otimiza√ß√£o e a compress√£o das imagens. Uma boa infraestrutura de hospedagem tamb√©m garante tempos menores de resposta do servidor. Fa√ßa testes no Page Speed Test e siga as recomenda√ß√Ķes do Google.

Confira se a plataforma tem integração com ERP

O ERP (Enterprise Resource Planning, ou planejamento de recurso corporativo) √© o sistema de informa√ß√£o respons√°vel por integrar todos os dados e processos de uma organiza√ß√£o em um √ļnico sistema.

A aquisi√ß√£o de um sistema de ERP √© um passo crucial para a maturidade da gest√£o do neg√≥cio. Ele ajuda a centralizar as informa√ß√Ķes da empresa, fazendo com que o controle de pessoal, das finan√ßas e do estoque seja facilitado.

Saiba como funciona o atendimento e o suporte técnico

Especialmente no in√≠cio do seu empreendimento online voc√™ passar√° por uma s√©rie de situa√ß√Ķes nas quais ser√° preciso recorrer ao suporte t√©cnico. Em condi√ß√Ķes ideais, a empresa fornecedora da plataforma precisa se responsabilizar por tudo, gerenciando todos os processos que envolvam a plataforma de e-commerce.

Preste atenção no retorno sobre o investimento (ou payback)

O investimento inicial que voc√™ far√° na plataforma n√£o pode superar 15% ou 20% do montante total do seu projeto. Caso voc√™ seja um microempres√°rio, √© importante que voc√™ opte por plataformas de baixo custo inicial.

O retorno sobre o investimento (ROI ou payback) ajuda a estabelecer quanto pode ser investido no momento inicial do empreendimento. De pouco adianta ter um custo mensal baixo se você gastou muito inicialmente.

Agora que voc√™ aprendeu como escolher uma plataforma de e-commerce, √© hora de pensar em como profissionalizar o seu neg√≥cio! Confira os servi√ßos que oferecemos em cria√ß√£o de sites e mude a forma como a sua empresa √© vista no mundo digital!

Agora se voc√™ precisar de ajuda para implementar uma estrutura de marketing digital, ou simplesmente se desejar fazer o seu neg√≥cio crescer, fique √† vontade para falar conosco.

A miss√£o das Franquias de Sucesso √© juntos conectar pessoas ao seu neg√≥cio por meio da internet!

Leia também:

Antes de escolher a plataforma de e-commerce, confira estes 12 requisitos

Os chargebacks ‚Äď contesta√ß√Ķes de vendas com cart√Ķes de cr√©dito ‚Äď s√£o mais comuns do que se pensa. Em lojas f√≠sicas do varejo o impacto do problema pode ser controlado √† medida que os estabelecimentos possuem o t√≠quete de papel e podem us√°-lo como comprovante da opera√ß√£o. Entretanto, em rela√ß√£o √†s vendas on-line, √© mais dif√≠cil atestar a legitimidade das transa√ß√Ķes quando n√£o s√£o reconhecidas pelo titular do cart√£o.

Isso ocorre porque, ao n√£o solicitar a confirma√ß√£o mediante √† digita√ß√£o da senha, as lojas virtuais permitem brechas para a√ß√Ķes fraudulentas, que podem ocorrer tanto pelo pr√≥prio dono do cart√£o, que pode comprar e depois negar a opera√ß√£o, quanto por terceiros, que s√≥ necessitam ter acesso aos n√ļmeros gravados no cart√£o para adquirir mercadorias sem dificuldades.

Em ambas as situa√ß√Ķes, os vendedores raramente conseguem identificar o verdadeiro respons√°vel pelo delito, restando-lhes se resignar com o problema, assumi-lo como parte da rotina de vendas e realizar o controle para que as ocorr√™ncias de cada chargeback sejam sempre contabilizadas corretamente pelas operadoras e gateways de pagamento.

Como garantir os direitos do consumidor e do lojista

Quando as contesta√ß√Ķes acontecem

Juntamente aos casos de fraudes, os principais motivos que fazem com que o consumidor solicite o cancelamento e estorno de uma operação com cartão de crédito são:

‚ÄĘ insatisfa√ß√£o com a mercadoria;
‚ÄĘ o n√£o reconhecimento da compra, incluindo situa√ß√Ķes em que o consumidor se esquece de uma aquisi√ß√£o;
‚ÄĘ erros de processamento, quando o cliente n√£o confere o comprovante;
‚ÄĘ e a transa√ß√£o √© efetuada com algum valor indevido, por erro de digita√ß√£o do vendedor.

Muito além do chargeback: quais outros problemas a fraude pode causar ao e-commerce?

A melhor alternativa é o acompanhamento inteligente

Os equ√≠vocos cometidos no registro pelas operadoras e gateways podem implicar em cobran√ßas incorretas ou m√ļltiplas de um mesmo evento.

Para evitar que isso ocorra e gere perdas significativas de receita, o ideal √© que as empresas vendedoras realizem um acompanhamento criterioso dos chargebacks, utilizando ferramentas de concilia√ß√£o autom√°tica juntamente com sua gest√£o de vendas com cart√Ķes.

As solu√ß√Ķes mais eficientes s√£o capazes de aumentar a produtividade da equipe financeira em mais de 70%. Al√©m de identificar as improced√™ncias no confronto entre informa√ß√Ķes dos vendedores e das operadoras, algumas s√£o capazes de rastrear os chargebacks, verificando se o que foi registrado corresponde √† ocorr√™ncia da transa√ß√£o, se apontam duplicidades e se informam sobre os prazos para que os usu√°rios recorram das solicita√ß√Ķes.

Leia mais:

Chargeback: o mal, o remédio e a esperança de cura!

Para cuidar de campanhas de e-mail, é preciso tempo. E este é, provavelmente, um dos principais desafios enfrentados pelos profissionais, especialmente os empreendedores que têm negócios inteiros para gerir.

Assim, como otimizar seu tempo para envios mais rápidos e eficazes? Através deste post, vamos rever algumas técnicas organizacionais que ajudarão você a economizar tempo em cada etapa da criação de seus e-mails.

Tenha um planejamento

A primeira coisa a fazer antes mesmo da criação da sua mensagem é configurar um cronograma de envios com antecedência. Defina as próximas datas de disparo e tópicos que você irá abordar em seus e-mails para não tem que pensar nisso quando criá-los.

Você vai ganhar organização estratégica de comunicação, definindo bases específicas de marketing de acordo com sua atividade, calendário promocional e festividades. Isto irá permitir-lhe poupar tempo em muitos níveis.

Prepare um template de e-mail por tipo de campanha

Obviamente, a maneira mais conveniente para poupar tempo ao criar seu e-mail √© preparar templates. Tome um ou dois dias para pensar sobre uma estrutura e um desenho pr√© definido para cada tipo de campanha de e-mail que voc√™ enviar: newsletter, e-mail comercial, an√ļncios, ofertas promocionais…

Com um editor drag & drop você pode facilmente criar templates de newsletter pré definidos que pode então personalizar para cada envio com base em temas que irá abordar.

Com uma paleta de templates personalizados disponíveis, você vai ganhar um tempo considerável cada vez que criar uma campanha.

Use um editor drag & drop

Os editores de e-mails s√£o mais f√°ceis do que nunca de usar. A tecnologia de arrastar e soltar existe na maioria das solu√ß√Ķes de e-mail marketing profissionais para compor uma newsletter com apenas alguns cliques de dist√Ęncia. √Č uma ferramenta baseada em um m√©todo simples: mover blocos de conte√ļdo dentro de um molde com um simples movimento do mouse, posicionando-os onde desejar.

Esta é, obviamente, uma solução muito mais rápida e acessível do que usar um software padrão de HTML/CSS que requer habilidades mais especializadas na codificação.

Bibliotecas de imagens

No processo criativo, podemos ser confrontados com o problema da est√©tica geral da mensagem. Se procurar fotos e ilustra√ß√Ķes na rede pode ser um desperd√≠cio de tempo, opte por solu√ß√Ķes que integram diretamente um banco de imagens gr√°tis.

Isto vai poupar tempo valioso atrav√©s da realiza√ß√£o de uma simples busca por palavra-chave dentro do seu software e ir√° remover muitas etapas desnecess√°rias (abrir o navegador, pesquisar no Google, encontrar uma imagem royalty free, abrir a imagem, salvar, importar para o software…).

Importe automaticamente o seu conte√ļdo em uma newsletter via WordPress

Alguns softwares de e-mail marketing profissional podem importar artigos do seu blog WordPress diretamente em sua newsletter. Basta um módulo de sincronização integrado à solução.

Estes m√≥dulos s√£o extremamente convenientes para blogueiros e empresas com um blog, porque eles permitem que voc√™ importe em um clique os √ļltimos artigos criados em WordPress para um template de newsletter.

São então integrados o título, a imagem principal e o início do texto do artigo, sem qualquer esforço adicional.

Se a sua solu√ß√£o de e-mail marketing n√£o possui um sistema desse tipo, saiba que existem solu√ß√Ķes para blogueiros para criar newsletters no WordPress e envi√°-los automaticamente quando uma s√©rie de artigos forem criados.

Crie formul√°rios para importar diretamente seus destinat√°rios

A importação de contatos em sua solução de e-mail marketing pode ser uma etapa tediosa, especialmente quando se trata de fazê-lo manualmente ou se você não tem a capacidade de automatizar esse processo.

Para economizar tempo, use uma ferramenta profissional de e-mail marketing que permita a criação de formulários. Estes estão ligados à listas de contatos e sincronizados em tempo real com o seu software.

Assim, você deixa seus visitantes se inscreverem em seu formulário, e você encontra diretamente em uma lista de contatos personalizada os dados de cada um.

Esta é provavelmente a maneira mais rápida e mais fácil de gerenciar por exemplo, sua lista de assinantes para sua newsletter ou obter RSVPs para um evento que pretende promover.

Use uma ferramenta de pré-visualização

Como garantir que sua mensagem ser√° exibida corretamente em todas as caixas de entrada? Para n√£o enviar testes para endere√ßos de e-mails incont√°veis ‚Äč‚Äče verificar um por um o  processamento em cada webmail ou software, use uma ferramenta de visualiza√ß√£o!

Algumas empresas oferecem no software de e-mail marketing uma ferramenta de visualização nas principais caixas de entrada do mercado. Então você não perde tempo enviando testes para todos os seus colegas, ou criando várias contas de e-mail e webmail. Conveniente, não é?

Com todas essas dicas, você deve gastar menos tempo ao criar suas campanhas para que você possa se concentrar em outros aspectos do seu negócio.