Tags Posts tagged with "Inteligência de Mercado"

Inteligência de Mercado

Poucos sabem, mas o Planilhas Google (ou Google Sheets) pode monitorar a concorrência (os preços, por exemplo), capturar novas manchetes e devorar dados de sites, arquivos em CSV e muito mais. Resumindo, a ferramenta pode ajudar você, pequeno empreendedor de e-commerce ou profissional de marketing a conquistar vantagem competitiva sobre seus concorrentes.

Planilhas Google, o serviço de planilhas na nuvem da gigante dos buscadores tem muito mais poder do que apenas tornar seus números e dados legíveis. Assim como o Microsoft Excel, o serviço tem muitas funções. E o destaque aqui fica para três delas que poderão ajudar seu negócio coletar dados do mercado e concorrência, permitindo que você melhore suas decisões com informação.

1- IMPORTXML

A primeira e mais poderosa das ferramentas do Planilhas Google, é o IMPORTXML.

Apesar de o nome deixar implícito que esta função serve para importar documentos em XML (Extensible Markup Language), esta ferramenta pode ser usada para inserir diversas formas de dados estruturados, incluindo aí o XML, HTML, CSV (Arquivos separado por vírgulas), TSV e RSS.

Como exemplo, imagine que você tem como concorrente um famoso varejista, como a americana Zumiez. Apesar de você não oferecer tudo que a Zumiez possui, você vende a mesma marca de calças femininas:

A função IMPORTXML pode ser utilizada para capturar dados de preço de produtos na página dos concorrentes
A função IMPORTXML pode ser utilizada para capturar dados de preço de produtos na página dos concorrentes.

Você quer ter certeza de que seu preço está de acordo com o mercado, então você cria uma nova planilha, para rastrear a Zumiez. Depois de criar um título, talvez ‘Zumiez – Calça feminina’ e alguns títulos de colunas como: ‘Nome do Produto’, ‘Preço do produto’ e ‘URL’ você está pronto para começar a rastrear os preços da Zumiez.

Você pode inserir os dados capturados com a função IMPORTXML em praticamente qualquer lugar da planilha, incluindo nas colunas com os títulos correspondentes, escritos à mão.
Você pode inserir os dados capturados com a função IMPORTXML em praticamente qualquer lugar da planilha, incluindo nas colunas com os títulos correspondentes, escritos à mão.

A função IMPORTXML precisa de dois parâmetros: primeiramente, o URL da página que pretende analisar em busca de dados, depois a ‘xpath query’.

A função IMPORTXML precisa de dois parâmetros.
A função IMPORTXML precisa de dois parâmetros.

Para utilizar esta função, faça igual ao Microsoft Excel, clique em uma célula, insira o símbolo ‘‘=’’ depois o nome da função: IMPORTXML

=IMPORTXML

As funções utilizam parênteses com os parâmetros dentro:

=IMPORTXML()

Agora, insira a URL da página desejada dentro dos parênteses, entre aspas. No exemplo, a URL é diretamente da página que contém detalhes do produto citado anteriormente:

=IMPORTEXML( “http://www.zumiez.com/almost-famous-khaki-twill-jogger-pants.html”)

Por fim, você precisa utilizar o ‘xpath’ para identificar o elemento que você quer que o Planilhas Google capture:

=IMPORTEXML( “http://…”, “//h1[contains(@itemprop, ‘name’)]” )

Quando pressionar Enter, o Planilhas Google irá ‘puxar’ o nome do produto da página com os detalhes do produto que você selecionou.

Faça o mesmo para o preço, e você estará rastreando automaticamente o site Zumiez. 🙂

Estruturalmente falando, isso é tudo. Simples.

Para alguns, no entanto, a ‘‘consulta” (query) xpath pode não estar clara. Xpath (indicativo de um caminho, em XML) é uma linguagem de consulta usada para selecionar “nós” específicos dentre dados estruturados, ou seja, encontra o que é procurado através de um indicativo do caminho a se percorrer.

A primeira parte do Xpath – os dois traços, “//” – Mandam o Planilhas Google buscar na página de cima para baixo, até encontrar informações similares ao que será escrito em seguida.

No exemplo citado, a próxima informação é “h1”. Ele fala para o planilhas encontrar um ‘heading 1’ tag. Não queremos apenas qualquer “h1” que esteja no código da página, queremos um que possua o atributoitemprop”, onde este atributo é igual a “name”.

//h1[contains(@itemprop, ‘name’)]

Encontrar o xpath apropriado pode precisar de alguma prática e experiência com HTML. Uma das formas mais fáceis de encontrar o xpath é usando a ferramenta de desenvolvedor do seu browser. No Google Chrome, clique na página com o botão esquerdo e selecione ‘Inspecionar Elemento’ (ou Ctrl+ Shift+ i usando a lupa).

A ferramenta de desenvolvedor no Google Chrome é extremamente útil para definir o xpath
A ferramenta de desenvolvedor no Google Chrome é extremamente útil para definir o xpath.

A ferramenta de desenvolvedor do seu Browser abrirá e irá assim, indicar qual elemento você está analisando da página. Clicando no objeto desejado, você encontrará o caminho em HTML dele.

Repita este processo para cada produto que queira monitorar.

2- IMPORTFEED

A função IMPORTFEED no Google Planilhas é projetada para analisar um feed RSS ou ATOM.

A função tem um parâmetro obrigatório – a URL do feed que deseja inserir – e três parâmetros opcionais.

=IMPORTFEED(“url”,[“query”],[“headers”],[“number”])

Imagine, por exemplo, que você queria trazer todo artigo do “Practical E-commerce”. Você deverá clicar em uma célula do Google Planilhas e digitar o seguinte comando:

=IMPORTFEED(“http://www.practicalecommerce.com/feed”)

Quando você clicar’’enter’’, o Google Planilhas trará todos os artigos deste endereço.

O Google Planilhas pode servir como um leitor de RSS. Coletando os artigos de um feed.
O Planilhas Google pode servir como um leitor de RSS. Coletando os artigos de um feed.

O segundo parâmetro, que é opcional, pode ser usado para obter uma descrição do feed, um atributo do feed, ou mesmo um “nó” em particular, a partir do feed. Neste exemplo, o Google Planilhas irá retornar apenas os títulos dos artigos:

=IMPORTFEED(“http://www.practicalecommerce.com/feed”, “items title”)

O terceiro parâmetro pode ser utilizado para incluir os cabeçalhos das colunas. Simplesmente, adicione “true.” Note que o segundo parâmetro é definido como uma cadeia (string) vazia, que é o padrão.

=IMPORTFEED(“http://www.practicalecommerce.com/feed”, “”, “true”)

O quarto parâmetro irá limitar o número de itens a serem retornados. Então, se você quer somente os últimos cinco artigos, sua função seria algo deste tipo:

=IMPORTFEED(“http://www.practicalecommerce.com/feed”, “”, “true”, 5)

3- IMPORTDATA

A função IMPORTDATA irá puxar informações de um arquivo CSV ou TSV. Isso pode ser útil para “puxar” dados de ferramentas da web ou de serviços do governo.

A função IMPORTDATA tem apenas um parâmetro
A função IMPORTDATA tem apenas um parâmetro.

Para usar um exemplo diretamente a partir de documentos do Planilhas Google, se você quisesse olhar para, por exemplo, o censo norte-americano de 2010, você poderia colocá-la em uma planilha como esta:

=IMPORTDATA(“http://www.census.gov/2010census/csv/pop_change.csv”)

Puxar dados de arquivos.CVS e .TSV é fácil com a função IMPORTDATA.
Puxar dados de arquivos.CVS e .TSV é fácil com a função IMPORTDATA.

Resumindo

O Planilhas Google possui algumas ferramentas poderosas que ajudarão os pequenos empresários a coletar muitos dados úteis para cada negócio. A melhor nesta lista, em minha opinião, é ImportXML e sua capacidade de acompanhar os preços dos concorrentes.

Texto traduzido e adaptado do Armando Roggio no Practical E-commerce.

Dia 28 de novembro de 2014, o dia em que as vendas pela internet no Brasil devem ultrapassar 1 bilhão de reais.

Para evitar espera em filas e confusões no Black Friday de 2013, mais de 1,4 milhões de e-consumidores no Brasil optaram em aproveitar as ofertas a partir do conforto de suas casas e escritórios comprando pela internet, nos Estados Unidos foram 66 milhões.

Esse ano é esperado que o comercio eletrônico brasileiro movimente cerca de 1,2 bilhão de reais, um crescimento de 56% em relação ao ano anterior conforme divulgado pela E-bit.

Nos Estados Unidos, a previsão é de que o e-commerce tenha um crescimento de 8% a 11% nas vendas de fim de ano (Novembro + Dezembro) e que chegue no recorde de $105 bilhões de dólares. Como podemos ver abaixo na previsão da Nrf.com.

Black Friday 2014: O dia em que a internet deve superar 1 bilhão de vendas em um dia

Acho bem importante destacar 5 pontos-chave sobre este próximo Black Friday:

#1. Mobile Commerce

Uma porcentagem significativa das vendas online devem vir do m-commerce. É possível identificar isto facilmente levando em consideração este infográfico abaixo com os dados divulgados pela E-bit em relação ao primeiro semestre deste ano. Nos Estados Unidos a expectativa é de 33%;

#2. Frete Grátis

Frete grátis continua sendo uma arma poderosa para atrair os e-consumidores; Em junho de 2013, o Webshoppers trouxe um estudo que indicou, por exemplo, que 79% das pessoas “sempre escolhem a opção de frete mais barata” no ato da compra.

Alguma dúvida se o Frete realmente importa?

#3. Cupons de desconto e Redes Sociais

Pequenos e Médios terão que se esforçar para competir com os grandes, redes sociais, cupons para clientes são táticas a serem utilizadas; Você pode encontrar no nosso blog algumas dicas valiosas para trabalhar com os cupons: 4 estratégias para utilização de cupons de desconto no e-commerce.

#4. Contratações

Black Friday e Natal normalmente movimentam de maneira significativa o mercado de trabalho. E devemos pensar que o E-commerce no Brasil há algum tempo não encontra profissionais suficientemente qualificados. Prova disso foi o terceiro ano da Pesquisa Profissional de E-commerce. Veja o infográfico:

Você pode baixar o estudo completo da Pesquisa Profissional de E-commerce 2014.

Neste ano não deve ser diferente, e para o Black Friday contratações (temporárias ou não) devem aumentar, principalmente no setor de Logística; Você pode baixar o estudo completo da Pesquisa Profissional de E-commerce 2014.

#5. Vídeos de produto

Vídeos terão um papel decisivo. O Brasil foi apontado como um dos países que mais cresce em consumos de vídeos online. Os espectadores estão gastando uma média de 50 minutos a mais em vídeos streaming em comparação ao que gastavam em 2012, como mostra uma pesquisa divulgada em julho de 2013 pelo eMaketer. Mas que impacto isto pode causar para o E-commerce?

Este infográfico da Invodo.com pode nos responder melhor esta questão. Os vídeos podem aumentam em até 40% as vendas no E-commerce. 57% dos consumidores sentem-se mais confiantes ao assistir um vídeo de produto.

Brasil vs. Estados Unidos

Tanto no Brasil como nos Estados Unidos, os números mostram que a Black Friday continua em crescimento acelerado. Em 5 anos nos EUA, o dia dos descontos cresceu o faturamento de 595 milhões de dólares em 2009 para 1,198 bilhões de dólares em 2013.

Guardando as devidas proporções, o Brasil em 3 anos, saiu de 100 milhões de reais em 2011 para 770 milhões de reais em 2013.

 Black Friday 2014: O dia em que a internet deve superar 1 bilhão de vendas em um dia

 Você pode acompanhar mais números do E-commerce do Brasil neste link. Boas compras!

A e-bit, empresa Buscapé Company está contratando, veja a oportunidade de Analista de Inteligência de Mercado Júnior:

Sobre a vaga

Objetivo

Gerar relatórios e dimensionar mercado.

Principais Atribuições

● Desenvolver produtos (Relatórios) a partir de modelos já existentes;
● Análise de mercado de  internet / e-commerce;
● Análise de relatórios atuais;
● Analise de informações quantitativas e conclusões;
● Elaborar análises quantitativas de mercado;
● Desenvolver estudos e análises pontuais sobre os produtos;
● Trabalhar com painel e informações de bancos de dados.
● Crítica e acompanhamento de Pesquisa online (questionário e campo).

Escolaridade:

Superior completo em: Matemática/Estatística, Economia, Marketing, Engenharia, Publicidade ou Ciências Sociais

Informática:

● Excel (nível intermediário);
● Powerpoint;
● Ferramentas de gráficos;
● SQL (recomendável- diferencial);
● Cognos (recomendável – diferencial);

Habilidades/ Competências:

● Flexibilidade;
● Facilidade em trabalhar com banco de dados;
● Capacidade analítica;
● Raciocínio lógico;
● Bom texto em português;
● Autoconfiança e Autoconhecimento;
● Assertividade;
● Autocontrole das Emoções;
● Bom relacionamento interpessoal;
● Aprendizado e Desenvolvimento Pessoal;

Currículos para: pablo.siqueira@buscapecompany.com
Subject: Vaga e-bit Inteligência de Mercado

 

Sobre a Ebit

e-bit - Analista de Inteligência de Mercado JúniorEmpresa do Grupo Buscape, presente no mercado brasileiro desde janeiro de 2000, a e-bit vem acompanhando a evolução do varejo digital no país desde o seu início, sendo referência no assunto.

Através de um sofisticado sistema, que coleta dados diretamente com o comprador online, gera informações detalhadas sobre o e-commerce diariamente.

Em seu site, a e-bit (www.ebit.com.br) disponibiliza informações relevantes para tomada de decisão de compras dos consumidores, além de oferecer produtos e serviços aos lojistas.

Para os consumidores, a certificação de lojas da e-bit colabora para aumentar a confiança na compra online. Através da classificação por medalhas (Diamante, Ouro, Prata e Bronze), que atestam a qualidade dos serviços prestados pelo varejista, o consumidor encontra argumentos que ajudam na hora de decidir. Para o empresário, a e-bit funciona como fonte de conhecimento sobre o e-commerce no Brasil, contribuindo para o desenvolvimento do negócio e do setor de forma geral.