Tags Posts tagged with "link building"

link building

Para o ocupado gerente de marketing, que busca manter e melhorar os resultados da SERP de uma marca, as coisas só ficaram mais complicadas graças às atualizações de algoritmo do Google. Tudo, desde o uso de palavra-chave, estrutura de meta, dados, texto do link, link building e conteúdo duplicado – todas as regras mudaram.

Comentários em blogs são SPAM ou bons para SEO? Isso pode deixar qualquer um paranoico sobre seu próximo passo. Será que pode prejudicar o site? E os comentários em blogs? Essa ainda é uma maneira segura e eficaz de construir backlinks para seu site?

Mesmo antes da introdução do Pinguim, fazer link building em comentários de blogs para link building só passava valor se o blog/site fosse válido (ou seja, que continha conteúdo exclusivo e de qualidade) e se ele tinha links dofollow, uma vez que estes são apenas links que sinalizam algum valor para o Google. Estas regras ainda se aplicam, a fim de obter qualquer benefício SEO, mas há algumas novas práticas que você deve respeitar para que esses links não trabalhem contra você.

1. Escolher sites relevantes

Esqueça os dias de caça a blogs que aceitam comentários com link follow. Para evitar ser visto como um pirata de link, fique com blogs e sites que são relevantes para o seu negócio, se sua intenção é construir um bom backlink.

Por exemplo, sua empresa de automotivos não deveria postar comentários em um blog de culinária, só porque ele tem muitas visitas. Além disso, seu comentário precisa ser realmente relevante e útil para os leitores.

2. Escolher sites com credibilidade

Além do foco apenas em sites relevantes, é importante ficar com mais críveis. Lembre-se, seu objetivo é interagir dentro do seu setor e atrair alguns links válidos ao longo do caminho, você precisa se concentrar nos sites que podem passar algum valioso “juice” nos links.

Uma vez que tenha identificado um post de blog que você deseja comentar, avalie a qualidade do conteúdo do blog em geral e como ele é compartilhado por meio das mídias sociais. Você também pode procurar índices de referência, como mozRank, PageRank e outros para ter uma noção da popularidade de um link.

3. Produza comentários que sejam bons e verdadeiros

Se você quiser evitar ser visto como um spammer e ter seu comentário excluído, prepare-se para adicionar à conversa um comentário original e com propósito.

Integre-se na conversa, participe e colabore. Isso não só ajuda que seu comentário permaneça, mas também que, uma vez aceito, outros leitores o terão como válido e útil. O que pode levar ao tráfego de referência para o seu próprio site.

4. Use a sua marca como link

Uma das maiores mudanças após o Piguim é não utilizar demais o mesmo texto para o link. Variação é chave! Use o nome de sua empresa, produto ou serviço como referência para o texto âncora do link quando comentar nos blogs.

5. Não abuse dos links

Limite o número de links que coloca em um comentário. Use apenas um link, que em boa parte dos blogs é na URL que eles solicitam, quando digitar seu nome e seu comentário. Em alguns casos, se houver espaço para tal, adicione o link no texto – desde que seja realmente um comentário útil.

Cuidado com os exageros, isso não só diminui suas chances de ter seu comentário aprovado, mas também pode ser sinalizado como spam pelo Google.

Conclusão

Basear-se apenas em comentários de blog para link building não irá funcionar como antes do Pinguim, mas ainda há algum valor nessa abordagem. Dependendo da credibilidade de links do-follow de um blog, você pode conseguir um pouco de valor em links para o seu site, melhorando o seu SEO.

Tenha foco na simplicidade e na utilidade de sua participação, afinal, os comentários servem para enriquecer um post ou debate.

Fonte: José Telmo Blog Otimização de Sites