Tags Posts tagged with "lojas virtuais"

lojas virtuais

“Analisamos com muita atenção esta história de crise e resolvemos que vamos ficar de fora.”

A crise econômica do Brasil bateu forte no e-commerce também, como em muitas outras áreas de negócio que temos no país. Porém, mesmo com a estagnação de número de pedidos, o faturamento cresceu.

Com menos dinheiro, o consumidor opta pela compra mais consciente, isso explica a leve queda no crescimento de número pedidos e o aumento significativo do tíquete-médio (13%), fato que permitiu o crescimento no faturamento do primeiro semestre. São R$ 18,6 bilhões de reais em 2015 contra R$ 16,1 bilhões de reais no primeiro semestre de 2014.

vendas-online-s12015

A 32ª Edição do Relatório E-bit WebShoppers divulgada na última semana traz muito mais detalhes sobre o comportamento de compra do consumidor durante a crise econômica. O consumidor, por exemplo, prefere comprar à vista ou em até 3 parcelas, 54,2%, e apenas 3,59% parcelaram acima de 11 vezes.

Confira um panorama geral das informações em nosso infográfico:

webshoppers-2015-1-semestre2

Veja também: Todos os números do e-commerce no Brasil

Evolução de e-consumidores

No Brasil 17,6 milhões de pessoas fizeram pelo menos uma compra online no primeiro semestre de 2015, representando assim uma queda de 7% se comparado com o mesmo período de 2014.

evolucao-econsumidores-s12015

A região que mais consome online no país é disparada a Sudeste, com expressivos 64,5% de participação no mercado de e-commerce brasileiro. Bem distantes vêm as segunda e terceira colocadas, as regiões Sul e Nordeste com 13,9% e 12,7% respectivamente.

Categorias mais vendidas

Moda & Acessórios segue na liderança como categoria que mais vende pela Internet, com 15% de participação no volume de pedidos. Em seguida, estão Eletrodomésticos (13%) que subiu da terceira para segunda colocação, Telefonia & Celulares (11%), Cosméticos & Perfumaria/Cuidados Pessoais/Saúde (11%), atrás por casas decimais e Livros/Assinaturas & Revistas (8%) para completar as cinco primeiras posições.

categorias-mais-vendidas-s12015

Mobile Commerce

O crescimento de vendas via dispositivos móveis continuou seu crescimento, porém parece ter sofrido uma leve desaceleração. Chegou à representativos 10,1% de participação em todo o mercado online. No primeiro semestre de 2014 este número era de 7% e fechou o ano com 9,7% de participação em todo o mercado.

Seis meses depois, o crescimento é mais modesto, porém se mantém, são 0,4% a mais em participação em todo o mercado.

Veja também: todos os números do e-commerce no Brasil. O relatório Webshoppers completo está disponível para o download gratuito no site Ebit.com.br/WebShoppers.

Trabalhar com a venda de produtos online exige uma constante busca por estratégias que possam diferenciar seus produtos dos oferecidos pelos concorrentes. Afinal, é preciso que haja um “algo mais” para que o cliente opte por você e não pelo outro. Como vivemos na era da imagem, é importante saber usar bem esse recurso, pois ele se torna um dos grandes diferenciais ao seu favor.

Para que você obtenha sucesso e amplie suas vendas, separamos os 5 segredos da fotografia de e-commerce para que você “fisgue” o interesse do internauta e o leve a fechar o negócio. Câmeras a postos e vamos lá!

1. Adquira um equipamento de qualidade

Por melhor que seja a câmera do seu celular, ela não vai fazer uma foto profissional. Por isso, é preciso que você Invista em equipamentos de qualidade. Uma boa câmera fotográfica, uma lente adequada para o tipo de foto que você vai realizar, tripés, painéis refletivos, dentre outros, precisam ser adquiridos.

Lembre-se que esses não são gastos, mas sim, investimentos.

Leia mais: Top 10 Melhores câmeras para fazer vídeos e fotos de produtos para Loja virtual

2. Esteja atento à iluminação

Fotos tiradas com a luz adequada são muito mais atrativas e agradáveis. Na maior parte dos casos, a iluminação mais indicada é a natural. Mesmo assim, é preciso ter conhecimentos adequados para obter o melhor que todo tipo de luz pode oferecer à imagem produzida.

Se você puder usar o espaço externo para fotografar, o faça; mas se isso não for possível, busque uma janela e utilize a claridade indireta que ela oferece.

3. Faça fotos com boa resolução

A qualidade da imagem é essencial para se conseguir uma ótima fotografia. Fotografe em uma resolução alta, isso permite uma visualização melhor – e maior – da imagem, com menos distorções e mais detalhes. Sem ela, o cliente não conseguirá ver seu produto da maneira adequada, o que poderá impedir que ele realize a compra.

Portanto, antes de publicar suas fotos em sua loja online, verifique se as imagens estão com qualidade suficiente.

4. Invista em ângulos alternativos

Mostre seus produtos de todos os ângulos possíveis. Como o cliente não terá o objeto em mãos para poder olhar de todas os jeitos que ele quiser, ofereça a ele a noção mais próxima possível da sensação de estar manuseando o produto.

Poste as fotos em galerias, aposte em distâncias e ângulos diferentes (de frente, costas, de cima, por dentro, zoom, etc), para que ele consiga analisar bem o que ele está comprando.

5. Busque qualificação

Para tirar boas fotos, você precisa entender de fotografia, certo? Muito mais do que apontar a câmera e disparar o flash, é preciso conhecer técnicas para serem aplicadas em diferentes ambientes e contextos, com pessoas, objetos, paisagens, etc. Procure um curso de fotografia, presencial ou online, para adquirir esses conhecimentos.

E-book: Guia Prática da Fotografia para Lojas Virtuais

Para você que se interessou pelo tema e deseja aprofundar seus conhecimentos sobre o assunto, baixe agora o e-book Guia Prático de Fotografia para Lojas Virtuais. Esse material gratuito oferecerá a você outras informações relevantes sobre como deixar as imagens de seus produtos mais atrativas para conquistar o interesse do cliente e garantir a venda.

Não perca tempo! Pratique nossas dicas, busque outras fontes de conhecimento em nosso site e usufrua de todos os benefícios que a imagem é capaz de proporcionar à sua loja virtual!

Guia prático da Fotografia para Lojas Virtuais.

O E-commerce brasileiro fechou o primeiro semestre de 2014 com um faturamento de R$ 16,06 bilhões segundo a E-bit, superando o mesmo período em 2013 (quando vendeu R$ 12,74 bilhões), e registrando crescimento nominal de 26% no setor.

O crescimento do faturamento das lojas virtuais foi mais significativo no primeiro trimestre do ano, sendo 29% superior ao mesmo período de 2013. Já no segundo trimestre o crescimento do tíquete médio sustentou o crescimento do faturamento. No mês de junho deste ano, houve queda de volume de pedidos em relação a junho de 2013.

Veja também: Todos os números do E-commerce no Brasil nos últimos anos.

A 30ª Edição do Relatório E-bit WebShoppers divulgada nesta semana, ainda traz detalhes importantes sobre o comportamento do mercado durante a Copa do Mundo. E um relevante destaque para o expressivo crescimento das vendas por celular, que já conta com 7% do faturamento de todo o Mercado. Veja o infográfico com um panorama geral das informações apresentadas:

Baixe a 30ª Edição do Relatório E-bit WebShoppers completa.
Baixe a 30ª Edição do Relatório E-bit WebShoppers completa.

Os maiores especialistas em Mídias Sociais aprendem diariamente com elas. O Facebook mesmo, muda com certa frequência algumas funcionalidades. A já não tão recente mudança de layout é um belo exemplo, empresas que haviam pago para agências adaptações no layout antigo simplesmente perderam o investimento.

Sendo assim, qualquer tipo de análise é sempre bem vinda. Quem se adapta com agilidade ganha mais. No infográfico a seguir, temos as marcas que mais se destacaram no ano no Facebook. Vale o destaque para duas lojas virtuais com artigos para bebês, a Bebê Store e a Baby.com.br, além do Hotel Urbano. Outra estatística bastante útil é a de engajamento por dia da semana e por horário.

As marcas campeãs no Facebook em 2012
Vale o destaque para os e-commerces Bebê Store e Baby.com.br entre os maiores em engajamento.

Exame.com
Apuração: Mirela Portugal
Design: Beatriz Blanco
Fonte: GraphMonitor