Tags Posts tagged with "Marketing de Afiliados"

Marketing de Afiliados

Produção de conteúdo é uma estratégia vital para aumentar a visibilidade de qualquer site na internet. Com conteúdo direcionado ao seu público-alvo, há grandes chances de sua empresa capturar tráfego relevante e potencialmente interessado a baixo custo.

Uma das técnicas que pode ser usada com conteúdo é a alimentação de listas de retargeting, característica que uma boa plataforma de marketing de performance e afiliação provê a seus clientes. Para isso, é fundamental que seu conteúdo seja direcionado ao seu público-alvo utilizando-se de técnicas que permitam identificar o que seus potenciais clientes costumam consumir na internet.

“É preciso fazer uma análise científica, mensurar o impacto de cada conteúdo e produzir exatamente aquilo que interessa ao seu público, evitando-se temas não correlacionados”, informa Edgar Correa, da Conteúdo sob Demanda.

Como funciona o retargeting com conteúdo

Essa modalidade é um pouco diferente daquilo que podemos chamar de retargeting tradicional. Nesta última, anúncios são direcionados para usuários que já viram um produto em seu site, mas que, por alguma razão, não efetuaram a compra. Tal técnica tem um alto apelo para seu potencial cliente, gerando alto CTR e boas taxas de compra.

Com conteúdo há uma relação mais indireta, mas que, se bem executada, garante excelentes taxas de retorno. Nesta modalidade, anúncios de produtos são exibidos a usuários que viram conteúdo relacionado. Por exemplo, suponha que você tenha uma agência de turismo e um usuário faz uma pesquisa por “pontos turísticos de Bonito/MS” e encontra seu site. Essa busca revela grande grau de intenção de viajar, portanto faz todo sentido mostrar a ele ofertas de passagens ou hotéis em Bonito.

Dessa forma, o Marketing de Conteúdo – quando bem utilizado – contribui para alimentar o topo do funil de vendas (leia aqui como não fazer Marketing de Conteúdo). É preciso deixar claro que a técnica não substitui campanhas por CPC ou mesmo o retargeting de produtos. Ao contrário, trata-se de um complemento às maneiras mais usuais de se fazer marketing digital e funciona também como incentivo para suas campanhas.

Publicado anteriormente no Blog da Afilio.

A chegada de novas redes de afiliação e novos profissionais e empresas gerando conteúdo com foco nesse negócio aquecem cada vez mais o mercado de afiliados no Brasil. O ramo de atuação é voltado para proprietários de um site, redes sociais ou outro canal da internet faturar com comissão ajudando a vender produtos e serviços.

O período de ascensão pelo qual o mercado de afiliados está passando é visto como uma grande oportunidade por pessoas que desejam iniciar seu empreendimento digital ou rentabilizar os seus projetos on-line. Ao mesmo tempo, é cercado de receios diretamente relacionados à falta de consenso das informações que circulam sobre o assunto.

Por que apostar no Marketing de Afiliados para e-commerce?

Muitos são mitos negativos que afastam potenciais investidores dessa atividade promissora ou, pior que isso, atrapalham quem quer entrar nesse tipo de programa a tomar as decisões mais assertivas para que seu negócio seja bem-sucedido. Para ajudá-lo, separamos os cinco mitos mais comuns e a explicação do porquê estão equivocados.

1- Afiliados somente podem ser blogueiros

Pensar que o mercado de afiliados somente está disponível para blogueiros é muito comum e afasta o interesse de proprietários ou interessados por outros canais on-line. Talvez isso se deva ao fato de que o negócio ganhou muito notoriedade através das páginas de blogs.

Todas as pessoas que desejam representar alguma marca na internet e ao mesmo tempo alavancar o tráfego de para suas redes sociais, site ou mesmo blog podem ser afiliadas. Nesse sentido, pode utilizar as ferramentas que já possuem ou mesmo adaptar algum recurso exclusivamente para explorar o negócio.

Exemplo disso, é oferecer um portal para divulgação de cupons de descontos, obtendo lucros a partir de tudo o que for vendido.

Cinco ações para motivar afiliados e aumentar as vendas

2- Programas de afiliados são fáceis de gerenciar

Quando se trata de internet, as pessoas costumam ter a falsa ideia de que todos os negócios relacionados a essa área são fáceis de administrar. Se você deseja iniciar atividades no mercado de afiliados, no entanto, deve se preparar para uma realidade totalmente diferente do que o senso comum propaga.

Provavelmente, você deverá encarar uma concorrência muito grande e dificilmente obterá uma receita satisfatória em curto prazo. Mas tudo isso não deve desanimá-lo. Para alcançar sucesso estabeleça um bom relacionamento, fazendo as parceiras corretas e eficientes, e mantenha um conteúdo sempre com qualidade e bem atualizado.

Investir nas campanhas adequadas para transformar os seus acessos em conversões também é essencial para garantir diferencial nesse ramo de atuação.

3- Só vale investir em mercados de afiliados quem trabalha em um nicho de negócio lucrativo

A ideia de que o mercado de afiliados é exclusivo para quem trabalha em um nicho de negócio considerado lucrativo também costuma desanimar empresas que enxergam seu ramo de atuação pequeno demais. Essa premissa não é verdadeira porque, apesar de segmentos populares costumar apresentar um desempenho melhor nesse negócio, isso não significa que outros ramos não possam se dar bem com essa ferramenta.

Nesse sentido, vale a pena investir nessa atividade e garantir melhor desempenho, basta manter-se alinhado com os seus objetivos e encontrar afiliados que entendam e valorizem a sua relevância.

CPA, CPC, DPC? Entenda as principais formas de comissionamento de afiliados

4- O mercado de afiliados é uma estratégia obsoleta

Considerando que os novos algoritmos de SEO do Google têm deixado a tradicional construção de links para trás, investir em marketing de filiados pode não parecer uma atividade muito promissora. No entanto, é possível trabalhar aliando as duas técnicas para construir e proporcionar mais visibilidade a sua marca.

5- Você somente obterá sucesso com mercado de afiliados se conseguir anunciar os produtos em um maior número de canais possíveis

A atuação no mercado de afiliados depende mais da qualidade do que da quantidade. Isso significa que mesmo anunciando em poucos sites, você ainda poderá ter um bom resultado, caso todos os seus parceiros entreguem conversões significativas. Por esse motivo, o sucesso da atuação nesse negócio dependerá exclusivamente de contar com as associações certas e que estejam preferencialmente voltadas para seu ramo de atuação.

4 KPIs importantes para anunciantes no Marketing de Afiliados

Agora que esses mitos foram derrubados, a sua percepção sobre o mercado de afiliados pode não ser das melhores. Assim como outros negócios, realmente esse ramo também oferece riscos e desafios. Mas se você construir uma boa rede de afiliação, focar em sua área de atuação e investir nas campanhas adequadas poderá obter ótimos resultados.

Entre todas as várias categorias de produtos no mercado digital, a que está no auge das mais vendidas é a de Moda e Acessórios, a qual representou 17% do volume total de pedidos em 2014, segundo resultado apresentado no 31° edição do Webshoppers. Atrás desta categoria, se encontra a de Cosméticos e Perfumaria/Cuidados Pessoais/ Saúde, representando 15% do volume de pedidos. Esses dados nos mostram que não há mais dúvidas sobre o segmento de moda e beleza ter conquistado um grande espaço no e-commerce.

Além do ticket médio das vendas no segmento ser significativo, de R$432,00, o índice de satisfação na categoria de produtos de moda e acessórios é de 92%, um valor considerado alto pelos especialistas do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e, no segmento de cosméticos e perfumaria, o número sobe para 97%, indicando o grande potencial desses produtos.

Tendo em vista ampliar os resultados aproveitando o crescimento do segmento no e-commerce, os grandes varejistas estão investindo significantemente em estarem presentes no meio digital. Um case que ilustra a expansão de lojas bem conhecidas no mercado físico para o comércio eletrônico é o da C&A, a qual recentemente inaugurou a sua loja online para entrar na disputa deste segmento com seus concorrentes já presente no meio, como a Renner e a Marisa. Outro varejista de moda de grande porte que também aderiu ao e-commerce é a Tommy Hilfiger.3

Leia também: Tem um e-commerce de moda? 5 dicas para ter um blog top!

Marketing que fortalece o setor

Um dos fatores que colaboram para que o setor de moda e beleza continue crescendo é o alto engajamento dos clientes, pois costumam ser muito mais recorrentes do que em outros segmentos. Portanto, esse fator pode ser considerado uma oportunidade para quem trabalha com marketing de afiliados, formato de marketing digital baseado em performance no qual os anunciantes recompensam os afiliados que divulgam seus produtos e serviços.

Para esse segmento, especialmente, os programas de afiliados são muito rentáveis, pois os publishers que trabalham com moda são formadores de opinião e conseguem agregar ao seu conteúdo tudo o que o consumidor precisa saber para comprar determinado produto.

Um exemplo disso são as blogueiras de moda, que fazem conteúdos descritivos bem completos sobre determinados produtos, esclarecendo as dúvidas do seu público, influenciando e incentivando a decisão de compra dos consumidores. Nesta ferramenta de marketing digital, todos saem ganhando, tanto a marca anunciante quanto os afiliados que divulgam os produtos dos anunciantes em seus canais, recebendo um percentual pela venda realizada.

Uma prova de que investir na estratégia do marketing de afiliados para aproveitar o auge do segmento do e-commerce, é a volta e a estreia de grandes anunciantes do mundo fashion na Lomadee, como a Marisa, DafitiEnjoei e Zattini.

cta-guia-mkt-digital-moda

Já falamos sobre as vantagens de apostar no Marketing de Afiliados e no seu custo/benefício para os e-commerces. Esse tipo de publicidade permite ao anunciante pagar somente quando alguma venda é efetivada.

Se nesse formato os resultados já são visíveis, imagine aumentar ainda mais as vendas investindo um pouco de tempo e recursos em algumas ações para motivar afiliados, aumentar engajamento e vendas. Confira 5 estratégias de incentivo para os afiliados:

Valor da comissão

Aumentar o valor da comissão é uma das melhores formas de incentivar os publishers a trabalhar uma venda. O interessante é que o aumento da comissão pode ter um período de validade ou pode ser exclusivo para alguma categoria dentro do e-commerce, dessa forma, é possível alinhar esse incentivo com as estratégias da loja.

Janela de comissão

Considerando que muitos consumidores acabam efetuando a compra um tempo depois de acessar a oferta pela primeira vez, aumentar esse o período válido entre o clique do consumidor na divulgação do afiliado até a conclusão da compra é uma forma de valorizar o esforço do afiliado em atrair um cliente para o seu site.

Divulgar ações

Essa é um a ação muito importante e o anunciante nem precisa ter o trabalho de comunicar cada um dos afiliados, essa tarefa fica por conta da plataforma de afiliação à que ele está associado. Seja uma campanha de aniversário, um saldão de estoque ou um sorteio do e-commerce, vale informar à rede de afiliados, pois será uma forma do afiliado converter seu público para o seu site.

Premiações

Realizar ações de premiações é um excelente meio de incentivar os afiliados a criarem estratégias mais competitivas. Uma opção é oferecer uma bonificação para o afiliado que vender mais em determinado período. Os prêmios podem ser em valor ou ainda vales e descontos em produtos ou serviços do e-commerce.

Cupons de desconto

Afiliados adoram cupons de desconto, é uma forma de “presentear” seu público-alvo. Os cupons podem ser definidos com base na melhor estratégia para o e-commerce, seja com um desconto percentual ou um vale em dinheiro sobre o que foi gasto no site.

Com algumas ações simples é possível manter seus afiliados motivados e ainda mais engajados aumentando as vendas e criando um relacionamento duradouro.

O que é cashback solidário?

A prática de cashback já é conhecida no marketing de afiliação: o consumidor compra o produto de um anunciante por meio do site afiliado e recebe parte do dinheiro gasto de volta. Por levar o cliente à loja, o site recebe uma comissão e é parte dessa comissão que volta para o consumidor.

No caso do cashback solidário o processo continua o mesmo, porém, o consumidor tem a opção de direcionar o valor que receberia de volta para uma iniciativa social. São diversas organizações sem fins lucrativos e as instituições defendendo todo o tipo de causas.

Um bom exemplo está na Lomadee, rede de afiliação do Buscapé Company, que conta com alguns afiliados de cashback solidário, entre eles o I Robin Hood. O projeto que se inspirou no herói da floresta de Sherwood, não pega nada de ninguém, na verdade, ele oferece a oportunidade de o consumidor fazer sua boa ação, contribuindo com os mais necessitados, de forma simples e rápida, o site conta com diversos anunciantes da plataforma e ajuda instituições sérias.

Mas quais as vantagens de associar sua marca a uma rede de afiliados com cashback solidário?

Compromisso

Além de ajudar uma iniciativa positiva, a empresa ganha valor através da adoção de um compromisso social e solidário.

Branding

Ao associar sua marca a uma rede de afiliados com cashback solidário sua organização estará apoiando as causas beneficiadas pelo site e fortalecendo sua imagem diante dos consumidores.

Consumidores fiéis

Os consumidores de sites de cashback de caridade costumam ser fiéis, pois criam o hábito de comprar pelo site para ajudar as instituições beneficiadas. Eles também são bem engajados e costumam incentivar novos consumidores a comprar pelo site.

Zero investimento

Assim como todas as ações do marketing de afiliados, trabalhar com cashback solidário não gera nenhum gasto inicial para a empresa, o anunciante só paga o valor da comissão para o afiliado, ou seja, só paga quando recebe resultados.

Associe sua marca a uma rede de afiliados de cashback solidário e faça a diferença, não só para sua marca, mas para boas causas.

O aumento no faturamento durante a Black Friday não pode ser a única “lembrança” que um lojista guarda do evento. A Black Friday deve ser vista como um intensivão para as vendas de fim de ano, outro período fortíssimo para o e-commerce.

Nós já falamos sobre algumas boas práticas para lucrar com marketing de afiliados durante o Black Friday, que podem (e devem) ser aplicadas às estratégias para o fim do ano. Agora vamos destacar as lições que podemos aprender com a Black Friday:

Datas, horários e prazos

Boa parte dos consumidores ainda deixa as compras de Natal para última hora. Por isso é muito importante especificar claramente em seu site os horários de expediente, atendimento e posteriores trocas durante o período.

Lembre-se de deixar bem visível a última data de compra para entrega antes do Natal. Você não vai querer deixar uma criança sem presente!

Reveja a política da loja

Vendeu muito na Black Friday, mas teve dor de cabeça com devoluções, trocas e reclamações sobre entrega e formas de pagamento? Em datas com grande movimento é interessante rever previamente as políticas da loja para esses casos.

Estipule condições justas e viáveis para o seu negócio, porém sempre de acordo com o Código de Defesa do Consumidor. Não adianta oferecer um prazo de entrega irresistível e o cliente receber seu presente de Natal só no Ano Novo.

Não se esqueça do mobile

Sempre falamos da importância do mobile no e-commerce. Dados recentes da E-bit, só fortalecem a ideia: a utilização de dispositivos móveis nas vendas cresceu 84% em apenas um ano. Disponibilize uma versão mobile de seu site.

Utilize as dicas e além de alavancar as vendas de seu e-commerce, aproveite para criar relacionamentos com clientes novos e estreitar os laços com os antigos.

O marketing de afiliados conta com diversos formatos para contabilizar as comissões obtidas. CPA, CPV, CPD, CPM, CPI, CPL, CPC, DPC…

Cada uma dessas siglas significa a forma como o anunciante pagará pelos anúncios. Entre os mais comuns, e os adotados pela Lomadee, podemos destacar o CPA e o DPC. Vamos conhecer cada uma delas:

CPA (Custo Por Ação)

É a forma de comissionamento online mais popular hoje em dia e utilizada pela Lomadee. O afiliado será remunerado quando o visitante concluir uma determinada ação estipulada pelo anunciante, que pode ser um cadastro, uma assinatura de newsletter, entre outras opções. CPV (Custo por venda) e CPD (Custo por download) podem ser considerados tipos específicos de CPA.

CPM ou CPI (Custo por Mil impressões)

É contabilizado sempre que um anúncio gerar mil impressões, ou seja, for visualizado mil vezes, independentemente de resultar em alguma ação.

CPL (Custo por Lead)

Também considerado uma variação do CPA, é um método muito utilizado no marketing de afiliação. Paga ao afiliado por cada novo cadastro preenchido em um formulário.

CPC (Custo por Clique)

Outra forma de comissionamento muito utilizada na internet, também conhecida por Pay Per Click (PPC). O afiliado recebe por cada clique recebido em um determinado anúncio. O valor é contabilizado considerando apenas um click diário por IP.

DPC (Custo por Duplo Clique)

Semelhante ao CPC, porém o visitante precisa clicar duas vezes. Um exemplo de seu uso é na plataforma Lomadee, o visitante clica na publicidade do afiliado, é redirecionado para uma lista de produtos no site Buscapé e lá deve clicar em algum outro link das lojas listadas e afiliadas a plataforma, assim a comissão é contabilizada.

Agora que você já conhece os principais formatos de comissionamento do marketing de afiliados, escolha a melhor opção para suas campanhas e boa divulgação!

A Black Friday, que este ano acontece no dia 28 de novembro, já se consolidou entre as principais datas do e-commerce brasileiro, registrando milhões de vendas em apenas 24 horas.

Os anunciantes que já investem em marketing de afiliação sabem que unir forças com os publishers em suas estratégias de vendas é um grande diferencial para se destacar na data. Confira nossas dicas para lucrar muito mais com os afiliados:

Vestindo a camisa da Black Friday

Antecipe-se. Para montar uma estratégia forte com os publishers, é preciso mantê-los informados das ações que seu e-commerce vai adotar. Separe as ofertas por categorias e ofereça o máximo de dados possíveis sobre os produtos.

Repagine sua comunicação visual no site, redes sociais e informativos e crie materiais de divulgação personalizados para a data.

Conquistando a base aliada

Imagine que durante a Black Friday todos os seus concorrentes também vão oferecer ofertas competitivas e com descontos agressivos, como competir?

Para isso, você vai precisar conquistar, antes dos seus clientes, os publishers. Contar com uma base de milhares de afiliados divulgando suas ofertas fará toda a diferença. Estimule os publishers a trabalharem sua marca, ofereça descontos especiais, cupons e ainda um aumento de comissão no período. Isso fará com que sua loja se destaque dos demais anunciantes.

Tráfego: Esteja preparado

De nada adianta os esforços para gerar conversão se seu e-commerce não estiver pronto para receber o grande tráfego gerado pelos afiliados. Nada pior para a experiência do consumidor do que uma página que não carrega ou um site fora do ar. Por isso, otimize seu site, deixe-o o mais leve possível para que não demore a carregar e faça testes simulando os picos de acessos.

Lembre-se que tão importante quanto a conversão em vendas é a conversão de prospects em clientes satisfeitos que voltarão ao seu e-commerce durante todo o decorrer do ano.

O marketing de afiliados é uma modalidade de publicidade que envolve produtores de conteúdo digital, e-commerces e, é claro, uma plataforma de afiliação. Portanto, é a plataforma que conecta quem tem espaços para divulgação com empresas que querem anunciar. Quando há uma venda no site do varejista originada pela rede de afiliados, o publisher – ou seja, o produtor de conteúdo digital – que possibilitou esta conversão recebe uma comissão.

O marketing de afiliados no Brasil está em franca ascensão e ainda vai crescer muito mais. Nos Estados Unidos, os anunciantes chegam a investir cerca de 30% do orçamento neste tipo de modalidade, o que mostra também a sua representatividade em outros cantos do globo.

Voltando ao nosso mercado, a afiliação recebe mensalmente cerca de 20 mil novos empreendedores digitais no Brasil, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Marketing de Afiliados (IBM Afiliados).

Os profissionais estão buscando se aprimorar nesta área, tanto e-commerces quanto produtores de conteúdo digital. É por isso que a Lomadee, empresa do grupo Buscapé Company, elaborou um e-book exclusivo chamado “Marketing de afiliados em 1 hora”.

O material é gratuito e direcionado para aqueles que querem entender como funciona essa prática publicitária, assim como suas vantagens.

Conteúdo abordado no e-book:

O que é marketing de afiliados?
Panorama atual do mercado.
Como funcionam as plataformas de afiliação.
10 dicas para publishers.
10 dicas para anunciantes.
Monetização na prática.

Se você quer entrar no mundo do marketing de afiliados e lucrar muito, não perca tempo e faça o download do e-book agora mesmo: www.mktdeafiliados.com.br

Analisar dados é essencial para manter o bom desempenho das suas campanhas. Ter a sua marca exibida em centenas de milhares de canais de afiliados não só é uma ótima alternativa de publicidade, como também garante o ROI (Return of Investment) e dá escalabilidade ao seu negócio.

Se você já investe nesse mercado (ou pretende investir em breve), há 4 KPIs (Key Performance Indicators) que são fundamentais. São eles que darão a visão geral de que o seu negócio está no caminho certo. Portanto, nem pense em não levá-las a sério!

Afiliados

Saber a quantidade de afiliados ativos e acompanhar novos adeptos que divulgam suas campanhas é importante para avaliar o impacto da sua marca e das suas estratégias. Será que sua marca por si só já atrai afiliados? Ou seria interessante realizar campanhas de incentivo, com aumento de comissão, premiações e ampliação do tempo da janela de comissão?

Juntamente com a plataforma de afiliados, você conseguirá formular a melhor estratégia para o seu e-commerce.

Taxa de conversão

Quantos visitantes enviados pelos afiliados foram convertidos em venda? Hoje a média da Lomadee, plataforma de afiliados do Buscapé Company, varia entre 0.55% e 1,55%. Este é um índice considerado alto para o mercado. Portanto, quando o seu e-commerce tem uma grande quantidade de visitantes e poucas vendas, ou seja, pouca conversão, alguma coisa deve estar errada. Algumas hipóteses são:

 Produtos com preço não competitivos;
 Usuários não encontram o que procuram, seja pela navegação confusa ou porque os produtos não existem;
 Dificuldade em acessar o catálogo de produtos ou existência de pop-ups evasivos e menus escondidos;
 Confusão de produtos, sem foco no segmento de atuação;
 Layout sem usabilidade;
 Pixel não funciona no ambiente mobile.

Tráfego

Contabilizar o número de visitantes enviados para seu site por meio de estratégias de Affiliate Marketing permite analisar a movimentação do seu e-commerce sob uma diferente perspectiva. Isso porque o Marketing de Afiliados é focado em conversões, mas também ajuda no fortalecimento e divulgação da marca.

Sempre configure funis de conversão em seus relatórios e veja quantos novos visitantes estão ingressando no seu site. Também verifique a qualificação deste tráfego, que por ser gerado por meio de estratégias de afiliação tende a ser mais fiel e potencialmente interessado em sua marca e produtos.

Aprovação de transações

Essa KPI é muito importante para se conquistar a confiança dos publishers, ou seja, os afiliados da plataforma. Quanto mais cedo você envia os status das transações geradas via plataforma de afiliação, mais cedo os afiliados conseguem fazer as análises do lado dele, seja em estratégias de compra de mídia, disparos de e-mail marketing ou qualquer que seja a prática adotada.

A Lomadee oferece uma solução que permite ao anunciante enviar transações diariamente à rede depois de passar pela operadora do cartão de crédito ou pagamento do boleto.

E lembre-se sempre: Trabalhar com Marketing de Afiliados é como cuidar de uma planta. Deve-se regar sempre para que ela cresça. Portanto, ofereça material frequente, cupons, promoções e um bom payout. Marketing de Afiliados é como um organismo, que pode crescer quando regado, mas também pode morrer se faltar água.