Tags Posts tagged with "mercado digital"

mercado digital

Com a crise que está afetando nosso país o desemprego está aumentando consideravelmente independente da área de atuação e profissão.

A boa notícia é que a partir de agora podemos contar com mais uma fonte de indicações de vagas de empregos para o profissional de e-commerce.

Busque vagas para e-commerce agora:


Vagas neuvoo.com.br

Visando a prosperidade do mercado, queremos auxiliar em sua busca de oportunidades no mercado digital. O Profissional de E-commerce em parceria com o site Neuvoo (presente em mais 43 países além do Brasil), passará a destacar uma série de oportunidades de empregos para os leitores.

Acesse as vagas atualizadas disponíveis em todo Brasil, a pesquisa pode ser feita por cidade, região e país. Veja os países presentes na plataforma da Neuvoo:

Emirados Árabes UnidosArgentinaÁustriaAustráliaBélgicaBahreinBrasilCanadá, SuíçaChileColômbiaRepública ChecaAlemanhaEgitoEspanhaFrançaReino UnidoGréciaHungriaIrlandaÍndiaItáliaJapãoKuwaitCazaquistãoLuxemburgoMéxicoNigéria,
HolandaNova ZelândiaOmãPeruPolôniaPortugalCatarRomêniaRússiaArábia SauditaSuéciaTurquiaUcrâniaEstados UnidosVenezuela e África do Sul

Boa sorte, conte sempre conosco e fique ligado em nosso site! 🙂

Em 2014, as transações de vendas online obtiveram um faturamento total de R$ 39,5 bilhões, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). Esse dado mostra que o e-commerce é um dos segmentos que mais cresce no Brasil. Veja mais sobre os números do e-commerce.

No entanto, o número de profissionais capacitados para trabalhar nessa área não cresce com a mesma proporção. A Universidade Buscapé Company e a E-bit realizaram uma pesquisa em 2014 com 347 lojas virtuais do país. O resultado da Pesquisa Profissional de E-commerce mostrou que 61% dos candidatos a uma vaga no e-commerce não atendem aos pré-requisitos necessários para o cargo desejado.

É esse mesmo cenário que vemos todos os dias no mercado: falta de preparação de candidatos às vagas abertas e falta de conhecimento das métricas de marketing digital. Como consequência temos uma grande retenção dos profissionais capacitados, o que gera uma inflação de salário.

Como enfrentar esse cenário?

Uma das alternativas encontrada por donos de lojas virtais é o de capacitar seus próprios especialistas, oferecendo treinamento da mesma forma que se faz em uma loja física, mas com um conhecimento mais técnico. Contratar uma pessoa com menos experiência permitirá que esse profissional cresça com o projeto.

A sugestão mais prática, nesse caso, é investir em cursos online. Existe uma variedade de cursos disponíveis, alguns completos e outros mais superficiais. No momento de escolher é preciso atenção. Veja sempre o número de horas que o programa vai oferecer, qual o conteúdo abordado e os comentários de quem já participou.

Outra prática importante para a capacitação é participar de grupos de discussão. LinkedIn e Facebook contam com grupos específicos e nichados para o Profissional de E-commerce. Nesses ambientes, profissionais podem compartilhar experiências com outras pessoas. Vale lembrar que esses grupos também são ótimos locais para os lojistas, que podem encontrar profissionais já capacitados.

Seguindo em frente, após conseguir captar e cultivar esse profissional de e-commerce, chegará a hora de retê-lo. Uma das técnicas mais eficazes para isso, além do valor salarial, é a comissão pelo desempenho de vendas online.

É importante ressaltar que, diferentemente do que acontece na loja física, não existe um limite para o número de clientes a serem atendidos online. Também é importante que o seu gerente de e-commerce veja o valor do trabalho que realiza, tenha orgulho do que faz e se apaixone pelo projeto. Isso ajudará na satisfação profissional em longo prazo.

Como última dica, destaco a necessidade do dono da loja virtual estar atento ao volume de trabalho e demandas submetidas ao gerente de e-commerce. A sobrecarga é um dos principais motivos para descontentamento no trabalho e deve ser evitado, quando possível. Invista em assistentes. Esses novos funcionários darão continuidade ao seu ciclo de capacitação e também ajudarão a sua loja virtual a crescer.

A Translated.net, uma empresa que auxilia na tradução de grandes websites para outros idiomas, divulgou uma pesquisa chamada T-Index, que mostra o ranking de todos os países em ascensão no mercado digital.

O Brasil atualmente está na 7ª posição dessa lista, mas considerando a população com acesso à Internet e o PIB per capita, nosso país tem potencial para estar no 4º lugar em 2016.

Ranking T-Index 2012 - Brasil no 7º Lugar em 2012
Brasil no 7º Lugar em 2012

 

Brasil X Alemanha
Brasil X Alemanha

De acordo com a pesquisa, “Com uma mudança no market share estimada em + 16,1%, o Brasil pode ganhar o 5º lugar em 2013 e passará Reino Unido e França. Em 2016, ele deverá até mesmo subir para o 4º lugar, também deixando para trás a Alemanha, que sofreria uma queda de 15,2% em comparação a 2012.

Praticamente todos os países emergentes estão em crescimento neste ranking, como o México por exemplo, que ficará com o lugar da Itália na décima posição de acordo com a projeção.

Assim como o México, no mercado online da China também haverá evolução e conseguirá atingir a primeira posição deixando os EUA em segundo(!). Segundo a T-Index, “A China poderá ultrapassar os Estados Unidos e assumir o primeiro lugar do ranking em 2015, com um market share de 18,5% em comparação com 13,5% em 2012. Os Estados Unidos, sobre o poder de compra da linha passaria de 22,5% em 2012 para 17,3% em 2015. Em 2016, a China manterá a primeira posição e aumentará a distância dos Estados Unidos, pois terá um market share de 20,1% em comparação com 15,6% para os Estados Unidos.”

O Brasil está e continuará de portas abertas para investidores internacionais, que podem ajudar no crescimento de empresas brasileiras ou, em contrapartida, que podem lançar novos produtos, copiando o que existe lá fora para o nosso país.

Brasil: 4ª posição no mercado online em 2016
Brasil: 4ª posição no mercado online em 2016

É tempo de colocar em prática as ideias e correr atrás de investidores!

 

Fonte: Translated.net
(The T-Index Study www.translated.net/en/languages-that-matter was carried out by Translated, a language service provider founded in 1999 that manages 68.000 translators in over 110 countries for 26.000 customers. In 2008, Translated was selected by Eurispes as representative of Italy’s Excellence. Worldwide, Translated ranks amongst the most innovative LSPs in the development of productive processes to help translators in their daily endeavours.)