• Profissional de E-commerce
  • por Blog Profissional de E-commerce
  • O blog Profissional de E-commerce foi criado em outubro de 2012 com o objetivo informar e capacitar o mercado de comércio eletrônico no Brasil.

Internet das Coisas: Conceito está começando a se tornar uma realidade.

1 de setembro de 2014
Share Button

A Internet das Coisas está em transição de um mero conceito acadêmico para a realidade empresarial.

Por Sebrae. Depois de estimular a “fazer amigos e influenciar pessoas”, a internet tem pela frente o desafio de facilitar a interação com o mundo real, envolvendo os objetos que estão ao nosso redor e desconectados da rede. Esta nova fase da internet promete ser ainda mais interativa e dinâmica
O tema internet das coisas, um conceito de desenvolvimento que prevê que grande parte dos objetos estará conectada à internet, está deixando de ser curiosidade para fazer parte do cenário de computação das empresas. 
A mobilidade e a conectividade ilimitada das pessoas com o mundo ao redor, por meio do uso dos dispositivos móveis, já é uma realidade e o crescimento dessa tendência é uma das principais apostas de empresas focadas no futuro.
Leia também: Internet das Coisas. Você não tem como fugir. O Rodrigo Góes falou um pouco mais sobre a Quarta Geração da Internet e outras possibilidades no iocomunica.com.br.
internet-das-coisas
Internet of Things – Satiz TPM.

Mais conexão

Outro fator que impulsiona este movimento é o crescimento do acesso à internet no mundo. A ideia de disponibilizar conexão, em todos os lugares, para facilitar o acesso de grande parte da população mundial vem ganhando musculatura e estimulando companhias a investir pesado na infraestrutura necessária.
Segundo o professor Michael Nelson da Universidade de Georgetown Communication, Culture & Technology e Diretor de Tecnologia Internet da IBM, dentro de 5 a 10 anos haverá mais de 100 bilhões de objetos conectados em rede.
Para citar um exemplo prático da aplicação do conceito da Internet das coisas, suponha que você tenha acabado de chegar a sua casa e deseja tomar um copo de suco, mas ao abrir a geladeira, percebe que a caixa de suco que você havia comprado há alguns dias está próximo de acabar.
Se essa mesma caixa estivesse conectada por um chip a uma rede de informações, ela poderia enviar uma mensagem ao supermercado mais próximo, que entregaria uma nova caixa na sua casa, evitando frustrações.
É disso que se trata a Internet das Coisas: criar sistemas e ferramentas que “emprestem” mais inteligência aos objetos para que eles possam “conversar” entre si e tornar nossa vida mais fácil.
Esta consciência instantânea é uma das promessas mais sedutoras da Internet das Coisas e abrange tanto os bens de consumo duráveis como as máquinas pesadas, roupa ou até mesmo perecíveis, que vão desde alimentos a indústria farmacêutica.
Com o desenvolvimento da conectividade dos objetos as pessoas terão a certeza que é possível saber onde está qualquer coisa e a qualquer momento.

Radiofrequência

Há várias ferramentas capazes de armazenar a história dos objetos, como os velhos códigos de barra ou os sensores wireless, mas a que vem sendo mais utilizada na pesquisa de Internet das Coisas é a tecnologia RFID (Identificação por Radiofrequência), que rastreia coisas por meio de ondas de rádio e, geralmente, é acoplada aos objetos por meio de uma simples etiqueta.
Porém muito ainda precisa ser feito para consolidar a comunicação inteligente de máquina para máquina. O maior desafio é a conexão entre os objetos e uma rede externa onde eles possam buscar dados e, assim, potencializar sua funcionalidade.

geladeira-inteligente
A empresa coreana LG, já apresentou um pouco do que parece ser esta “Geladeira Inteligente”.

Pensando ainda no exemplo do suco: atualmente, a fábrica e o supermercado conseguem controlar cada unidade produzida e vendida, pois eles já estão identificados. Mas, quando o produto chega à casa do consumidor, esses dados não são usados para mais nada e, atualmente, não é possível coletar novos dados sobre o produto.
Esse problema estará solucionado quando os produtos puderem devolver a informação processada de diferentes pontos, até mesmo da casa do consumidor.
A proliferação de “objetos inteligentes em rede” já orienta as práticas da engenharia civil e da arquitetura naquilo que hoje é chamado de “prédios inteligentes”.
Edifícios com sensores e dispositivos conectados por uma rede IP são capazes de “sentir” o ambiente interno e externo, adaptando ventilação, iluminação, uso de água, escadas rolantes e elevadores de acordo com parâmetros sustentáveis para consumo de energia.
Como podem ver na imagem acima, as Geladeiras inteligentes são um bom exemplo, que pode significar grandes oportunidades dentro da vanguarda do E-commerce. Para entender melhor sobre o conceito de Internet das Coisas, compartilharmos o vídeo abaixo da TV Estadão.
Os jornalistas conversam um pouco mais sobre as possibilidades que a tecnologia pode proporcionar. Assista:

Texto publicado no site do Sebrae. Vídeo da TV Estadão.

Você também vai gostar

L'Oreal Estados Unidos se movimenta para incrementar vendas... Em busca de incrementar vendas online, a L'Oreal Estados Unidos anunciou esta semana um acordo com a Powa Technologies que permitirá a seus consumidor...
Áreas de Negócios e Tecnologia devem estar cada vez mais integra... A transformação do negócio em função da evolução tecnológica dos mercados é um movimento inevitável para todas as empresas. Vemos, no entanto, que mui...
Dubai testa entrega com drones com identificação de retina e imp... Os Emirados Árabes Unidos (EAU) pretende fazer entrega com drones de carteiras de motorista e outros documentos governamentais para os seus cidadãos, ...
Tablet commerce chegou para ficar Tablet Commerce. Os lojistas eletrônicos mal tiveram tempo de suportar os smartphones, e logo apareceram os tablets, como o iPad. Desenhar para tablet...
Site responsivo, dedicado ou aplicativo: qual a melhor estratégi... 168 milhões. Em maio deste ano, esse será o número de smartphones em uso no Brasil. De acordo com a 27ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecno...
Como utilizar melhor a geolocalização no mobile na estratégia de... Com o crescimento e consolidação do mobile como a maior mídia disponível, a localização é um dos mecanismos que mais estão em alta ultimamente. O cres...
Entregar produtos com drones seria a melhor solução para o E-com... Ao se pensar em inovação logística, os drones estão entre as primeiras coisas que vem à cabeça nos dias de hoje. Este equipamento, também conhecido co...
A inteligência artificial vai roubar o meu emprego? Tecnologias de Inteligência Artificial já estão presentes em praticamente todas as indústrias. Na Publicidade e no E-commerce isso não é diferente, e ...
Instacart, um e-commerce que entrega suas compras em até uma hor... "A melhor maneira para fazer suas compras." Esse é o slogan na página inicial do Instacart, um e-commerce que entrega no mesmo dia suas compras de sup...
O Instagram funciona para e-commerce? O Instagram ainda pode ser considerado um mundo misterioso para muitas lojas virtuais. Em 2015 tenho percebido um movimento bem interessante de marcas...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>