• André Felipe da Luz
  • por André Felipe da Luz
  • André Felipe T. da Luz, CTO e sócio da Trezo, afirma que uma loja online rápida é sinônimo de mais vendas.

Aprenda como deixar seu e-commerce mais rápido

25 de abril de 2016
Share Button

Pesquisas comprovam que a velocidade da loja virtual está diretamente relacionada à taxa de conversão.
Três segundos. Esse é o tempo desejado pelo consumidor para o carregamento de um site, de acordo com pesquisas, que apontam também que sites lentos dispersam a atenção das pessoas. Já uma pesquisa disponibilizada pela Kissmetrics fala em menos tempo: 2 segundos é o que 47% dos consumidores esperam para que uma página carregue.
Ou seja, e-commerce mais rápido é uma necessidade para garantir uma boa experiência ao usuário e, consequentemente, uma boa taxa de conversão – leia-se “vender mais”.
Uma loja online rápida é sinônimo de mais vendas. A velocidade do site impacta diretamente em dois pontos: melhora a taxa de conversão e de avaliação no ranking do Google, ou seja, favorece o posicionamento da página nas buscas orgânicas.
Estamos falando de segundos, por isso toda ação que deixe a página mais rápida, deve ser feita. Confira os principais itens a serem avaliados:

1- Otimize as imagens

Acusadas de serem as principais responsáveis pelo tempo de carregamento das páginas, elas devem ser otimizadas para a web, em tamanho pequeno, mas sem perder a qualidade.
Especificar a altura e a largura para imagens também é importante, pois fará com que a página e as imagens carreguem simultaneamente.
Dica: O TinyPNG “limpa” suas imagens sem que se perda a qualidade. Basta enviar a imagem original e baixar a imagem muitas vezes com um tamanho mais de 90% menor. Funciona com arquivos PNG e JPG: Tinypng.com

2- Reduza o tamanho da página

Atenção com os elementos da página, em especial com arquivos Java Script, CSS e imagens. Evite incorporar grandes objetos ou imagens em uma página e assim você diminui o kb (unidade de medida).
Para verificar o tamanho do seu site, salve a página no computador como uma pasta de arquivo de web, a partir do browser, e veja o tamanho da pasta.

3- Utilize CDN

A Content Delivery Network (CDN) ou Rede de Distribuição de Conteúdo garante que você ofereça ao seu usuário conteúdo com agilidade e estabilidade.
Como o próprio nome diz, possibilita a distribuição do conteúdo por meio de armazenamento em cache em diversos servidores. Essencial, principalmente, para quem tem clientes em todo o mundo.

4- Escolha servidores rápidos para a hospedagem

Opte por um fornecedor para hospedar o seu site que combine servidores, tecnologia, seja rápido e, consequentemente, atenda às necessidades de tráfego do seu e-commerce.

5- Use sistema de cache

Certifique-se de que o cache está habilitado para garantir o armazenamento de dados ou processos. Assim, o navegador salva a estrutura básica das páginas diminuindo o tempo de download delas em exibições futuras.

6- Reduza o número de requisições

Facilite a comunicação dentro da sua página fazendo com que o browser e o servidor conversem e encontrem rapidamente a informação solicitada pelo usuário.
Para isso, diminua o número de request (requisições), assim o browser não precisar ir e voltar muitas vezes até encontrar a informação. Deixe as requisições que bloqueiam o carregamento da página por último.

7- Evite redirecionamentos

Cada direcionamento incluído no site é como um pedido separado para o servidor o que aumenta o tempo de carregamento da página. Portanto, evite redirecionamento em excesso.

8- Acompanhe a performance do site

Por meio de uma ferramenta de análise, como o Google Analytics, analise o passo a passo do cliente e verifique os possíveis erros da página.
Aproveite também para acompanhar a velocidade do seu e-commerce e melhorar, se necessário. Entre as ferramentas possíveis para isso estão Pingdom, YSlow do Yahoo, e Insights PageSpeed do Google.

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>