• Avatar
  • por Bruno Viana
  • Nerd, apaixonado por tecnologia e sócio-fundador da Bleez, agência de desenvolvimento de lojas virtuais utilizando Magento, acredita que a tecnologia existe para facilitar a vida das pessoas.

Cadastro de produtos: como convencer o cliente a comprar

29 de janeiro de 2016
Share Button

Como você espera que a Princesa Aurora escolha o seu travesseiro ao invés do concorrente se você não diz que o seu foi fabricado usando material e tecnologia da NASA? Você não consegue persuadir ninguém sem dar informações.

Nota: persuasão é diferente de manipulação. Persuasivo é Sherlock Holmes, manipulador é Frank Underwood.

Aqui eu vou te mostrar o que é preciso considerar no cadastro de produtos para convencer seu cliente a comprar e de quebra você vai:

Criar filtros de navegação realmente úteis;
Criar descrições eficientes;
Criar cadastros otimizados para SEO;

Tudo isso, mas não necessariamente nessa ordem.
Agora ajeite-se na cadeira, pegue a pipoca e vamos ao que interessa.

Levantando as informações

Eu entendo tanto de nutrição para atletas quanto eu entendo da reprodução dos mafagafos. Por isso eu escolhi um produto bem diferente pra ninguém dizer “com meu produto é diferente e não da pra fazer“. Dá sim!
Então, senhoras e senhores…
… o Whey Protein!

agencia-bleez-exemplo-cadastro-de-produto-180x300
Leo Stronda aprova este post

Eu comprei (eu não comprei mas vamos fingir que sim) os sabores Baunilha, Morango e Chocolate nas versões de 900g e 2,2Kg. O preço será R$98 (900g) e R$190 (2,2Kg) independente do sabor.
Além disso eu levantei mais informações dando algumas Googladas:

O Whey Protein e? o nome da protei?na do soro extrai?do quando transforma o leite em queijo;
O Valor Biolo?gico (escala de eficie?ncia de um nutriente no organismo) do Whey Protein e? acima de 100, dependendo da qualidade da marca. Para comparac?a?o, o valor do ovo é 100 e da carne vermelha 80;
IPC Factor® significa Insulin Production Control e isso potencializa o efeito anabo?lico da insulina. O que isso significa? Eu na?o fac?o ideia, mas pesquisando descobri que o tal “efeito anabo?lico da insulina” e? o aumento do transporte de BCAA para os mu?sculos favorecendo o crescimento dos mesmos. Basicamente isso acontece por causa da Vitamina B6 e do Cromo adicionados a? formula;
O processo de extrac?a?o da protei?na gera 3 tipos diferentes de Whey: concentrado, isolado e hidrolisado;
Uma porc?a?o (36g) possui 24g de protei?na;

Tem mais coisa, mas isso basta.
Antes de cadastrar o produto você não pode esquecer que um produto existe sempre pra resolver um problema de alguém.
Quem e? atleta esta? sempre buscando o melhor produto para aumentar o seu resultado. O 3 Whey IPC é a melhor opção para ele pois além de combinar os 3 tipos de whey ele utiliza a tecnologia IPC Factor para aumentar músculos melhor que os outros (olha o jabá aí, gente).
A pergunta e?: como essas informac?o?es va?o parar no cadastro?

A criação do produto

São 3 sabores e 2 pesos diferente para cada sabor. Teremos no fim das contas 6 variações desse produto (Morango 900g, Morango 2,2kg, Chocolate 900g, …).
Se eu fizer um cadastro pra cada variação eu vou ter conteúdo duplicado pois – quase – tudo é igual: nome, as informações nutricionais, modo de preparo, etc.
Além disso, o Google não gosta de conteúdo duplicado.
A forma correta é criar uma única página com todas as variações nela para o cliente escolher. Algumas plataformas chamam isso de Produto Configurável, outras de Grade de Produtos, não interessa, é tudo a mesma coisa. Procure como a sua chama e cadastre dessa forma. E se sua plataforma não te oferece isso, bem.. er.. re-considere usá-la.

agencia-bleez-produto-configuravel
Exemplo retirado da Vita Nutrition.

Nome do produto

O nome do produto deve ser legível, em primeiro lugar, para o cliente e, em segundo, para os mecanismos de busca.
Se sua plataforma foi bem desenvolvida o nome estará dentro da tag H1 da página e para o Google e seus amigos. Isso é muito importante.
Como todas as variações do produto estão na mesma página e queremos chamar atenção do cliente e do Google a melhor forma de escrever o nome é “3 Whey IPC Nutrilatina AGE sabores Chocolate, Morango e Baunilha 900g e 2,2kg“.

agencia-bleez-exemplo-nome-na-categoria

Assim o cliente entende o que é o produto antes de clicar e o Google vai indexar corretamente.
Bônus: dependendo de como sua plataforma trabalha, o que você escreveu no nome vai virar a url amigável do produto e o Google também adora isso.

Descrição do produto

Agora que o cliente clicou no produto é hora de fazê-lo comprar.
Aqui você tem que dar todas as informações que ele precisa. Não deixe o cliente ir tirar suas dúvidas no concorrente.
Dependendo da plataforma você terá de escrever uma descrição resumida e outra mais técnica. Baseado nas informações que eu levantei lá em cima as minhas ficaram assim:
Descrição resumida

Suplemento proteico para atletas com IPC Factor® da Nutrilatina. Ganhe mu?sculos e controle insulina com ma?xima absorc?a?o de protei?nas. Em ate? 10x sem juros no carta?o e desconto a? vista.

Bônus 2 – A missão: a descrição resumida pode ser a sua meta-tag description (algumas plataformas fazem isso automático) e ela será o texto no resultado do Google.

Captura-de-Tela-2015-10-23-às-13.05.52-300x296

Descrição técnica

Assim como todo Whey Protein, o 3 Whey IPC AGE da Nutrilatina e? um suplemento rico em protei?nas extrai?do do soro do leite. O diferencial do 3 Whey IPC AGE Nutrilatina e? que ele possui IPC Factor®, uma combinac?a?o de Vitamina B6 e Cromo, que favorece o crescimento dos mu?sculos e da? melhores resultados em exerci?cios de carga. Outra grande diferenc?a e? que 3 Whey IPC AGE Nutrilatina garante uma melhor absorc?a?o no corpo pois ela combina protei?nas concentradas, isoladas e hidrolisadas. Cada porc?a?o (36g) tem 24g de protei?na.

O IPC Factor®:

Uma combinac?a?o de Vitamina B6 (substa?ncia ativa no processo de construc?a?o muscular) e Cromo (nutriente essencial no mobilismo da glicose e lipi?dios), que potencializa a ac?a?o da insulina no anabolismo. Este mix garante o ma?ximo de volume de fibras musculares e melhores resultados dos exerci?cios com carga.

INGREDIENTES:

• Protei?na Concentrada do Soro do Leite (Whey Protein Concentrate – WPC)
Protei?na Isoladado Soro do Leite (Whey Protein Isolate – WPI)
Cola?geno Hidrolisado
Cacauem Po?
Maltodextrina
Gordura em Po?,Mix de Vitaminas e Minerais [Maltodextrina, Piridoxina(Vitamina B6) e Picolinato de Cromo (Cromo)]
Sal(Cloreto de So?dio)
Protei?na Hidrolisadado Soro do Leite(Whey Protein Hydrolyzed – WPH)
Espessante: Goma Guar
Aromatizantes: Ide?ntico ao Natural de Chocolate e Artificial de Baunilha
Edulcorantes Artificiais: Ciclamato de So?dio e Acessulfame K
NA?O CONTE?M GLU?TEN. Sem adic?a?o de ac?u?cares.

MODO DE PREPARO:

Adicione 2 colheres-medida (36g) de IPC AGE® em 1 copo (200ml) de a?gua. AO DOSAR O PRODUTO, SEMPRE UTILIZE UTENSI?LIOS SECOS.

RECOMENDAC?O?ES:

Manter a embalagem bem fechada, ao abrigo da luz e em lugar fresco e seco. Depois de aberta, recomenda-se consumir o produto em ate? 60 dias.

SUGESTA?O DE USO:

• Atletas Ni?vel Avanc?ado
Sa?o recomendadas 3 doses ao dia, ou conforme orientac?a?o de nutricionista e/ou me?dico. Para o consumo de 3 doses, prepare uma dose pela manha?, uma dose antes da atividade fi?sica e outra dose ate? uma hora apo?s a atividade fi?sica.

• Atletas Ni?vel Moderado
Sa?o recomendadas 2 doses ao dia, ou conforme orientac?a?o de nutricionista e/ou me?dico. Para consumo de 2 doses, prepare uma dose pela manha? ou antes da atividade fi?sica e outra ate? uma hora apo?s a atividade fi?sica.

• Atletas Iniciantes
Sa?o recomendadas de 1 a 2 doses ao dia, ou conforme orientac?a?o de nutricionista e/ou me?dico.Para consumo de 2 doses, prepare uma dose pela manha? ou antes da atividade fi?sica e outra ate? uma hora apo?s a atividade fi?sica.

“Este produto na?o substitui uma alimentac?a?o equilibrada e seu consumo deve ser orientado por nutricionista ou me?dico”.

“Diabe?ticos: conte?m 1,5g de lactose na porc?a?o de 36g de produto”. “Este na?o e? um alimento com valor energe?tico reduzido”.

Dica final: Filtros de navegação

Eu adoro como a Netshoes trabalha seus filtros de navegação. Só a categoria “Tênis Masculino” tem hoje 4160 produtos. É aí que a mágica dos filtros acontece.
Além de poder filtrar por cores e tamanhos eu posso escolher por tipo de interesse (caminhada, aventura, dia-a-dia, etc) ou, se eu entendesse alguma coisa, pelo tipo de pisada (neutra, pronada ou supinada).
Eu que não sou bobo nem nada também fiz isso na minha loja fake.

agencia-bleez-exemplo-filtro-navegacao

Agora o campeão pode ir direto no que ele quer.
Adora chocolate? Filtra por Chocolate.
Só compra de um fabricante? Filtra por fabricante.
Com um produto cadastrado dessa forma não preciso nem usar meus poderes Jedi pra fazer alguém comprar de mim.
Ps: Se você tá achando que na vida real ninguém faz isso, dá uma olhada nas descrições dos produtos da iTenis.
Texto publicado no Blog da Bleez.

Você também vai gostar

Videochat no e-commerce: 5 vantagens para a experiência de compr... Sabemos que os consumidores estão cada vez mais exigentes, buscando soluções ágeis e personalizadas para resolver suas dúvidas e necessidades. Além do...
Processo de "tropicalização" da Amazon cria novas opor... Com a recém-chegada da Amazon ao mercado de marketplace brasileiro, muito especulou-se sobre o futuro do e-commerce nacional, tend...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

4 comentários sobre “Cadastro de produtos: como convencer o cliente a comprar”

  • Avatar

    Oi Bruno,
    Obrigado pelo artigo. Sou gestor do e-commerce http://www.farmaciaeficacia.com.br
    Dúvidas:
    1) Você prefere Produtos Configuráveis ou Opções Personalizadas no Magento? Quando usar um ou outro?
    2) Você preferere Sub-categorias ou Atributos de produto? Por exemplo, vamos supor que eu tenha produtos pra atletas. É melhor criar uma sub-categoria com todos os produtos pra atletas ou colocar o atribuito Atletas pra todos produtos recomendados para atletas?

    • Avatar

      Oi, André.
      Bem, eu prefiro usar Produtos Configuráveis quando a configuração do produto precisa ter sua baixa no estoque quando o produto for comprado.
      Por exemplo, se você vende uma Camisa Modelo X, você precisa que quando alguém compre a Camisa Modelo X Branca P seja retirado essa unidade do estoque.
      Agora se o que você precisa, por exemplo, é de um campo para a pessoa escrever o nome dela e você personalizar o produto ou então você quer cobrar um pouco mais por uma garantia estendida, as opções personalizadas vão resolver o problema.
      Já em relação a Categorias vs. Atributos eu prefiro trabalha pensando na melhor forma do visitante navegar, então por exemplo, se sua loja já é focada em atletas eu não criaria nem categoria e nem atributos, pois já está implicito que tudo que tá lá é para atletas. Se sua loja vende tênis para homens, mulheres e crianças eu usaria isso como categoria e criaria um atributo “Indicado para” onde as opções seriam Corrida, Escalada, Trilha, Casual, Balada, etc.
      Eu usaria “Para Atletas” como categoria se eu atendesse segmentos bem determinados, por exemplo “Atletas”, “Sedentarios” e “Idosos”, aí eu vejo mais sentido ter categorias para cada segmento desses com seus produtos la dentro.

  • Avatar

    Tenho uma pergunta bem simples após ler seu artigo que por sinal está ótimo! Mas gostaria de saber o quanto de 0 a 10 a parte visual do e-commerce ainda impacta nas decisões dos clientes se devem comprar ou não. Eu entro em sites como submarino e procuro algo não reparo muito se a pagina esta bonita mas por questões de costume mesmo. Isso ainda tem impacto em decisões?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>