• Renann Mendes
  • por Renann Mendes
  • Sou Sócio-fundador do Profissional de E-commerce. De jan/2018 a jan/2019, liderei os times de Branding (Content Marketing, PR, Social Media e Branding), Product Marketing, área de cursos da Foxbit, fintech de criptomoedas e o projeto e primeiro ano de atuação do Cointimes. Entre ago/2016 e set/2017 atuei como head da área de Marketing da Ebit, empresa Buscapé Company, hoje Nielsen, referência em informações, certificação de lojas e inteligência de e-commerce. Entre 2012 e 2016, participei ativamente da estruturação da startup Universidade Buscapé Company, entrei na coordenação de treinamentos de E-commerce e Marketing Digital. Lá assumi também a coordenação de Marketing Digital e Conteúdo da Uni Buscapé e do Profissional de E-commerce. Desde 2013, ministro aulas de Marketing de Conteúdo para E-commerce na Faculdade Impacta e em algumas empresas de internet no formato workshop. Você pode encontrar mais informações em meu perfil do LinkedIn ou marcando um café! ;)

Como abrir um negócio na internet

31 de janeiro de 2013
Share Button

Como abrir um negócio na internet. Nesta semana Daniel Cardoso, diretor da Universidade Buscapé Company participou com algumas dicas em uma matéria do Yahoo! Finanças com cases de sucesso para abrir um negócio na internet.
No artigo, destaque também para Pedro Eugenio, que era Superintendente de Marketing de um grupo de empresas, onde ficava responsável por 12 negócios. De um hobby (juntar descontos de jornais, revistas e internet), nasceu o Busca Descontos. Hoje Pedro já administra seus 30 funcionários e conta com 12 milhões de cadastrados e uma média de 1 milhão de visitas mensais. O portal é também o responsável por controlar o Black Friday, o Boxing Day e o Dia do Frete Grátis no Brasil.
O CEO Pedro Eugenio deixou deixou uma dica:
“A internet é um setor em crescimento e expansão, sofre mutação frequentemente e os visionários devem aproveitar o momento do Mobile por exemplo. O e-commerce cresceu 20% em 2012 e tem carência de bons profissionais, assim como os aplicativos mobile. O comércio via celular é a tendência mais próxima no momento, quem souber aproveitar pode ter muito sucesso.Também há carência de negócios focados em Behavior target – comportamento do consumidor”.
o chefe Daniel Cardoso destacou quatro pilares, resultado de toda sua experência com e-commerce. Acompanhe na íntegra:

1 – Teste ao máximo sua ideia no papel. É muito comum encontrar empresários que têm consciência que devem fazer um plano de negócios, mas a ansiedade de botar a mão na massa acaba atropelando o exercício de afiar o machado antes de sair cortando árvores. A boa notícia é que existem hoje métodos mais fáceis e rápidos de analisar se a ideia é realmente uma oportunidade de negócios, como por exemplo, o Business Model Canvas. O BMC é uma ferramenta estratégica criada por Alexander Osterwald, que consiste num mapa visual dividido em nove blocos que preenchidos com post-its (sim você leu corretamente), dão uma ideia clara da consistência do novo negócio;

2 – Não subestime o trabalho que uma uma loja virtual pode dar. Parece óbvio, mas assim como no exemplo anterior, vejo muitos empresários querendo abrir mais de uma loja virtual por vez (sem terem experiência) e ter dedicação parcial do tempo (sem largar o emprego atual). Outra muito comum (quando já se tem loja física) , é dividir o trabalho entre pessoas que já têm responsabilidades na empresa. Não significa que seja impossível levantar uma loja virtual nas maneiras citadas, mas as chances diminuem drasticamente comparado com aqueles que se dedicam integralmente em um projeto de e-commerce ou contratam pessoas só para cuidarem disto;

3 – Capacite-se em cursos especializados, o retorno do investimento é certo. Este espaço ficaria realmente pequeno se fôssemos citar quantos erros podem ser evitados fazendo cursos especializados antes de começar um negócio online. Desde aprender a lidar com pedidos fraudulentos, escolha da plataforma (sistema da loja virtual) adequada e como atingir seu público-alvo;

4 – Não subestime o investimento em marketing: a velha história de que muitos acreditam que para vender basta estar na web, infelizmente ainda é verdade para muitos marinheiros online de primeira viagem. Estes, muitas vezes, investem 80% da sua verba total em uma plataforma cara e depois não têm orçamento para divulgá-la . Mais ou menos como comprar um carrão e ficar sem dinheiro para a gasolina.

“Seguindo estes quatro tópicos, com certeza você já estará em vantagem em relação a muitos possíveis concorrentes que terão que perder tempo e dinheiro extra para descobrir como implementar corretamente um e-commerce “. Completa Daniel.
O texto de  encerra com Guilherme Pizzini, do YepDoc, que ao trabalhar com a indústria farmacêutica notou uma recorrente dificuldade em administrar agendas de consultório.
“Quando me aprofundei no assunto, descobri que nos Estados Unidos, por mês, mais de 1 milhão de consultas são agendadas pela internet. Como este tipo de serviço não existia no Brasil, resolvi montar o negócio.”
E você? Tem uma boa ideia? Acha que tem espaço no mercado? O começo de tudo deve ser sempre estudando, seja se capacitando ou entendendo quais os melhores passos para montar sua empresa: Análise de Mercado, Plano de Negócios e Respirar fundo, ninguém disse que seria fácil…

Você também vai gostar

8 táticas para impulsionar as conversões de seu e-commerce O crescimento das compras onlines, fez com que empresas como a Amazon, Walmart e Submarino, reinventassem seus modelos de negócios. Isso tornou a comp...
Dicas de como fazer análise de risco em lojas virtuais A gente já falou aqui sobre chargebak e explicou porque isso acontece em uma loja virtual. (Se você não leu o texto ou não se lembra, vou contar rapid...
MVP não é um produto mais barato O MVP não foi feito para você gastar menos dinheiro, e sim para você aprender de forma mais inteligente. Um produto mínimo viável (MVP ou minimum viab...
E-commerce já tem 51,3 milhões de consumidores no Brasil A 29ª edição do Webshoppers, da E-bit, traz o balanço completo do e-commerce brasileiro em 2013 e aponta o mobile commerce como tendência para 2014. D...
Ebit estima vendas de R$8,7 bi no e-commerce para o Natal, alta ... Tíquete médio crescerá apenas 2% refletindo a deflação da cesta de produtos do setor O e-commerce deverá faturar R$8,7 bilhões no Natal de 2017, cresc...
Serviços de indenização por atrasos ou extravios dos Correios po... A gestão de custos é um dos processos primordiais para a manutenção do e-commerce. O assunto é ainda mais relevante quando falamos das pequenas lojas ...
Guia de marketing gratuito para o Pinterest Apesar de não ser uma das redes sociais mais populares no Brasil, o Pinterest é uma plataforma poderosa para o seu marketing digital. Com um mecanismo...
Férias que nada! Saia na frente e comece o ano abrindo seu negóc... A provável retomada econômica e o frescor da chegada de um novo ano criam um cenário de oportunidades e reavivam as esperanças de quem precisa aumenta...
Criar logo de e-commerce, acerte sua primeira venda: a marca Criar um logo de e-commerce ou fazer o redesign da marca é um daqueles desafios que todo mundo gosta de participar. Diferente de descobrir a marg...
Como montar a melhor equipe para um E-commerce Como montar a melhor equipe para um E-commerce? Além de se preocupar com todas as questões gerenciais e administrativas, o líder de uma empresa é resp...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Um comentário sobre “Como abrir um negócio na internet”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>