• Avatar
  • por Navegg
  • A Navegg é referência latino-americana no mercado de inteligência de dados e informações de audiência online. Fundada em 2008, a empresa, sediada no Brasil, analisa hábitos, interesses e comportamento de audiências da web, em computadores ou dispositivos mobile. A Navegg tem em sua base mais de 250 milhões de internautas, presentes em mais de 100 mil sites, blogs, portais, buscadores de preços e lojas.

Como montar um Media Kit que vá além dos dados demográficos

12 de agosto de 2015
Share Button

Como montar um Media Kit completo enriquece o inventário do seu blog ou portal

Media Kit (ou Mídia Kit) é o documento que apresenta as informações de um blog ou portal para potenciais anunciantes. A sua finalidade é ser um catálogo. Ou seja, mostrar as características do site, as peças publicitárias que podem ser veiculadas (como post, release, banners e projetos especiais) e seus respectivos valores para quem compra mídia entenda como anunciar naquele site pode ser um bom investimento.

posto-media-kit

A maioria dos mídia kits apresentam:

• Introdução sobre o site e quem o escreve;
• Perfil do público;
• Cases;
• Formatos de comercialização;
• Valores;
• Informações de contato.

O segundo tópico, “Perfil do público”, é um dos mais importantes. É nele que você dirá qual o perfil da sua audiência e, com base nisso, os anunciantes poderão decidir se anunciar para essas pessoas faz sentido para eles.

O problema é que, nessa etapa, a maioria dos blogs descreve a sua audiência apenas com dados quantitativos. Ou seja, número de usuários únicos, quantidade de visitas mensais e etc. Alguns vão um pouco mais além e incluem informações de gênero e faixa etária. Convenhamos: como um anunciante decidirá se um blog ou portal possui o perfil de pessoas que ele deseja atingir com apenas essas informações?

Por isso, lançamos hoje um manifesto: por um media kit mais rico, com informações mais profundas e detalhadas sobre a audiência. Com dados sobre quais são os interesses dessas pessoas, que produtos compram, que tecnologias utilizam, se são pessoas que compram mais pela razão ou pela emoção, qual o comportamento de compra delas em cada indústria do mercado e etc.

Isso é importante pois munidos de informações tão ricas, os veículos poderão:

1 – Valorizar seu inventário, pois informações mais ricas são mais bem remuneradas.

2 – Vender mídia de acordo com o perfil do internauta e não somente com o conteúdo das seções do site. Isso ajuda a página a vender espaços ociosos do seu inventário, pois prova para o anunciante que o público que ele quer impactar está presente não só nas seções mais visitadas.

Por exemplo, anunciar uma marca de roupas na seção de moda, seria o mais óbvio, mas é possível impactar os fãs de moda mesmo que eles estejam acessando páginas sobre cinema, economia ou esportes dentro do portal.

Texto completo publicado no Blog da Navegg.

Você também vai gostar

5 erros que as empresas cometem com o marketing de relacionament... Dentre todos os fatores considerados para o crescimento de uma empresa na internet, o relacionamento com o cliente é um dos mais semelhantes ao que de...
3 mitos sobre conteúdo duplicado As palavras "conteúdo duplicado" normalmente causam calafrios quando pronunciadas na internet. 'Nunca fale CONTEÚDO DUPLICADO em voz alta'. Pessoas se...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>