Planejar e implantar um projeto de centro de distribuição requer conhecimento técnico e alguns cuidados básicos. O estudo é amplo e deve ser analisado sistemicamente. Em outras palavras, diferentes áreas da empresa, como projetos, logística, compras, financeiro, contabilidade, recursos humanos, TI, marketing, jurídico, entre outros, devem participar dos estudos e avaliar os impactos do CD.
O desenvolvimento do projeto do centro de distribuição depende de alguns fatores, tais como: tipo de mercadoria e forma de movimentação, por exemplo.
O tipo de mercadoria define algumas características básicas e particularidades de cada operação. O peso, volume, estado físico, valor e unidade de movimentação precisam ser considerados no conceito da operação logística no armazém.
A forma de movimentação define se os produtos são manuseados unitariamente, em pequenas ou grandes embalagens. Além disso, também determina se existe a necessidade de controle de lote, com saída do tipo FIFO – First In First Out (PEPS – Primeiro a Entrar Primeiro a Sair), por exemplo.
Uma amostra disso é a diferença entre uma operação logística de alimentos, a qual possui características específicas, tais como: curto prazo de validade, necessidade de armazém com sistema de controle de temperatura (refrigeração ou congelamento), autorização de órgão especifico (ANVISA, etc), equipamentos compatíveis com o peso e tamanho, entre outros. Já no caso de eletrônicos é essencial cuidados com a segurança do armazém. Por se tratarem de produtos de alto valor agregado, o risco de furtos e roubos é alto.
Entenda de que forma cada área tem relação com o centro de distribuição:

• Projetos: planejamento e controle de toda a implementação do CD, elaboração de cronograma, previsão de orçamento, divisão de tarefas, etc;
• Logística: a localização geográfica está diretamente relacionada a prazo de entrega. A proximidade com mercado consumidor, fornecedores e infraestrutura logística são elementos importantes para tomada de decisão;
• Compras: busca de fornecedores, cotação e aquisição de equipamentos, sistemas e serviços;
• Financeiro: levantamento de fontes de recursos, análises de custos e viabilidade econômica-financeira;
• Contabilidade: ajustes legais e fiscais necessários para funcionamento e planejamento tributário;
• Recursos humanos: recrutamento e seleção de pessoas, treinamentos, definição de EPIs, aplicação de normas e leis trabalhistas específicas, etc;
• TI: implantação de softwares, instalação de infraestrutura e configuração de hardwares;
• Marketing: pesquisa de localização dos mercados consumidores e produtos mais vendidos, prazo de entrega de concorrentes, etc;
• Jurídico: contrato de locação de barracão, equipamentos e prestação de serviços.

Pode-se dizer que esses são os aspectos mais gerais, alguns cuidados básicos que devem ser tomados:

• Acesso ao local por veículos de carga (leve, médio e pesado), restrições de trafego de caminhões na região;
• Capacidade de peso do piso, docas cobertas para carregamento/descarregamento em dias de chuva, altura do armazém, sistema de detecção e combate a incêndio, sistema de alarme, circuito fechado de televisão, posição do sistema de iluminação eficiente;
• Processos simples e padronizados, pois estão diretamente relacionados com a produtividade de toda a operação, devem trabalhar com apoio de equipamentos e sistemas;
• Máxima otimização do layout para melhor produtividade dentro do CD, disposição do sistema de armazenagem, área de picking, postos de trabalho para packing, área de consolidação e expedição de mercadorias;
• Equipamentos compatíveis entre si, ambiente de trabalho e o tipo de mercadoria para o qual seu uso se destina;
• Sistemas integrados com hardwares e boa comunicação com a rede, principalmente Wi-fi;
• Mão de obra especializada em logística, indicadores individuais de desempenho e treinamentos na área. Utilização de EPI (Equipamento de Proteção Individual) adequado para sua atividade em conformidade com a NR (Norma Regulamentadora).

A concepção da operação logística e o projeto do centro de distribuição devem ser avaliados simultaneamente. Além disso, é essencial pensar no médio e longo prazo, considerando uma possível expansão e/ou outros planos futuros da empresa.
Texto publicado no Asplog

Author

CEO & Founder da ASAP Log | Soluções em Logística, graduado em Administração de Empresas pela FAE Business School com experiência profissional em empresas multinacionais de grande porte no Brasil e EUA.

3 Comments

  1. Rodrigo Paré Reply

    Muito bom essa explicação e noção bem simples, mas muito basica para abrir um CD, tenho muito desejo de ser um empreendedor nesse ramo.

  2. Olá, boa tarde. Alguém poderia me ajudar indicando mais fontes de informação sobre como montar uma empresa para atuar nesse ramo de entregas e como e onde fazer o contato com os clientes. Estou em Manaus, tenho um prédio na região central e gostaria de trabalhar com entregas de produtos de pequeno porte e peso, como por exemplo as áreas de eletrônicos, moda e outros pequenos objetos.
    Luiz Hely
    fone 92 99152-9396
    [email protected]

    • Walison Alexandre Reply

      Boa tarde, Luiz bom meu amigo primeiramente você deve decidir oque irá fazer com o prédio se ele irá ser um CD ou Depósito a partir daí você ira traçar planos e metas caso se decidir abrir um CD você pode contratar um PSL caso não tenha conhecimento nas parte de Logística para controlar a distribuição e armazenagem dos produtos. Um PSL tem conhecimento de todo o CD ele tem contato com todas as áreas da empresa é fundamental ter um profissional para fazer essa Gestão Logística é ele quem vai definir o melhor projeto para o seu CD de acordo com as outras participações financeiras…. Irá elaborar planos e as melhores estrategias para o CD estrategias quais podem ser Transit point ou Cross -docking entre até a melhor escolha na terceirização de algum serviçoes “caso necessário”.
      Caso não tenha uma frota da caminhões você pode contratar uma terceirizada para fazer as entregas. Para se abrir um CD é necessário uma série de obrigações a serem vistas como por exemplo: compras, financeiro, TI, Marketing, RH, contabilidade entre outras partes jurídicas…
      Isso é apenas oque eu pude tentar resumir para você!
      Espero ter ajudado.

Write A Comment