• Renann Mendes
  • por Renann Mendes
  • Branding, Content Marketing e Comunicação. Sou Sócio-fundador do Profissional de E-commerce. De jan/2018 a jan/2019, liderei os times de Branding (Content Marketing, PR, Social Media e Branding), Product Marketing, área de cursos da Foxbit, fintech de criptomoedas e o projeto e primeiro ano de atuação do Cointimes. Entre ago/2016 e set/2017 atuei como head da área de Marketing da Ebit, empresa Buscapé Company, hoje Nielsen, referência em informações, certificação de lojas e inteligência de e-commerce. Entre 2012 e 2016, participei ativamente da estruturação da startup Universidade Buscapé Company, entrei na coordenação de treinamentos de E-commerce e Marketing Digital. Lá assumi também a coordenação de Marketing Digital e Conteúdo da Uni Buscapé e do Profissional de E-commerce. Desde 2013, ministro aulas de Marketing de Conteúdo para E-commerce na Faculdade Impacta e em algumas empresas de internet no formato workshop. Você pode encontrar mais informações em meu perfil do LinkedIn ou marcando um café! ;)

O consumidor brasileiro utiliza a loja física como Showrooming?

30 de setembro de 2015
Share Button

Este mês mais uma vez os dados do último relatório Webshoppers da E-bit foram destaque no eMarketer. O site americano que publica diariamente dados de Marketing e E-commerce de todo o mundo destacou o trecho do relatório que mostra a atividade dos consumidores nos smartphones enquanto estão dentro das lojas físicas.
De acordo com os dados apresentados, normalmente os consumidores utilizam o celular para tornar a compra mais consciente. Veja o infográfico:

Ilustração retirada do último relatório E-bit Webshoppers.
Ilustração retirada do último relatório E-bit Webshoppers.

Segundo a pesquisa, 40% dos consumidores dentro das lojas estão utilizando smartphones para tirar fotos dos produtos, 38% para comparar os preços, 34% para buscar informações sobre os produtos e 24% para comparar produtos. Porém, apenas 9% compram produtos no interior da loja. Falando de uma maneira geral, 73% dos entrevistados realizam pelo menos uma das atividades com smartphones dentro da loja física.
Esta atividade intensa com os smartphones em partes, significa que o consumidor brasileiro está utilizando lojas físicas como showrooming (vai à loja apenas para experimentar o produto)? Pode ser. Mas não necessariamente.
Entendo que boa parte destes consumidores está diretamente ligada à nossa atual situação econômica, onde o consumidor está muito mais consciente e preocupado em não gastar nem um centavo a mais do que o necessário. Compras por impulso (falando de uma maneira geral) serão cada vez menos comuns. Com a facilidade de acesso à informação, o consumidor só paga mais caro se quiser.
consumidores-digitaisNo caso deste comportamento ser realmente uma reação às dificuldades da Economia, acabará se tornando hábito de consumo geral mesmo quando houver melhorias.
A eMarketer estima que para este ano, 37,3 milhões de brasileiros/40,3% dos usuários de internet no Brasil/ou 23,3% do total da população fará pelo menos uma compra através de meios digitais. O crescimento da população de consumidores digitais está desacelerando, o que é bem natural, porém deve permanecer acima dos dois dígitos até 2016.
No gráfico acima, a comparação entre os clientes online, consumidores que utilizam os meios digitais para realizar uma compra, seja com pesquisa, visualizações ou comparações, mas não necessariamente compram online, com os e-consumidores, pessoas que fizeram pelo menos uma compra através de canais digitais.
E você, sabe como seu público-alvo se comporta quando busca pelo produto que você vende? Seu e-commerce está preparado para quando ele busca por mais informações ou compara características? Você tem blog, por exemplo? Estes indicativos dizem muita coisa.

Você também vai gostar

Dia do Consumidor 2016 registra crescimento de 12% em faturament... O Dia do Consumidor 2016, evento criado para estimular as vendas do e-commerce brasileiro por meio de grandes descontos, registrou um número de pedido...
Como utilizar Big Data para melhorar a relação com o cliente Desde a década de 90 as empresas, principalmente as grandes, criaram suas estruturas de Data Warehouse e Business Inteligence para integrar os dados q...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>