Nas primeiras semanas de março, usuários da www registraram as primeiras preocupações financeiras relacionadas à Covid-19.

Houve um crescimento de 250% em buscas no Google ao termo “Confisco da Poupança”, sendo este apenas um exemplo.

Então, como conectar este comportamento às tendências de consumo, logo à comunicação da sua marca frente ao mercado visando minimizar os efeitos de uma crise eminente aos negócios de todos, no mundo?

De acordo com relatórios divulgados pelo Google – também conforme economistas e especialistas em comportamento social, o Coronavírus altera toda a pirâmide de consumo e bem-estar das nações.

A rápida propagação do vírus é proporcional à adaptação de novos hábitos de consumo. Interessante é que, acompanhando, rápida seja a ação de gestores na tomada de novas decisões internas, em seus empreendimentos, a fim de comunicá-las com eficiência tão logo as tenham. Como ganho está a participação em boas oportunidades que surgem.

Ok, mas como conectar as novas tendências de consumo aos efeitos da crise e ao seu aproveitamento como gestor de empresa?

Primeiro, pesquise por dados que comprovam impactos de mercado relacionados ao seu negócio. Vou me deter na comunicação organizacional, minha área.

Contudo, como já dito, a situação da pandemia altera toda pirâmide de necessidades sociais, obesidade, depressão, divórcios, endividamento e tantos outros.

No quesito comunicação, as novas tendências são: elevadíssima aceleração da digitalização relacionada ao trabalho, educação, participação online em cultos religiosas e compras online.

Aumento da confiança aos e-commerce, aplicativos e outras plataformas de compra e venda à distância. E as interações em tempo real? Lives e shows estão arrecadando audiência de maneira surpreendente.

A consciência quanto ao empobrecimento da população, que cita o próprio Google com impacto superior a 50% na qualidade de vida social (em uma visão geral), é inevitável. Sim, uma repressão de consumo é já experimentada.

A consciência coletiva à solidariedade também é inevitável.

Que impactos o isolamento está desfavorecendo ou favorecendo o seu negócio?

Traga ao consenso comum as dores do seu público e os meios de minimizá-las. Assuma a expertise acumulada pelo seu capital humano, surfe nesta onda de consciências coletiva e desenvolva o seu “buzz”.

Olhe para o seu consumidor e ajude-o com informação. Essa é a primeira medida. As próximas vêm naturalmente, junto com a fidelização do segmento ao que você entrega de ótimo para a sociedade.

Author

Aline Wolff é graduada em jornalismo e Assessora de Imprensa. Em agosto de 2004 criou WH Comunicação. É também especialista em marketing digital e coach de comunicação, posicionamento e autoridade. Em 2016, lançou o programa próprio de formação de autoridades e influência no mercado, mesclando ferramentas da assessoria de imprensa, do coach e do imbound marketing. No mesmo ano, formou-se palestrante pela Apresentarte e assumiu também a diretoria de marketing da Livia Esportes, ministrando módulos de marketing esportivo aos profissionais do segmento.

Write A Comment