Por Bill Siwicki. O que esses varejistas têm em comum, além de faturarem bilhões de dólares em seus aplicativos de e-commerce este ano? Eles compartilham quatro estratégias e funcionalidades que ajudam os consumidores a tomarem decisões na hora de comprar seus produtos.
Os cinco maiores varejistas no mobile commerce também compartilham os cinco aplicativos de venda que geram mais conversão. Estima-se que juntos esses cinco aplicativos vão gerar até $ 22.70 bilhões de dólares em vendas em 2014, de acordo com a pesquisa “Mobile 500”, da Internet Retailer publicada recentemente. Só para se ter uma ideia, isso representa quase 20% dos $117.78 bilhões de dólares estimados para as vendas mobile deste ano nos 500 maiores sites e aplicativos do mercado.
Em outras palavras esses cinco varejistas conhecem bem as estratégias de venda por mobile. Veja quais são eles:

• Apple Inc., $11.20 bilhões de dólares.
• Amazon.com Inc., $5.88 bilhões.
• Google Play, $3.52 bilhões.
• Jingdong Mall, $1.45 bilhões.
• QVC, $744 milhões.

O relatório “Mobile 500? pesquisou as funcionalidades e features – incluindo estratégias e ações de marketing – de 262 varejistas dos 500 que oferecem aplicativos e checou a conclusão que os 5 Varejistas líderes em vendas por aplicativos compartilham quatro práticas comuns, que são: notificações por “push”, imagens alternadas, zoom de imagem e checkouts com 1 ou 2 passos.
Não por coincidência, as quatro features são muito importantes no mundo mobile, com destaque para a imagem (ou foto). Nesse caso, os consumidores que possuem dispositivos móveis precisam visualizar imagens em alta resolução.
O checkout é uma área crítica para esse consumidor mobile que espera que os aplicativos sejam rápidos e fáceis. As notificações por push podem levar muitas vezes os clientes fieis para os aplicativos durante o mês, por exemplo.
“Nós prestamos atenção às formas de engajamento dos clientes através dos dispositivos móveis, plataformas e contextos e então personalizamos a experiência dele para atender suas necessidades”, diz Tood Sprinkle, vice presidente de conteúdo e inovação em plataforma na QVC, varejista de TV e de internet que faz parte do Liberty Interactive Corp.
“O iPhone, por exemplo, é frequentemente usado como forma de fazer um pedido ou como um buscador rápido, para checar as novidades. Com este entendimento nós projetamos nosso aplicativo para iPhone com foco no acesso fácil e experiência em checkout.
A foto (imagem) é essencial em qualquer venda online e particularmente no mobile, acrescenta Sprinkle. “Com o tamanho da tela reduzido, é importante que o consumidor consiga enxergar o produto com clareza suficiente e em detalhes para tomar uma decisão consciente, ele diz.
“E com as notificações por push, nós estamos nos certificando com cuidado que as informações são relevantes e atuais. Nosso negócio é construído com base em relacionamentos, confiança e um amor compartilhado por vendas, então nós procuramos por formas de vender mais acessíveis, informativas e divertidas para o cliente”, acrescentou.
Os maiores desenvolvedores concordam com as features, incluindo notificações por push, imagens alternadas, imagens com zoom e checkouts de 1 ou 2 passos como pontos chave para o mobile commerce.
“Smartphones estão mais abarrotados que nunca com um número gigantesco de aplicativos sendo instalados em cada dispositivo, então consumidores têm muito mais que percorrer antes de chegar ao seu destino final”, diz Imtiaz Jaffer, líder de marketing na Pivotal Labs, onde projeta, desenvolve e gerencia softwares e apps e constrói apps para mobile para varejistas como Best Buy, Fanatics Inc., Karmaloop, Kay Jewelers, Shopzilla and Weight Watchers International Inc.
“As notificações por push possibilitam o acesso com apenas um clique para qualquer oferta importante que um varejista queira mostrar – esta é a razão pela qual Apple e Google têm investido tanto em melhorar a experiência do push. Assim, os varejistas têm a oportunidade de alavancar notificações que possibilitem a última forma de customização: Notificações que são relevantes e estão no tempo certo para o consumidor.

Texto publicado no Ecommerce Brasil.

Profissional de E-commerce
Author

O blog Profissional de E-commerce foi criado em outubro de 2012 com o objetivo informar e capacitar o mercado de comércio eletrônico no Brasil.

Write A Comment