• Alejandro Vazquez
  • por Alejandro Vazquez
  • Cofundador da Nuvem Shop e diretor de atendimento ao cliente. É apaixonado por ajudar os clientes a ter um negócio de sucesso, adora ler, correr e conhecer novas comidas e lugares.

Como os novos botões de reação do Facebook impactarão na estratégia de marketing digital

28 de março de 2016
Share Button

O Facebook promoveu recentemente algumas mudanças na forma como os usuários interagem com as publicações feitas na plataforma. Chamada de Reactions, ou simplesmente Botões de Reação, essa nova funcionalidade permite que os membros da rede social se expressem de diferentes maneiras ao interagir com uma postagem.
Se antes só havia a possibilidade de “curtir” ? uma publicação, agora o Facebook abriu um leque de interações muito maior.

Os novos botões de reação

?? Amei: usado geralmente quando um usuário gostou muito de uma publicação;
? Haha: usado geralmente para postagens engraçadas/divertidas;
? Uau: usado geralmente em publicações que geram algum tipo de espanto (uma notícia bombástica, por exemplo);
? Triste: como sugere o nome, utilizado geralmente em postagens tristes (um falecimento, por exemplo);
? Grr: usado geralmente quando a publicação gera algum tipo de aborrecimento.

Os botões de reação e a estratégia de Marketing Digital

Por se tratar de uma funcionalidade que ainda pode ser considerada nova, ainda é cedo para fazer uma análise mais profunda, mas, inicialmente (e dependendo do conteúdo do post a interpretação pode ser inversa) os comentários negativos que uma determinada publicação eventualmente receber poderão ser substituídos por um simples clique no novo botão “Grr”.
Isso pode diminuir o número de interações negativas entre clientes e fanpages e, consequentemente, discussões polêmicas que geram marketing nocivo. De novo: ainda é cedo para afirmar que isso vai acontecer com certeza, tampouco que o número de comentários (sejam eles positivos ou negativos) vai diminuir, mas pode ser um indicativo.
Além disso, a novidade trará um novo mundo de possibilidades para marcas que fazem marketing no Facebook, que agora têm informações mais detalhadas sobre como reagem seus respectivos públicos diante de seus conteúdos. Antes da mudança, qualquer “Curtir” era encarado como positivo mesmo que não fosse na prática um sinal de aprovação. Com a mudança, os administradores das fanpages deverão ficar mais atentos às reações dos seus seguidores e terão dados precisos para criar postagens ainda melhores.
Fato é que agora essas reações são totalmente interpretativas. Terão uma variação considerável em relação ao contexto.

Como fica o EdgeRank

Outro ponto que vem sendo discutido é o impacto dos botões de reação no EdgeRank, algoritmo que define a relevância do conteúdo e impacta diretamente no alcance das postagens das páginas no Facebook.

Como o EdgeRank do Facebook funciona?


Pois bem, segundo o próprio Facebook, as novas reações terão o mesmo peso das curtidas no EdgeRank, o que quer dizer que qualquer reação, seja ela “Amei” ou “Grr”, será contabilizada como uma curtida comum. É importante ter isso em conta, uma vez que as curtidas têm um peso diferente de comentários e compartilhamentos no EdgeRank.
E por que o algoritmo do Facebook consideraria igualmente reações tão distintas? De acordo com um estudo do especialista Jonah Berger chamado “O que torna um conteúdo online viral?”, publicações que despertam a reação de raiva nos leitores têm 34% mais chances de serem viralizadas, ou seja, as pessoas gostam de polêmica e de se sentirem desafiadas tanto quanto se identificam com postagens que as façam felizes (via HubSpot), portanto, talvez não interesse tanto à rede social limitar da timeline de seus usuários a aparição de publicações que gerem desconforto.

Métricas para os botões de reação

Ainda há poucas métricas disponíveis para os novos botões de reação. Nas estatísticas do Facebook Insights, por exemplo, você só consegue ver dados gerais sobre curtidas.
Caso queira analisar as opções de reação, portanto, você terá que acessar cada publicação individualmente. Isso pode ser feito diretamente pela linha do tempo de sua fanpage ou através do próprio Insights.

Você também vai gostar

Como fazer envio de e-mail marketing de forma eficiente? Quem diria que uma ferramenta que já leva mais de dez anos de uso continuaria sendo uma das principais geradoras de receita para as empresas? Sim, est...
Sem filtro: 14 estatísticas para investir em sua marca no Instag... Você já trabalha sua marca no Instagram? Talvez você esteja olhando para a rede social errada. Dados publicados agora em janeiro de 2015 pelo Pew Rese...
Natal, o recorde de vendas em datas comemorativas O que significa Natal para a maioria das pessoas? Comemorado em diversos países mundo afora, o dia 25 de dezembro pode ser associado aos mais variados...
Infográfico: A influência do Facebook no Marketing Digital em 20... A Scup montou um infográfico bastante válido desenvolvido através de um estudo realizado com profissionais que compartilharam suas opiniões sobre a in...
Como o marketing digital impacta as métricas de negócio da sua e... Estratégia exige investimentos de esforços na construção de um ativo valioso para campanhas na internet. Confira 4 dicas para potencializar formas de ...
Por que a sua campanha não está convertendo tanto Parece complexo, mas a verdade é que podemos resumir a razão que não deixa a sua conversão ser tão boa numa única palavra: relevância. Ou melhor, a fa...
Dafiti: e-commerce com maior influência no Facebook Dafiti foi o e-commerce que ficou no primeiro lugar no ranking das empresas que melhor se comunicam com seus clientes pelo Facebook. Em uma pesquisa ...
Mais de 18 tipos de e-mails automatizados que seu e-commerce dev... E-mails automatizados se tornaram uma parte essencial de qualquer campanha de marketing bem sucedida, especialmente em e-commerces. Graças a elas você...
Como montar um planejamento de conteúdo para blog? Em nosso site já mostramos como um blog pode agregar muito valor a um e-commerce no contexto do marketing de conteúdo. Se você se convenceu que esse c...
Instagram ultrapassa Facebook em vendas via redes sociais Instagram  representa quase 70% das vendas via redes sociais no último trimestre de 2018 Estudo realizado pela Nuvem Shop mostra crescimento de 43% d...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>