• Raquel Lisboa
  • por Raquel Lisboa
  • Licenciada em Letras e editora de conteúdo da Nuvem Shop - plataforma de e-commerce que busca educar e empoderar aqueles que desejam investir no mercado online.

Por que integrar a minha loja virtual com canais de venda?

21 de agosto de 2017
Share Button

Com a competitividade aumentando a cada dia, as tarefas de ampliar o raio de alcance do seu empreendimento, conquistar e manter clientes não são tão fáceis. Hoje, com o acesso rápido a informações, o consumidor consegue avaliar a melhor oferta num piscar de olhos: comparar preços, fretes e prazos de entrega se tornou muito mais simples.
Assim, uma das chaves para ganhar mais destaque entre seu público são os chamados canais de venda. Por meio deles você conseguirá expandir o seu negócio e permitir maior acesso aos conteúdos e produtos do seu e-commerce.
Mas, afinal, o que são canais de venda? Assim como os pontos de um comércio físico (lojas, supermercados e feiras), são outros intermediários para promover o seu negócio, só que virtualmente, como os marketplaces, comparadores de preços e e-mail remarketing.
Além das divulgações mais convencionais como o “boca-a-boca”, jornais, panfletos e revistas, tais canais são diferentes meios de popularizar a sua marca, ter mais acessos e consequentemente mais vendas e rentabilidade.
Por isso, preparamos esse conteúdo especial para esclarecer suas dúvidas sobre tais estratégias de venda e marketing. Vamos lá?

Sua loja virtual

Parece meio óbvio, certo? Mas esse ponto é só pra te lembrar que o princípio do seu negócio é a sua plataforma. Muita vezes, o comprador pode conhecer a sua marca por algum marketplace mas, gostando do seu serviço, poderá procurar sua loja virtual para realizar novas compras.
Por isso, não se descuide. Atualize sempre o seu estoque, invista em layouts intuitivos e em boas descrições de seus produtos e serviços. Ofereça um atendimento de qualidade e diferentes opções de pagamento. Este será o contato mais direto que você oferecerá ao seu cliente, então capriche!

Marketplaces

Marketplaces são plataformas de varejo que abrigam diversas lojas online, como se fosse um grande shopping repleto de vitrines. Nesse espaço é possível comprar produtos de diversos vendedores, todos em um mesmo carrinho. Geralmente há possibilidades de parcelamento e boas condições de frete. Os mais conhecidos são Mercado LivreOLXAmericanasSubmarinoWalmart, e mais recentemente, Facebook e Buscapé.
Mesmo possibilitando maior tráfego de visitas e visibilidade, por ser tratar de um shopping online, a concorrência está toda concentrada em um único lugar. O mesmo item que você oferece estará disponível em muitas outras lojas. Portanto, ofereça preços competitivos e acompanhe os concorrentes.
Dedique-se a descrições detalhadas dos seus produtos, atente-se às avaliações e responda a todas, sejam positivas ou negativas. Diferencie-se mostrando que sua marca se preocupa com cada feedback e tem como principal objetivo facilitar a vida do cliente.

Por que o marketplace é o assunto do momento no e-commerce?

Comparadores de preço

Como o próprio nome já diz, são bases que comparam valores de um mesmo produto em diferentes lojas virtuais – tudo em uma única página. São oferecidas ao cliente informações de preços, produtos e serviços de entrega, para que ele avalie qual lhe compensa mais. Os mais conhecidos são Google ShoppingBuscapé (que também virou marketplace)Zoom e Bondfaro.
Tais plataformas são importantes canais de venda, pois a partir do momento que o cliente escolhe determinado produto, ele é redirecionado para o site que ofereceu tal oferta. Por isso, mais uma vez, não deixe de observar a concorrência e investir em diferentes propostas. Assim será muito mais fácil se destacar e conquistar novos compradores.

E-mail remarketing

Um dos principais empecilhos no negócio online são os carrinhos abandonados. Mas se o consumidor selecionou itens, ele provavelmente tinha interesse. Então o que o fez desistir? Como causas principais dos abandonos temos: valor de frete não esperado, longo prazo de entrega e checkout confuso.
Diante disso, reflita e aplique possíveis melhorias na logística e nas funcionalidades da sua loja, mas também invista na recuperação desses clientes. Ofereça vantagens e descontos – seja no próprio produto ou no fretes grátis – pelo e-mail remarketing. De acordo com os produtos abandonados, crie listas de diferentes perfis de consumidores e, junto das ofertas, envie conteúdos relevantes, relacionados ao mercado.
Por exemplo, a lista tipo 1 abandonou produtos de maquiagem: envie então tais itens com descontos e compartilhe conteúdos sobre tendências atuais. Além de direcioná-los à loja, você também pode convidá-los a conhecer suas redes sociais e o blog corporativo. Assim, será muito mais fácil se aproximar do seu alvo. E, consequentemente, ele se sentirá mais à vontade para interagir e voltar para finalizar a compra.
Logo, para te auxiliar no envio de e-mail remarketing, selecionamos duas ferramentas para te indicar:

1. CartStack
Software que promete recuperação automática de carrinhos abandonados. Disponibiliza uma equipe para desenvolver diferentes modelos de e-mail de acordo com o seu anúncio. Apresenta relatórios completos, serviço de dados encriptados e servidor seguro (SSL/HTTPS).

2. RD Station
Essa ferramenta permite acompanhar as estatísticas de cada campanha enviada, agendar as próximas e criar rascunhos para campanhas futuras. Oferece diversas funcionalidades para personalizar o e-mail e segmentar leads. Disponibiliza opções de envio para todos os clientes ou para listas pré-determinadas.

A ciência por trás da taxa de abertura de email marketing (e como fazer mais pessoas abrirem os seus!)

Entendido?

Além dos canais de venda, invista no gerenciamento das redes sociais para alavancar ainda mais suas vendas. Por meio das mídias, você poderá divulgar a sua loja e se aproximar dos clientes – seja respondendo dúvidas, descobrindo seus desejos ou agradecendo aos elogios.

Você também vai gostar

E-commerce sem ERP: as vendas estão aumentando, e agora? E-commerce sem ERP. Frequentemente, deparamo-nos com notícias, das mais variadas fontes de informação, em relação ao comércio em geral, onde a expecta...
Onde um jogo de pôquer pode ajudar um e-commerce? Onde um jogo de pôquer pode ajudar um e-commerce? Não, não estamos falando de um e-commerce de pôquer. O Blog da Dotstore  retirou um trecho muito int...
Melhores práticas para iniciar uma nova campanha de marketing on... Como profissionais de marketing de desempenho, nossa tarefa mais desafiadora é garantir que nossos ativos de marketing se destaquem. Todos os dias, há...
Storytelling e Transmídia: afinal, o que é e para que serve? Depois de alguns anos trabalhando com publicidade, e sempre ansioso pela próxima tendência que iria revolucionar tudo, comecei a perceber que, uma a ...
Lições da Black Friday para as vendas de fim de ano O aumento no faturamento durante a Black Friday não pode ser a única “lembrança” que um lojista guarda do evento. A Black Friday deve ser vista como u...
Black Friday no e-commerce deve crescer 15% em 2017 segundo esti... As vendas da Black Friday no e-commerce devem atingir R$ 2,1 bilhões, um crescimento de 15% em relação a 2016. A estimativa é que o número de pedidos ...
Precificação de produtos: o que é e como simplificá-la A precificação de produtos é um processo extremamente importante na vida de lojistas e empresários que desejam obter lucros de seus negócios e crescer...
8 ações para divulgar gratuitamente o negócio e obter resultados... Montar um negócio na internet leva tempo, envolve logística, reuniões para definir a criação e estruturação do site, além das demandas burocráticas......
Estratégias de marketing para aproximar a sua empresa do consumi... Hoje em dia, para conquistar um novo cliente, você não pode mais se dar ao “luxo” somente de dizer que o seu produto ou serviço é melhor da categoria....
Especialistas em Comércio Eletrônico debatem desafios do segment... Barreiras Logísticas no E-commerce: O E-commerce cresce, a Logística continua a mesma. Estas foram as questões debatidas esta semana no Seminário prom...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

5 comentários sobre “Por que integrar a minha loja virtual com canais de venda?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>