• Avatar
  • por Priscila Kempner
  • Comunicadora por paixão e profissão, atualmente faz parte da equipe de Marketing de Conteúdo do Olist - plataforma que conecta lojistas e fabricantes aos maiores varejistas online do país, onde busca se atualizar diariamente para proporcionar um conteúdo de qualidade a todos os seus leitores.

Vai vender em marketplace? Tenha atenção redobrada com o estoque

22 de junho de 2016
Share Button

Com possibilidades de receber altas demandas, pedidos e encomendas, um vendedor no marketplace precisa se atentar à gestão de seu estoque, para garantir o sucesso das operações e a satisfação dos clientes. Hoje, falaremos sobre alguns cuidados necessários com o estoque, ao vender em um marketplace.
Por que é necessário redobrar a atenção neste quesito? Confira o nosso artigo do dia!

1- Fique atento à quantidade de produtos que você tem

Anunciar determinados produtos, de x características (como cor e tamanho) e não ter em estoque é um risco grande que você corre de receber um pedido (ou muitos deles) e não ter como entregar o que o cliente espera.
Ainda que você vá buscar no fornecedor o quanto antes — até mesmo por não dispor de um espaço muito amplo para manter estoques de pronta entrega — é necessário tomar cuidado para não gerar nos consumidores expectativas não condizentes com a realidade.
Isso pode ocasionar reclamação e insatisfação, resultando não só em clientes que não mais comprarão com você, como também em má reputação no ambiente online, afastando outros compradores.

2- Seja precavido

Experiência desagradável com alguma compra é mais do que suficiente para um cliente desistir de determinado vendedor e passar a “má fama” adiante. Ainda mais em um ambiente onde há espaço para se manifestar publicamente quanto à sua satisfação, como a internet.
Ao mínimo sinal de que as encomendas podem ultrapassar a capacidade imediata de sua loja, atender a todos os clientes com rapidez ou entregar produtos exatamente nas especificações anunciadas — como no caso de grandes promoções, que geralmente atraem muitos consumidores — deixe bem claro que os pedidos poderão ser entregues de acordo com a “disponibilidade de estoque”. Crie regras e gerenciamento para isso.

3- Esteja ciente de sua responsabilidade em entregar no prazo

Ao conseguir espaço nas prateleiras digitais de grandes empresas, você deve estar ciente de que existe a responsabilidade de atender bem, entregar o produto correto e no prazo certo, para ter uma boa imagem. Em um marketplace, você não arca com os custos de um e-commerce, mas a responsabilidade de entregas é como se você tivesse realmente sua própria loja.
O conceito de drop shipping, que aborda uma maneira de trabalhar sem estoque real (o que pode significar redução de custos, mas também necessidade de ter atenção redobrada para não ter problema junto aos clientes) deve ser cuidadosamente trabalhado em marketplace, se essa for a opção do vendedor.
Para se aplicar a esse tipo de negócio, é preciso ter muito cuidado com a escolha do fornecedor e uma boa comunicação com ele, visto que se depende do estoque sobre o qual você não tem controle.

Como escolher um operador logístico para a loja virtual

4- Cumpra o prometido para não perder classificação

Por abranger uma grande área de atuação, atendendo e vendendo a clientes de diversas áreas, o e-commerce exige mais atenção. Se for o caso de trabalhar sem estoque ou depender de condições especiais na negociação com a logística, deixe bem claro que as condições de entrega podem variar de acordo com a região, condições de estrada e acesso.
Pega muito mal vender sem ter a mercadoria, atrasar ou chegar em desajuste. Isso pode trazer prejuízos até mesmo por haver custos com a entrega e o consumidor ter o direito de desistir ou de devolver.
Em marketplace, é necessário lembrar que há muitos concorrentes e qualquer erro pode significar perda de vantagem competitiva.
Leia também:

Como preparar sua loja virtual para vender nos maiores Marketplaces do Brasil


Nesse sentido, a gestão do estoque influencia diretamente na posição que o vendedor ocupa na plataforma e, consequentemente, no destaque dado aos produtos. Um vendedor que tenha descumprido prazos e gerado insatisfação em algum cliente pode ser mal avaliado e decair no ranking de melhores vendedores, perdendo confiança de potenciais consumidores novos.
Texto publicado anteriormente no Blog da Olist.

Você também vai gostar

E-commerce tem transformado o mercado de embalagens Imagem do Planetpaper.com A expansão do comércio eletrônico tem criado profundas mudanças em diversos setores do mercado, inclusive o de embalagens. A...
A fragilidade jurídica dos pequenos empreendedores no marketplac... Oba!! Tô vendendo em um marketplace. Agora vai! Será? Vários clientes e alunos tem nos questionado sobre como responder às demandas jurídicas que enfr...
Como gerenciar o estoque de sua loja virtual em tempos de crise Não é novidade que novos produtos sempre atraem mais compradores, melhorando as vendas em médio a curto prazo principalmente se a sua loja ainda é nov...
Fim do e-Sedex: Correios anunciam descontinuidade do serviço Os Correios informaram no início desta semana que vão descontinuar o e-Sedex. A mudança impacta diretamente pequenos e médios e-commerces de todo país...
Inteligência financeira: como as empresas de distribuição estão ... As empresas de distribuição exercem um papel fundamental para o varejo. Não apenas por garantirem que os produtos cheguem ao destino e por gerenciarem...
Como vender produtos na internet sem loja virtual? Você opera uma loja física há anos e agora não quer ou não consegue mais mantê-la aberta. Ao mesmo tempo, não quer perder sua fonte de renda. Vender s...
Transportadora ou Correios? Entenda qual escolher para seu E-com... Transportadora ou Correios? Quem tem uma loja virtual está cansado de saber que um dos fatores mais importantes para o sucesso do negócio é o transpor...
Como um app pode melhorar a eficiência logística? Em meio ao “boom” de novos aplicativos surgindo diariamente, alguns fazendo sucesso mundialmente com uma propagação viral, pode-se imaginar o potencia...
Estudo mostra aumento de 32,1% no número de varejistas nos marke... Levantamento apresenta que o modelo marketplace, promissor de negócios, pode virar tendência, e que o consumidor tem demonstrado um maior poder de com...
Saiba porque 2018 será o ano da consolidação dos marketplaces O desembarque definitivo da Amazon na América Latina vem para mudar os rumos do comércio eletrônico da região. Fulfillment, Big Data e Machine Learnin...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

4 comentários sobre “Vai vender em marketplace? Tenha atenção redobrada com o estoque”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>