• Avatar
  • por Márcio Eugênio
  • É formado em administração de empresas com especialização em Marketing digital e gestão de vendas e apaixonado por tecnologia e comercio eletrônico. No mercado de tecnologia desde 1997. É um dos sócios da D Loja Virtual e é o responsável pela área comercial e marketing da empresa.

Dicas de ouro: 3 razões para você usar o YouTube na loja virtual

21 de maio de 2014
Share Button

YouTube na loja virtual. Ele está há nove anos em nossas vidas e já não sabemos como viver sem. Ok que os vídeos pela internet antes de 2005 não eram muito populares (simplesmente porque velocidade da internet não era lá muito boa), mas o fato é que o YouTube mudou nosso modus operandi quando se trata de assistir vídeos pela web.

Ele mudou também nosso comportamento na hora de pesquisar algo na internet. Parece muito natural ir ao YouTube procurar o clipe, um meme, um tutorial ou um trecho de algum filme qualquer. Mas isso não é a toa: o YouTube é a segunda maior ferramenta de busca do mundo, perdendo apenas para o Google.

Leia também: YouTube, Vimeo, SlideShare, Vine ou Instagram? Qual plataforma de vídeo online é melhor para minha marca?

Além disso, quando se trata de audiência, se compararmos o YouTube com as demais emissoras de sinal aberto do Brasil, ela estaria em segundo lugar, perderndo apenas para a Globo. E mais: sozinho, o YouTube possui mais audiência que todos os canais de TV a cabo juntos. Vamos às 3 razões para você usar o YouTube na loja virtual.

Daí eu pergunto: você já pensou em usar o YouTube não apenas como entretenimento, mas também como uma ferramenta dentro da sua estratégia de marketing digital? Darei a seguir alguns motivos para você pensar a respeito. Mas não pense já em desistir por acreditar que é muito difícil começar uma gravação! Uma webcam ou um celular com uma câmera já podem te ajudar no início da empreitada (conforme você for se “profissionalizando”, você passa a investir em aparelhagens mais modernas =P ).

A primeira vantagem em investir no YouTube está no destaque nas buscas através do Google. Você já reparou nas miniaturas que surgem quando é feita uma pesquisa? Vídeos costumam ganhar destaque no pagerank do buscador, e isso já é uma vantagem.

A segunda vantagem está em algo que sempre falo: com um nicho de mercado bem definido, é possível produzir e gerar algo que seus clientes e público em potencial querem: conteúdo qualificado. Produzir conteúdo para o público-alvo que seu negócio está inserido é a palavra-chave para o reconhecimento deles com sua loja. As possibilidades de assuntos variam com o estilo que seu comércio virtual possui e também com os produtos vendidos.

O YouTube também disponibiliza ferramentas que facilitam o processo de venda, basta exercitar sua imaginação! Com o  Hangouts, por exemplo, você pode realizar um bate-papo ao vivo sobre algum assunto do qual seus clientes têm mais dúvidas. Você também pode criar playlists com uma sequência de vídeos que você julga interessante para seu cliente. Outra ferramenta muito interessante é o direcionamento de links para outros locais, como o seu site, por exemplo. Você pode, no caso, adicionar um link direto para o produto do qual você está falando e usar uma chamada de ação para que ele realize a compra.

Portanto, mãos à obra! Tenha uma ideia na cabeça, uma câmera (de celular ou do próprio computador) na mão, e prepare-se para vender!

Você também vai gostar

Lançamento: Novos cursos online para Lojas Virtuais A Profite, agência especializada em E-commerce, está iniciando uma grande parceria de capacitação do mercado de E-commerce com a Universidade Buscapé ...
Personalização, a chave do E-commerce B2B Personalização talvez seja o principal ponto quando falamos das diferenças entre um portal de e-commerce B2B e um B2C. Este termo assume significados ...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>