Buscapé vai incorporar 13 sites de comparação de preços da Europa e...

Buscapé vai incorporar 13 sites de comparação de preços da Europa e África.

O Buscapé vai expandir sua operação para além da América Latina e incorporar mais treze sites estrangeiros de comparação de preços da Europa e da África. A empresa, fundada por brasileiros, foi escolhida pela Naspers, conglomerado de mídia sul-africano dono do Buscapé desde 2009, para agrupar todas as empresas do grupo neste segmento. Segundo a empresa, o conjunto de sites formará o maior grupo de comparação de preços do mundo, com audiência mensal de 120 milhões de usuários.

Buscapé vai incorporar 13 sites de comparação de preços da Europa e África.

“A ideia é trocar experiência e levar o que a gente fez aqui para nos tornarmos líderes a esses outros mercados”, diz Romero Rodrigues, ex-presidente do Buscapé para a América Latina e agora CEO global de comparação de preços da Naspers. Entre os conhecimentos que o Buscapé pode exportar, segundo ele, está o botão “comprar agora”, que permite a compra dentro do próprio site.

Na próxima segunda-feira, Romero vai à Europa para visitar as novas empresas do grupo. Ele continuará baseado no Brasil, mas deve passar metade de seu tempo viajando. Quem ocupa a posição de CEO do Buscapé para a América Latina, deixada por Rodrigues, é Rodrigo Borer, antes vice-presidente da unidade de comparação. “O fato de o Buscapé ter sido escolhido (pela Naspers) para agrupar todas essas empresas mostra que o trabalho que a gente vem fazendo há 15 anos está sendo reconhecido e se tornou referência mundial”, diz Borer.

Entre as novatas que passam a integrar a operação do Buscapé estão os sites Ceneo (Polônia), Heureka (República Tcheca e Eslováquia), Vcene (Ucrânia), Ucuzu (Turquia), Arukereso (Hungria), Compari (Romênia), Pazaruvaj (Bulgária), Shoppydoo, Trovaprezzi, Misshobby e Drezzi (Itália), Shoppydoo (Espanha) e Pricecheck (África do Sul e Nigéria). A marca adotada pelos sites não será substituída pela marca Buscapé.

Segundo o Buscapé, sua ferramenta de comparação de preços tem 30 milhões de usuários únicos no Brasil atualmente, somando os acessos por meio de computadores e dispositivos móveis. De acordo com a consultoria comScore, que mede apenas as visitas por meio de computadores, a audiência do site passou de 20,6 milhões para 23,4 milhões entre fevereiro e novembro de 2013.

O Buscapé lidera o ranking de comparadores de preço no Brasil, seguido por Uol Shopping, Zoom e Google Shopping. Já no ranking global, os dados de novembro passado mostram o Buscapé em quarto lugar, atrás de Price Grabber, Google Shopping e Yahoo Shopping, que lidera a lista com 55 milhões de visitantes.

Segundo o Buscapé, a nova configuração do grupo reunirá uma audiência de 120 milhões de usuários por mês, o que torna a empresa uma das maiores do mundo na categoria de comparadores de preços. O número de funcionários do grupo passará de 1,4 mil para 1,7 mil e a receita deve saltar 40%, estima Rodrigues.

Publicação da Veja.

NO COMMENTS

DEIXE UM COMENTÁRIO