Segmentos de Moda e Beleza no auge do e-commerce

Segmentos de Moda e Beleza no auge do e-commerce

Entre todas as várias categorias de produtos no mercado digital, a que está no auge das mais vendidas é a de Moda e Acessórios, a qual representou 17% do volume total de pedidos em 2014, segundo resultado apresentado no 31° edição do Webshoppers. Atrás desta categoria, se encontra a de Cosméticos e Perfumaria/Cuidados Pessoais/ Saúde, representando 15% do volume de pedidos. Esses dados nos mostram que não há mais dúvidas sobre o segmento de moda e beleza ter conquistado um grande espaço no e-commerce.

Além do ticket médio das vendas no segmento ser significativo, de R$432,00, o índice de satisfação na categoria de produtos de moda e acessórios é de 92%, um valor considerado alto pelos especialistas do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e, no segmento de cosméticos e perfumaria, o número sobe para 97%, indicando o grande potencial desses produtos.

Tendo em vista ampliar os resultados aproveitando o crescimento do segmento no e-commerce, os grandes varejistas estão investindo significantemente em estarem presentes no meio digital. Um case que ilustra a expansão de lojas bem conhecidas no mercado físico para o comércio eletrônico é o da C&A, a qual recentemente inaugurou a sua loja online para entrar na disputa deste segmento com seus concorrentes já presente no meio, como a Renner e a Marisa. Outro varejista de moda de grande porte que também aderiu ao e-commerce é a Tommy Hilfiger.3

Leia também: Tem um e-commerce de moda? 5 dicas para ter um blog top!

Marketing que fortalece o setor

Um dos fatores que colaboram para que o setor de moda e beleza continue crescendo é o alto engajamento dos clientes, pois costumam ser muito mais recorrentes do que em outros segmentos. Portanto, esse fator pode ser considerado uma oportunidade para quem trabalha com marketing de afiliados, formato de marketing digital baseado em performance no qual os anunciantes recompensam os afiliados que divulgam seus produtos e serviços.

Para esse segmento, especialmente, os programas de afiliados são muito rentáveis, pois os publishers que trabalham com moda são formadores de opinião e conseguem agregar ao seu conteúdo tudo o que o consumidor precisa saber para comprar determinado produto.

Um exemplo disso são as blogueiras de moda, que fazem conteúdos descritivos bem completos sobre determinados produtos, esclarecendo as dúvidas do seu público, influenciando e incentivando a decisão de compra dos consumidores. Nesta ferramenta de marketing digital, todos saem ganhando, tanto a marca anunciante quanto os afiliados que divulgam os produtos dos anunciantes em seus canais, recebendo um percentual pela venda realizada.

Uma prova de que investir na estratégia do marketing de afiliados para aproveitar o auge do segmento do e-commerce, é a volta e a estreia de grandes anunciantes do mundo fashion na Lomadee, como a Marisa, DafitiEnjoei e Zattini.

cta-guia-mkt-digital-moda

NO COMMENTS

DEIXE UM COMENTÁRIO