Tags Posts tagged with "agência de marketing digital"

agência de marketing digital

Vamos dizer que voc√™ √© o gerente de uma opera√ß√£o de e-commerce que vende brinquedos para empresas (B2B), e investiu num simp√°tico stand em uma grande feira de neg√≥cios do segmento. Voc√™ tem em suas m√£os uma pilha de cart√Ķes e agora precisa fazer valer dinheiro investido.

Depois do evento, normalmente o profissional sofre com uma “ressaca”. Dia seguinte no escrit√≥rio, voc√™ n√£o quer nem ouvir falar daquele dia cansativo, muito menos daquela lista gigantesca de leads.

O que acontece normalmente?

O responsável entrega a lista para os vendedores, que por sua vez ligam pra quem achar que deve. Isso se alguém de fato der a continuidade nesta lista. Na maioria das vezes, as listas ficam paradas, envelhecem e o investimento é perdido, assim como a chance de impulsionar um retorno real sobre ele.
 
A inteligência na automação de marketing é a chave. Feita da maneira correta, conseguimos trabalhar a lista e filtrar os contatos que realmente podem significar retorno sobre seus objetivos, iniciando um relacionamento com os novos leads.
 
Mas como come√ßar? Na verdade uma a√ß√£o desta come√ßa pelo menos 1 a 2 meses antes do evento. Ent√£o vamos desenhar aqui os principais pontos que voc√™ dever√° considerar para ter o resultado esperado.

E o primeiro ponto a saber √©… Qual resultado esperado?

Exatamente. O passo inicial é saber qual o objetivo a ser atingido e ter isso muito bem definido na sua estratégia.

Vejamos aqui alguns dos possíveis objetivos que podem ser considerados:

‚ÄĘ Divulgar a empresa para o mercado de brinquedos;
‚ÄĘ Medir a aceita√ß√£o de um novo produto de alto valor agregado;
‚ÄĘ Aumentar o faturamento de vendas;
‚ÄĘ Angariar novos fornecedores.

Se voc√™ acredita que pode fazer todos estes objetivos no mesmo evento, com certeza ir√° perder o foco e consequentemente diminuir o retorno sobre o investimento.

Vamos dizer ent√£o que voc√™ estabele√ßa como objetivo “aumentar o faturamento“. Agora sim, temos um ponto de partida.

Vejamos ent√£o como proceder, passo a passo:

‚úÖ Defini√ß√£o/mensura√ß√£o do objetivo – atrele par√Ęmetros de controle (KPIs) para este objetivo, por exemplo: ROI (retorno sobre o investimento) igual a 5,  faturamento l√≠quido igual a R$ XXXX,XX e custo m√°ximo estimado do evento de R$ YYYY,YY;

‚úÖ Defini√ß√£o da buyer persona – qual buyer persona(s) para os produtos a serem oferecidos? No caso pode ser o Alberto, 42 anos, respons√°vel de compras de uma rede de lojas de brinquedos.

‚úÖ A estrat√©gia (o cora√ß√£o desta a√ß√£o de marketing) – para aumentar o faturamento o que ser√° oferecido para estes novos clientes (baseado na buyer persona definida no pr√≥ximo passo)? Condi√ß√Ķes especiais de pagamento? Produtos (no caso brinquedos) com grande diferencial de mercado? Bonifica√ß√Ķes em produtos atrelados a volume de compras?

‚úÖ A escolha do evento – quais os eventos que mais atraem esta buyer persona que desejamos impactar? Quando eles ocorrem? A data do evento √© boa para o ‚Äútiming‚ÄĚ da a√ß√£o?

‚úÖ An√°lise de custo/benef√≠cio – dos eventos pesquisados, qual o valor do stand/localiza√ß√£o estrat√©gica – o ideal √© que voc√™ j√° tenha frequentado o evento como visitante para saber se √© realmente uma boa op√ß√£o.

‚úÖ Material promocional – definidos evento e stand. Qual o material voc√™ necessitar√° para embasar sua venda? Panfletos, v√≠deos demonstrativos, hotsites de produtos…

‚úÖ Material para personalizar o stand – este servi√ßo ser√° feito internamente ou ser√° terceirizado?

‚úÖ Equipe – qual equipe interna (time de vendas) e externa (ex. modelos) ser√° escalada e qual a abordagem ser√° utilizada para atrair e encantar a buyer persona?

‚úÖ Leads – como ser√£o captados os dados do cliente (cart√£o de visita/digitaliza√ß√£o de crach√°) Quais os dados ser√£o coletados (perguntas estrat√©gicas como, ‚ÄúQual o n√≠vel de interesse em adquirir o produto X?‚ÄĚ, podem ser definidas nesta etapa);

‚úÖ P√≥s evento – como ser√° a abordagem p√≥s-evento? Via e-mail? Qual o conte√ļdo do e-mail e a oferta ou convite a ser feito;

‚úÖ Ferramenta de automa√ß√£o de marketing – para envio/caso tenha blog quais os conte√ļdos ser√£o utilizados nos e-mails;

‚úÖ Monitora√ß√£o dos leads – e mensurar√£o de resultados. Os KPIs foram alcan√ßados? No caso negativo, quais as li√ß√Ķes aprendidas que justificam o insucesso.

Pode parecer muita coisa, mas o checklist acima vai aumentar muito a sua chance de √™xito, e vale ser seguido √† risca. 

A Ag√™ncia Saatis se especializou nesta √°rea, justamente por lidar constantemente com clientes que desperdi√ßavam a√ß√Ķes ap√≥s eventos. Seja por falta de planejamento, ou por falta de recursos operacionais para o seguimento necess√°rio dos contatos conquistados.

E então? Preparado para incluir a exposição da sua empresa em um evento no seu plano de marketing? Agora você sabe o caminho para conquistar resultados de fato.