Tags Posts tagged with "blacklist"

blacklist

Você trabalha horas preparando um ótimo conteúdo para aquele e-mail marketing, reúne toda a sua lista de contatos, contrata um bom servidor para efetuar os disparos e nada. Os resultados começam a chegar e mostram que a maioria dos e-mails simplesmente não foi sequer abertos. O que pode ter dado errado? Sinto informar, mas há uma grande chance de o seu e-mail ter ido parar na blacklist dos seus clientes.

Essa “lista negra” é um compilado de e-mails, domínios ou endereços IP que foram reconhecidos e classificados como spam. Se você caiu nessa lista, todas as suas mensagens serão automaticamente encaminhadas para a pasta de spam e seu cliente, certamente, nem saberá que as recebeu. E isso é tão ruim quanto aparenta ser. Um estudo feito pela GetResponse mostrou que um em cada seis destinatários de e-mail não visualizam mensagem que foram bloqueadas pelos filtros de spam.

Para ajudar que você evite cair nessa cilada, listamos algumas dicas que podem trazer grandes resultados. Continue lendo e confira:

Fuja das listas de e-mail pagas

Muita gente recorre aos bancos de e-mails para ter acesso imediato a uma ampla lista de contatos. Porém, essa prática pode te prejudicar de diversas formas. Em primeiro lugar, você corre um sério risco de comprar e-mails falsos que, além de não gerarem nenhuma conversão, ajudam a rebaixar a reputação do seu IP.

Caso esses e-mails sejam de pessoas reais, isso não significa que serão contatos qualificados para serem seu público-alvo. Com isso, você pode se tornar um inconveniente para aquele grupo de pessoas que, irritadas, marcarão seu contato na blacklist.

Construir um mailing concreto e qualificado requer tempo, paciência e muito trabalho, mas certamente vale a pena. Por isso, ofereça um bom conteúdo e mantenha um formulário para inscrição no seu cadastro disponível e acessível em seu site. É muito melhor ter um banco de 10 cadastros de pessoas realmente interessadas no seu produto ou serviço, do que 100 e-mails que te adicionarão em uma blacklist, concorda?

Facilite o seu reconhecimento

Quando for montar o seu e-mail, garanta que todas as informações disponibilizadas ajudarão o seu destinatário a te identificar e sentir interesse em clicar no seu conteúdo.

Use um título claro e atraente no campo de Assunto da Mensagem, cadastre um e-mail remetente que seja instantaneamente reconhecido, e nunca tente chamar a atenção com algo que não possa oferecer. Truques mal intencionados podem agravar as reputações negativas e mandar seu IP para as blacklists.

Cuidado com alguns termos

Algumas palavras, com promoção, desconto e grátis já são cadastradas em filtros de spam e sugadas automaticamente para o buraco negro dos e-mails. Portanto, fique atento se existe alguma delas em sua mensagem e veja se é possível substituí-las por outras.

Além disso, avalie sempre se aquele conteúdo é realmente interessante para a pessoa, ou se é apenas uma forma de promover a sua marca. Caso a resposta for a segunda opção, vale a pena repensar a sua estratégia.

Agora que você já viu essas dicas, revise os seus e-mails, corrija tudo que for necessário antes do próximo disparo e fuja das blacklist para sempre!

Como sair de uma Blacklist?

Aqui fica a Dica de Ouro do dia: Como saber se você caiu em uma temida lista negra? Temos boas notícias. A SpamHaus, maior e mais respeitada blacklist do mundo faz a verificação do seu domínio para saber se ele caiu na blacklist deles. E, a melhor parte, no mesmo link, caso seu e-mail esteja na lista, estarão as instruções para retirá-lo! =)

Outro lugar que deve ser levado em conta na verificação do seu domínio é o MultiRBL.valli.org. Caso seu domínio esteja em alguma lista destas, suspenda qualquer disparo até que seja confirmada a remoção.

Outra opção bem recomendada é obter uma Certificação para seu domínio. Na prática, você paga para entrar na WhiteList. Um remetente certificado normalmente tem a garantia de que preenche um rigoroso conjunto de boas práticas e métricas baseadas em desempenho e “entra VIP na balada”.

E então, você ainda tem alguma dúvida ou quer compartilhar sua opinião sobre o assunto? Escreva para nós através dos comentários!