Tags Posts tagged with "exercícios"

exercícios

Você é um profissional de Marketing de Conteúdo dedicado em fornecer valor agregado ao seu público. A cada dia que passa você procura novas maneiras de se tornar mais eficaz e relevante.

Sua estante está cheia de livros sobre temas relacionados ao mercado (metade deles devem ser do Kotler). Seus feeds do Facebook e do Twitter nem contam mais com pessoas conhecidas de tantas marcas e conteudistas de todo o mundo que você segue em troca de um contínuo fluxo de ideias, dicas, listas e artigos de todos os temas possíveis. Estaria fugindo algo do radar que poderia ajudá-lo?

Deanna Lazzaroni, do Blog de Marketing do LinkedIn (interessadíssimo em evangelizar Marketing de Conteúdo usando o LinkedIn como ferramenta principal), listou 3 exercícios inspirados em Karatê Kid bem interessantes para o profissional de Marketing de Conteúdo.

Para captar melhor o conceito da brincadeira é importante contextualizar. Ano de 1984, eu nasceria só em dezembro e o Daniel LaRusso já estava arrumando encrenca. Depois de mudar com sua mãe de Nova Jersey para o sul da Califórnia, ele se apaixona por Ali Mills. Só que o ex-namorado da menina é um integrante de uma escola de karatê que segue técnicas de SEO Black Hat.

A “gangue de Karatê do Mal” passa à atormentá-lo. A salvação será o Mestre Senhor Miyagi, que com muita sabedoria ensina à ele técnicas de Karatê presente em atividades que aparentemente não estão ligadas à este propósito. Horas de tarefas domésticas, encerar o carro e lixar um deck de madeira vão desenvolver habilidades e transformar movimentos de karatê em algo instintivo para o Daniel San.

Inspirados nisso, vou te colocar para fazer faxina propor algumas atividades que podem transformar sua rotina. E fazer com que através alguns processos criativos, escrever se torne algo mais natural e intuitivo.

1. Copiar textos à mão

Muitos profissionais de Marketing criam exercícios próprios que ajudam aprimorar habilidades criativas e de escrita. A primeira dica de Marketing de Conteúdo do Mestre Miyagi é copiar textos bons à mão pequeno gafanhoto!

Esta técnica é atribuída ao “lendário” Gary Halbert, muitas vezes referenciado como “Rei da Redação Publicitária”. O cara, que infelizmente já morreu, é conhecido como um dos melhores redatores de material de Marketing dos Estados Unidos. Leia mais sobre o Halbert aqui.

Um dos métodos de Copywriting (Redação Publicitária que propõe ser persuasiva) do guru defende que você copie textos que considera que são bem escritos com o intuito de internalizar práticas de escrita eficaz.

Da próxima vez que você ler um texto em um blog que te inspire, pegue a caneta e o caderninho e… Copie! À mão. Pode parecer estranho, mas tornar esta prática um hábito pode ser um exercício poderoso para deixar seus próximos textos matadores. Seu eu já fiz ou faço isso? Evidente que não.

2. Leia de tudo e sobre qualquer coisa

Como profissionais de Marketing, nós tendemos a gastar muito tempo lendo sobre Marketing. Afinal, manter-se atualizado sobre notícias, novas práticas, cases e ferramentas do nosso segmento deve fazer parte de nossas atividades diárias.

Porém, muitas vezes a inspiração virá de outros lugares. Às vezes dos mais inusitados. Um seriado sobre dragões e zumbis, aprender à fundo algum assunto que seja de seu interesse, filmes, ou aproveitar um dos 100 melhores livros de todos os tempos desta pequena lista vão com certeza te ajudar à pensar fora da caixa.

Fato é que estas novas histórias trarão mais experiência e conteúdo para suas associações criativas e consequentemente vão melhorar sua escrita.

3. Pare de trabalhar no conteúdo para Incubar

Muitas vezes você encontrará a hora em que precisa de uma ideia boa para aquela manchete instigante, daquela palavra perfeita para o título ou de um nada simples slogan e a ideia não vem. Vai acabar conseguindo só após se afastar daquela pressão por encontrar a solução. Muitas vezes isso vai acontecer no caminho de casa ou tomando banho.

Esta é uma conhecida etapa do Processo Criativo, a Incubação. Segundo a teoria esta etapa do processo se desenvolve em um plano inconsciente. Sim, sua mente trabalha sozinha na busca pela solução.

A boa notícia é que você não vai precisar esperar um problema específico para fazer este fenômeno trabalhar sua cachola. Fazer exercícios, passear, dormir, meditar ou qualquer outra atividade relaxante/energizante vai servir para trabalhar seu processo de incubação e aumentar sua criatividade.

Muitos executivos usam este tipo de estratégia, engajar-se nestas atividades com baixa demanda cognitiva pode promover resultados excelentes. Então, nada de só trabalhar, isso só vai te fazer virar um zumbi que faz tarefas automaticamente.

Você é um cético em relação aos métodos? Daniel San também era. E hoje até o filho do Will Smith já tem filme copiando o cara. Por que você não tenta?

Este texto foi baseado na ideia da Deanna Lazzaroni para o Blog de Marketing Solutions do LinkedIn.