Tags Posts tagged with "inpiração"

inpiração

Feriado chegando, é hora de aproveitar para relaxar. O empreendedor dificilmente relaxa. Uma boa saída para sua mulher não te colocar para dormir na casinha do cachorro, porque você não para de trabalhar nunca, é convidá-la para ver algum dos filmes abaixo.

Quantas vezes você não terminou de ver um filme e ficou empolgado com uma ideia genial? Mensagens abertas e até ideias ilícitas permitidas para um filme podem ser o ponto de partida para encontrar aquela ideia incrível que você tanto procura.

Lembre-se sempre que espaço para respirar e pensar fora da caixa é fundamental. O desafio: encontrar a moral da história, igual o He-Man faz. Separei “filmes para inspirar” mais agradáveis (desconsiderei documentários) e apenas um que sinceramente não gosto, mas não preciso falar qual é. =)

O lobo de Wall Street

Dirigido por Martin Scorcese, Leonardo DiCaprio é Jordan Belfort, corretor da Bolsa de Valores nos Estados Unidos. O filme conta a trajetória milionária de sua corretora, a Stratton Oakmont. Belfort tem um jeito um pouco diferente de gerenciar seu negócio.

Filme fala em determinação e ética (ou falta dela) para o crescimento de um negócio.

Título original: The Wolf of Wall Street
2013 – 180 minutos
Diretor: Martin Scorcese
Elenco: Leonardo DiCaprio, Matthew McConaughey, Margot Robbie e Jonah Hill.

O homem que mudou o jogo

Billy Beane (Brad Pitt), é gerente geral do Oakland Athletics, time de beisebol que utilizou um software de análise de dados para montar um elenco perfeito e barato baseado em estatísticas.

A ideia é pensar diferente porque falta dinheiro, se identificou né? Inspirador para qualquer um, principalmente se você tem um negócio de internet, onde tudo pode ser medido!

Título original: Moneyball
2011 – 133 minutos
Diretor: Bennett Miller
Elenco: Brad Pitt, Philip Seymour Hoffman e Jonah Hill.

A Rede Social

A grande história de uma das empresas de maior sucesso no mundo hoje. Quando Mark Zuckerberg sentou para programar o Facebook começou a perceber o potencial do que tinha em mãos. E não estava muito disposto à compartilhar sucesso com os donos da ideia.

Bilhões de dólares e alguns processos contam a história da rede social. Frase do filme: “Não se consegue 500 milhões de amigos sem fazer alguns inimigos.” Obrigatório para você que tem um negócio de internet.

Título original: The Social Network
2010 – 117 minutos
Diretor: David Fincher
Elenco: Jesse Eisenberg, Justin Timberlake, Dakota Johnson e Rooney Mara.

Invictus

O período em que um dos maiores líderes da história da humanidade sai prisão em 1990. Morgan Freeman é Nelson Mandela (ou ao contrário) que pouco tempo depois, em 1994 vai se tornar presidente da África do Sul.

Para fazer seu povo entender que depois de 40 anos de existência, o Apartheid precisava acabar. Utilizou o rugby, popular no país, para tentar aproximar os negros dos brancos. Como inspirar as pessoas?

Engajando o capitão da seleção nacional, a ideia é unir o país em crise com um único sentimento pelo time no campeonato mundial, sem divisões. Algo considerado impensável e impossível.

Título original: Invictus
2009 – 134 minutos
Diretor: Clint Eastwood
Elenco: Morgan Freeman e Matt Damon.

À procura da Felicidade

“Nunca deixe ninguém dizer que não pode fazer algo.” Will Smith é Christopher Gardner, um vendedor batalhador que consegue a custódia de seu filho pequeno, o Karatê Kid Jaden Smith. Mas como todo mundo ele precisa de dinheiro para cuidar do menino.

Antes da lição de empreendedorismo e determinação o filme é uma lição de vida. Ele mostra que mesmo a maior adversidade pode ser superada com coragem e foco. Mais do que isso, o personagem de Will Smith acredita no seu talento.

Título original: The pursuit of Happyness
2006 – 118 minutos
Diretor: Gabriele Muccino
Elenco: Will Smith e Jaden Smith.

O Aviador

Dobradinha Martin Scorcese e Leonardo DiCaprio novamente. O ator vive Howard Hughes, filho de um inventor texano, perdeu o pai aos 18 anos e herdou 75% das ações da empresa da família. Mudou-se para Los Angeles e, milionário, passou a investir na indústria do Cinema. Com o tempo vai se envolvendo em vários outros setores e se tornando um dos homens mais influentes de sua época.

Com o empreendedorismo na essência, Hughes é obsessivo. Investe em diferentes tipos de negócios ao mesmo tempo. Apesar do talento, a obsessão se torna incontrolável, o que coloca em cheque seu sucesso.

Título original: The Aviator
2004 – 170 minutos
Diretor: Martin Scorcese
Elenco: Leonardo DiCaprio, Cate Blanchett, Kate Beckinsale, Jude Law, John C. Reilly e Alec Baldwin.

Mestre dos Mares – O lado mais distante do mundo

Russell Crowe é Jack Aubrey, capitão do H.M.S. Surprise, um dos principais navios de guerra da marinha britânica. Com seu país em guerra contra a França de Napoleão Bonaparte, Aubrey é atacado por um navio inimigo mais poderoso, que fere boa parte de sua tripulação e ainda danifica o navio. Aubrey então se sente dividido entre cumprir seu dever e tentar derrotar o inimigo ou retornar para cuidar dos feridos.

A liderança de Jack é notável. Com sua tripulação ferida e com medo ele consegue engajar e encorajar sua equipe focando na estratégia de explorar a fraqueza do adversário. Coragem, ousadia e análise para agir nas adversidades e no momento certo. Além da necessidade de estar preparado para enfrentar as alterações imprevistas e críticas.

Título original: Master & Commander : The Far Side of the World
2004 – 134 minutos
Diretor: Peter Weir
Elenco: Russell Crowe, Paul Bettany e Billy Boyd.

Cidade de Deus

Buscapé (Alexandre Rodrigues) é um jovem pobre, negro e muito sensível, que cresce em um universo cercado de violência. Buscapé vive na Cidade de Deus, favela carioca conhecida por ser um dos locais mais violentos da cidade. Amedrontado com a possibilidade de se tornar um bandido, Buscapé acaba sendo salvo de seu destino por causa de seu talento como fotógrafo, o qual permite que siga carreira na profissão. É através de seu olhar atrás da câmera que Buscapé analisa o dia-a-dia da favela onde vive, onde a violência aparenta ser infinita.

Único brasileiro da lista pode ser considerado também (na minha opinião) um dos melhores filmes produzidos no país. A observação fica na conta da organização do tráfico de drogas. A frequente troca de poder, liderança e função bem estabelecida de cada um dos membros. Afinal, o que funciona melhor no Brasil do que a bandidagem?

Aqui é interessante também o destaque para o quanto a vaidade de um líder pode comprometer toda uma organização. Não explico mais para não contar o filme.

Título original: Cidade de Deus
2002 – 130 minutos
Diretor: Fernando Meirelles
Elenco: Alexandre Rodrigues, Leandro Firmino da Hora, Phellipe Haagensen.

Clube da Luta

Jack (Edward Norton) é um executivo jovem, trabalha como investigador de seguros, mora confortavelmente, mas ele está ficando cada vez mais insatisfeito com sua vida medíocre. Para piorar ele está enfrentando uma terrível crise de insônia, até que encontra uma cura inusitada para o sua falta de sono ao frequentar grupos de auto-ajuda.

Nesses encontros ele passa a conviver com pessoas problemáticas como a viciada Marla Singer (Helena Bonham Carter) e a conhecer estranhos como Tyler Durden (Brad Pitt). Misterioso e cheio de ideias, Tyler apresenta para Jack um grupo secreto que se encontra para extravasar suas angústias e tensões através de violentos combates corporais.

Aqui temos o meu preferido, é admirável a maneira como o “Clube da Luta” é administrado. Com regras bem estabelecidas e conhecidas por todos, a “cultura organizacional” é sempre respeitada, motiva e inspira seus participantes. Além disso, faz com que muitos queiram fazer parte daquilo. Entendeu né?

Se não viu, veja. Se já viu, veja de novo e analise.

Título original: Fight Club
1999 – 139 minutos
Diretor: David Fincher
Elenco: Edward Norton, Brad Pitt e Helena Bonham Carter.

Jerry Maguire: A grande virada

Jerry Maguire é um agente esportivo bem-sucedido, mas numa noite escreve uma declaração de 25 páginas que sugere que os agentes tenham menos clientes e passem a usar um tratamento mais humano para com eles.

Este ato de “lucidez” provoca sua demissão em um curto espaço de tempo e ele começa a perder de uma só vez todos os seus clientes, sendo obrigado a concentrar toda a sua energia e potencial em seu único cliente, um temperamental jogador negro de futebol americano. “Me ajuda a te ajudar!”

Aqui a ideia é a “reciclagem”, aprender com os erros e evoluir com a experiência adquirida. Mostra também que no mundo dos negócios normalmente é saudável saber como separar seus sentimentos.

Título original: Jerry Maguire
1996 – 139 minutos
Diretor: Cameron Crowe
Elenco: Tom Cruise, Cuba Gooding Jr. e Renée Zellweger.

Um sonho de liberdade

Em 1946, Andy Dufresne (Tim Robbins), um jovem e bem sucedido banqueiro, tem a sua vida radicalmente modificada ao ser condenado por um crime que nunca cometeu, o homicídio de sua esposa e do amante dela. Ele é mandado para uma prisão que é o pesadelo de qualquer assassino psicopata, a Penitenciária Estadual de Shawshank, no Maine.

Lá ele irá cumprir a pena perpétua. Andy logo será apresentado a Warden Norton (Bob Gunton), o corrupto e cruel agente penitenciário, que usa a Bíblia como arma de controle e ao Capitão Byron Hadley (Clancy Brown) que trata os internos como animais. Andy faz amizade com Ellis Boyd Redding (Morgan Freeman), um prisioneiro que cumpre pena há 20 anos e controla o mercado negro da instituição.

Se pudermos definir este filme em apenas uma palavra seria GRANDEZA. É a história de um homem que consegue ter sucesso nas piores condições possíveis imagináveis. Preso em um inferno e sendo punido por algo que não fez. Andy faz amigos e consegue tirar proveito de uma situação em que a grande maioria pessoas desistiria. Com perseverança e segurança no seu talento, ele consegue algo que jamais sonhou ser possível.

Mais um filme entre os melhores de todos os tempos. Para se ter ideia, este é o primeiro colocado há muito tempo na lista de top 250 melhores filmes do IMDb.com.

Título original: The Shawshank Redemption
1995 – 140 minutos
Diretor: Frank Darabont
Elenco: Tim Robbins, Morgan Freeman e Bob Gunton.

Forrest Gump – O contador de histórias

A história de uma vida. Quarenta anos da história dos Estados Unidos, vistos pelos olhos de Forrest Gump (Tom Hanks), um rapaz com QI abaixo da média e boas intenções. Por obra do acaso, ele consegue participar de momentos cruciais, como a Guerra do Vietnã e Watergate, mas continua pensando no seu amor de infância, Jenny Curran.

Forrest é um homem simples, com ótimas intenções e nenhum talento aparente além de habilidade para correr (e jogar Ping Pong). Com coincidências acidentais que apenas um bom filme poderia proporcionar ele tem uma série de sucessos improváveis em todas as diferentes situações que se coloca.

Medalhas olímpicas, Guerra do Vietnã e até um empreendimento, um restaurante de camarões. Sempre inspirando a todos por onde passa, Gump é aprova de que você não precisa ser um gênio para conquistar o sucesso e fazer algo funcionar de verdade. Basta tentar.

Título original: Forrest Gump
1994 – 140 minutos
Diretor: Robert Zemeckis
Elenco: Tom Hanks, Gary Sinise e Robin Wright.

O Poderoso Chefão

Estamos em 1945, Don Corleone é o chefe de uma mafiosa família italiana de Nova York. Ele costuma realizar pequenos favores à pessoas que ele apadrinha. Em troca disso, a pessoa recebe “a oportunidade de retribuir um dia”, apenas caso ele precise. Esse dia pode nem chegar… Mas uma grande liderança como esta é muito visada.

Este filme (e trilogia) é considerado por muitos até hoje o melhor de todos os tempos. Uma obra de arte. Lições para um empreendedor estão por todos os minutos de filme. Essa troca de favores, ou parcerias estão em todas as empresas.

Às vezes nos pegamos até mesmo fazendo pequenos projetos de forma gratuita apenas para ganhar o apreço de um parceiro que pode te ajudar futuramente. Vantagens e desvantagens em trabalhar com familiares também são expostas. Liderança, poder, política e muito mais, este filme é obrigatório. E recomendo também a leitura do livro.

Título original: The Godfather
1972 – 175 minutos
Diretor: Francis Ford Coppola
Elenco: Marlon Brando, Robert de Niro, Al Pacino, Robert Duvall e James Caan.

Cidadão Kane

A história conta como o repórter Thompson reconstitui a trajetória do empresário da imprensa Charles Foster Kane (Welles), buscando decifrar o significado de sua última palavra no leito de morte: “rosebud”. A morte de Kane comove a nação a descobrir o porquê daquela palavra e se torna uma obsessão para o jornalista, que acredita poder encontrar nela a chave do significado daquela vida atribulada.

O repórter entrevista, então, as pessoas próximas ao figurão. Um emaranhado de informações vai se costurando, desde a infância pobre, revelando um Kane por vezes perturbado, mas sempre ambicioso. Essa multiplicidade de fontes usadas pelo repórter cria um conjunto de perspectivas diferentes, funcionando como peças do quebra-cabeças. Vencedor do Oscar de Melhor Roteiro, é considerado um dos filmes mais importantes da história.

O filme é bastante presente no meio acadêmico, alvo de muitas análises. Kane também herdou uma fortuna e a liderança de várias empresas. O filme mostra o conflito entre os anseios pessoais e profissionais. Qualidades duvidosas para um líder, poder, retórica e manipulação são alguns dos pontos abordados.

Título original: Citizen Kane
1941 – 119 minutos
Diretor: Orson Welles
Elenco: Joseph Cotten, Dorothy Comingore e Agnes Moorehead.

E aí, curtiu? Com certeza existem outros milhares de filmes que poderiam se encaixar nesta lista. Eu mesmo lembrei de outros, mas não terminaria ela nunca. Mas e você, sentiu muita falta de algum? Lembrou de alguma história especialmente inspiradora? Enriqueça nossa lista nos comentários!