Tags Posts tagged with "mix de produtos"

mix de produtos

Abrir um negócio não é fácil. O primeiro negócio, então, é ainda mais difícil. As dificuldades para quem está começando são diversas: o tempo e a energia para se dedicar ao empreendimento, experiência em administrar um negócio, e também o dinheiro disponível para fazer a roda girar.

Em um e-commerce, a escolha dos produtos a serem vendidos é uma etapa fundamental para que o empreendimento realize suas vendas ou faça parte da triste estatística, onde 70% das lojas virtuais realizam apenas dez (ou menos) pedidos por mês.

Mas como escolher o produto ideal para sua loja virtual? Essa pergunta não vale um milhão de dólares, mas pode garantir o sucesso da sua empresa. A resposta vem através da segmentação do mercado.

Um produto bem escolhido para ser o carro-chefe da sua empresa é essencial para quem está iniciando. Quem está abrindo uma micro ou pequena loja virtual, geralmente, busca contemplar em sua loja virtual um mix de produtos tão amplo quanto o de grandes empresas do ramo. Acontece que este empreendedor não possui o mesmo pessoal, energia e (principalmente) capital para bater uma grande empresa e, mesmo assim, insiste em parecer uma grande empresa. Vou dar então um conselho: não é feio, nem ruim, ser pequeno.

Leia também: Em busca do produto perfeito: Por que investir em um e-commerce de nicho.

Quem está começando com uma loja virtual, precisa sempre desembolsar alguma grana. E quem é micro ou pequeno empreendedor, tem o orçamento contado e sabe que gastar e investir em algo é sempre “dolorido pro bolso”. Focar em um produto é uma vantagem para o iniciante, pois assim ele tem o poder de barganhar com o fornecedor, já que ele irá comprar em uma quantidade maior. Geralmente ele irá ouvir, e até mesmo aceitar a proposta, já que é muito mais fácil para o fornecedor entregar um pedido com, digamos, cem unidades do que com vinte.

O que vale mais: variedade de produtos ou foco em um bom produto?
Ter um produto como carro-chefe pode fazer com que você trabalhe melhor seu discurso de venda.

Além disso, a energia gasta para cadastrar os produtos de forma correta é muito grande. Dou como exemplo um caso que já aconteceu comigo, há muito tempo atrás. Eu tive um e-commerce de roupas femininas, e trabalhava com diversos fornecedores e com um mix de produtos bem extenso. Acontece que uma loja de roupas femininas trabalha com coleções e, quando eu terminava de cadastrar bem uma coleção, já chegava outra e meu gasto de tempo naquela função nunca diminuía.

Para um produto vender bem em uma loja virtual, ele precisa cumprir um checklist composto de diversos detalhes, que fazem com que o comprador se interesse e não tenha nenhuma dúvida quanto sua compra. Cadastrar um produto corretamente, conseguir boas fotos e uma descrição que vá além da oferecida pelo fornecedor, além de gravar vídeos com tutoriais ou dando dicas de uso, são importantes para que ocorra uma boa venda e a loja se destaque da concorrência. Agora, imagina fazer isso com cem produtos!

Trabalhar com apenas um produto também é muito mais fácil quando o assunto é armazenamento. Quando o mix é maior, variedade de tamanhos, volumes e cuidados na estocagem precisam de cuidado (e organização) redobrados.

Lembre-se sempre: se você está começando, cada minuto é muito importante para poder tocar o empreendimento em frente e fazê-lo crescer. Não tenha medo de começar com pouca coisa. Seja pequeno e sonhe grande!

O que a Apple pode ensinar para seu negócio online? Sabe a Apple? É, aquela mesma, do iPhone, do iPad, do iTudoQueVocêImaginar. Todos nós sabemos que ela é uma das marcas mais famosas do mundo, com produtos com qualidade no design e uma legião de fãs que fazem fila para o lançamento de algum novo aparelho.

Mas por trás disso tudo, a Apple possui uma história muito interessante – e não somente por Steve Jobs, um dos fundadores da empresa.

O que a Apple pode ensinar para seu negócio online?
Imagem do danieltaysingapore publicada no Visua.ly.

Para chegar onde chegou, a Apple passou por alguns perrengues – inclusive quase fechou as portas – mas passou por uma reestruturação forte, comandada por Jobs, e finalmente conseguiu alcançar o sucesso. A fórmula mágica? Bem, a gente sabe que não existe uma fórmula mágica, mas a solução para eles (e quem sabe também não serve para você) foi diminuir o mix de produtos em busca da qualidade de poucos – porém competitivos – produtos.

Nem eu nem você temos uma empresa do porte da Apple, mas isso não significa que não podemos PENSAR como a Apple. É muito importante conhecer o grupo que estamos falando e vendendo. Só assim saberemos o que ele quer – e se ele quer mesmo – todos os produtos que estamos oferecendo.