O que fazer para prender a atenção das pessoas? “Todas as histórias já foram contadas”, assim começa “A Poética” de Aristóteles, um dos primeiros livros da história a tratar de estrutura narrativa.
Bem, se antes de Cristo, todas as histórias já tinham sido contadas, imagine agora, mais de 2.000 anos depois?
Com tantos livros, peças, filmes, músicas e palestras disponíveis, é possível imaginar que quase tudo que precisa ser dito, já foi dito. No entanto, muitas vezes é preciso dizer de novo o que já foi dito, redito e repetido. E aí entra o desafio de o que fazer para prender a atenção das pessoas.

Forma vs. Conteúdo - O que fazer para prender a atenção das pessoas?

A intenção aqui não é falar da importância do visual em uma comunicação e, em especial, em uma apresentação. Nem citar as teorias de Albert Mehrabian, a favor do visual e do não-verbal, ou do Christopher Witt, que acha tudo isso uma bobagem e que o conteúdo é o rei.
A ideia é falar de como a forma, às vezes, é quase tudo. Peguemos um exemplo recente do cinema. “Gravidade”, filme do diretor mexicano Alfonso Cuáron, recebeu 7 estatuetas no Oscar 2014 e causou furor em seu lançamento. Na verdade, conta uma história simples: astronauta no espaço tem nave e equipe destruídas e precisa encontrar um jeito de sobreviver. No entanto, com a forma que o filme tem, esse fiapo de história causa uma experiência inesquecível.

Mas não pense que isso é apenas privilégio de filmes. Qualquer tipo de comunicação passa por essa questão. E isso pode ser muito mais sentido na música. Afinal de contas, nos apaixonamos por músicas que não entendemos nada da mensagem, seja pela língua (inglesa, italiana, francesa), seja pela total falta de sentido da letra.
Assim, uma das músicas mais tocadas do ano passado, e com um balanço contagiante, possui uma letra esquisitíssima, que quer dizer algo do tipo, “um casal tendo uma noite de amor (?!)”. Enfim, isso pouco importa, pois sua forma é capaz de fazer gente como Paul McCartney e Ringo Star se levantarem da cadeira para dançar!

Tudo bem, mas e em apresentação. O que isso tem a ver? Bem, você pode tornar um gráfico muito mais impactante e relevante com uma forma diferenciada ou então destacar o que é importante em um slide cheio de texto com uma diagramação bem feita.

Forma vs. Conteúdo - O que fazer para prender a atenção das pessoas?
Slide da apresentação para Raízen – Convenção Select. Confira: http://bit.ly/1kJBU8P.

Mas forma não é apenas design ou um slide bonito. Forma é o jeito que temos para contar uma história – de trás pra frente, com vários pontos de vista, indo e voltando no tempo, fazendo associações… ou seja, colocando algum “tempero” que faça com que a nossa audiência se interesse pelo que estamos dizendo e se engaje pelo que estamos propondo.
É o caso do Andrew Stanton, que em uma palestra no TED sobre alguns fatores que fazem uma história funcionar, preferiu não passar uma lista de coisas para fazer, mas dar uma forma diferente e muito melhor. Vejam só:

Andrew Stanton não falou nada além do que muitos outros já falaram, mas fez de uma forma tão diferente e impactante que conseguiu emocionar e cativar a audiência.
Por isso, quando você for fazer uma apresentação em que precise dizer algo que já foi dito, redito e repetido milhares de vezes, pense em dar a ela uma forma nova, diferente e especial, que seja capaz de criar uma experiência arrebatadora como “Gravidade”, empolgante como “Get Lucky” ou emocionante como “The Clue to a Great Story”.

Texto do Cassiano Branquinho para o Blog da Soap.
Profissional de E-commerce
Author

O blog Profissional de E-commerce foi criado em outubro de 2012 com o objetivo informar e capacitar o mercado de comércio eletrônico no Brasil.

2 Comments

  1. Pingback: Como ser criativo no Facebook, segundo o próprio Facebook

Write A Comment