• Cynthia Akao
  • por Cynthia Akao
  • Cynthia Akao é administradora de empresa, formada pela Faculdade Trevisan, é sócia fundadora da agência WV_Todoz, detentora das plataformas Facíleme e Facíleme Ingresso.

Como as novidades do WhatsApp e do Faceboook podem ajudar a sua empresa

21 de março de 2018
Share Button

No mês de fevereiro tivemos duas novidades do WhatsApp e Facebook, a primeira foi o lançamento do WhatsApp business e a segunda, o marketplace do Facebook para divulgar o que você quiser e acelerar suas vendas. Veja as dicas que separamos para você dar um UP nas suas vendas utilizando estes recursos:

1- Marketplace para divulgar

Atividades de compra e venda já estão sendo realizada por mais de 550 milhões de membros do Facebook em busca de Grupos dedicados a segmentação comercial. Além de facilitar o contato, sim por que a finalidade da ferramenta é levar interessados a seus vendedores e não realizar a venda diretamente. A ideia é reforçar o relacionamento entre comprador e vendedor para gerar o engajamento. Por isso use e abuse desta ferramenta para alcançar leads e clientes.
As transações feitas pelo Marketplace são seguras, e dicas de segurança, controle de privacidade e ferramentas para reportar são fáceis de usar.
Dica: Para as empresas interessadas em tornarem-se parceiras do Marketplace é dever preencher o Formulário de interesse para Parceiro, que o Facebook analisará esses dados para adicionar novos parceiros à ferramenta.

2- Você vende o que quiser

O Marketplace atualmente está ativo em 47 países, o Brasil é uma delas, então se você quiser se desfazer de algum item pessoal e vendê-lo como usado, também pode. Já as empresas podem focar também no uso dos grupos para divulgar seus produtos. Não há limites de transação e nenhum custo para quem compra ou vende, devendo a mesma ser entre seus interessados sem intervenção do Facebook ou intermediador de pagamentos como o Pagseguro.
O Marketplace permite buscar por categorias ou produtos específicos nos anúncios e fazer ofertas diretas. As mensagens são trocadas entre o comprador e vendedor, de forma privada. Para facilitar, há um histórico com os equipamentos anunciados por você e com os produtos negociados.

3- Ainda precisa de uma loja virtual

Vale ressaltar que o Marketplace não dispõe de plataforma para pagamento, então, a transação financeira será acordada e feita exclusivamente pelos usuários fora do Facebook, que podem utilizar o Messenger para a negociação.
Para que isto aconteça ainda é necessário a instalação de uma plataforma de Social Commerce ou um link para seu e-commerce tradicional.

4- Você pode divulgar muito mais!

Sim, porque além do próprio Facebook anunciar aos seus contatos de maneira mais direta, você ainda pode dar aquela forcinha impulsionando o produto nos anúncios do Facebook, mas lembre-se, faça tudo direcionado a um público específico, assim como costuma fazer seus anúncios no Facebook Ads.
E ainda não esqueça de colocar o Marketplace junto com as demais guias do app para smartphones, o Facebook se certifica de que as pessoas confiram as novidades dessa seção com certa frequência e, dessa forma, ganhar mais acessos e tempo de uso. Além disso, é possível descobrir produtos à venda em regiões próximas por geolocalização.

5- Sua empresa com mais credibilidade

Já o WhatsApp apresentou sua versão para ajudar e fortalecer o pequeno e médio comércio. Chamado oficialmente de WhatsApp Business, o app conta com respostas automáticas para dúvidas e solicitações e traz informações detalhadas sobre a empresa. De acordo com o Whatsapp, 3 de 4 empresas utilizam o app para realizar contato, atendimento e finalização de transações.
O diferencial deste app é oferecer estatísticas às empresas das suas conexões com os clientes. Isso permite que micro e pequenas empresas tenham mais informações sobre o seu próprio serviço de atendimento. Então não perca tempo e instale.

6- Aposte na segurança

O WhatsApp Business passa ainda mais segurança para o cliente. Isso porque, além do selo de verificação que identifica uma empresa, o app reúne também informações como nome e horário de atendimento do estabelecimento, além de site oficial, ramo de atuação, telefone e endereço completo.
Tudo o que seu cliente ou lead precisa para entender que você é profissional, organizado e preza a qualidade no atendimento.

7- Grátis até o final do ano

A versão de negócios do WhatsApp é gratuita, pelo menos até o final do ano, e para utilizá-la basta fazer o download do aplicativo e preencher um cadastro.
As informações obrigatórias são: número de telefone, descritivo da empresa e um endereço. Não é necessário, por hora, fornecer dados como o CNPJ.

8- Dois em um

Se você tiver números de telefone pessoais e comerciais separados, você pode ter o WhatsApp Business e o WhatsApp instalados no mesmo telefone e registrá-los com diferentes números, mas atenção deverão ter dois chips.
Isso facilitará demais a quem por exemplo tem um homework. Aqui a dica fundamental é indicar quando você está ausente da sua empresa, assim as pessoas saberão que você não está ativo para negociação naquele momento.

9- Nem tudo são flores

O caso do backup de conversas do WhatsApp no WhatsApp Business, você não poderá recuperá-lo de volta para o WhatsApp. Se você quiser voltar, o ideal seria copiar o backup do WhatsApp de seu telefone para o computador antes de começar a usar o WhatsApp Business.
Por isso tome cuidado para não misturar os assuntos e ficar sem informações importantes.

10- Utilize ambas para vender, porque não?

Então, porque não deixar sua empresa ou seu negócio com uma cara mais profissional e ter aquela ajudinha nas vendas? Lembre-se para ganhar mais fãs e clientes você deve estar mais “próximo” deles, mas isso não quer dizer que não possa estar mais profissional.
Use o marketplace para se aproximar, com aquela cara mais descolada e ganhe mais adepto com uma nova imagem mais profissional no seu WhatsApp. Aproveite enquanto estas ferramentas são gratuitas. Faça sua loja online e venda pelas redes sociais ou pelo WhatsApp.
Qualquer dúvida é só entrar em contato conosco que te contamos muito mais!

Você também vai gostar

O que fazer se os Correios não entregam na casa do cliente? O Brasil é um país de proporções continentais, o que torna o sistema de logística em território nacional um grande desafio para quem possui e-commerce...
Como analisar e superar seus concorrentes no e-commerce? Como gerente de e-commerce, você pode vender para qualquer lugar do mundo. Porém, sua loja compete não apenas com aquelas na mesma cidade, mas com dif...
O que os 5 maiores aplicativos de e-commerce têm em comum? Por Bill Siwicki. O que esses varejistas têm em comum, além de faturarem bilhões de dólares em seus aplicativos de e-commerce este ano? Eles compartil...
Mantenha seu e-commerce seguro de ataques cibernéticos Hoje em dia os e-commerces, portais, websites e aplicações web estão enfrentando um grande problema: ataques em forma de Spams, SQL Injection, Cross-s...
1 atitude que o empreendedor PRECISA tomar para salvar seu negóc... Desde que comecei este blog como editor, foquei em uma missão diária simples e clara: informar e educar. O empreendedor de e-commerce, o profissional ...
O valor da geração X para o e-commerce brasileiro Pesquisa elaborada pela área de Pesquisa e Inteligência de Mercado do grupo Abril traz um olhar inédito sobre a Geração X, que representa, aproxi...
Modelo integrado de plataforma de e-commerce facilita abertura d... FecomercioSP, Buscapé e JET e-Commerce lançam plataforma de e-commerce que facilita abertura de lojas virtuais. Parceria une expertises e leva a empre...
Um raio X do consumo do e-commerce em 2017 no Brasil A indústria online segue crescendo e o Brasil se consolida como um dos países mais desenvolvidos em termos de e-commerce. Uma pesquisa anual feita pel...
Como aumentar a quantidade de visitantes na loja virtual? Leio bastante sites e fóruns de pessoas que buscam vender mais e mais em seus sites. Um dos temas que sempre aparecem, diz respeito a aumentar a quant...
Ebit estima vendas de R$8,7 bi no e-commerce para o Natal, alta ... Tíquete médio crescerá apenas 2% refletindo a deflação da cesta de produtos do setor O e-commerce deverá faturar R$8,7 bilhões no Natal de 2017, cresc...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Um comentário sobre “Como as novidades do WhatsApp e do Faceboook podem ajudar a sua empresa”

  • O whatsapp tem me ajudado e muito, e tudo mais pratico! coisa rápida na hora.
    Único problema que algumas pessoas ficam acomodadas com esse app e esquecem a forma tradicional de trabalhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>