• Francesco Weiss
  • por Francesco Weiss
  • Francesco Weiss é sócio-fundador e CCO da Intellibrand, hub global de colaboração entre indústrias, marcas e varejistas na convergência de processos de trade marketing físico para digital.

Na era da informação, desafio do fabricante é se aproximar do consumidor sem ser inconveniente

20 de outubro de 2017
Share Button

Com o comércio eletrônico crescendo dois dígitos ao ano, oportunidades de promoção e publicidade surgem diariamente em contextos que fazem sentido ao anunciante, veículo e principalmente ao consumidor, que hoje é quem literalmente possui o poder nas mãos.
Os anunciantes buscam na publicidade digital uma alternativa efetiva para geração de performance e vendas de seus produtos e serviços, mas muitos ainda acreditam que o volume e insistência serão suficientes para entregar resultado. O mercado virtual é um ambiente democrático, com trocas frequentes nas cadeiras do poder, ocupadas sempre por quem investe no engajamento e interesse do usuário, que é quem realmente manda no jogo.
O maior problema nessa corrida em busca da preferência do cliente é a conjuntura, somada à maturidade das empresas. Em um mundo com mil possibilidades de personalização, fica fácil uma marca perder a medida e faltar com as boas práticas, tornando-se inconveniente aos olhos do consumidor.
Para garantir que isso não aconteça, é necessário que grandes marcas, anunciantes de produtos e promoções em sites de varejo busquem alternativas e metodologias para executar o papel do marketing sem prejudicar a experiência do público. Na era do e-commerce, é responsabilidade também do fabricante auxiliar um potencial consumidor a ter uma melhor visualização do item.
Um bom exemplo é a utilização de “hero Images”, as “imagens heroicas” que ajudam o usuário ao exibir características e benefícios do produto estampados de forma clara e principalmente adaptadas às telas de smartphones.
É sempre importante ter em mente que, mesmo em um período em que as lojas virtuais investem em chatbots para emularem o papel do atendente, além das ações de retargeting, ainda não existe a figura do vendedor para sugerir produtos mais adequados às necessidades do comprador ou para esclarecer dúvidas de uma forma mais humanizada. Portanto, o fabricante deve fazer a sua parte ao garantir que a exposição dos itens seja a melhor possível: chamativa, descritiva e com imagens em alta resolução que deem a devida noção do que é o produto.
Ao comunicar o consumidor com informações relevantes, indústria e comércio acabam contribuindo exponencialmente para a aceleração do processo de decisão de compra diminuindo atritos, alcançando o grande objetivo em comum: aprimorar a experiência de compra para aumentar as conversões.
Leia também:

3 coisas que vão acontecer com empresas que não usarem Inbound Marketing

Você também vai gostar

15 super dicas de SEO para alavancar o seu site em 2018 O ano de 2018 já está aí, junto com aqueles pensamentos de ano novo que quase sempre estão na sua cabeça, entre eles, arrebentar nos rankings do Googl...
Como criar um calendário editorial para seu blog de e-commerce Todo blog de e-commerce precisa de um calendário editorial para que as publicações sejam mais organizadas. Esse é um item muito importante no planejam...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>