Tags Posts tagged with "cores"

cores

Foi-se o tempo em que um fabricante podia se dar ao luxo de dizer: “Pode escolher a cor que quiser para seu carro, desde que seja preto”, como Fazia Henry Ford.

O foco da gestão empresarial mudou muito ao longo do tempo, da produção (como nesse exemplo), para a gestão, depois para o cliente e finalmente para a experiência do cliente.

E uma das experiências mais relevantes para qualquer pessoa ao fazer uma compra são as cores. Segundo estudos antropológicos citados no livro “Comunicação e Marketing”, da professora Clotilde Perez, o homem das cavernas só enxergava em preto e branco, tendo a evolução da espécie nos propiciado esse dom de visualizar toda uma gama de cores e seus significados.

E quem somo nós para ir contra a evolução da humanidade, não é mesmo?

É por isso que selecionamos aqui algumas dicas de como usar a psicologia das cores para melhorar suas vendas.

Mas, como o assunto é bem amplo, vamos focar em 3 temas principais:

  1. Posicionamento através das cores.
  2. CTA, o famoso Call to Action
  3. Combinação de cores.

Além disso, trouxemos diversos vídeos e links para infográficos.

Como usar a psicologia das cores para posicionar seu e-commerce

Não só para um e-commerce, mas qualquer marca precisa escolher as cores de forma a mostrar claramente seu posicionamento para o público.

E é fácil entender isso com exemplos, veja:

Imagine que você tenha um e-commerce especializado em livros de direito. Passaria por sua cabeça fazer uma página de e-commerce multicolorida, em tons de laranja, verde cítrico e amarelo?

Provavelmente não. Possivelmente você usaria tons de azul e cinza, eventualmente complementados com detalhes em outras cores.

No entanto, se esse e-commerce fosse especializado em equipamentos para esportes radicais, surf, skate, escalada etc., essa combinação de laranja, verde e amarelo poderia cair muito bem.

É este tipo de cuidado que você deve ter ao escolher as cores de seu e-commerce para posicionar sua marca criando uma identidade visual online adequada.

Veja um resumo rápido da psicologia das cores:

Azul: segurança, conhecimento e confiança.
Verde: juventude, crescimento e fartura.
Amarelo: luz, riqueza e atenção.
Vermelho: paixão, emoção e perigo.
Laranja: aconchego, proximidade, calor.
Preto: luxo, exclusividade e luto.
Branco: pureza, limpeza e paz.
Roxo: nobreza, criatividade e imaginação.

Para saber mais sobre isso, dê uma olhada nesta videoaula:

Usando a psicologia das cores em CTAs

Existe a chamada teoria BOB, que diz que CTAs devem ser “Big Orange Bottons”, isto é: grandes botões cor de laranja.

Como toda generalização, a verdade não é bem esta. Ainda mais quando se trata de um elemento tão importante para seu e-commerce quanto o Call to Action.

Sim, é usual empregar CTAs (Botões de Call to Action) em cores chamativas, mas esta não é uma regra infalível. Dependendo do contexto e da identidade de sua marca, outras cores podem ser usadas, assim como outros fatores que interferem nisso tudo, tais como a frase ideal para usar, em que local da página colocar o CTA e outras dicas para seu uso.

Com certeza, não há como escolher a melhor cor para um CTA sem fazer testes A/B. Isto é: crie duas páginas idênticas e varie apenas a cor do CTA. Faça uma campanha usando uma boa ferramenta de envio de e-mail marketing e direcione metade dos usuários para uma página e metade para a outra. Depois, verifique a cor que funcionou melhor. Só assim você terá a resposta mais adequada.

Você pode ir refinando o processo e testar outras cores, assim como frases e outros elementos do CTA (uma coisa de cada vez!).

Neste vídeo, veja outras dicas sobre o uso de cores no marketing virtual:

Combinando cores no e-commerce

A melhor forma de se fazer isso é com o uso do círculo cromático.

Esta ferramenta de design consiste em um círculo em que você pode visualizar as cores complementares, as cores análogas e as cores triádicas, entre outras combinações harmônicas possíveis.

circulo-cromatico

Entenda um pouco melhor:

  • Complementares: Cores diretamente opostas no círculo e, por isso mesmo, se complementam muito bem. Bom para usar em sites mais dinâmicos e criativos.
  • Análogas: Cores que são quase que variações de tom entre si. São parecidas, transmitindo mais suavidade e estabilidade, indicadas para lojas virtuais mais acadêmicas ou técnicas.
  • Triádicas: São usadas 3 cores distantes proporcionalmente entre si, criando um contraste não muito forte e, ao mesmo tempo, uma combinação menos “rígida” das cores, o que pode atrair uma variedade maior de públicos.

Se você quiser se aprofundar neste assunto, dê uma olhada neste interessante vídeo:

Teoria das Cores | Tradução Universidade Buscapé. Arte Original Teoria das Cores - http://paper-leaf.com/wp-content/uploads/2010/01/ColorTheory_Screen_White.jpg

Por RitikaPuri – ShutterStock. A cor torna o mundo belo. Nada inspira mais energia do que um céu de cor azul vibrante, num dia de sol. E quando precisamos de paz? Caminhamos por um campo iluminado, relaxamos na areia da praia, ou nos deixamos fascinar com um pôr do sol que exibe as estonteantes cores laranja, roxo e rosa e, sem falhar, traz paz ao nosso corrido dia.

Nossas experiências diárias nos ensinam que a cor tem um valor que vai além daquilo que podemos ver. Ela complementa nosso humor, ajuda-nos a organizar planilhas e nos faz lembrar dos brinquedos preferidos de nossa infância. É por isso que Teoria das Cores é tão importante para o seu projeto digital.

Veja também:

Infográfico: A Psicologia das Cores no Marketing

Além de ver a aparência das combinações de cores, é importante compreender a ciência (e as ciências sociais) que estão por trás das cores. Qualquer que seja o seu nível de técnico com projetos, estas 3 dicas sobre a Teoria das Cores irão ajudar você a navegar na complexa arte da escolha de uma paleta de cores.

cores

1. Sociologia é a alma da cor

A cor nos faz pensar da mesma forma que nos faz sentir. Algumas cores estão vinculadas à experiências culturais, emocionais e sociais – que são, às vezes, maiores do que nós. Ao escolher as cores, pense a respeito do que a paleta de cores significa para seu público-alvo. Se estiver fazendo uma campanha internacional, por exemplo, você precisará entender o que cada cor significa no país de destino.

Nicky Szmala, diretor digital na Geometry Global, publicou um gráfico onde ele analisa os significados das cores básicas por localidade. No mundo ocidental, por exemplo, vermelho significa perigo, amor, paixão, emoção e sacrifício. No Leste da Ásia, o mesmo tom de vermelho vivo pode corresponder a celebrações, felicidade e vida longa. Entre os povos Celtas, entretanto, o vermelho corresponde à morte. Na Rússia? Comunismo.

De acordo com a discussão de Quora relacionada ao assunto, aqui está o significado de algumas cores no mundo ocidental.

Azul: segurança, tranquilidade, paz

azul

Verde: frescor, ambientalismo

verde

Amarelo: energia, alegria, cuidado

amarelo

Roxo: espiritualidade, luxo

roxo

Rosa: romance, beleza, amor, sensibilidade

rosa

Ao escolher um esquema de cores para o seu projeto, aproveite para se atualizar sobre os valores de quem está tentando alcançar. Melhor ainda, converse com o seu público-alvo para compreender o que as cores significam para ele.

2. Há uma ciência para isso

Colm Tuite, um projetista com experiência em usuários, enfatiza que a ciência da escolha das cores é igualmente importante para o componente subjetivo. Ele explica que as cores dividem-se em três categorias gerais.

Puras: cores que, normalmente, estão incorporadas a projetos bem vivos e transmitem aparência vigorosa, de verão, alegre, energética ou “descolada”.

puras

Matizadas: cores misturadas com branco que transmitem uma sensação mais leve, serena e com menos energia.

matizadas

Sombreadas: cores misturadas com preto que transmitem sensação de mistério, penumbra, perversidade ou perigo.

sombreadas

Ao trabalhar em um projeto de design, sua intuição pode indicar algumas conexões emocionais criadas pela combinação de cores escolhidas por você – e sua intuição provavelmente estará correta. O próximo passo é entender o por quê.

3. Projeto para a diversidade

Nossa biologia e fisiologia controlam a forma como percebemos as cores. Algumas pessoas são daltônicas, enquanto outras têm dificuldades em ler textos muito próximos. Ao fazer um projeto de design, certifique-se de atender às diversidades. Torne seu conteúdo o mais fácil possível de ser lido – o que significa evitar uma fonte amarelo neon em um fundo cinza claro, por exemplo.

diversidade

Tente inspirar o público-alvo em todo o espectro de cores. Todos nós vemos o mundo através dos nosso olhar único, e como profissionais de marketing e design, nosso trabalho é tornar esse processo o mais fácil possível.

Veja todas as imagens anexadas a este post na Mesa de Luz Teoria das cores da Shutterstock »

Como a teoria das cores afetou sua estratégia de projetos? Que outras dicas você adicionaria a esta lista? Compartilhe sua opinião na seção de comentários abaixo.

Texto publicado pelo Blog da Shutterstock.

Já mostramos aqui como as cores podem afetar as compras no Comércio Eletrônico. Porém, o Viver de Blog foi além. Com um compilado grande de informações sobre a Psicologia das Cores, montou um infográfico muito relevante e rico para qualquer profissional de comunicação.

Veja também:

3 dicas sobre Teoria das Cores para inspirar o seu projeto digital

Passando por estatísticas, por todas as cores primárias, secundárias e seus significados, assimilação diferenciada de homens e mulheres e concluindo com aplicações práticas. Veja:

A Psicologia das Cores no Marketing

A Psicologia das Cores no Marketing
A Psicologia das Cores no Marketing. Publicação original do Viver de Blog.

Tendências de Design 2013. A Shutterstock tem um dos maiores banco de imagens do mundo, segundo eles mesmo, superam qualquer outra empresa que estoca imagens no mundo com 250(!) milhões de imagens vendidas desde 2004. Eles estão presentes em vários países e com um volume de transações deste, as estatísticas de busca e compra tornam-se bastante interessantes.

Há duas semanas atrás eles lançaram um infográfico que compila estas informações e traça as tendências anuais para o design para 2013. Com isso sabemos, por exemplo, que a tendência do design na África do Sul é o estilo Vintage, onde o antigo é o moderno. Mas se você achou esta informação não tão útil assim não precisa fugir. O Brasil também é citado com as tendências de Cubismo, Minimalismo e projetado como o “Gigante do Design em 2013”. Além disso, palavras mais buscadas, cores e a alta demanda por botões para desenvolvedores de aplicativos para smartphones.

Além do infográfico você consegue, por exemplo, ver as Top 20 imagens baixadas no Brasil. Veja!

Tendências Globais de Design – Shutterstock 2013

Aqui no Blog da Shutterstock (depois do Infográfico), você tem acesso a mais algumas destas informações detalhadas.