Tags Posts tagged with "entrega no mesmo dia"

entrega no mesmo dia

O Brasil é um dos países que registra as maiores taxas de crescimento em e-commerce no mundo, porém, com um nível de penetração ainda baixo. Hoje, as vendas on-line no país representam apenas 3% do varejo total e, segundo relatório da Euromonitor, a projeção de penetração para 2018 é de 14%. Para alcançar esse número (e, inclusive, aumentá-lo), o varejo on-line precisa de mais conveniência para o consumidor.

Logística é um grande problema para a maioria das lojas virtuais, portanto, quem oferece novas alternativas para os consumidores acaba se destacando no mercado. Uma pesquisa recente da comScore indica que 74% dos consumidores preferem que suas compras sejam entregues na comodidade do seu lar. Só que, ao mesmo tempo, a razão de desistência da compra em mais de 60% dos casos, envolve o tempo de entrega e transporte do produto.

Aí que entra o conceito de Same-day Delivery (ou entrega no mesmo dia, em bom português), que ainda não é tão difundido no Brasil, mas já é bem conhecido e aplicado internacionalmente. E-commerces internacionais, como Walmart, eBay, Amazon, e alguns nacionais como Netshoes, Livraria Saraiva, Magazine Luiza, Track and Field e C&A, por exemplo, já aderiram ao novo tipo de serviço e estão conquistando milhares de clientes com esse formato de entregas.

E o que faz o same-day delivery ser tão mágico? É justamente a possibilidade de conseguir replicar a experiência do varejo tradicional para o varejo on-line. Essa nova forma de fazer entregas, consegue integrar a escolha e preço atrativo da venda pela internet com a satisfação imediata no recebimento do produto – como ocorre em lojas físicas.

Os varejistas estão compreendendo que o consumidor atribui um valor especial para entrega imediata, portanto, a demanda para essa modalidade de envio deverá aumentar significativamente. O consumidor de hoje exige uma experiência melhor na entrega e espera que os varejistas respondam essa demanda, criando soluções convenientes e aplicando mais ilnvestimentos para o desenvovimento de um sistema de logística mais eficaz.

No varejo tradicional

Não apenas lojas on-line, mas também as lojas físicas podem aproveitar o embalo deste crescimento. Neste momento, os lojistas têm a oportunidade única de combinar sua infraestrutura local existente com um canal de e-commerce para oferecer a entrega no mesmo dia. Essa abordagem multicanal poderia permitir inclusive a reconquista de clientes que estão cada vez mais focados em compras on-line.

O que faz o same-day delivery não ter decolado de vez no país, é que as empresas tradicionais de frete ainda não conseguem fazer esse serviço com escala e preço atrativos. Mas, considerando que esse formato de entregas é o futuro inevitável do serviço de frete, é importante se preparar para essa transformação já iniciada no varejo.

Se isso é um fato, uma questão essencial é viabilizar esse formato economicamente. Então, qual deve ser o preço para que esse modo de envio tenha um impacto em massa?

Em pesquisa realizada pela McKinsey na França, Alemanha e Reino Unido, foi descoberto que, se o preço da entrega same-day for menor que 7% do valor do item comprado, mais da metade dos consumidores optariam por essa opção de entrega. E o consumidor brasileiro segue o mesmo padrão, estando disposto a pagar pela entrega entre 7% e 8% do valor final do pedido.

Como já existe o interesse latente pela entrega no mesmo dia por parte do consumidor, falta ao varejista apenas encontrar parceiros confiáveis e que abordem logística de um ângulo diferente. Para isso, é imprescindível que o fornecedor deste serviço tenha uma estrutura adequada para cumprir todos os prazos com eficiência, garantir preço competitivo e não afetar a qualidade do serviço.

Aqui no Brasil, alguns varejistas fazem suas entregas same-day em parceria com empresas de logística urbana. Com o sistema de entregas apoiado em uma tecnologia que envolve algoritmos de geo-despacho, roteirização e otimização de volumetria na nuvem, baseados em informação em tempo real, o serviço proporciona mais rapidez e agilidade na entrega de encomendas por motoboy.

Soluções para e-commerce

Para que todo esse processo ocorra de forma acertada, o e-commerce deve preparar sua estrutura e parametrizar os pedidos elegíveis para entrega same-day, além de estabelecer um fluxo prioritário de separação de produto.

A sequência da entrega funciona da seguinte forma, como exemplo:

1. O e-commerce agrega todos os pedidos com modalidade same-day faturados até as 18h;
2. Das 18h até as 19h é feita a separação dos produtos;
3. Às 19h chegam os mensageiros que farão as entregas de ponta a ponto até as 21h.

Infográfico produzido pela equipe da Loggi.com
Infográfico produzido pela equipe da Loggi.com

Em 2014, o comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 35,8 bilhões – crescimento de 24% em relação ao ano anterior e, além disso, a quantidade de pedidos feitos via internet foi de 103,4 milhões – 17% a mais que em 2013. São números encorajadores cuja tendência é apenas de subida, já que a E-bit prevê que o e-commerce termine o ano de 2015 com um faturamento de R$ 43 bilhões, 20% maior que o ano anterior.

Então, não é demais afirmar que a entrega no mesmo dia vai saltar da última opção de envios para se tornar o padrão para entregas em e-commerce. Se o varejista conseguir aliar a eficiência da entrega no mesmo dia, com um produto de qualidade e um bom atendimento, o cliente ficará encantado com o serviço.

Um encantamento que, em curto prazo se transforma em conversão e, em médio prazo, em fidelização. E a expectativa do consumidor caminha em apenas uma direção – uma vez que ele tiver experimentado o same-day delivery, não vai querer mais outro tipo de entrega.

Assunto sempre em alta, principalmente por que cada vez mais gigantes de tecnologia, comércio eletrônico e varejo como: Google, Amazon, Ebay e Walmart estão aderindo a entregas no mesmo dia, ou no inglês, same day delivery.

Será esta uma tendência no mercado brasileiro? Em quanto tempo as empresas brasileiras colocarão esse assunto em pauta? O que podemos afirmar com toda certeza neste momento é que este pode se tornar um grande diferencial competitivo!

É fato que a entrega em D+0 (no mesmo dia) reduz os tempos de operação, ou seja, é preciso basicamente produzir e transportar em menos tempo. Isso significa que os lead times devem reduzir também!

Num país como o Brasil, onde o modal predominante de transporte é o rodoviário sabemos que este por sua vez representa grande parte do tempo total.

Como podemos reduzir este tempo?

Existem algumas alternativas, uma delas é utilizar frete aéreo, porém este representa custos consideravelmente maiores. Por isso uma opção mais viável é a Descentralização dos Centros de Distribuição (CD).

Isso significa deixar de adotar um grande CD e passar a utilizar diversos menores, também conhecidos como Centro de Distribuição Avançado (CDA), localizados em regiões estratégicas. Desta forma é possível que o estoque esteja mais próximo do cliente final, reduzindo o maior tempo de transporte.

Ainda assim é preciso tomar alguns cuidados na escolha do CDA! Para obter o resultado desejado é preciso que o Prestador de Serviço Logístico esteja preparado em seu armazém para reduzir os tempos internos de movimentação, ou seja, desde o momento em que recebe os produtos, separa, embala até a expedição. Sem contar é claro com outros fatores, tais como: inventário, segurança, conservação, serviços agregados, entre outros.

Os principais fatores que garantem velocidade (sem perder qualidade) num CDA são:

⇒ Layout: Deve ser projetado de forma a permitir deslocamentos menores dentro do depósito;
⇒ Organização: Alocação física dos materiais nos sistemas de armazenagem deve obedecer a critérios de giro;
⇒ Equipamentos: Preparados para rápido e fácil manuseio e movimentação;
⇒ Sistema: Projetado para funcionar com simples navegação pelo usuário;
⇒ Processo: Atentar para atividades dependentes de outras, evitar gargalos e aplicar procedimentos padrão;
⇒ Pessoas: Treinamento e indicadores de produtividade são importantes.

Levando os itens acima em consideração será possível atingir o objetivo com a implantação de CDAs.

Texto publicado no Blog da Asaplog.