• Ebit
  • por Ebit
  • Presente no mercado brasileiro desde 2000, a Ebit acompanha a evolução do varejo digital no País desde o seu início, sendo a maior referência em inteligência competitiva para o e-commerce. Através de um sofisticado sistema, que coleta dados diretamente com o comprador online, a Ebit gera informações detalhadas sobre o mercado diariamente. São mais de 20 milhões de pesquisas coletadas em mais de 21 mil lojas virtuais afiliadas.

E-commerce fatura R$ 9,75 bilhões no primeiro trimestre de 2016

18 de maio de 2016
Share Button

Apesar do cenário econômico desfavorável, setor não apresentou queda na comparação com o mesmo período em 2015

 O faturamento do setor no Brasil atingiu R$ 9,75 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Com isso, os lojistas registraram um crescimento nominal de 1%, somando os 24,45 milhões de pedidos realizados pela Internet no período.
O levantamento indica uma queda de 6% no volume de compras, na comparação com os três primeiros meses de 2015. O valor do tíquete médio aumentou 7%, ficando em R$ 399 ante os R$ 373 anteriores. Os números comprovam que o início do ano foi positivo para o setor, apesar da instabilidade no cenário econômico do País.
“O comércio eletrônico tem se mostrado como um setor muito atrativo aos consumidores e, apesar da crise econômica, o setor apresentou uma leve elevação se comparado com o varejo off-line”, comenta André Ricardo Dias, diretor executivo da E-bit/Buscapé.  “O mercado deverá continuar com o crescimento neste ano, conforme nossa prévia estimativa, devendo crescer 8%, motivado também pelo aumento das vendas via dispositivos móveis”, complementa.
Veja todos os números do mercado:

Os números do mercado de E-commerce

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>