• Fábio Ricotta
  • por Fábio Ricotta
  • Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Itajubá, é Co-Fundador da Agência Mestre e trabalha em otimização de sites desde 2005.

5 erros que as empresas cometem com o marketing de relacionamento

14 de outubro de 2016
Share Button

Dentre todos os fatores considerados para o crescimento de uma empresa na internet, o relacionamento com o cliente é um dos mais semelhantes ao que deve ser feito no ambiente off-line. No fim das contas, o comportamento diante de um cliente, seja ele qual for, deve ser sempre atencioso e focado na qualidade.
Por isso, listei os cinco erros mais comuns que podem ser evitados por qualquer empresa na relação com os clientes.

1- Encarar como um simples número

Tanto um contato via e-mail quanto um comprador de uma loja ou um possível representante a realizar um negócio, é um grande erro considerá-lo apenas mais um.
O objetivo de toda empresa é sanar as dores dos clientes, por isso encare todo e qualquer cliente como alguém que tem dores e especificidades. Assim, é importante treinar sempre a visão de que os clientes não são apenas um número. São pessoas com problemas que você pode resolver.

2- Vender só uma vez

Remarketing é uma das práticas mais importantes para vender mais e aumentar o faturamento. Enquanto que gerenciar listas de remarketing no Google AdWords e Facebook faz parte do trabalho primordial de marketing digital.

É possível manter o pensamento de que não se vende ou não se atinge um cliente uma só vez. O simples fato de encarar todo cliente como alguém que deverá voltar, e todo potencial cliente como alguém a poucos passos da compra, permite criar ações inteligentes e voltadas para a experiência do cliente.

3- Esquecer-se do pós-venda

Até mesmo as pesquisas de satisfação, que são material básico para qualquer empresa compreender o quanto os clientes estão satisfeitos, são pouco utilizadas. É preciso dedicar parte do esforço a saber o nível de contentamento dos clientes, e isso pode evitar que a empresa perca o cliente.
Não é preciso ficar preso a pesquisas de satisfação. Dependendo do seu negócio, você pode simplesmente enviar um e-mail ou ligar para os clientes e entender o que eles acham dos produtos ou serviços, ferramentas de pesquisa on-line também podem ser utilizadas.

4- Esquecer-se do cliente

Embora pareça óbvio, existem empresas que acabam se esquecendo de determinados clientes, seja porque acredita que o serviço vem sendo prestado, ou porque não houve mais interesse em comprar mais produtos.
O importante é tentar sempre se adiantar às demandas que podem vir do cliente, e usar todas as ferramentas possíveis para lembrar de datas importantes, como o dia da profissão dele ou a data de aniversário, dando destaque para lojas do varejo.

5- Dificultar a solução dos problemas

Por fim, o importante é investir em facilitar ao máximo a vida do cliente. O mundo todo já oferece dificuldades, por isso vende mais a empresa que consegue facilitar tudo o que for possível para o cliente.
Atualmente, um atendimento ao cliente via Whatsapp pode ser a maneira mais fácil de manter contato. Tudo precisa ser o mais simples possível, por isso que é preciso investir em sites e sistemas intuitivos.
Pergunte-se sempre se você está ajudando o cliente a ter menos problemas ou criando ainda mais trabalho para ele.

Você também vai gostar

4 técnicas de UX essenciais para qualquer ecommerce Que a User Experience (ou UX) é super importante para o sucesso da sua loja virtual você já sabe, certo? Agora, será que as experiências das suas pági...
NRF 2016: Preparado para o maior evento mundial do varejo? Nos dias 17 a 20 de janeiro de 2016 em Nova York, será realizada o maior evento do varejo mundial, a NRF 2016 - Retail's Big Show. O evento ocorre há ...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>