• Renann Mendes
  • por Renann Mendes
  • Sou Sócio-fundador do Profissional de E-commerce. De jan/2018 a jan/2019, liderei os times de Branding (Content Marketing, PR, Social Media e Branding), Product Marketing, área de cursos da Foxbit, fintech de criptomoedas e o projeto e primeiro ano de atuação do Cointimes. Entre ago/2016 e set/2017 atuei como head da área de Marketing da Ebit, empresa Buscapé Company, hoje Nielsen, referência em informações, certificação de lojas e inteligência de e-commerce. Entre 2012 e 2016, participei ativamente da estruturação da startup Universidade Buscapé Company, entrei na coordenação de treinamentos de E-commerce e Marketing Digital. Lá assumi também a coordenação de Marketing Digital e Conteúdo da Uni Buscapé e do Profissional de E-commerce. Desde 2013, ministro aulas de Marketing de Conteúdo para E-commerce na Faculdade Impacta e em algumas empresas de internet no formato workshop. Você pode encontrar mais informações em meu perfil do LinkedIn ou marcando um café! ;)

América Latina deve atingir 110 milhões de consumidores digitais em 2015

23 de julho de 2015
Share Button

Estima-se que o número de consumidores digitais atinja 151 milhões até 2019. Brasil lidera com folga em vendas e números de consumidores.
O E-commerce na América Latina como um todo registra rápido crescimento e segundo a eMarketer deve atingir U$ 47,37 bilhões de dólares em 2015, o que representa um aumento de 23,9%. Deste montante, o Brasil (com ou sem crise) deve faturar U$ 19,79 bilhões de dólares, mais de 41% do faturamento de toda a região.

Números publicados pelo eMarketer.
Números publicados pelo eMarketer.

Atrás desta tendência, os números de consumidores online também sobem. Depois do robusto crescimento do ano passado (17,4%), o número de usuários de internet que fizeram pelo menos uma compra online na América Latina acima de 14 anos deve crescer mais 12,9% e atingir os 110 milhões de consumidores digitais. Em 2019, último ano da previsão, deveremos contar algo em torno de 151,1 milhões.
Com um olhar mais atento às taxas de crescimento dos consumidores por país, o México deve liderar o crescimento de novos consumidores na região este ano. São 13,4% de crescimento (16,2 milhões de consumidores) contra 12,6% de crescimento do Brasil e 9,3% de crescimento da Argentina, terceira colocada.
Porém, enquanto lidera os números de novos consumidores, cai para o terceiro lugar em penetração para os usuários de internet como um todo. São apenas 35,6% de penetração dos consumidores digitais em relação à todos os usuários de internet no país. A Argentina é a líder dentro deste aspecto, dentro do período deve subir de 48,3% para 50,3% entre 2015 e 2019. Falando em vendas, os argentinos também contam com o maior crescimento (natural pelo mercado ser menor), são previstos 40% de crescimento para este ano, um valor bem próximo de U$5 bilhões de dólares.
Números publicados pelo eMarkteter
Números publicados pelo eMarkteter.

Enquanto isso, o Brasil conta com um terço de todos os consumidores online de toda a América Latina em 2015. Fato que deve permanecer até o último ano da previsão, em 2019, quando deveremos atingir 49,7 milhões de consumidores online e U$ 84,75 bilhões de dólares de vendas em toda a região.
Apesar da maioria dos consumidores e o centro das atenções estarem entre os três líderes, é válido ainda notar que todos os outros países da América Latina somados contribuem com um relevante combinado de 45,3 milhões de compradores digitais, são 41,2% de participação no total para este ano. Ainda segundo o eMarketer os líderes deste grupo menor são Chile, Colômbia, Peru e Venezuela.
Chile, Colômbia e Peru também são os 3 mercados digitais (de segunda linha) mais avançados em termos de internet móvel, eles superam até mesmo os outros 3 do “primeiro time” em algumas categorias se pensarmos em taxas de penetração em vez de analisar apenas os números absolutos. Pensando nisto, nenhuma surpresa este grupo de pequenos devem atingir 64,8 milhões de consumidores em 2019, mais do que Brasil e Argentina somados no mesmo ano.
A eMarketer ainda aponta que este grupo de “outros” devem crescer o faturamento de 16,92 bilhões de dólares em 2015 para 28,99 bilhões de dólares em 2019. Isso significa que o share de compras de comércio eletrônico na região deve cair de 35,7% para 34,2% durante o mesmo período, algo que parece natural, já que os números de compras tendem a ser menores para os novos consumidores.

Você também vai gostar

Como montar uma loja virtual Como montar uma loja virtual. Constantemente você vai ler aqui no nosso blog, vai ouvir nas aulas e uma hora também vai concordar. Ter uma loja virtal...
Marketing Digital: O dilema da qualidade versus preço na criação... Atualmente não dá mais para evitar, seja uma pequena ou média empresa, todo negócio precisa garantir sua presença na Internet. Se você não estiver lá ...
A metodologia de coaching pode ser decisiva na gestão do seu e-c... Com a popularização do e-commerce nos últimos anos, a concorrência também aumentou nos mais variados nichos. Uma gestão eficaz pode ser o diferencial ...
Os principais gatilhos mentais do consumidor A psicologia é um fator essencial e determinante na maioria das estratégias de marketing. Isso porque todas as decisões, desde as mais simples às mais...
Comércio eletrônico cresce 28% em 2013 para R$ 28,8 bilhões. O comércio eletrônico movimentou R$ 28,8 bilhões em 2013, alta nominal de 28% na comparação com 2012, quando o faturamento chegou a R$ 22,5 bilhões, d...
Em 4 horas de Black Friday, lojas virtuais têm prejuízo de pelo ... Estudo da One Day Testing monitorou 43 e-commerces nas primeiras horas da Black Friday e constatou que 83% apresentaram instabilidade em algum período...
Com crescimento de 25%, e-commerce brasileiro vira notícia A E-bit publicou em março o Relatório Webshoppers, que semestralmente analisa as tendências e gera estimativas baseadas nas preferências e mudanças de...
Com forte expansão das compras via mobile, faturamento do e-comm... Ao contrário dos dois últimos anos, crescimento foi motivado pela alta no volume de pedidos A Black Friday gerou faturamento de R$2,1 bilhões no e-com...
Pesquisa Profissional de E-commerce 2015 Saíram os resultados da quarta edição da Pesquisa Profissional de E-commerce. A parceria entre E-bit e Universidade Buscapé Company que se iniciou no ...
As 10 inovações que mudaram o mundo do varejo. O varejo é hoje um mercado cheio de inovações com as tecnologias que vêm surgindo, como pagamento sem contato, mobile commerce e Internet das Coisas, ...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>