• Profissional de E-commerce
  • por Profissional de E-commerce
  • O blog Profissional de E-commerce foi criado em outubro de 2012 com o objetivo informar e capacitar o mercado de comércio eletrônico no Brasil.

Como montar uma loja virtual de camisetas

16 de janeiro de 2019
Share Button

Texto do Vinicius Guimarães na Escola do E-commerce. Você fez algumas pesquisas e cálculos, planejou e decidiu: quer montar uma loja de camisetas. Porém, iniciar o negócio próprio e seguir em frente com ele requer mais empenho do que apenas ter um desejo. É preciso alguns cuidados básicos que vão desde a formalização da empresa até a maneira como ela é divulgada para os clientes.

No artigo de hoje, vamos oferecer um passo a passo sobre os aspectos que precisam ser considerados na hora de montar a sua loja. Quer saber como deve proceder? Então aproveite e confira agora mesmo!

Formalização da empresa

Nessa fase, você cuidará de todos os processos referentes à abertura de uma empresa. Isso envolve a criação de um CNPJ na Receita Federal e a obtenção da autorização para emissão de nota fiscal, por exemplo.

O ideal é contar com a ajuda de um contador, que tem o conhecimento e a experiência para providenciar todas as questões envolvidas nisso. Verifique a possibilidade de se enquadrar como Microempreendedor Individual (MEI). Nesse caso, você só pagará o ICMS e o INSS, uma carga tributária consideravelmente menor.

Criação de um plano de negócios

O plano de negócios é o documento que especifica todas as questões pertinentes ao empreendimento. Nele, você deve descrever os objetivos, as ações e os investimentos necessários para alcançá-los, o tipo de relacionamento com os clientes, as estratégias de divulgação, entre outras coisas. Ou seja, deve formalizar os pontos relacionados ao:

  • financeiro;
  • marketing;
  • comercial;
  • logística.

Em outras palavras, tudo que esteja associado à estratégia de atuação do seu negócio deve ser descrito no plano, e ele servirá como guia para sua tomada de decisão ao longo do tempo. O Sebrae disponibiliza um modelo que pode ser seguido na hora de criar o seu plano.

Seleção de fornecedores

Chegou o momento de escolher os seus fornecedores — de camisas, tintas, embalagens e outros materiais necessários. Apesar de o custo ser um fator de peso, lembre-se de priorizar também a qualidade, visto que isso influencia diretamente na satisfação dos seus clientes e na imagem que o seu negócio cria no mercado.

Procure conhecer mais sobre a reputação dessas empresas, o que tem sido falado delas na internet, a opinião dos clientes e qualquer outro fator que possa influenciar sua decisão. Além disso, é importante avaliar outras questões, como:

  • prazos de entrega;
  • prazos para pagamento;
  • capacidade de atender alta demanda.

Se você ainda não tem o capital disponível para investir em máquinas e equipamentos, pode encontrar fornecedores que fazem o trabalho de impressão e envio das camisetas. No entanto, tenha em mente o custo que isso terá, pois ele provavelmente vai diminuir a sua lucratividade.

Segmentação de mercado

Em vez de montar a loja de camisetas e só depois, na prática, testar o que o cliente aceita, faça uma pesquisa primeiro. Por meio dela, você passa a conhecer melhor o seu público, identifica suas necessidades e a partir daí define o que deve oferecer.

Isso ajuda a diminuir os riscos de investir dinheiro em algo que não vai dar certo. Além disso, você começa o negócio conhecendo seus clientes e sabendo melhor como se relacionar com eles.

Para fazer um trabalho eficiente, é preciso fazer a segmentação considerando questões:

  • geográficas;
  • demográficas (idade, sexo, renda, escolaridade etc.);
  • psicográficas (interesses, opiniões, estilo de vida, passatempos etc.);
  • comportamentais (relacionadas ao consumo).

Produção de peças originais

Agora que já sabe quem são seus clientes e o que eles buscam, você tem as informações suficientes para afirmar o nicho de mercado em que vai atuar e os tipos de produtos que deve oferecer. Use isso para criar camisas com estampas originais e mostrar um diferencial, o que vai atrair mais clientes para sua loja.

Se escolher uma temática voltada para filmes, por exemplo, estude bastante sobre o assunto e a partir daí produza suas camisetas. Fazendo um bom trabalho, sua loja se tornará referência no mercado e sempre será recomendada quando alguém quiser encontrar uma peça específica — sobre O Poderoso Chefão, por exemplo.

Definição do volume de trabalho

Estabeleça como será a dinâmica da sua produção. Você tem espaço e dinheiro para manter um estoque ou seu modelo de negócio requer um trabalho sob encomenda?

Planejar essa questão é essencial para otimizar os seus resultados — visto que o estoque gera custo e, consequentemente, afeta o preço dos produtos (ou a sua lucratividade).

Se ainda não houver condições de armazenar as mercadorias, você pode contar com a estratégia do dropshipping, por exemplo. Assim, a entrega e o estoque dos produtos ficarão por conta de outra empresa.

Escolha do método de impressão

Existem métodos diferentes para transferir a imagem para as camisetas, e eles podem influenciar no cuidado que o cliente deve ter com o produto. Além disso, existem diferentes técnicas de impressão. Conheça mais sobre elas a seguir.

Serigrafia

Também é conhecida como silk-screen. Nessa modalidade as estampas são gravadas por meio de telas, cada uma responsável por receber uma cor. Ou seja, se o desenho tiver mais de uma tonalidade, deve-se usar uma quantidade proporcional de quadros.

Sublimação

O processo de impressão por sublimação é feito por meio de uma prensa quente, que vai transferir o desenho para a camisa. Essa opção é mais restrita e só permite trabalhos em tecidos de poliéster na cor branca.

Impressão digital direta

Por fim, na impressão digital direta, o desenho é estampado na camisa com o uso de uma impressora.

Definição dos aspectos comerciais

Agora é o momento de definir as questões relacionadas às suas vendas. Fique atento às questões legais: no e-commerce, por exemplo, o Código de Defesa do Consumidor assegura o direito à troca e devolução sem custo algum para o cliente.

Entre os principais pontos que você deve planejar, estão:

Detalhes do produto

Além de identificar todos os custos relacionados à produção e definir a margem de lucro para fazer a precificação, você também deve planejar a apresentação dos produtos. Para isso, liste as informações técnicas (tipo de tecido, numeração etc.), crie uma chamada que atraia a atenção das pessoas e use fotos de qualidade.

Canais de atendimento

Defina as formas do cliente entrar em contato com a sua empresa. Entre as principais opções estão: o telefone, e-mail e chat no site. Você também pode usar as redes sociais para se relacionar com o seu público — além de fazer a divulgação dos produtos e promoções, por exemplo.

Política de trocas e devoluções

Crie uma política clara de trocas e devoluções e a disponibilize no site para que os clientes possam acessá-la a qualquer momento.

Logística

Aqui, você vai planejar a contratação de transportadoras e negociar o frete e os prazos de entrega. Também é preciso formalizar os processos relacionados à logística reversa, responsável por garantir o fluxo das trocas e devoluções.

Uma loja de camisetas é um excelente nicho de mercado que, se bem explorado, pode garantir o sucesso do seu negócio. Oferecendo produtos de qualidade e com temas atuais, você pode garantir um público fiel e sempre presente. Além disso, há grandes chances dessas pessoas se tornarem os maiores divulgadores da sua empresa, recomendando o e-commerce para familiares e amigos.

Gostou das nossas dicas? Então compartilhe este post em suas redes sociais e permita que mais pessoas saibam como proceder para ter o negócio próprio vendendo camisetas!

Texto do Vinicius Guimarães publicado anteriormente na Escola do E-commerce.

Você também vai gostar

Cresça em tempos de crise! Não deixe a crise da economia brasileira deter você. Empresários estão preocupados em relação à expansão de seus negócios, mas o fato é que é possível...
Geração Y e o mercado de trabalho Guga Stocco, VP de Business Development no Buscapé Company fala sobre as características dos profissionais da Geração Y e como o mercado de trabalho t...
Buscapé vai incorporar 13 sites de comparação de preços da Europ... O Buscapé vai expandir sua operação para além da América Latina e incorporar mais treze sites estrangeiros de comparação de preços da Europa e da Áfri...
O dinheiro de verdade está no mercado de E-commerce B2B Enquanto os holofotes continuam voltados ao mercado B2C (empresas que vendem diretamente para o consumidor final), o E-commerce B2B (empresas que vend...
A terceira idade no e-commerce: uma reflexão Quando o assunto é e-consumidor, pensa-se logo nos Millennials (nascidos entre 1981 e 1997) ou nos jovens da conectadíssima Geração Z (nascidos a part...
Aplicando a aceleração do crescimento de startups para um e-comm... Conheça a metodologia de aceleração de crescimento de startups para identificar qual o melhor caminho para o sucesso do seu e-commerce. A vida do empr...
Você compra online de outros países? Os tempos mudaram. Não precisamos mais esperar um amigo viajar para outro país para pedir que ele traga um produto importado. Livros, Dvds, Tênis, obj...
5 boas práticas para evitar processo jurídico no e-commerce O problema de processo jurídico no e-commerce assombra até os melhores lojistas. Os custos envolvidos na defesa sempre superam os ...
A Cultura do Fracasso Meus parabéns, você fracassou. Sem ironias, é exatamente isso que eu quero dizer. Se a sua ideia não vingou, mesmo com criatividade, originalidade, in...
Novas regras de atuação para lojas virtuais entram em vigor O pacote de medidas com as novas regras de atuação para lojas virtuais anunciado em março de 2013 entrou em vigor ontem (14/5). As novas regras promet...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>