• Cláudio Alvadijan
  • por Cláudio Alvadijan
  • Cláudio Alvadijan, especialista em logística e CEO da Movetogo. A Movetogo é uma plataforma online onde qualquer cliente pode solicitar uma cotação e contratação de coleta e retirada de encomendas, de uma maneira simples e rápida. A empresa atua em todo Brasil e atende consumidores e empresas de todos os portes. A segurança das entregas é garantida pela parceria com a seguradora Porto Seguro e a startup tem iniciativas diferenciadas, como a aferição do peso e tamanho dos produtos no momento da retirada.

Marketplace e a etapa mais importante para o consumidor: a entrega

29 de janeiro de 2019
Share Button

Os consumidores estão cada vez mais adeptos às compras em sites. O segmento de marketplace de produtos usados e novos e artesanatos faturou R$ 73,4 bilhões em 2017, um crescimento de 21,9%, em relação ao ano anterior, quando o movimento foi de R$ 60,2 milhões, de acordo com dados do 37º Webshoppers, elaborado pela Ebit.

O número de clientes assíduos desse segmento também mostra que o marketplace continua crescendo e se tornando um dos negócios mais populares do País, pois 58% dos clientes realizaram pelo menos quatro compras nesse tipo de plataforma, em 2017.

Embora esse segmento esteja crescendo, a logística ainda é uma das grandes dificuldades desse setor, pois segundo levantamento da Synapcom, 50% dos pedidos online no Brasil sofrem problemas como danos e atraso na entrega. As empresas e pessoas que vendem por marketplaces, devem se atentar à etapa de entrega dos produtos, e escolher com cautela seus parceiros, já que essa é uma das fases mais importantes na jornada de compra.

Os consumidores que compram pela internet optam por vendedores que oferecem os melhores prazos de entrega e têm boas avaliações no pós-venda, o que nos remete também às questões envolvendo danos e extravios de mercadorias que, infelizmente, acontecem com frequência e impactam nessa avaliação.

O mercado de transporte precisa buscar a inovação, para levar qualidade na entrega para o consumidor final e ajudar a fidelizá-los.

Para quem está começando a vender por marketplaces ou já comercializa por essas plataformas, algumas recomendações são muito importantes na hora escolher a empresa que vai enviar sua encomenda.

  • Ter uma embalagem que realmente preserve o produto;
  • Verificar se a empresa de marketplace tem restrição de transporte do produto vendido.
  • Conferir medidas, peso e valor de nota fiscal, se estão adequados ao mercado de marketplace;
  • Comparar o prazo de entrega que é oferecido, para saber se é o mais adequado para o negócio;
  • Verificar se o valor de nota fiscal é restituído em caso de avaria ou extravio;
  • No contrato de uma transportadora, sempre pedir a apólice de seguro, para confirmar a veracidade e condições estabelecidas pela seguradora;
  • Não basta apenas despachar uma mercadoria. A venda se encerra quando a entrega for finalizada e o cliente demonstrar satisfação pelo produto e pelo processo de entrega.

Leia também:

Por que existem poucas transportadoras para e-commerce?

Você também vai gostar

O perfil dos brasileiros interessados em entretenimento O Rock in Rio é só um dos eventos que movimentam a economia do setor e que agradam os brasileiros interessados em entretenimento. Em levantamento divu...
O desafio da logística para lojas virtuais Considerado um dos maiores desafios das operações de e-commerce, a logística precisa de uma atenção especial. Quando o assunto são os envios de mercad...
Retargeting: três dicas para otimizar campanhas online no setor ... À medida que os consumidores ficam mais confortáveis com e-commerce, sua jornada digital também fica mais complexa. Isso porque hoje os viajantes já u...
Como melhorar a logística reversa do seu e-commerce Qualquer gestor conhece a importância de uma logística bem estruturada para o sucesso do seu e-commerce, mas tão importante quanto este processo, é a ...
Best Buy abandona showrooming A Best Buy abandonará showrooming a partir de Março para conseguir concorrer com os grandes varejistas do e-commerce. A rede de supermercados dos EUA ...
Lei da Entrega com Hora Marcada A Lei da Entrega com hora marcada pode prejudicar e-commerce? Alguns empreendedores podem ficar sem trabalhar com ela. Pedro Guasti falou sobre o assu...
A era do consumidor multicanal O comércio eletrônico no Brasil continua caminhando a passos largos. Para se ter uma ideia, a Ebit prevê que em 2013 o setor deverá apresentar um cres...
Nova lei do ICMS deixa empresários de mãos atadas A emenda constitucional nº 87/2015 (EC 87), que altera a Lei do ICMS, passa a vigorar a partir 2016 e, até então, parecia ser uma solução justa para a...
Números da sazonalidade no E-commerce brasileiro Trabalhando com e-commerce, há vários anos seja na gestão de lojas virtuais de terceiros ou no marketing digital dos clientes, os números das datas sa...
O impacto do desemprego no varejo Todos nós temos visto o forte aumento no número de brasileiros desempregados, mas a dúvida que fica é: Qual é o real impacto no consumo? Antes de tudo...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>