• Fabricio Buzzatti
  • por Fabricio Buzzatti
  • Fabricio Buzzatti é fundador e CEO da Omnize, Buzzatti foi um dos fundadores da A5 Solution, empresa de soluções de Contact Center, CRM e pioneira em Cloud. Formado em Engenharia Elétrica pela E.E.Mauá, com MBA Executivo pela BSP, possui experiência de mais de 15 anos em Telecom e Call Centers.

O atendimento online para conversão de vendas

25 de dezembro de 2015
Share Button

De todas as estratégias possíveis para aumentar as vendas, focar no bom atendimento é uma das menos custosas e com melhores chances de funcionar. Isso por quê:

1. As pessoas compram de quem elas gostam. Afinal, você nunca comprou um pacote de balas no ônibus – que você nem queria, por sinal – só porque o vendedor era divertido?
2. As pessoas compram de quem elas confiam. Você toparia colocar seus dados de cartão de crédito num site que não oferece nenhum dado de contato? Ou que oferece, mas não responde nunca?

Sabendo disso, entenda como fazer para ser digno da confiança e simpatia do seu consumidor com ações simples e baratas e, assim, aumentar suas vendas!
Para o consumidor confiar em você…

Mantenha os dados de contato à vista

Empresa que se preze tem CNPJ, endereço completo, e-mail ou formulário de contato com confirmação de recebimento, certificados de segurança (se for e-commerce), Termos & Condições (se for SaaS), SAC e todo o resto.
Seu cliente precisa dessas informações à vista para confiar em você de verdade. Portanto, facilite a vida dele: não o faça procurar e muito menos desistir da compra por não ter encontrado esses dados tão importantes.

Deixe as informações claras

Muitas vezes, clientes que acessam seu site pela primeira vez têm incertezas sobre sua empresa, seus produtos e suas regras de negócio. Como funciona o frete? E a devolução? De onde vêm os produtos? Tem garantia? E por aí vai.
O seu trabalho é deixar todas estas informações muito claras e à vista para conquistar a confiança do seu cliente.

Esteja à disposição

Mesmo tendo feito todo o dever de casa, sempre vai ter aquele cliente que ainda tem dúvidas ou que não entendeu alguma parte. É sua responsabilidade estar acessível para que estes clientes entrem em contato com você e tenham uma resposta rápida.
Quanto mais imediato e conveniente para o cliente for o canal de atendimento, melhor. Oferecer canais de atendimento variados e imediatos incentiva o consumidor a de fato entrar em contato e perguntar, em vez de deixar de comprar por medo ou dúvida.
Para o consumidor gostar de você…

Adapte-se

O que é conveniente para o consumidor? Depende. A primeira pergunta que você deve fazer é: quem é o seu consumidor? Dependendo da faixa etária, classe social, gênero e hábitos, o canal preferido pode variar bastante.
Tente descobrir como o seu cliente prefere ser atendido e, em seguida, ofereça estas opções para ele. Repita sempre o mantra: “Eu tenho que me adaptar ao meu cliente, não ele a mim“.

Ofereça vantagens

O cliente tem que perceber que existe um benefício direto em negociar com você e não com o seu concorrente. Desenvolva programas de fidelidade e de afiliados, ofereça descontos e promoções personalizadas.
Sobretudo, compreenda o seu cliente para sempre oferecer produtos ou serviços que tenham tudo a ver com ele.

Seja fofo

Acima de tudo, seu cliente é uma pessoa que tem alegrias e dores, bons e maus momentos. Muitas vezes, uma palavra de carinho é tudo o que ele precisa para passar bem o dia, e isso pode vir de você.
Frases simples como “Oi, tudo bom com você?”, “Que bom poder te ajudar!”, “Foi um prazer :)”, entre outras, trazem calor e espontaneidade à comunicação e fazem o cliente gostar mais de você. E convenhamos: é muito melhor que aquelas mensagens robotizadas, né?

Você também vai gostar

Débito bancário: menos estoques e clientes mais satisfeitos O varejo brasileiro iniciou 2015 com cenário macroeconômico muito desafiador: projeções de crescimento do PIB baixas e crédito ao consumidor escasso. ...
8 essenciais integrações para loja virtual Muitas pessoas que querem empreender consideram o comércio eletrônico como a melhor alternativa para começar seu negócio. Afinal, ele não demanda a pr...
O Neuromarketing pode beneficiar seu e-commerce Por volta de 1965, Gordon E. Moore, co-fundador da Intel, previu em sua “lei de Moore” que quanto mais o tempo passasse, mais barata ficaria a tecnolo...
Site responsivo, dedicado ou aplicativo: qual a melhor estratégi... 168 milhões. Em maio deste ano, esse será o número de smartphones em uso no Brasil. De acordo com a 27ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecno...
Por que CRM quando você só precisa vender mais? Por que CRM quando você só precisa vender mais? Analisar a relação do CRM com a atividade de vendas talvez seja uma das questões mais desafiadoras qua...
Como o seu e-commerce pode aproveitar ao máximo das redes sociai... A Rock Content elaborou a segunda edição da pesquisa E-commerce Trends e com ela novos insights sobre esse mercado puderam ser descobertos. Entre os ...
Dia das Mães 2016 apresenta crescimento de 8% nas vendas. Mobile... O Dia das Mães apresentou resultados positivos no comércio eletrônico brasileiro. Do dia 23 de abril até 7 de maio, o e-commerce teve um faturamento d...
Como fazer um desenho de processos sob medida para o seu e-comme... Para o seu cliente, o desenho do processo de seu e-commerce é algo bastante simples, que ele acredita ser composto por, no máximo, 4 etapas: acessar s...
Como escolher a plataforma de loja virtual ideal para o seu negó... Como escolher a plataforma de loja virtual ideal?  Conheça os modelos de negócio mais utilizados e os cuidados na hora de oferecer seu produto por mei...
Você conhece os direitos do e-consumidor que compra na sua loja?... Um dos pontos mais importantes para ter um e-commerce de sucesso é conhecer os direitos do e-consumidor que compra na sua loja. O empresário que se pr...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>