• Alejandro Vazquez
  • por Alejandro Vazquez
  • Cofundador da Nuvem Shop e diretor de atendimento ao cliente. É apaixonado por ajudar os clientes a ter um negócio de sucesso, adora ler, correr e conhecer novas comidas e lugares.

5 pensamentos de Bill Gates para inspirar o seu sucesso como empreendedor

28 de abril de 2017
Share Button

Empreender não é fácil: requer muita responsabilidade para gerenciar as demandas, disposição para lidar com os problemas, atenção para acompanhar as tendências de mercado e a concorrência. Mas, uma vez que você opta por esse caminho, vale a pena continuar.
Para inspirá-lo, trouxemos hoje alguns pensamentos de Bill Gates, simplesmente o homem mais rico do mundo segundo a revista Forbes. A fortuna não é por acaso: sua empresa, a Microsoft, foi a responsável por desenvolver e popularizar o computador pessoal (PC) da maneira como conhecemos hoje, e o sucesso foi exponencial.

1. O tamanho trabalha contra a excelência

A primeira lição de Bill pode parecer óbvia, mas é frequentemente deixada de lado. Muitos empreendedores, ao se empolgarem com o sucesso inicial do empreendimento, investem mundos e fundos para ampliar o negócio sem ter muita clareza de qual será o próximo passo.
Se você tem uma loja virtual que vende para todo o Brasil e deseja levá-la para o resto do mundo, por exemplo, tenha em mente que será preciso adaptar toda a sua logística para essa nova realidade. Com o atendimento é a mesma coisa: quer passar a responder consultas de clientes também pelas redes sociais? Considere que não será possível utilizar os mesmos procedimentos do telefone e do e-mail.
O objetivo principal do seu negócio deve ser continuar crescendo, claro. Mas talvez seja melhor fazer isso horizontalmente (infraestrutura, equipe, linha de produtos) antes de verticalmente (regiões de atuação, nichos específicos do segmento, entre outros).

2. Seus clientes menos satisfeitos são sua maior fonte de aprendizado

Já falamos no nosso blog que a melhor propaganda é feita por um cliente satisfeito, pois poucas iniciativas de marketing são mais poderosas do que o boca a boca. Por outro lado, os consumidores que não estiverem tão contentes com o produto ou serviço do seu negócio também têm um grande valor.
Eles demandam uma atenção extra da parte da sua equipe, pois possuem informações diferenciadas a respeito dos seus erros e acertos. Tente realizar algumas interações via e-mail ou mesmo uma ligação curta para entender os motivos que os fizeram desistir da sua marca. Será o preço? Uma oferta melhor da concorrência? Ou eles simplesmente não tinham nenhuma ligação afetiva? Você pode utilizar o modelo de Aaker para direcionar as perguntas.
Além dos insights estratégicos que suas experiências promovem, clientes insatisfeitos podem ser um desafio para o seu suporte. Querem uma compensação, precisam ser monitorados para evitar crises de imagem, requerem um esforço extra para serem fidelizados novamente. Veja-os como uma excelente oportunidade de evolução.

3. Os líderes do futuro serão os que empoderam os outros

O que diferencia um chefe de um líder? Enquanto o primeiro simplesmente dá ordens e cobra resultados dos subordinados, o segundo sabe orientá-los em tomadas de decisões, explorar seus pontos fortes e ajudá-los a evoluir.
Outras comparações podem ser feitas: o líder, ao contrário do chefe, mantém a equipe motivada e faz um planejamento a médio e longo prazo, em vez de pensar apenas no quadro imediato. Tais conceitos vão diretamente de encontro com a crença de Bill Gates: ele defende que a principal habilidade de liderança é o empoderamento dos colegas de trabalho.
O segredo, portanto, é entender quais as principais habilidades de cada pessoa da equipe e oferecer a ela todos os recursos necessários para que possa desenvolvê-las. Trata-se de dar aos subordinados o poder de crescerem e superarem suas próprias dificuldades e dúvidas. Nas palavras do próprio fundador da Microsoft: “se você mostrar às pessoas os problemas e as soluções, elas estarão dispostas a agir.”

4. A maneira como você gerencia as informações determina se você vai vencer ou perder

Você não quer tomar decisões de negócio baseadas apenas em suposições, e sim em números concretos ou estatísticas confiáveis. Por isso, é importante saber coletar os dados certos a respeito do seu público e aproveitá-los da melhor maneira.
Pense em seu funil de vendas e faça uma lista de todas as variáveis do processo de compra, tentando identificar quais fatores levam seus clientes a fazerem suas escolhas. Se você tem um e-commerce ou um site, por exemplo, pode experimentar o Google Analytics para medir conversões e entender o comportamento dos usuários em cada página.
A inteligência de informações (ou business Intelligence, em inglês) tem um impacto tão positivo na estratégia das empresas que, em algumas delas, tem sua própria equipe dedicada. Não dispense a oportunidade de avaliar o material que você já possui e utilizá-lo para planejar suas próximas ações.

5. A inovação realmente vira o jogo

A história da Microsoft começou com o lançamento do computador pessoal (PC), passando pela venda do primeiro sistema operacional e atingindo seu clímax com o Windows 95 (que possibilitou, entre outras coisas, o acesso dos usuários domésticos à internet). Bill defende a inovação como essencial para o sucesso, e não parece estar errado.
Afinal, para que serve um produto igual a dez outros? Ou um serviço que não traz nenhuma vantagem para quem o utiliza? Seu empreendimento precisa de diferenciais, tanto na proposta quanto no que oferece. E essas diferenciações devem ser constantes, ou eventualmente a concorrência as tornarão obsoletas.
Lembre-se do conselho de um outro grande nome do mundo business (Seth Godin): “não procure clientes para o seu produto – encontre produtos para os seus clientes”. Tenha bem claro o público que você deseja conquistar e fidelizar, e procure identificar as necessidades mais básicas e cotidianas para entender como atendê-las de uma forma que ninguém fez.
Espero que este artigo tenha inspirado você a começar a empreender ou continuar investindo em seu próprio negócio. Finalizo com um último conselho de Bill Gates: “nunca se compare com ninguém neste mundo. Caso o faça, entenda que você estará insultando a si mesmo.”

Você também vai gostar

Farmácia & Cosméticos: 3 passos para um e-commerce eficiente... Segundo a E-bit, o segmento de Cosméticos & Perfumaria/Cuidados Pessoais/Saúde apresentou o segundo maior volume de pedidos no e-commerce brasilei...
3 passos para encontrar fornecedores e importar do Alibaba para ... Para quem está começando um negócio agora e decidiu trabalhar com produtos estrangeiros, importar pode parecer um bicho de sete cabeças à primeira vis...
Como transformar um momento de crise em oportunidade Com o cenário político-econômico incerto, o consumidor brasileiro assumiu um perfil mais conservador e passou a ponderar com atenção redobrada o que d...
Como emitir Nota Fiscal pelas vendas online? A emissão de notas fiscais, ainda é um assunto que gera grandes dúvidas por parte das pessoas. Seja um microempreendedor ou um futuro empresário, este...
Segmentação: um ótimo diferencial para seu e-commerce Quem possui loja virtual conhece os desafios diários quando o assunto é a conquista de novos clientes. Além de toda a preocupação com envio e rotinas ...
3 lições que os diretores de marketing podem aprender com growth... Os diretores de marketing precisam incorporar os princípios do growth hacking. Aqui estão algumas lições úteis para isso Se você busca novidades em te...
5 táticas vencedoras para montar uma grande equipe Como montar uma grande equipe? É impossível encontrar um empreendedor que nunca tenha tido problemas com o seu time. Faltas, atrasos, desculpas esfarr...
CEO aos 22 anos, empreendedor grego-alemão aposta no mercado bra... Em 2012, com apenas 22 anos, o jovem empreendedor grego-alemão Panayotis Nikolaidis já fundava a sua primeira empresa: a Panna Cotta Voucher Group, es...
Plano de Negócios: Como tornar o Sonho do Empreendedorismo uma r... Plano de Negócios. Um novo negócio sempre começa a partir de um sonho.  Sonho de reinventar uma indústria, de lançar um novo produto ou serviço para a...
3 boas práticas no e-commerce que as indústrias podem aproveitar... Seja pela praticidade ou por encontrar condições melhores, os usuários têm incorporado em sua rotina as compras pela internet. Tal atitude já é notada...

SEGREDOS DO E-COMMERCE

Receba as novidades toda semana

Um comentário sobre “5 pensamentos de Bill Gates para inspirar o seu sucesso como empreendedor”

  • Avatar

    Espetacular Alejandro! A lição 1 é com certeza a mais valiosa. Investi tudo que eu tinha em ferramentas e estrutura sem saber onde queria chegar e agora estou peleando pra conseguir colocar as coisas de volta nos trilhos. Porém, seguimos firme!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar essas tags HTML e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>